Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "XFC"

Alberto Uda e Rafael Morcego brilham no XFC 13

07 de dezembro de 2015 0
Uda e o presidente do XFC, Myron Molotky. Foto: Inovafoto/Divulgação

Uda e o presidente do XFC, Myron Molotky. Foto: Inovafoto/Divulgação

Dois catarinenses fizeram bonito no XFC 13, no último sábado, em São Paulo. Da Nova União/Marcos Cunha de Blumenau, Alberto Uda manteve o seu cartel invicto com uma vitória por nocaute em cima do ex-UFC Thiago Bodão, ainda no primeiro round. Atual campeão do GP peso-médio do evento, Uda está mais do que credenciado para em breve disputar o cinturão do XFC.

Rafael Morcego finalizou com categoria. Foto: Inovafoto/Divulgação

Rafael Morcego finalizou no segundo round. Foto: Inovafoto/Divulgação

Rafael Morcego mostrou que está embalado desde a sua saída do Bellator. Com um jogo justo de chão oriundo da luta-livre, o atleta da Astra Fight Team conseguiu encaixar uma chave de braço que fez Jeferson Pitbull dar os três tapinhas no segundo round, alcançando a 24ª vitória na sua carreira.

Resultados do XFC 13

Junior Assunção venceu Maurício Facção por nocaute técnico aos 3min e 51seg do segundo round
Alberto Uda venceu Thiago Bodão por nocaute técnico aos 2min e 19seg do primeiro round
Antonio Trocoli venceu Wendell Negão na decisão unânime dos juízes laterais
Rafael Morcego finalizou Jeferson Pitbull com uma chave de braço a 1min e 25seg do segundo round
Hanan Goes venceu Glyan Alves por decisão unânime dos juízes laterais
Matheus Sinixtro finalizou Elton Roberto com um triangulo de mão aos 2min e 11 seg do primeiro round
Gleison Teixeira venceu Ronaldo Cabral por nocaute aos 25seg do primeiro round
Luciano Santos venceu Romerio Santana por decisão dividida dos juízes laterais
Guilherme Pereira venceu Wellinton Ribeiro por nocaute técnico aos 4min e 14seg do primeiro round
Matheus da Silva venceu Lucas Gil por desistência a 1min e 28seg do segundo round

Rafael Morcego está pronto para estreia no XFC

05 de dezembro de 2015 0
Morcego vem de vitória no AFC. Foto: Jorge Jr./Na Guarda

Morcego vem de vitória no AFC. Foto: Jorge Jr./Na Guarda

O catarinense Rafael Morcego disputa neste sábado mais uma luta em sua carreira, desta vez estreando no XFC, evento internacional que está ficando raízes sólidas no Brasil. O atleta da Astra Fight Team irá enfrentar Jeferson Pitbull em uma das principais lutas do show, em São Paulo.

Alberto Uda retorna ao XFC e vai encarar ex-UFC

Vindo de uma vitória no AFC 24, em São José, Morcego comenta estar pronto para alcançar o seu 26º triunfo.

— Minha expectativa é uma das melhores. Será um evento bem maneiro. Estou preparado, treinando forte há bastante tempo. Eu ia enfrentar o Vinícius Vina, mas ele se lesionou. Agora vou enfrentar o Jeferson Pitbull e tenho certeza que será um grande combate. Estou há um tempo na estrada e isso me traz uma responsabilidade maior — declarou Morcego.

XFCi 13
Transmissão: 21h – Ao vivo no Esporte Interativo

Até 65,8kg: Junior Assunção (65,5kg) x Maurício Facção (64,9kg) – Superluta peso-pena
Até 84kg: Alberto Uda (83,9kg) x Tiago Bodão (83,8kg) – Superluta peso-médio
Até 77,1kg: Wendell Negão (76,7kg) x Antônio Trócoli (76,3kg) – Superluta peso-meio-médio
Até 65,8kg: Rafael Morcego (65,7kg) x Jeferson Pitbull (65,8kg) – Superluta peso-pena
Até 61,2kg: Hanan Goes (60,8kg) x Glyan Alves (61kg) – Young Guns – peso-galo
Até 70,3kg: Mateus Sinixtro (70kg) x Elton Roberto (70kg) – Young Guns – peso-leve
Até 77,1kg: Gleyson Teixeira (76,9kg) x Ronaldo Cabral (77kg) – Young Guns – peso-meio-médio

Card preliminar

Até 65,8kg: Romerio Santana (65,5kg) x Luciano Santos (65,7kg) – Young Guns – peso-pena
Até 120kg: Matheus da Silva (120kg) x Lucas Gil (120kg) – Young Guns – peso-pesado
Até 56,7kg: Wellinton Roberto (56,5kg) x Guilherme Pereira (56,7kg) – Young Guns – peso-mosca

XFC: Alberto Uda encara ex-UFC Thiago Bodão

04 de dezembro de 2015 0
Alberto Uda sonha com voos maiores no XFC. Foto: XFC/Divulgação

Alberto Uda volta ao cage do XFC. Foto: XFC/Divulgação

O lutador Alberto Uda, de Blumenau, campeão do GP peso-médio do XFC, irá encarar o ex-UFC Thiago Bodão neste sábado, dia 5. E enfrentar um cara conhecido anima o representante de Santa Catarina.

Ricardo Tirloni estreia com nocaute no XFC

– Sempre bom lutar com um cara que tem nome. Se ganhar já sobe ainda mais na organização. O XFC é incrível. Tem ótimas lutas. Pelo card que tem, são grandes lutas e isso eu já previa, já que o evento está crescendo muito – disse Uda.

Imbatível na carreira e sucesso no XFC, com quatro lutas e quatro vitória na organização — além de oito triunfos no MMA —, ele não se pressiona para logo disputar o cinturão do evento. E para encarar Bodão, a estratégia está definida.

— Se tiver como encurtar isso e chegar até o cinturão logo é o que mais quero. Lutei, já ganhei e já provei meu valor. Quero o cinturão na minha casa. Se ganhar essa não vou pedi-lo, vou esperar a organização ver que mereço disputar por ele — afirma Uda.

XFCi 13

Transmissão: 21h – Ao vivo no Esporte Interativo

Até 65,8kg: Junior Assunção (65,5kg) x Maurício Facção (64,9kg) – Superluta peso-pena
Até 84kg: Alberto Uda (83,9kg) x Tiago Bodão (83,8kg) – Superluta peso-médio
Até 77,1kg: Wendell Negão (76,7kg) x Antônio Trócoli (76,3kg) – Superluta peso-meio-médio
Até 65,8kg: Rafael Morcego (65,7kg) x Jeferson Pitbull (65,8kg) – Superluta peso-pena
Até 61,2kg: Hanan Goes (60,8kg) x Glyan Alves (61kg) – Young Guns – peso-galo
Até 70,3kg: Mateus Sinixtro (70kg) x Elton Roberto (70kg) – Young Guns – peso-leve
Até 77,1kg: Gleyson Teixeira (76,9kg) x Ronaldo Cabral (77kg) – Young Guns – peso-meio-médio

Card preliminar

Até 65,8kg: Romerio Santana (65,5kg) x Luciano Santos (65,7kg) – Young Guns – peso-pena
Até 120kg: Matheus da Silva (120kg) x Lucas Gil (120kg) – Young Guns – peso-pesado
Até 56,7kg: Wellinton Roberto (56,5kg) x Guilherme Pereira (56,7kg) – Young Guns – peso-mosca

Ricardo Tirloni estreia com nocaute no XFC

30 de novembro de 2015 0
Tirloni nocauteou no segundo round. Foto: Carol Dias/XFC/Divulgação

Tirloni nocauteou no segundo round. Foto: Carol Santos/XFC/Divulgação

E a estreia do catarinense Ricardo Tirloni no XFC foi como ele havia imaginado: vitória por nocaute. O lutador de Balneário Camboriú venceu Jadson Tita no secundo round após acertar um cruzado de esquerda e combinar com uma bomba na linha de cintura, que fez o adversário cair. Esta foi a 18ª vitória na carreira de Tirloni, que encerra o ano com três triunfos em três lutas.

Ricardo Tirloni: “vou lutar por um dinheiro que acho justo”

No Chance para Adur

No duelo que valia a chance de disputar o cinturão peso-galo do XFC, o catarinense Marcel Adur acabou sendo derrotado por José Maria “No Chance” por decisão unânime dos juízes – há quem conteste. Assim, No Chance terá a oportunidade de enfrentar Bruno Macaco pelo título da categoria em 2016.

— Não foi desta vez, galera! Perdi na decisão dos juízes laterais, talvez meio contestável, mas foi a decisão dos juízes. Muito obrigado pela energia de todos. Uma derrota ensina muito mais que uma vitória. Prepara que eu voltarei ainda mais forte — escreveu Adur nas redes sociais.

Gian Siqueira embalado

Outro lutador a estrear bem no XFC foi Gian Siqueira, de Blumenau. O lutador da Nova União/Marcos Cunha abriu o evento com uma vitória consistente em cima de Wellington Thuarman, por decisão unânime.


Ricardo Tirloni vence confronto por nocaute… por EI_Nocaute_Brasil

Resultados do XFCi 12

::: Até 77,1kg: Carlston “Moçambique” Harris venceu Michel “Demolidor” Pereira na decisão unânime dos juízes laterais – Final do Torneio Meio-Médio da segunda temporada
::: Até 52,2kg: Viviane Sucuri venceu Vanessa Guimarães aos 4min8seg do terceiro round – Disputa de Cinturão Peso-Palha feminino
::: Até 57,2kg: José Maria “No Chance” venceu Marcel Adur por decisão unânime dos juízes laterais – Superluta
::: Até 70,3kg: Ricardo Tirloni venceu Jadison da Costa por nocaute técnico aos 2min40seg do segundo round – Superluta
::: Até 77,1kg: Sergio Junior venceu Vitor Negão por nocaute técnico com um chute alto aos 45seg do primeiro round – Superluta
::: Até 56,7kg: Vanessa Melo venceu Molly McCann por decisão unânime dos juízes laterais – Torneio Peso-Mosca feminino
::: Até 70,3kg: Ary Santos venceu Deive Daniel Oliveira por decisão unânime dos juízes laterais – Superluta
::: Até 70,3kg: Luciano Palhano venceu Antônio Paulo Nego por decisão unânime dos júizes laterais – Torneio Peso-Leve Masculino
::: Até 56,7kg: João Elias finalizou Jefferson Pedro com armlock aos 2min06seg do primeiro round – Torneio Peso-Mosca Masculino
::: Até 56,7kg: Pedro Curiri finalizou com um mata-leão Jimmy Martinez Vela aos 2min01seg do primeiro round – Torneio Peso-Mosca masculino
::: Até 52,2kg: Daniela “Dany Fenix” Da Silva venceu Hellen Bastos por decisão unânime dos juízes laterais – Torneio Peso-Palha feminino
::: Até 77,1kg: Gian Siqueira venceu Wellington Thurman por decisão unânime dos juízes laterais – Superluta

 

Ricardo Tirloni abre a guarda antes de estreia no XFC: "vou lutar por um dinheiro que acho justo"

27 de novembro de 2015 0
Tirloni estreia em mais um evento internacional. Foto: Jorge Jr./Na Guarda

Tirloni estreia em mais um evento internacional. Foto: Jorge Jr./Na Guarda

Um currículo de respeito, uma carreira vitoriosa e uma língua afiada antes de estrear em mais um evento. Aos 32 anos, o catarinense Ricardo Tirloni irá enfrentar amanhã Jadison Tita, em São Paulo, no XFC 12 — o ex-UFC Hermes França seria o adversário anteriormente.

Marcel Adur disputa o title shot do XFC

Antes de fazer o seu combate de número 24, Tirloni comentou sobre o peso da idade, que chega para todo mundo, sobre eventos que pagam pouco e que está subindo nos ringues justamente por causa da grana, sem falso idealismo. Confira, em tópicos, o bate-papo com o peso-leve de Balneário Camboriú.

Mudança para Jadison Tita
— Continua sendo um cara especialista em jiu-jitsu, mas ultimamente eu tenho focado mais nas minhas qualidades. Eu tento chegar na luta o mais completo possível, para estar sempre preparado. Minha últimas lutas têm sido em pé, tenho gostado mais e o público gosta mais também, e essa luta não vai ser diferente e eu vou buscar nocauteá-lo.

Motivos para lutar
— Lutar por menos que esses eventos que estão me pagando, o XFC e o Arena Tour, que pagam em dólar, não vale a pena. Lutar por mil reais ninguém vai ver mais a minha cara nesses eventos. Eu recuso, não tô morrendo de fome. As vezes falam “pra você ter notoriedade e ser visto pelo UFC tem que ser campeão do Jungle Fight”, então eu vou morrer fora do UFC porque não vou lutar por R$ 500. O cara que tá no começo, já lutei de graça, por R$ 200 nos Estados Unidos, mas era no início da minha carreira. Agora eu preciso receber o empenho que eu coloco nos treinos.

Peso da idade
— Apesar de que estudos comprovam que aos 32 o homem está no ápice, com certeza já pesa um pouco na hora da recuperação. O MMA é um esporte de contato e tem umas lesões por pancada, que não recupera tão fácil. Pensar em parar ainda não, não consigo aceitar isso. Eu tenho um objetivo, que quem me cerca conhece, e preciso cumprí-lo antes de parar. Eu tô na melhor fase na minha carreira em termo de números, sou o 61º no mundo e 10º no Brasil entre todos os pesos-leves (análise da MMA Tapology). Até quando eu lutava no Bellator não estava tão bem ranqueado. Apesar de no Brasil não ser muito lembrado, no mundo do MMA eu sou bem conhecido e isso é até um problema para casar luta comigo. Não é tão simples assim alguém lutar comigo, é o que os promotores de evento falam.

O próximo ano
— Desde 2010 eu tenho feito três lutas por ano, mas talvez no ano que vem eu faça só duas, mas vai depender. Esta será a minha terceira luta, era para ser quatro no ano. Se o XFC e o Arena Tour me chamarem eu vou, porque são os eventos que pagam o mínimo que eu acho que um atleta deve receber, ainda mais um que lutou contra os melhores do mundo. Já fiz três rounds com o Ben Henderson, três rounds com o Will Brooks, campeão do Bellator, por exemplo.

Estilo
— O promotor do evento que me contrata ele não vê uma luta amarrada, um cara decidido a lutar por pontos, eu vou pra porrada. Acontece até de perder por isso, mas essa é a minha filosofia.

Merecimento
— Eu fiz o contrato de uma luta só, um evento que está me dando a oportunidade de lutar por um dinheiro que eu acho justo. Eu luto pela grana mesmo, e o XFC tá pagando o que é justo para um lutador que já lutou em vários eventos no mundo como eu.

Cinturão
— Como eu não tenho contrato, eu nem penso nisso. Mas se me derem a oportunidade de lutar pelo cinturão, e me pagarem o que eu acho que tenho que receber, eu vou lutar.

Marcel Adur disputa o "title shot" do XFC

26 de novembro de 2015 0
Cruzado de Marcel derrubou Rafael. Foto: Janaina Moreira/Divulgação

Marcel Adur (E) tem muita potência na trocação. Foto: Janaina Moreira/Divulgação

O XFCi 12 promete fortes emoções. Uma das principais lutas será entre o ex-UFC José Maria “No Chance” contra o catarinense Marcel Adur, sábado, em São Paulo. O confronto vai definir o próximo desafiante ao cinturão peso-mosca (até 56,7kg), que está com Bruno “Macaco” Azevedo.

Marcel Adur tem 23 anos, mas já soma 10 vitórias em 12 lutas. O atleta da CM System tem experiência internacional e vem embalado com uma sequência de quatro vitórias por nocaute.

Richard Godoy fatura o cinturão do K.O Combate

— Não tenho tanta experiência quanto o No Chance, mas conquistei vitórias importantes e prefiro até lutas assim, mais duras. Venho de uma sequência boa e quero aproveitar essa chance no XFC para consolidar esse bom momento na minha carreira — disse Adur.

Um dos responsáveis pela montagem do card, Marcelo Brigadeiro, consultor técnico do XFC, destaca que a escolha de Adur, substituindo o lesionado campeão Bruno Macaco, garante que o bom nível seja mantido e projeta um dos maiores duelos da temporada.

Tainan Dalpra vence luta de jiu-jitsu na Rússia

— Quando o Bruno se lesionou, logo pensei no Adur. Acompanho o trabalho dele há um bom tempo, acho que é um excelente atleta, vem de boas vitórias por nocaute diante de bons lutadores e tenho certeza que será uma grande luta. Quando fiz esse casamento, pensei que poderia ser uma das melhores lutas do ano. O XFC está fortalecendo o seu plantel e essa luta vai provar isso — contou Brigadeiro.

XFCi 12

Sábado, 28 de novembro de 2015
Horário: 18h (horário de Brasília) – Primeira luta
Transmissão: 20h (horário de Brasília) – Ao vivo no Esporte Interativo
Local: XFC International Center

Até 77,1kg: Carlston Harris x Michel Pereira – Final do Torneio Peso-Meio-Médio
Até 52,2kg: Viviane Sucuri x Vanessa Guimarães – Disputa de Cinturão Peso-Palha feminino
Até 56,7kg: José Maria “No Chance” x Marcel Adur – Superluta
Até 70,3kg: Ricardo Tirloni x Jadyson da Costa – Superluta
Até 70,3kg: Sergio Junior x Vitor Negão – Superluta
Até 70,3kg: Vinicius Loureiro x Ary Santos – Superluta
Até 56,7kg: Manel Kappe x João Elias – Torneio Peso-Mosca Masculino
Até 70,3kg: Luciano Palhano x Antônio Paulo Nego – Torneio Peso-Leve Masculino
Até 52,2kg: Daniela “Dany Fenix” Da Silva x Hellen Bastos – Torneio Peso-Palha feminino
Até 56,7kg: Molly McCann x Vanessa Melo – Superluta Peso-Mosca feminino
Até 56,7kg: Pedro Curiri x Jimmy Martinez Vela – Torneio Peso-Mosca masculino
Até 77,1kg: Gian Siqueira x Wellington Thurman – Superluta

XFC não será mais transmitido na RedeTV!

05 de julho de 2015 1

Foto: Marcelo Franco/Divulgação XFC
O XFC 10, no último sábado, dia 4, foi o último transmitido ao vivo pela RedeTV!, que há um ano e meio apostou no evento passando todas as suas edições realizadas no Brasil ao vivo e em reprise. O presidente da organização, Myron Molotky, se pronunciou via assessoria de imprensa sobre o assunto.

Announcer Junior Furtuoso é contratado pelo XFC

— Agradecemos a parceira com a RedeTV!, que nos permitiu entrar no mercado brasileiro e mostrar o evento ao público pela TV aberta. Demos à emissora uma grande oportunidade de criar um público fã de MMA, de exibir grandes lutas e grandes shows. Foi uma parceria proveitosa para ambos os lados, mas agora queremos crescer ainda mais e continuar mostrando nosso comprometimento com o Brasil — afirmou Myron Molotky.

A franquia vai anunciar novidades em breve. Enquanto não divulga uma nova emissora para transmitir as lutas da organização no Brasil, o mais provável é que o XFC continue no portal Terra.

XFC 10 irá confirmar os campeões da segunda temporada

04 de julho de 2015 0
Sucuri e Katainencom o presidente do XFC, Myron Molotky. Foto: Carol Correia/XFC Divulgação

Sucuri e Katainencom o presidente do XFC, Myron Molotky. Foto: Carol Correia/XFC Divulgação

O XFCi 10 encerra a segunda temporada no Brasil com duelos decisivos, e o clima quente já começou na pesagem, sexta-feira, inaugurando o XFC Internacional Center, local do evento deste sábado, em São Paulo. Os destaques são os embates entre Daniel Virginio e James Gray valendo o título do torneio dos galos (até 61,2kg), e o confronto da cearense Viviane Sucuri com a finlandesa Vuokko Katainen, que coloca em jogo a medalha de ouro da categoria peso-palha (até 52,2kg).

De Joinville, Everton Borges busca a vitória no Max Fight 15

O evento terá início às 22h40 e será transmitido ao vivo pelo Terra TV, e a partir de 0h30, também ao vivo na RedeTV!. A apresentação oficial será do catarinense Junior Furtuoso, contradado pelo XFC nesta semana.

José Aldo está fora do UFC 189 e Chad Mendes disputa cinturão com McGregor

Card do XFCi 10 – Night of Champions

Até 61,2kg: James Gray (EUA) (61,2kg) x Daniel Virginio (BRA) (61,2kg) – Final do torneio peso-galo
Até 52,2kg: Vuokko Katainen (FIN) (53,1kg) x Viviane Pereira (BRA) (51,6kg) – Final do torneio peso-palha
Até 65,7kg: Ranfi Rivas (VEN) (65,8kg) x Guilherme Faria (BRA) (66kg) – Semifinal do torneio peso-pena
Até 70,3kg: Mohamed Hassan Badawy (EGY) (72,1kg) x Willian Cili (BRA) (70,3kg) – Semifinal do torneio peso-leve
Até 65,7kg: Missael Silva (BRA) (65,8kg) x Pedro Falcão (BRA) (65,8kg) – Semifinal do torneio peso-pena
Até 70,3kg: Fernando dos Santos (70,3kg) x Rubenilton Pereira (BRA) (70,2kg) – Semifinal do torneio peso-leve

Announcer Junior Furtuoso é contratado pelo XFC

01 de julho de 2015 0
Junior Furtuoso vai agora para evento internacional. Foto: Jorge Jr./Na Guarda

Junior Furtuoso vai agora para evento internacional. Foto: Jorge Jr./Na Guarda

Se Santa Catarina é bem reconhecida por exportar grandes lutadores de MMA, agora o talento também dos announcers, os homens que apresentam os atletas nos eventos, vem ganhando espaço. O catarinense Junior Furtuoso, radialista e que começou há pouco mais de dois anos na função, logo teve o seu trabalho visto por mais gente e agora ele passa a integrar o XFC, evento internacional que tem transmissão ao vivo pela Rede TV!, já a partir deste sábado.

José Aldo está fora do UFC 189 e Chad Mendes disputa cinturão com McGregor

Para este novo desafio, já que Furtuoso também é apresentador do Programa Octógono, da TVCOM, ele diz estar preparado.

– É uma responsabilidade muito grande, já que a primeira edição do XFC com um announcer brasileiro, com o evento todo em português. É mostrar o que a gente tem de melhor – disse ele.

Definido o card do UFC 190

Confira o card do XFC Internacional
Ao vivo na RedeTV! a partir de 0h30 (sábado para domingo)

Até 61,2kg: James Gray (EUA) x Daniel Virginio – Final do torneio peso-galo
Até 52,2kg: Vuokko Katainen (FIN) x Viviane Pereira – Final do torneio peso-palha
Até 65,7kg: Ranfi Rivas (VEN) x Guilherme Faria – Semifinal do torneio peso-pena

Card Preliminar
Até 70,3kg: Fernando dos Santos x Rubenilton Pereira – Semifinal do torneio peso-leve
Até 65,7kg: Missael Silva x Pedro Falcão – Semifinal do torneio peso-pena
Até 70,3kg: Mohamed Hassan Badawy (EGY) x Willian Cili – Semifinal do torneio peso-leve

Após vitória por nocaute, Alberto Uda ganha moral no XFC

21 de março de 2015 0
Uda nocauteou bielorusso no XFC 9. Foto: Fusion Photography/Divulgação

Uda nocauteou bielorusso no XFC 9. Foto: Fusion Photography/Divulgação

Invicto com oito vitórias, sendo quatro delas no XFC Internacional, o catarinense Alberto Uda comemora o triunfo em cima do bielo-russo Boris Miroshnichenko, no último dia 14 no XFCi 9, uma batalha de três rounds que terminou com nocaute. Campeão do GP da categoria peso-médio do evento, ele disse estar sendo bem visto no evento.

::: Após pensar em parar, Alberto Uda está pronto para encarar bielorusso
::: Natan Schulte espera por chance de disputar o cinturão do XFC
::: UFC 190: Ronda Rousey e Bethe Correia fazem a primeira encarada

- A luta foi realmente muito dura e teve uma ótima repercussão entre os mandatários do evento. O presidente me disse que eu sou um guerreiro e que o XFC espera de seus atletas o desempenho que eu tive. Ele disse que eu volto a lutar em maio ou junho, e se continuar ganhando ficarei próximo do cinturão – contou Uda.

O duelo do atleta da Nova União/Thai Gaspar será transmitido neste sábado, 21, a partir da 0h na RedeTV!, assim como o duelo de Natan Schulte.