Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Cleiton Foguete passa para as quartas de final do TUF Brasil 2 sem lutar

06 de maio de 2013 0

Cleiton Foguete. Foto: Luiz Pires Dias/UFC

O atleta Cleiton Foguete, da RFT/Company, de Balneário Camboriú, é mais um representante do Estado garantido nas quartas de final do The Ultimate Fighter Brasil 2. No espisódio deste domingo, o oitavo da série, Foguete iria enfrentar Daniel Gelo.

O lutador da RFT havia perdido para Thiago Alves, na primeira luta da casa, e foi chamado para encarar Gelo, que entrou na vaga do lesionado Yan Cabral, numa repescagem.

::: Confira como foram todos os episódios do TUF Brasil 2

O limite de peso dos meio médios, 77kg, foi batido por Foguete, mas Daniel Gelo pesou 78kg e a comissão que cuida da saúde dos atletas, junto com as normas do programa, informou que ele não teria tempo para perder o excesso. Assim, o atleta morador de Balneário Camboriú garantiu uma vaga nas quartas do TUF. O outro representante de SC é o argentino Santiago Ponzinibbio.

Gelo seco

Por não ter batido peso e ser massacrado pelos treinadores na frente de todos, dizendo ser irresponsabilidade não vencer a primeira batalha de cada lutador, Daniel Gelo pediu para sair. Sua presença no TUF foi marcante pela discussão com Wanderlei Silva.

Todos os atletas falaram que bater o peso é o mínimo, e viram a falha de gelo como gravíssima.

Silêncio na repescagem

Na luta para fechar os oito combates para as quartas de final, dois atletas do time Werdum foram escolhidos pelo UFC: Thiago Marreta e Pedro Iriê. Os dois se preparam muito e fizeram uma grande luta, que teve a presença de Chuck Liddell na plateia.

O estranho foi ver, até por ordem de Werdum, ninguém se manifestar durante a luta, que ficou no silêncio e só tinha som quando os dois se acertavam. Iriê começou bem, até teve vantagem no primeiro round, mas Marreta aplicou muito mais golpes no segundo e, mesmo andando pra trás em alguns momentos, foi mais expressivo e venceu por decisão unânime.

O programa

A edição do TUF Brasil 2 vem melhorando, mostrando um pouco mais do convívio deles e muito treino, com dicas dos treinadores aos alunos. Isso é muito positivo. Já David Vieira e Patolino armaram uma graça na casa, virando tudo de cabeça para baixo e colocando birita na bebida da galera.

Depois, o time Minotauro curtiu um baita churrasco, com Santiago no espeto, e aproveitou para treinarem no terreno da casa do TUF, o que foi muito elogiado pelos competidores, além da carne de primeira assada pelo atleta da Team Tavares.

Choro do Ninja

No vestiário, após a luta entre Pedro Iriê e Thiago Marreta, o catarinense Juliano Ninja chorou, e acho que teve motivo mesmo. Os dois adversários, que trocavam socos e chutes minutos antes, estavam lado a lado tirando a atadura e conversando numa boa, em uma atitude pra lá de desportiva e de civilidade.

_ Chorei, não porque fiquei triste por vê-los lutando, mas porque achei algo tão belo! Não existia nenhuma rivalidade ou algo pessoal ali, era algo profissional. Não tenho o hábito de chorar, administro minhas emoções, mas, naquele momento ali, era necessário chorar – comentou Ninja.

Classificados Time Minotauro

::: William Patolino
::: Léo Santos
::: Luiz Besouro
::: Santiago Ponzinibbio
::: Cleiton Foguete

Classificados Time Werdum

::: Tiago Alves
::: Viscardi Andrade
::: Thiago Marreta

Próximo episódio

Será o início das quartas de final, com a divulgação dos cruzamentos. Uma coisa é certa: dois atletas do time Minotauro vão se enfrentar. Um atleta pode ficar de fora das quartas, mas a confirmação só será dada no próximo domingo.

Envie seu Comentário