Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pedro Rizzo nocauteia pela última vez e anuncia aposentadoria após luta no Face to Face 12

14 de setembro de 2015 0
Pedro Rizzo vencendo pela última vez. Foto: Jana Aguiar/Divulgação

Pedro Rizzo vencendo pela última vez. Foto: Jana Aguiar/Divulgação


Pedro “the rock” Rizzo
, aos 41 anos, encerrou com vitória a sua importantíssima carreira no MMA, depois de ter começado a lutar ainda na época do vale-tudo, sem regras ou luvas. O carioca venceu o havaiano Andrew Flores por nocaute (desistência) no intervalo do primeiro para o segundo round, em consequência de potentes chutes na perna do adversário — sua marca registrada, em Vitória (ES), no último sábado, no Face to Face 12.

Vídeo: Luis Rafael “Japa” bate recorde de vitórias no MMA
Rafael Morcego vence primeira luta após saída do Bellator

Em 19 anos como profissional do MMA, Pedro Rizzo conquistou 20 vitórias e superou nomes como Tank Abbott, Mark Coleman, Dan Severn, Josh Barnett e Andrei Arlovski, além de ter disputado por três vezes a chance de conquistar o cinturão do UFC.

— A luta me surpreendeu um pouco. Não levei fé na mão dele. Recebi um golpe que senti e, por isso, preferi ficar na guarda. Quando ouvi o sinal de dez segundos decidi dar uns três chutes nas pernas dele pra ver se ele aguentava. Fiquei nervoso pra caramba, há muito tempo não sentia isso. Estava morto de medo. Não da luta, mas de como ia ser esse momento. Sou da velha guarda, da época do Vale-Tudo. Aceitei lutar, mas muita gente não sabe que há cinco semanas eu estava hipertenso. O médico disse para adiar para outubro, mas respondi bem aos medicamentos e a luta foi mantida. Não preciso mais lutar, mas queria mais uma pelos meus alunos e pela minha filha, que tem oito anos e queria me ver lutando. Agora é a hora dos novos atletas e talentos brilharem — disse o agora ex-lutador Pedro Rizzo, que teve em seu córner outra lenda das artes marciais mistas, o ex-campeão do UFC Marco Ruas.

Resultados do Face to Face 12

Pedro Rizzo venceu Andrew “Hawaiano” Flores por desistência verbal no intervalo do primeiro round
Márcio Pedra venceu Guilherme Bomba por decisão dividida dos árbitros (29-28, 28-29, 29-28)
Júnior PQD venceu Gilbert “White Shark” por nocaute técnico aos 3m28s do primeiro round
Gabriel Silva venceu Wendel Cobra por decisão unânime dos árbitros (29-27, 29-27 e 30-27)
Joilton Peregrino venceu Luciano “Mutante” por decisão unânime dos árbitros (30-25, 30-26 e 30-27)
Eduardo Bastos venceu Paulo “Zé Doido” por decisão unânime dos árbitros (triplo 30-27)
Paulo “Rambinho” venceu Gustavo Coelho por decisão unânime dos árbitros (triplo 30-27)
Andrezinho Nogueira venceu Bruno Camargo por nocaute aos 4m59s do primeiro round
Marcus Vinícius “Nuguette” venceu Gabriel “Macaco” por nocaute aos 4m13s do primeiro round

Envie seu Comentário