Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "Natan Schulte"

Natan Schulte estreia nos Estados Unidos contra russo no WSOF 35

17 de março de 2017 0

Com um cartel bem positivo e vindo de 10 vitórias seguidas, o joinvilense Natan Schulte estreia neste sábado, dia 18, no World Series Of Fighting. Ele vai enfrentar o russo Islam Mamedov. Morando nos Estados Unidos e treinando na American Top Team, Natan comentou sobre a sua adaptação ao novo país.

— A adaptação está sendo boa, não tive muita dificuldade e nos treinos também, já tinha vindo pra cá no ano passado e fiquei um mês, agora estou há quatro meses.

Campeão do GP do XFC em 2014, Natan lutou apenas duas vezes desde lá. Essa mudança para os EUA também ajudou para que a sua carreira internacional de fato fosse iniciada.

— No Brasil eu estava lutando nos eventos nacionais, mas como eu queria alavancar a minha carreira eu tinha que sair do país. Apareceu a oportunidade de lutar no WSOF e eu vim pra cá e foquei na preparação. Eu tenho que estar lutando bem aqui nos Estados Unidos, com grandes nomes para estar num cenário maior. Eu estando bem e lutando em alto nível, aqui vai ser muito bom para a minha carreira — comentou.

natan_schulte

Com um adversário duro pela frente, que tem três vitórias só no WSOF, Natan Schulte espera iniciar com o pé direito para cumprir a sua meta de combates no ano.

— Eu fiz poucas lutas nestes últimos dois anos e meio, e eu fazia três lutas em um ano e isso foi muito ruim pra mim. Por isso a minha meta é fazer três lutas neste ano no WSOF.

Sobre voltar para Joinville, onde morava e treinava, agora é só como visita.

— Não tem como voltar a morar no Brasil, eu amo de Joinville, mas agora é só pra passear. Não tem como eu querer lutar e estar treinando lá, o que muda muito é o treino que a gente tem aqui. Aqui a academia é cheia de wrestlers e só vai encontrar aqui. A minha sorte foi vir pra Flórida, que o clima é bem parecida, e agora até o fim da minha carreira eu pretendo ficar por aqui.

Card do WSOF 35

Blagoy Ivanov x Shawn Jordan
Lance Palmer x Andre Harrison
Bekbulat Magomedov x Donavon Frelow
Abubakar Nurmagomedov x Matt Secor
Tom Marcellino x Bill Jones
Hakeem Dawodu x Steven Siler
Islam Mamedov x Natan Schulte
Alexandre Almeida x Steven Rodriguez
Andrews Nakahara x Emmanuel Walo

*A cobertura do WSOF conta com o apoio da Bad Boy Floripa

Após período de treinos nos EUA, Natan Schulte está pronto para o Max Fight 18

20 de maio de 2016 0
Natan Schulte com Parrumpinha, na American Top Team. Foto: Arquivo Pessoal

Natan Schulte com Parrumpinha, na American Top Team. Foto: Arquivo Pessoal

O catarinense Natan Schulte está de volta aos combates neste sábado. Ele está confirmado no card do Max Fight 18, com transmissão ao vivo do Canal Combate, direto de Varginha (MG). O lutador, que é natural de Joinville e representa a Team Nogueira, passou um mês treinando nos Estados Unidos e garante ter voltado melhor para encarar Henerson Neném.

Vídeo: Maurício Bad Boy é nocauteado em 5 segundos no ACB 38

— A minha ida para os Estados Unidos foi muito boa, tanto pelo intercâmbio como os treinos. A American Top Team tem o maior número de atletas no UFC. Eu já tinha o interesse de treinar lá e acabei indo. Vi uma evolução muito boa na luta agarrada, que é uma característica minha, e isso deu uma melhorada boa — comenta.

Alexandre Cidade faz sua estreia internacional em evento na Chechênia

Campeão do GP peso-leve do XFC em 2014, Natan está há um ano sem lutar. Ele chegou a ter combate marcado, mas o XFC acabou não realizando o evento. Agora, ele está pronto para mostrar que conseguiu evoluir, ainda mais com os treinos na American Top Team.

— Vai fazer um ano que estou sem lutar e foi bom eu ter treinado lá. Esse período não sem lutar não me atrapalha e vou fazer uma grande luta neste sábado — conta.

Vídeo da encarada entre Natan Schulte e Neném

A luta principal do Max Fight 18 será a brasileira Amanda Ribas e a chilena Jennifer Gonzales, no peso até 57kg. No outro duelo mais aguardado do torneio, o amazonense Francisco De Assis enfrenta Júnior Maranhão, valendo o cinturão dos pesos-galos (até 61kg).

Card do Max Fight 18

Amanda Ribas x Jennifer Gonzales
Francisco de Assis X Júnior Maranhão
Dil Furacão x Diego Gaúcho
Cassiano Tyschyo x Rodrigo Cavalheiro
Henerson Neném x Natan Shulte
Felipe Nilo x Elder Bebê Monstro
Vinícius Salvador x Diogo Hannibal
Arthur Vieira x Cassio Arduini
Armando Polêmico x Flávio Merrão
Hermison Oliveira x Fábio Pacheco
Gustavo “José Aldo” x Betinho Santos
Stefano Colossus x Ewerton Ferreira

Após vitória, Natan Schulte espera por chance de disputar o cinturão do XFC

16 de março de 2015 0
Natan Schulte quer o título máximo do XFC. Foto: Fusion Photography/XFC Divulgação

Natan Schulte quer o título máximo do XFC. Foto: Fusion Photography/XFC Divulgação

Quatro lutas e quatro vitórias depois da estreia no evento XFC Internacional, que vem rivalizando com o UFC no Brasil, além de conquistar o GP da categoria peso-leve, o catarinense Natan Schulte agora quer dar voos maiores.
Depois de finalizar o russo Igor Egorov no último sábado, no XFC 9 em São Paulo, o atleta da Team Nogueira agora busca conquistar o título da organização, lutando contra o campeão da categoria nos Estados Unidos.

— Sim, acredito que na próxima luta eu já vá disputar o cinturão peso-leve do evento — comentou Schulte.

::: Natan Schulte conquista o GP dos leves do XFC Internacional
::: Natan Schulte espera vitória para buscar o título do XFC
::: Após pensar em parar, Alberto Uda está pronto para encarar bielorusso

O título da categoria está vago desde que Scott Holtzman deixou o XFC para assinar contrato com o UFC. Como venceu o GP da categoria no ano passado, falta o evento escolher um adversário para o catarinense.

Resultados do XFCi 9

Até 56,7kg: Bruno “Macaco” Azevedo venceu Allan Nascimento por decisão unânime dos juízes laterais e conquistou o cinturão mundial do XFC
Até 56,7kg: Poliana Botelho venceu Antonia Silvaneide por nocaute técnico a 1min e 37seg do primeiro round e conquistou o título do torneio
Até 77,1kg: Gennadyi Kovalev venceu Will Galvão por decisão unânime dos juízes laterais – Superluta
Até 56,7kg: Julia Berezikova finalizou Julie Werner com uma chave de joelho a 1min45seg do segundo round – Superluta

Card Preliminar

Até 70,3kg: Natan Schulte finalizou Igor Egorov com um mata-leão aos 3min58seg do primeiro round – Superluta
Até 84kg: Alberto Uda venceu Boris Miroshnichenko por nocaute técnico a 1min57seg do terceiro round – Superluta
Até 52,2kg: Viviane Pereira venceu Liana Pirosin por decisão unânime dos juizes laterais – Semifinal do torneio peso-palha feminino
Até 61,2kg: Daniel Virginio da Silva venceu Júlio Rodrigues por nocaute técnico aos 4min46seg do primeiro round – Semifinal do torneio peso-galo masculino
Até 77,1kg: Michel Pereira venceu Cairo Rocha por decisão unânime dos juízes laterais – Semifinal do torneio peso meio-médio masculino
Até 77,1kg: Carlston Lindsay Harris finalizou Paulo Cesar dos Santos com triângulo de mão aos 4min03seg do primeiro round – Semifinal do torneio peso meio-médio masculino
Até 52,2kg: Vuokko Katainen (FIN) venceu Dora Perjes (HUN) na decisão unânime dos juízes laterais – Semifinal do torneio peso-palha feminino
Até 61,2kg: James Gray (EUA) finalizou Edgar Cabello (MEX) com um mata-leão aos 54 segundos do primeiro round – Semifinal do torneio peso-galo masculino

Natan Schulte espera a vitória para buscar o cinturão do XFC

13 de março de 2015 0
Natan Schulte (E) venceu todas no evento. Foto: XFC/Divulgação

Natan Schulte (E) venceu todas no evento. Foto: XFC/Divulgação

Uma das grandes promessas do MMA catarinense e brasileiro estará em ação no hexágono do XFCi 9, evento de MMA que concorre com o UFC no Brasil, na noite deste sábado. Natan Schulte, 23 anos, representa a Team Nogueira e faz uma superluta no evento contra o russo Igor Egorov.

::: Natan Schulte conquista o GP dos leves do XFC Internacional
::: Fotos da ring girl do XFC Alessandra Batista em ensaio sensual
::: Após pensar em parar, Alberto Uda está pronto para encarar bielorusso

Natan, que foi campeão do GP peso-leve (70kg) ano passado, vê no combate contra um adversário de fora do Brasil a chance de buscar algo mais dentro da própria organização, até para fazer o seu impressionante desempenho no XFC até aqui: três lutas e três vitórias.

— Vou fazer esse combate e se eu vencer vou pedir para disputar o cinturão do evento. Sei que vai ser uma luta boa pra mim — comentou.

O atleta fez boa parte da sua preparação no Rio de Janeiro, treinando com as feras da Team Nogueira, e espera surpreender também o adversário, que tem um cartel parecido.

— Tô ansioso para o combate, estou desde junho sem lutar. Foram treinos muito bons, muito diferentes do que eu estava acostumado e isso acrescenta muito, o cara fica bem mais preparado.

Card do XFCi 9
Ao vivo na RedeTV a partir de 0h30min de sábado para domingo

Até 56,7kg: Bruno “Macaco” Souza x Allan Nascimento – Disputa do cinturão mundial
Até 56,7kg: Antonia Silvaneide “Marretinha” x Poliana Botelho – Final do torneio
Até 77,1kg: Gennadyi Kovalev (RUS) x Will Galvão – Superluta
Até 56,7kg: Julia Berezikova (RUS) x Julie Werner – Superluta

Card Preliminar
Até 70,3kg: Igor Egorov (RUS) x Natan Schulte – Superluta
Até 84kg: Boris Miroshnichenko (BRS) x Alberto Uda – Superluta
Até 52,2kg: Viviane Pereira x Liana Pirosin – Torneio peso-palha feminino
Até 61,2kg: Daniel Virginio da Silva x Júlio Rodrigues – Torneio peso-galo masculino
Até 77,1kg: Cairo Rocha x Michel Pereira – Torneio peso meio-médio masculino
Até 77,1kg: Carlston Lindsay Harris x Paulo Cesar dos Santos – Torneio peso meio-médio masculino
Até 52,2kg: Vuokko Katainen (FIN) x Dora Perjes (HUN) – Torneio peso-palha feminino
Até 61,2kg: James Gray (EUA) x Edgar Cabello (MEX) – Torneio peso-galo masculino

Natan Schulte conquista o GP dos leves na primeira temporada do XFC Internacional

08 de junho de 2014 0
Natan (E) fez um combate estratégico. Foto: Wayne Camargo/Rede TV

Natan (E) fez um combate estratégico. Foto: Wayne Camargo/Rede TV

Santa Catarina fez bonito no XFC Internacional, evento de MMA americano que vem sendo realizado no Brasil. No sábado, em São Paulo, o joinvilense Natan Schulte faturou o título do GP dos leves (até 70kg) após vencer Gláucio Eliziário na decisão unânime, em uma estratégia muito bem definida e executada.

— Graças a Deus deu tudo certo. Acreditei do início ao fim e a medalha de ouro é nossa, digo nossa porque não ganhei nada sozinho, contei com o apoio e a torcida de muita gente. Muito obrigado a Deus, em primeiro lugar, família, amigos, alunos, equipe, patrocinadores e ao XFC pela oportunidade #Russonele!!! O contrato está garantido. Agora é se preparar para mais lutas no Brasil e para a estreia nos Estados Unidos — escreveu Natan, o Russo, no Facebook.

Como campeão do GP, Natan recebeu um medalhão banhado a ouro do XFC, o que simboliza também que em breve ele deve fazer a sua estreia internacionalmente.  O combate foi transmitido ao vivo pela Rede TV, que é parceira do evento e finalizou a primeira temporada com grande êxito.

Resultados do XFC Brasil 5

Junior Assunção (Brasil) venceu Alejandro ‘Mandarina’ Solano (Costa Rica) por decisão unânime dos juízes
Alejandro Villalobos (Costa Rica) x Felipe Douglas (Brasil) venceu por finalização no 3º round
Natan Schulte (Brasil) venceu Glaucio Eliziario (Brasil) por decisão unânime dos juízes

Card preliminar

Allan Nascimento (Brasil) venceu Andre ‘Minobroca’ Lourenço (Brasil) por finalização no 1º round
Alberto Uda (Brasil) venceu Thiago Rela (Brasil) por finalização no 1º round
Silvana ‘La Malvada’ Juarez (Argentina) venceu Mayerlin ‘La Bonita’ Rivas (Venezuela) por finalização no 3º round
Cairo Rocha (Brasil) venceu Paulo César dos Santos (Brasil) por finalização no 1º round

Alan dos Santos e Natan Schulte se garantem nas semifinais do XFC

10 de fevereiro de 2014 0

A estreia do evento XFC no Brasil foi um show para a dupla catarinense Alan dos Santos, de Balneário Camboriú, e Nathan Schulte, de Joinville. Os dois se garantiram na semifinal do GP dos pesos-leves (até 70kg) com vitórias convicentes no último sábado, em São Paulo.

Alan comemora a vitória com o mestre Brigadeiro. Foto: XFC/Reprodução

Alan comemora a vitória com o mestre Brigadeiro. Foto: Valmir Silva/MMASUL.com.br

Sono paraguaio

Alan dos Santos, da Astra Fight Team, encarou o paraguaio Marcos Alderete e não precisou de mais que um roundo para acabar com o combate. O lutador de Balneário Camboriú encaixou uma guilhotina e, literalmente, botou para dormir o adversário, avançando para a semifinal contra o carioca Glaucio Elizário.

Natan venceu por nocaute. Foto: Reprodução

Natan venceu por nocaute. Foto: Reprodução

Nocaute duro

Já Natan Schulte, da Team Nogueira Joinville, precisou de três rounds para superar o equatoriano Giovanni Arroyo por nocaute técnico. Assim, Natan passa para a semifinal e irá encarar Gilson Lomanto, dia 26 de abril.

Derrota das meninas

As catarinenses Daiana Torquato e Bianca Daimoni não venceram seus combates no GP peso-mosca (até 57). Daiana perdeu na decisão unânime para Mayerlin Rivas, da Venezuela, enquanto Bianca foi finalizada pela argentina Silvana Juarez no terceiro round.

Resultados do XFC (por MMASUL)

Luta reserva – GP de pesos-leves
Alex Franco (Brasil) finalizou Jack Wilson (Brasil) com um mata-leão

GP de pesos-leves (até 70,3 kg)
Natan Schulte (Brasil) venceu Giovanni Arroyo (Equador) por nocaute técnico no R3;
Alan dos Santos (Brasil) finalizou Marco Alderete (Paraguai) com uma guilhotina no R1;
Gilson Lomanto (Brasil) venceu Daniel Salas (México) por decisão unânime;
Glaucio Eliziario (Brasil) venceu Jonathan Ortega (Chile) por decisão unânime;

Semifinais GP de pesos-leves (26 de abril)
Natan Schulte x GIlson Lomanto
Alan dos Santos x Glaucio Elizario

GP femino de pesos-moscas (até 56,7 kg) 
Silvana Juarez (Argentina) finalizou Bianca Daimoni (Brasil) com um armlock no R3;
Mayerlin Rivas (Venezuela) venceu Daiana Torquato (Brasil) por decisão unânime;

Final GP feminino de pesos-moscas (26 de abril)
Mayerlin Rivas x Silvana Juarez

Co-luta principal – peso-pena
Fernando Vieira (Brasil) finalizou Marcelo Rojo (Argentina) com uma kimura no R2;

Luta Principal – peso-leve
Thiago “Minu” Meller (Brasil) X Clay French (Estados Unidos) – Vitória de Thiago Minu por nocaute técnico no 1º round.

No UFC Londres, Vicente Luque busca quinta vitória consecutiva

18 de março de 2017 0

vicente_luque
A fase de Vicente Luque é espetacular. Em seus últimos quatro compromissos no octógono, ele não deu chances aos oponentes e nocauteou ou finalizou todos. Assim, embalado, ele está em Londres, na Inglaterra, para entrar em ação no card preliminar do UFC Fight Night 107 neste sábado, dia 18 de março.

Natan Schulte estreia nos Estados Unidos contra russo no WSOF 35

O desafio da vez será contra Leon Edwards, inglês e que contará com grande parte da torcida presente na O2 Arena, palco do show. Mas nada tira o foco do brasileiro: ele quer a vitória para, enfim, figurar no top 15 da categoria meio-médio (até 77,1 kg). O Combate transmite, ao vivo, todas as lutas do card a partir das 14h25min (horário de Brasília).

Julio Cesar Morceguinho e Marcel Adur lutam neste sábado no BRAVE 3

Atualmente, Luque é o lutador com maior sequência de vitórias fora da lista dos 15 melhores da divisão. Dentro do ranking, apenas três atletas ostentam números iguais ou superiores: Demian Maia (seis vitórias) e Santiago Ponzinibbio e Kamaru Usman (também com quatro triunfos). Um novo resultado positivo, muito provavelmente, deixará Luque no top 15, e essa possibilidade serve como motivação extra para o combate.

— Eu estou me sentindo muito bem com tudo o que vem acontecendo comigo nos últimos anos. Sem lesões, corpo bem, cabeça boa, evoluindo nos treinamentos, e isso tudo tem refletido em meus resultados. São quatro boas vitórias seguidas, mas quero mais. Quero engatar a quinta e aparecer entre os tops da categoria. Estou subindo degrau por degrau, e esse é o meu foco do momento — avisa o lutador que nasceu em New Jersey, nos Estados Unidos, e foi criado em Brasília.

Card UFC: Manuwa x Anderson
18 de março, em Londres (ING)

Peso-meio-pesado: Jimi Manuwa x Corey Anderson
Peso-meio-médio: Gunnar Nelson x Alan Jouban
Peso-galo: Brad Pickett x Marlon Vera
Peso-pena: Arnold Allen x Makwan Amirkhani

Card preliminar
Peso-leve: Joe Duffy x Reza Madadi
Peso-meio-pesado: Darren Stewart x Francimar Bodão
Peso-pesado: Daniel Omielanczuk x Tim Johnson
Peso-leve: Marc Diakiese x Teemu Packalen
Peso-médio: Tom Breese x Oluwale Bamgbose
Peso-meio-médio: Leon Edwards x Vicente Luque
Peso-galo: Ian Entwistle x Brett Johns
Peso-médio: Brad Scott x Scott Askham
Peso-galo: Lina Lansberg x Lucie Pudilova

*A cobertura do UFC conta com o apoio da Bad Boy Floripa

Três cinturões em disputa no Jungle Fight 87, ao vivo no BandSports

21 de maio de 2016 0
Bruno Cappelozza x Klidson fazem a luta principal. Foto: Leonardo Fabri/Divulgação

Bruno Cappelozza x Klidson fazem a luta principal. Foto: Leonardo Fabri/Divulgação

Bruno Cappelozza e Klidson de Abreu irão disputar a luta principal do Jungle Fight 87, neste sábado, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Os dois vão se enfrentar valendo o título dos meio-pesado, a partir das 21h, com transmissão ao vivo do BandSports.

— Sempre lutei nos 93kg, me adapto melhor nela. Com a derrota você aprende mais do que com a vitória, estou bem mais focado e mais treinado. Klidson é muito bom no jiu-jitsu, mas treinei forte em Curitiba, onde tem as melhores academias de muay thai — disse Cappelozza.

Após período de treinos nos EUA, Natan Schulte está pronto para o Max Fight 18

A pesagem trouxe uma importante mudança no card da organização. Com 1,6 kg acima da categoria dos médios (até 84kg), Quemuel Ottoni está fora da disputa pelo cinturão interino. O atleta foi substituído pelo experiente paraibano Rodrigo Buga, de 35 anos.

Vídeo: Maurício Bad Boy é nocauteado em 5 segundos no ACB 38

Borrachinha falou sobre a mudança de adversário e, segundo ele, seu cartel expressivo e o estilo de luta agressivo acabam intimidando muitos adversários.

— Venho falando exaustivamente que está difícil encontrar um atleta que aceite lutar comigo. Eu entendo e acredito que meu cartel e meu estilo de lutar assusta vários lutadores. Estou pronto para enfrentar qualquer um no mundo. Vou lutar com o próximo adversário, vou para cima e vou nocautear de novo. Esse cinturão é meu — disse.

A bela Débora Dias teve trabalho para bater os 52kg. Foto: Leonardo Fabri/Divulgação

A bela Débora Dias teve trabalho para bater os 52kg. Foto: Leonardo Fabri/Divulgação

Pelo cinturão peso-palha feminino, Debora Dias teve dificuldades em atingir o limite de 52 quilos da categoria e acabou ficando 350 gramas acima do permitido. Entretanto, a paranaense conseguiu bater o limite após as duas horas que lhe foram dadas como prazo e a disputa do título está confirmada.

Card do Jungle Fight 87

16. Klidson Abreu (L.A. Sports/AM) x Bruno Cappelozza (Corinthians Team/SP) 93kg Cinturão Meio-Pesado
15. Debora ‘Máquina de Guerra’ (SST e Dias Team/PR) x Polyana Viana (Sombra Top Team/PA) 52kg Cinturão Peso-Palha
14. Paulo Borrachinha (Borracha Team e Rubens Dorea Tem/MG) x Rodrigo Buga (Eduardo Machado Team/PB) 84kg Cinturão Interino Peso-Médio
13. Samara Santos (Marajó Brothers/PA) x Simone Duarte (Boxe Mania/SP) 52kg
12. Adilson Silva (XGym/PA) x Alisson Barbosa (Herman Gutierrez Team /CE) 66kg
11. Monique Bastos (Granola e Bronx’s GT/SP) x Aline Sattelmayer (STT/SP) 52kg
10. Alex ‘Poatan’ Pereira (Peso Pesado/SP) x Marcus ‘Tatu’ (Luis Brito MMA/RS) 84kg
9. Bruno Assis (BH Rhinos/Minas Gerais) x Eduardo ‘Camelo’ (Hard Fight e CM Fight/PA) 84kg

Card Social Furnas

8. Rafael Souza (Peso Pesado/SP) x Israel Ottoni (Famila Komodo/SP) 61kg
7. Danilo Adreani (Colisao MMA/SP) x Joel ‘Aranha’ Silva (Corinthians Team/SP) 57kg
6. Lukas Campos ‘Togun’ (Togun Team e Kyokushinkaikan/SP) x João Paulo ‘Fortaleza’ (Herman Gutierrez Team/CE) 70kg
5. Diogo Silva (XGym/SP) x Lucas Almeida (Herman Gutierrez Team /SP) 66kg
4. Deiveson Alcântara Figueiredo (Marajó Brothers/PA) x Henrique Santos (Arena Fight Team/Ponta Grossa-PA) 57kg
3. Kaynan Kruschewsky (Ricardo Pereira Team/SP) x Gabriel Gregorio(Team Nogueira/SJRP-SP) 70kg
2. Paulo Pizzo (Peso Pesado/SP) x Zé Reborn (Reborn Team/SP) 57kg
1. Paulo ‘PH’ (Team4life/PA) x Josias Nascimento (Eduardo Machado Team/Pernambuco) 70kg

Julie Werner enfrenta Ariane Lipski no co-main event do Imortal FC 4

21 de maio de 2016 0
Ariane e Julie (D) na pesagem do Imortal FC. Foto: Márcio Valle/Primeiro Round

Ariane e Julie (D) na pesagem do Imortal FC. Foto: Márcio Valle/Primeiro Round

A experiente Julie Werner está de volta aos cages. Após um ano da sua última luta, ela está escalada para o co-main event do Imortal FC, neste sábado, em São José dos Pinhais. A catarinense vai enfrentar Ariane Lipski em uma luta que promete muita trocação. A lutadora de Joinville, que tem no currículo uma luta contra Holly Holm, está preparada para conquistar sua nona vitória na carreira.

Vídeo: Maurício Bad Boy é nocauteado em 5 segundos no ACB 38

— Estou há um tempinho sem lutar MMA, mas fiz algumas duelos de muay thai e kickboxing nesse tempo e chego bem. Pude corrigir uma antiga lesão no ombro também e esse tempo foi proveitoso para me aprimorar — contou Julie.

Após período de treinos nos EUA, Natan Schulte está pronto para o Max Fight 18

E a catarinense estudou bem o estilo de Ariane, mostrando vontade de fazer um grande combate.

— A Ariane é muito técnica, rápida de mão e acho que a gente tem um jogo muito semelhante. Tenho que trabalhar bastante na velocidade e creio que temos tudo para fazer a melhor luta da noite. Vai ser um combate mais voltado para o muay thai e quero sair vitoriosa.

Ex-UFC e GP de kickboxing

Além do duelo feminino, o Imortal FC 4 – Dynamite tem diversas atrações no seu card. A luta principal terá o ex-UFC Jorge Blade enfrentando Thiago Bel (até 70kg). Fazendo jus à alcunha de Tailândia Brasileira da cidade de Curitiba, o Imortal FC realiza ainda lutas de kickboxing em seu card. Além de quatro duelos casados, será realizado um GP até 65kg, com Jordan Kranio, Fabricio Zacarias, Bruno Gari e Petros Cabelinho.

Card do Imortal FC 4 (Televisionado a partir das 21h – Esporte Interativo)

Até 70kg: Thiago Bel (16-3, Evolução Thai) x Jorge Blade (7-2, RFT)
Até 57kg: Juliana Werner (8-5, Sygma) x Ariane Lipski (6-3, Rasthai)
Até 84kg: Bruno Blindado (14-5, Evolução Thai) x Tiago Varejão (24-4, Roxo Strike)
Até 66kg: Irwing Machado (13-4, Checkmat) x Felipe Cruz (16-3, Team Tavares)
Até 77kg: Luciano Contini (11-2, Strikers House) x Marcos Pirata (12-3, Fight Only/Madison Team)
Até 66kg: Diego Marlon (25-9, Gile Ribeiro/Noguchi) x Eneas Gringo (7-4, Gringo Team)
Até 57kg: João Alicate (9-1, Combate Absoluto) x Jardel Evangelista (6-3, Noguchi)
Até 120kg: Johnny Walker (7-2, SIAM / LA Sports) x Fabão Vasconcelos (8-2, HARD)

Card Preliminar (A partir das 17h)

Até 84kg: Dyego Roberto (13-9, Chute Boxe) x Givago Ronin (6-2, CM System)
Até 61kg: Shyudi Yamauchi (12-7, Team Yamauchi) x Diego Santos (10-6, Madison Team)
Até 61kg: Magnum Max (6-3, Evolução Thai) x Welinton Santos (2-0, Chute Boxe)
Até 77kg: Wellington Turman (9-1, Gile Ribeiro / Noguchi) x Geovani Max (11-11, OCS Jiu Jitsu)
Até 75kg: Eduardo Garvon (8-2, Evolução Thai) x Isaac Shibata (Estreante, Gentilini Fighters)
Até 70kg: Antonio Nego (5-2, King Shark) x Igor Soares (3-2, Noguchi)
Até 70kg: Everton Toniazzo (2-3, Confiance JJ) x Ruben CP (1-1, Team Bronx)
Até 61kg: Paulo Macedo (3-0, Fight Only) x Alan Psicopata (1-0, Strikers House)
Até 66kg: Luiz Killer (4-0, Evolução Thai) x Willian Fragoso (Estreante, Gentilini Fighters)

CARD KICKBOXING

GP até 65kg: Jordan Kranio, Fabricio Zacarias, Bruno Gari e Petros Cabelinho
Até 65kg: Diego Shaolin x John Wesley
Até 61kg: Felipe Machado x Maicon Bruno
Até 70kg: Pedro Gomes x Gustavo Neves
Até 65kg: Inglesson The Lara x Hugo Caveira

Após vitória por nocaute, Alberto Uda ganha moral no XFC

21 de março de 2015 0
Uda nocauteou bielorusso no XFC 9. Foto: Fusion Photography/Divulgação

Uda nocauteou bielorusso no XFC 9. Foto: Fusion Photography/Divulgação

Invicto com oito vitórias, sendo quatro delas no XFC Internacional, o catarinense Alberto Uda comemora o triunfo em cima do bielo-russo Boris Miroshnichenko, no último dia 14 no XFCi 9, uma batalha de três rounds que terminou com nocaute. Campeão do GP da categoria peso-médio do evento, ele disse estar sendo bem visto no evento.

::: Após pensar em parar, Alberto Uda está pronto para encarar bielorusso
::: Natan Schulte espera por chance de disputar o cinturão do XFC
::: UFC 190: Ronda Rousey e Bethe Correia fazem a primeira encarada

- A luta foi realmente muito dura e teve uma ótima repercussão entre os mandatários do evento. O presidente me disse que eu sou um guerreiro e que o XFC espera de seus atletas o desempenho que eu tive. Ele disse que eu volto a lutar em maio ou junho, e se continuar ganhando ficarei próximo do cinturão – contou Uda.

O duelo do atleta da Nova União/Thai Gaspar será transmitido neste sábado, 21, a partir da 0h na RedeTV!, assim como o duelo de Natan Schulte.