Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "Peter Montibeller"

Vídeo: Marcelo Hulk vence Peter Montibeller em batalha épica no Aspera FC 33

21 de março de 2016 0
Hulk venceu por decisão unânime. Foto: Valmir Silva/MaisMMA/MMASul.com.br

Hulk venceu por decisão unânime. Foto: Valmir Silva/MaisMMA/MMASul.com.br

Um grande evento se faz com grandes lutas, e esse ingrediente esteve presente no Aspera FC 33, domingo, em São José. O combate principal do evento terminou com uma vitória épica de Marcelo Hulk (Rangel Farias) sobre Peter Montibeller (Team Tavares) por decisão unânime.

Os dois lutadores não amarraram o combate e foram agressivos do primeiro ao último round. No começo, Hulk conseguiu aplicar melhor os golpes e castigou Peter com uma sequência poderosa. No segundo round a história se repetiu, com Hulk dominando a distância e sendo mais efetivo nos golpes. No terceiro, Peter se recuperou e castigou bastante o adversário, mas Hulk novamente conseguiu virar o combate e vencer com superioridade, em uma luta de altíssimo nível.

Veja os melhores momentos da luta:

Marcel Adur, William Lima, Marina Rodriguez e o veterano Elexsandro Silvestre, que estreou no MMA, venceram suas lutas com performances impressionantes.
De negativo, o evento teve atraso no início e na retomada, até por conta do televisionamento, mas contou com um ginásio cheio e torcidas empolgadas, que fizeram a diferença para quem subiu em cima do octógono.

Resultados do Aspera FC 33

Pedro Henrique (Thai Brasil) venceu Zeca Saliba (Nova União) por nocaute técnico no primeiro round
Danimar (CM System) venceu Robson Pedra (Boxe Thai) por nocaute no primeiro round
Luiz André (Rangel Farias) venceu Bruno “Sertão” (Nova União) por nocaute no primeiro roundE
Elexsandro Silvestre (Tavares) finalizou Cleiton Butski (CJ Fight) com katagatami no primeiro round
Marina Rodriguez (Thai Brasil) venceu Carol Bismarki por nocaute técnico no segundo round
Bruno Ramil venceu Luis Schmitt (Rangel Farias) por desistência após o segundo round
Willian Lima (Astra) empatou com Douglas “He Man”
Gleison Mamute (Corinthians MMA) venceu Leo Vitorino (Team Tavares) por decisão unânime:
Alex Leko (Astra) venceu Wellington Dias por nocaute técnico no primeiro round
Marcel Adur (CM System) venceu Douglas Santos (Strong) por nocaute técnico no primeiro round
Everton Monteiro (Astra) venceu Milton “Tatu” por nocaute no primeiro round
Willian Lima (Rangel Farias) venceu Gustavo Efron “Lost” (Chute Boxe) por decisão unânime
Marcelo “Hulk” Dias (Rangel Farias) venceu Peter Montibeller (Tavares) por decisão unânime

Ex-TUF Peter Montibeller e Alexandre Cidade são confirmados no Nitrix 23

16 de abril de 2015 0
Felipe Cruz (E), Alexandre Cidade (C) e Peter Montibeller (D) lutam no Nitrix 23

Felipe Cruz (E), Alexandre Cidade (C) e Peter Montibeller (D) lutam no Nitrix 23

Se no futebol o ditado diz “bola pra frente”, no MMA pode-se dizer “que venha a luta”. E é assim que os catarinenses Alexandre Cidade e Peter Montibeller estão encarando a chance de lutar no Nitrix Champion Fight 23, dia 9 de maio, em Balneário Camboriú. O maior evento do Estado retorna após sete meses.

Os dois viajaram para Las Vegas (EUA) para tentar entra no reality show TUF Brasil 4, mas acabaram perdendo suas lutas e retornando para a Team Tavares sem um contrato com o UFC. Peter Montibeller, invicto nas oito lutas que fez, quer tirar esse peso da derrota na seletiva das costas – ele vai encarar Maurício “Buda” pelos pesos-galos

– O pessoal vai ver um Peter mais maduro, com mais consciência e atitude. A derrota no TUF ainda está engasgada e vou dar meu máximo pra vencer.

Já Alexandre Cidade, que tem 11 vitórias e um revés, quer mostrar que está pronto para a outra — ele encara Michel Silva “Sassarito.

– A expectativa é tirar o peso da derrota, que é muito ruim. Preciso lutar bem porque perdi uma oportunidade e isso me incomoda

Disputas de cinturão

Disputando o cinturão meio-médio (77kg) do evento, o gigante Huinderton Barbosa enfrenta Eduardo Garvon, disputando um título que pertencia a Leonardo Macarrão, hoje no UFC. A outra disputa será pela categoria peso-pena (66kg), que está vago desde a ida de Diego Barbosa para o Jungle Fight. Quem irá disputar é Felipe Cruz contra o baiano Geraldo Cocão.

Nitrix Champion Fight 23
Sábado, dia 9 de maio, com transmissão ao vivo do Canal Combate
Os ingressos já estão à venda

57 Kg: Priscila Souza (PRVT) x. Gisele Moreira (Chute Boxe)
120 Kg: Diogo “Bebezão” (Nova União) x Léo Vitorino (Team Tavares)
70 Kg: Ivan Cegatta (Open One) x Carlos Jensen (Xadai Martial Arts)
70 Kg: Michel Silva “Sassarito” (SD System) x Alexandre Cidade (Team Tavares)
61 Kg: Apóstolis “Popó” Andrade (OCS) x Geraldo Freitas (Rio Fighters)
77 Kg: Rafael Caçapa (PRVT) x Franklin Jensen (Astra Fight Team)
61 Kg: Maurício Alves “Buda” (Nova União) x. Peter Montibeller (Team Tavares)
84 Kg: Dyego Roberto (Chute Boxe) x Gilberto Galvão (Astra Fight Team)

Disputas de cinturão
66 Kg: Geraldo Guimarães “Cocão” (Gardenal Team) x. Felipe Cruz (Team Tavares)
77 Kg: Huinderton Barbosa (Open One) x Eduardo Garvon (Marcelo C Team)

Vídeo: Peter Montibeller fala sobre combate no São José Super Fight

27 de março de 2014 0

Fechando a nossa semana participando com entrevistados no TVCOM Esportes, entrevistei o lutador Peter Montibeller, da Team Tavares, que comentou sobre a preparação, estratégia de luta, mudança de equipe e a importância do seu combate no São José Super Fight. Assista!

Card do São José Super Fight V
Sábado, 29 de março, 19h

João Zeferino (Rangel Farias) x Edson Mosca (Champion/Esparta)
Renato Pezinho (Esparta) x Giba Galvão (Astra FT) – cinturão dos meio-médios 77kg
Marcel Adur (Chute Boxe) x Flávio Queiroz (Thai Unit) – cinturão dos moscas 57kg
Christian Tidi (Esparta) x Ronaldo Felino (Felinos do Sul) – cinturão máster até 75kg
Josué Verde (Chute Boxe) x Cleber Tererê (Realmma Team) – cinturão dos médios 87kg
Mazinho PH (Nova União) x Laércio Alves (Chiquinho FT)
Alexandre Cidade (Team Tavares) x Vanderley (Killer Bees)
Kevin Silva (BTT Palhoça) x Rodrigo Santos (Chiquinho FT)
Peter Montibeller (Team Tavares) x Gabriel Atleticano (Chiquinho FT)
Marcos Maciel Bicudo (BTT Palhoça) x Antônio Vidoto (Kiko Team)
Gabriel Gigante (Chute Boxe) x Marck Bad Boy (Chiquinho FT)
Thiago Nata (Wado Delariva) x Caike Luco (Chiquinho FT)

Ingressos

R$ 30 (arquibancada)
R$ 40 (cadeira)
No site www.blueticket.com.br ou na Honda Amauri, em Campinas

Transmissão

TVCOM irá transmitir o card principal ao vivo, sábado, a partir das 21h30min.

A pesagem também terá imagens ao vivo, na sexta-feira, a partir das 19h.

Peter Montibeller homenageia Philippe Mira no Nitrix 15

13 de agosto de 2013 0

peter

O lutador Peter Montibeller venceu Alessandro Lenhador por nocaute no segundo round na 15ª edição do Nitrix 15, no último sábado, em Joinville. A quarta vitória da carreira de Peter também foi especial porque ele usou na camisa uma foto e o nome de Philippe Mira, lutador morto há um mês.

Além de Peter, o evento também consagrou a volta de Vitor Miranda, treinador de Muay Thai da Team Nogueira Rio, a um evento no Estado e na sua cidade. Vithai venceu João Paulo Gigante em menos de 40 segundos por nocaute no primeiro round.

Confira os resultados das lutas do Nitrix 15

Vitor Miranda venceu João Paulo “Gigante” por nocaute técnico no 1º Round.
Kinberly Novaes venceu Jessica Suelen por TKO (intervenção médica) no início do 3º Round.
Nathan Schultz venceu Daniel Ratinho por finalização no 1º Round.
Anderson Gonçalves venceu Alessandro Magrão por nocaute técnico no 2º Round.
Marcel Adur venceu Erik Guimarães por nocaute técnico no 1º Round.
Peter Montibeli venceu Alessandro Lenhador por nocaute no 2º Round.
Ivonei Pridonik venceu Fernando Felipe por finalização no 2º Round.
Diego Barbosa venceu Igor Soares na decisão unânime.
Luiz André venceu Rafael Baraka por finalização no 1º Round.

Aspera FC 33 promete grandes lutas em São José

19 de março de 2016 0
Cruzado de Marcel derrubou Rafael. Foto: Janaina Moreira/Divulgação

 Marcel Adur (E) fará a luta principal. Foto: Janaina Moreira/Na Guarda

Neste domingo o Aspera FC 33 invade o município de São José, que completa 266 anos neste dia 19. E o principal evento de MMA de Santa Catarina, e com forte expansão em nível nacional e internacional, promete grandes lutas no Ginásio Carlos Varela, no Centro Histórico, a partir das 17h – e transmissão ao vivo pelo canal Esporte Interativo.

O combate principal será entre Marcel Adur, atleta local, contra Douglas Santos, valendo pela categoria dos moscas (até 57kg), já que o ex-UFC Ivan Batman se lesionou e está fora do evento. A co-luta principal será entre dois lutadores da região, Peter Montibeller e Marcelo Hulk medem forças em um duelo de atletas das equipes Team Tavares e Rangel Farias.

Outra luta que promete é entre o experiente Elexsandro Silvestre, de 42 anos, que estreia no MMA contra Claiton Butiski.
O announcer do evento será Junior Furtuoso, que também está na organização do evento.

Card do Aspera FC 33

Marcel Adur x Douglas Santos
Peter Montibeller x Marcelo Hulk
Léo Vitorino x Gleison Mamute
Gustavo Lost x William Lima
Alex Leko x Gelson Ceará
William Lima x Douglas Felipe
Everton Monteiro x Milton Tatoo
Marina Rodriguez x Carol Miss Barbie
Elexsandro Silvestre x Cleiton Butiski
Luis André x Bruno Sertão
Robson Pedra x Danimar Pastusak
Luis Schmitt x Huinderton Barbosa
Pedro Henrique x Zeca Saremba

Serviço AFC 33

Local: Ginásio Carlos Varela, no Centro Histórico de São José
Hora: 17h
Preço: R$ 40 (arquibancada) e R$ 60 (cadeiras octógono)
Fone: (48) 8819-9119

Felipe Cruz e Eduardo Garvon conquistam o cinturão do Nitrix

11 de maio de 2015 0
Felipe Cruz (D) venceu Cocão por decisão unânime. Foto: Janaina Moreira/Divulgação

Felipe Cruz (D) venceu Cocão por decisão unânime. Foto: Janaina Moreira/Divulgação

Após um ano e dois meses sem lutar, passar por um longo período de fisioterapia e duvidar se retornaria em alto nível, o lutador Felipe Cruz conquistou, no último sábado, o cinturão dos pesos-pena (66kg) do Nitrix Champion Fight, o maior evento de MMA do Sul do Brasil. O atleta da Team Tavares, que também representa o Avaí, venceu Geraldo Cocão por decisão unânime após mostrar superioridade na luta, em Camboriú.

Eduardo Garvon faturou o cinturão dos meio-médios. Foto: Marcio Valle/Divulgação

Eduardo Garvon faturou o cinturão dos meio-médios. Foto: Marcio Valle/Divulgação

Na outra disputa de cinturão do evento, a promessa Eduardo Garvon venceu o gigante Huinderton Barbosa por decisão unânime em uma grande batalha de três rounds, com ótimos momentos para os dois lutadores. Aos 19, Garvon promete ficar com a cinta por muito tempo.

— Eu tô muito feliz em conquistar o cinturão na categoria até 77 Kg, vale lembrar que minha categoria é a 70 Kg, mas esse é meu segundo cinturão na categoria de cima. Não sei se vai ser possível, mas eu quero ganhar o cinturão do Nitrix também no 70 Kg e espero que me coloquem, quero conquistar o cinturão em duas categorias, e quem se achar bom na categoria 77 Kg pode vir que eu vou meter porrada — comentou o atleta após o duelo, que aceitou o desafio de encarar o veterano Franklin Jensen.

Peter (embaixo) sangrou muito e luta foi interrompida. Foto: Janaina Moreira/Divulgação

Peter (embaixo) sangrou muito e luta foi interrompida. Foto: Janaina Moreira/Divulgação

O evento ainda marcou a primeira derrota da carreira de Peter Montibeller, que sofreu um corte profundo na testa e teve que abandonar o combate no segundo round.

Resultados do Nitrix 23

57 Kg: Gisele Moreira venceu Priscila Souza na decisão unânime dos juízes.
120 Kg: Léo Vitorino venceu Diogo “Bebezão” por nocaute técnico no segundo round.
70 Kg: Ivan Cegatta finalizou Carlos Jensen no segundo round.
70 Kg: Michel Silva “Sassarito” venceu Marcos Schimitz na decisão unânime dos juízes.
61 Kg: Geraldo Freitas venceu Peter Montibeller por nocaute técnico (interrupção médica) no terceiro round.
84 Kg: Gilberto Galvão venceu Dyego Roberto na decisão unânime dos juízes.
66 Kg: Felipe Cruz venceu Geraldo Guimarães “Cocão” na decisão unânime dos juízes.
77 Kg: Eduardo Garvon venceu Huinderton Barbosa na decisão unânime dos juízes.

Lutadores confirmam disputas de cinturão no Nitrix 23, em Camboriú

08 de maio de 2015 1
Felipe Cruz e Geraldo Cocão disputam título dos penas. Foto: Marcio Valle/Divulgação

Felipe Cruz e Geraldo Cocão disputam título dos penas. Foto: Marcio Valle/Divulgação

Neste sábado tem a 23ª edição do Nitrix Champion Fight, em Camboriú, e direito a transmissão do Canal Combate. O evento terá a disputa do cinturão peso-pena (66kg) com Felipe Cruz, da Team Tavares, enfrentando Geraldo Cocão. Huinderton Barbosa e Eduardo Garvon irão disputar o cinturão dos meio-médios do evento.

Veja também
Ivan Batman é confirmado no UFC Escócia
Richard Godoy luta no Jungle Fight 77

Na pesagem do Nitrix 23, sexta-feira, todos os atletas confirmaram os combates. E o produtor do evento, Isaías Santiago, o “Pelé”, comentou sobre o prejuízo na casa dos R$ 180 mil na última edição do evento, que foi embargada pela justiça no Rio de Janeiro. Para ele, este é o recomeço do Nitrix Champion Fight.

Eduardo Garvon e Huinderton Barbosa disputam a cinta dos meio-médios. Foto: Marcio Valle/Divulgação

Eduardo Garvon e Huinderton Barbosa disputam a cinta dos meio-médios. Foto: Marcio Valle/Divulgação

Nitrix Champion Fight 23
Sábado, a partir das 17h, em Camboriú, com transmissão do Canal Combate

57 Kg: Priscila Souza x Gisele Moreira
120 Kg: Diogo “Bebezão” x Léo Vitorino
70 Kg: Ivan Cegatta x Carlos Jensen
70 Kg: Michel Silva “Sassarito” x Marcos Schimitz
61 Kg: Peter Montibeller x Geraldo Freitas
84 Kg: Dyego Roberto x Gilberto Galvão
66 Kg: Geraldo Guimarães “Cocão” x Felipe Cruz – disputa de cinturão
77 Kg: Huinderton Barbosa x Eduardo Garvon – disputa de cinturão

Catarinenses perdem e times são escolhidos no TUF Brasil 4

13 de abril de 2015 0
Alexandre Cidade (azul) acabou perdendo por decisão unânime. Foto: UFC/Divulgação

Alexandre Cidade (azul) acabou perdendo por decisão unânime. Foto: UFC/Divulgação

O sonho de dois lutadores de Santa Catarina entrarem na quarta edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil foi por água abaixo no segundo episódio do programa, exibido na madrugada deste sábado. Atletas da Team Tavares, de Florianópolis, Peter Montibeller e Alexandre Cidade não venceram seus combates e estão fora do TUF Brasil 4.

Veja também
::: Trio de SC garante vaga na casa do TUF Brasil 4
::: Minotauro é confirmado no UFC 190

Peter Montibeller enfrentou Reginaldo Vieira pelos pesos-galos e foi controlando a distância e evitando ser derrubado, mas Vieira conseguiu colocar o catarinense no chão. Na tentativa de levantar, Peter acabou sendo pego em uma guilhotina e teve que desistir da luta e do sonho do TUF.

Já Alexandre Cidade fez um duelo de três rounds contra Nikolas Motta, perdendo o primeiro round, vencendo o segundo e sendo derrotado no terceiro, e os juízes deram vitória por decisão unânime para Motta.

Foram oito lutas e oito novos atletas que fecharam em 16 o número de participantes desta edição, divididos nas categorias peso-galo (61kg) e leve (70kg). Depois dos combates teve o sorteio para ver quem escolheria o primeiro lutador e o direito de casar a primeira luta. Como Maurício Shogun ganhou na moedinha, ele irá casar a luta inaugural do TUF Brasil 4, com Anderson iniciando a convocação dos atletas por André Dedé e Erick Silva (3ª escolha), enquanto Shogun escolheu Nazareno Malegarie e Glaico Nego como os dois primeiros nomes.

Time Shogun
Nazareno Malegarie
Glaico Nego
Neto BJJ
Jack Godzilla
Matheus Nicolau
Dileno Lopes
Bruno Korea
Giovanni Soldado

Time Anderson Silva

André Dedé
Nikolas Motta
Erick Silva
Fernando Açougueiro
Matheus Adams
Leandro Higo
Reginaldo Vieira
Bruno Bulldog

Próximo programa

O teaser final mostrou Anderson Silva recebendo uma ligação que “pode mudar o rumo do programa”. A imagem, com áudio muito bom, mostra Spider atendendo o telefone no momento em que ele descobre que foi pego no exame antidoping após a luta contra Nick Diaz. Se seguir a programação, Anderson Silva sairá do programa no quarto episódio.

Trio de SC garante vaga no TUF Brasil 4

06 de abril de 2015 0
Erick (E), Nazareno (embaixo) e Glaico estão no TUF. Foto: UFC/Divulgação

Erick (E), Nazareno (embaixo) e Glaico estão no TUF. Foto: UFC/Divulgação

No primeiro episódio da quarta temporada do reality show The Ultimate Fighter Brasil, três representantes de Santa Catarina participaram da seletiva e conseguiram carimbar a vaga dentro da casa – todos pela categoria peso-leve (70kg), sob os olhos dos técnicos Anderson Silva e Maurício Shogun. Erick “Índio Brabo” Silva, Glaico “Nego” França e Nazareno Malegarie estão confirmados para brigar pelo título do programa, com a final no dia 27 de junho.

Veja também
::: Confira no vídeo como foram as seletivas para o TUF Brasil 4
::: Veja como é a academia do reality show do UFC

O programa mostrou a chegada dos atletas em Las Vegas, onde foram realizadas as gravações, e Dana White deu de presente a oportunidade de todos eles assistirem ao duelo entre Anderson Silva e Nick Diaz – as gravações começaram de fato após o combate. Pela programação, por conta do caso de doping, Anderson deve deixar no TUF no quarto episódio, quando Rodrigo Minotauro assume a equipe.

::: Cinco atletas de SC vão tentar entrar no TUF Brasil 4 a partir deste domingo

Nocaute espetacular

A primeira luta do TUF Brasil 4 teve um golpe plástico, que resultou no brilhante nocaute de Bruno Korea em cima de Franklyn Arrocha. Korea ficou passivo os primeiros minutos, mas aí armou um spinning back kick (ele é do taekwondo e esse golpe deve ter outro nome) e acertou a cabeça de Arrocha, que caiu apagado.

Mais um “xente boa” na casa

Nazareno Malegarie é um dos atletas que já merecia estar no UFC por mérito, mas tentou a vaga no TUF e conseguiu. Ele encarou Edson “PC” Pereira e fez uma luta de dois rounds. No primeiro, os dois partiram mais para a trocação e Nazareno conseguiu evitar as quedas, virando bem em cima de PC.

No segundo round, Nazareno aplicou um belíssimo suplê (suspendendo PC do chão e atirando-o “lá de cima”) e conseguiu dominar ainda mais a luta, vencendo por decisão unânime. O lutador da Team Tavares, que é originalmente um peso-galo (61kg), vai disputar o título dos pesos-leves (70kg).

De Curitibanos para o mundo

Glaico “Nego” França encarou Raush Manfio, atleta da Team Nogueira e que tinha a clara torcida e apoio de Anderson Silva por serem companheiros de treinos. O primeiro round foi mais equilibrado, com Glaico sendo derrubado em uma tentativa de chute, mas no segundo foi a vez do lutador de Curitibanos ficar por cima e trabalhar muito bem os golpes, até que Raush deu as costas e Glaico aplicou um mata-leão justíssimo.

No comentário pós-luta, Anderson mostrou a sua tristeza com a derrota de Raush Manfio e parabenizou Glaicon, enquanto Maurício Shogun gostou muito do catarinense da Astra Fight Team e já ficou de olho para colocá-lo no seu time.

Conexão Manaus – Balneário Camboriú

Erick Carlos “Índio Brabo” Silva encarou Gabriel Macário, uma das grandes promessas do MMA brasileiro. Os dois ficaram na parte em pé no primeiro round, com Macário mostrando um bom nível de boxe, mas no segundo round Erick conseguiu levar a luta para o chão e mostrou um pontente ground and pound, acertando uma cotovelada que abriu o rosto de Gabriel Macário. Com o sangue jorrando, o árbitro interrompeu o combate e deu a vitória para o lutador da Astra Fight Team, de Balnéario Camboriú.

Confira quem já garantiu sua vaga no TUF Brasil 4

Peso-galo

Bruno Gustavo “Bulldog”
Bruno Korea
Dileno Lopes
Matheus Nicolau

Peso-leve

Erick Silva “Índio Brabo”
Glaico França “Nego”
Nazareno Malegarie
Joaquim “Neto”

Próximo programa

Será a vez do peso-galo Peter Montibeller e do leve Alexandre Cidade buscarem seus lugares na casa. Os dois atletas da Team Tavares fazem parte dos 16 que vão lutar no segundo episódio do reality show.

Lutadores de SC falam da expectativa para o TUF Brasil 4

04 de abril de 2015 0
Nazareno Malegarie (D) disputa vaga entre os pesos-leves

Nazareno Malegarie (D) disputa vaga entre os pesos-leves

Mais uma vez Santa Catarina está com atletas batendo na porta para entrar no reality show The Ultimate Fighter, que dá ao campeão um contrato com o UFC. Nesta temporada os atletas serão nas categorias peso-galo (61kg) e leve (70kg), e cinco lutadores estarão em busca de uma vaga na casa.

Veja também
::: Confira no vídeo como foram as seletivas para o TUF Brasil 4
::: Veja como é a academia do reality show do UFC

Alexandre Cidade, Nazareno Malegarie e Peter Montibeller representam a Team Tavares, de Florianópolis, enquanto Glaico “Nego” França e Erick Carlos Silva são da Astra Fight Team, de Balneário Camboriú. Confira a expectativa deles, e um breve perfil, para o início do programa, marcado para este domingo, dia 5 de abril, nas RBS TV.

Leia
::: Cinco atletas de SC vão tentar entrar no TUF Brasil 4 a partir deste domingo

Confira as expectativas dos lutadores para o início da quarta temporada do reality show do Ultimate.

"Tô feliz pra caramba em ter a chance de buscar algo que sempre fui atrás. Vou me doar ao máximo para entrar na casa". Alexandre Cidade. Peso-leve. Cartel: 11 vitórias — 1 derrotas. Natural de Florianópolis

“Tô feliz pra caramba em ter a chance de buscar algo que sempre fui atrás. Vou me doar ao máximo para entrar na casa”. Alexandre Cidade.
Peso-leve. Cartel: 11 vitórias — 1 derrotas. Natural de Florianópolis

"Espero representar muito bem SC e Curitibanos, cidade que nasci e vivi grande parte da minha vida". Glaico "Nego" França". Peso-leve. Cartel: 12 vitórias — 3 derrotas

“Espero representar muito bem SC e Curitibanos, cidade que nasci e vivi grande parte da minha vida”. Glaico “Nego” França. Peso-leve. Cartel: 12 vitórias — 3 derrotas. Natural de Curitibanos.

"Estou super feliz em ser um dos 32 atletas. Sei que é só o começo e vou lutar até o fim para ser campeão do TUF 4". Erick Carlos Silva. Peso-leve. Cartel: 15 vitórias — 4 derrotas. Natural de Manaus (AM).

“Estou super feliz em ser um dos 32 atletas. Sei que é só o começo e vou lutar até o fim para ser campeão do TUF 4″. Erick Carlos Silva. Peso-leve. Cartel: 15 vitórias — 4 derrotas. Natural de Manaus (AM).

Nazareno Malegarie

“Tá na hora! Estarei lá entre os catarinenses na disputa do TUF Brasil 4 e conto com a torcida de vocês”. Nazareno Malegarie. Peso-leve. Cartel: 27 vitórias — 3 derrotas. Natural de Buenos Aires. Argentina.

"Ter sido escolhido entre os 32 lutadores, de mais de 600 inscritos, é um grande passo na minha carreira". Peter Montibeller. Peso-galo. 4 Categoria e equipe: peso-galo da  Team Tavares (Florianópolis). 4 Cartel: 7 vitórias

“Ter sido escolhido entre os 32 lutadores, de mais de 600 inscritos, é um grande passo na minha carreira”. Peter Montibeller. Peso-galo. Cartel: 7 vitórias. Natural de Florianópolis.