Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Jon Jones fora do UFC 200

07 de julho de 2016 0

JonJonesJuly7fpfversion2
Até ontem um dos maiores cards da história, o UFC 200 sofreu uma baixa violenta em sua luta principal. Jon Jones foi flagrado em um exame antidoping no dia 16 de junho, fora do período de luta, e teve que ser retirado da luta principal, quando unificaria o cinturão dos meio-pesados contra Daniel Cormier.

Confira informações sobre o UFC 200

Nesta quinta-feira de manhã, Jon Jones participou de uma entrevista coletiva, onde chorou e não divulgou que substância teria sido flagrado, seja um anabolizante ou uma aspirina. Confira o que disse Jones segundo o site do UFC:

“Quero começar me desculpando com todos os fãs que vieram me apoiar no UFC 200, com o UFC e com os irmãos Fertitta por não poder lutar, e com toda a equipe do UFC, e quero me desculpar com Daniel Cormier”, disse, “Esta luta significava muito para ele e para mim, e eu peço minhas sinceras desculpas. Sinto muito que isso tenha acontecido”.

“Toda a situação é horrível e estou muito magoado”, continuou Jones, “Eu não faço ideia do que seja. Tenho tomado os mesmos suplementos durante a maior parte da minha carreira. Sou totalmente contra substâncias que melhoram a performance, e a parte que mais me machuca é ser rotulado como um trapaceiro”.

Visivelmente emocionado, tendo inclusive chorado em determinado momento, o lutador de 28 anos afirmou o desejo de continuar lutando.

“Minha atitude é apenas de continuar lutando”, disse, “Vou tentar ser otimista e positivo diante dessa situação e pensar no que posso tirar de bom disso para minha vida pessoal. Me esforcei muito para voltar até aqui, e sinto que vou ter que escalar a montanha mais uma vez”.

O empresário de Jones, Malki Kawa disse que a contraprova de Jones será testada hoje em Salt Lake City, e observou que seu cliente foi testado oito vezes desde dezembro, sendo aprovado em todos os testes, com exceção do exame feito no dia 16 de junho. Se declarado culpado, Jones pode ter que enfrentar uma punição de até dois anos.

“Mesmo se eu tiver que ficar de fora por dois anos, com certeza vou voltar”, disse Jones, “Estou otimista. No final das contas, eu sou um lutador, e mesmo estando caído agora, eu não estou derrotado. Estou realmente muito triste. Passei por muita coisa para estar aqui, e não vou deixar isso me parar”.

Mais jovem campeão da história do UFC, Jones conquistou o título dos meio-pesados em 2011 e realizou oito defesas de cinturão até perdê-lo em 2015 por estar enfrentando problemas com a justiça após fugir de um acidente de carro sem prestar socorro na cidade de Albuquerque. A representante de Jones, Denise White, reforçou que a possível suspensão por doping “não afeta sua liberade condicional”.

Retornando em abril deste ano, Jones conquistou o cinturão interino dos meio-pesados com vitória sobre Ovince Saint Preux. Apesar disso, sua oportunidade de redenção, e de reconquistar o título em revanche contra Cormier – quem ele já venceu em janeiro de 2015 – não acontecerá neste final de semana, e sua realização futura fica dependendo da apelação de Jon Jones.

Kawa está confiante de que o lutador número um peso-por-peso no mundo será absolvido de qualquer transgressão.

“As últimas 24 horas foram uma loucura”, disse Kawa, “Estamos aqui para negar, nos desculparmos e vamos fazer o que tivermos que fazer para enfrentar isso. Ele tem sido muito aberto sobre tudo isso, e não trapaceou, nem tentou fazer nada de errado. Jones está emocionado com tudo isso, mas vamos andar passo a passo para resolver este processo”.

“Eu nunca tomaria nada para melhorar minha performance”, acrescentou Jones, “Eu nunca trapacearia”.

Envie seu Comentário