Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Marina Rodriguez promete fazer um lutão no Fight 2 Night, em Foz do Iguaçu

28 de abril de 2017 0
Samara e Marina na encarada. Foto: Felipe Panfili/F2N

Samara e Marina na encarada. Foto: Felipe Panfili/F2N

A invencibilidade na carreira da lutadora de MMA Marina Rodriguez será colocada em jogo mais uma vez nesta sexta-feira. Dona de seis vitórias em seis lutas, ela enfrenta Samara Marituba no Fight 2 Night 2, em Foz do Iguaçu, no evento que tem o ator e empresário Bruno Gagliasso como dono.

Marina treina e mora em Florianópolis e enfrenta as mesmas dificuldades de outros atletas na busca por apoio. Mas no Fight 2 Night, quem em sua segunda edição já se mostra um evento grande, a expectativa é de que o patamar de Marina mude após o combate.

— Essa vai ser a luta mais importante da minha carreira até agora, pois foi uma grande oportunidade de lutar em um evento de altíssima qualidade, graças ao trabalho da minha agência Top Fight. Vou pra fazer um trabalho diferenciado, treinamos mais de dois meses, junto com meu mestre Marcio Malko, para poder dar um show lá em cima. A certeza que temos é de que será um lutão — conta.

O fato de nunca ter perdido no MMA faz com que as adversárias entrem com uma vontade a mais de carimbar o cartel de Marina, mas isso não a preocupa tanto assim.

— Nem penso nisso, pois a cada luta confirmada nós fazemos nosso treinamento começando do zero praticamente, e ao final de cada camp (período de treinos) sabemos que entraremos no cage muito bem preparados para fazer uma guerra. Se acontecer de entrar uma mão e eu perder a invencibilidade, tenho certeza que serei lembrada por ter ido pra luta de verdade! Mas sou muito confiante, e essa confiança guardo dentro de mim e faz com que eu suba no octógono bem maior do que eu sou.

E esta edição do Fight 2 Night terá um grand prix com oito lutadores, que farão até três lutas na mesma noite para ver quem é o grande campeão. O Canal Combate irá transmitir o evento com exclusividade.

Card do Fight 2 Night 2
Rafain Palace Hotel, Foz do Iguaçu (PR)
Sexta-feira, dia 28 de abril de 2017

Luiz “Banha” Cane x Matt Hamill
Paulo Thiago x Faycal Hucin
Ericka Almeida x Virna Jandiroba
Killys Mota x Akihiro Gono
Samara Marituba x Marina Rodriguez
Vitor Carvalho x Jonatha Silva

GP de meio-médios (até 77 kg):

Willian Patolino x Handesson Ferreira
Luiz Cado x Edi de Castro
Junior Orgulho x Eduardo Garvon
Matias Juarez x Jorge Daniel La Terra

Erick Silva estreia com vitória no BRAVE

24 de abril de 2017 0

18077174_1798562297138145_5000846461487358303_o
Erick “Índio Brabo” Silva
estreou bem no evento árabe BRAVE, ontem, que foi realizado na Índia. O atleta da Astra Fight Team, de Balneário Camboriú, venceu Brian Hooi por decisão dividida dos juízes.

Outro representante da Astra, Alex Leko perdeu a sua invencibilidade de 18 lutas ao ser derrotado por decisão unânime pelo polonês Jakub Kowalewicz, mas um resultado bastante controverso, já que Leko foi amplamente dominante e agressivo por dois rounds.

Resultados do BRAVE 5

Carl Booth venceu Tahar Hadbi por decisão unânime
Gurdarshan Mangat venceu Abdul Muneer por decisão unânime
Jakub Kowalewicz venceu Alex Leko por decisão unânime
Erick Índio Brabo venceu Brian Hooi por decisão dividida
Jeremy Pacatiw venceu Chaitanyia Gavali por decisão dividida
Alejandro Martinez venceu Paulo Bananada por nocaute técnico no R2
Rolando Gabriel Dy e Nelson Paes foi declarada sem resultado por choque de cabeças acidental
Mohammad Farhad venceu Irfan Khan por nocaute no R1
Ahmed Faress venceu Bharat Khandare por finalização no R1
Hardeep Rai venceu Arnan Chayiasan por finalização no R1

Felipe Cruz finaliza russo em estreia no ACB 58

23 de abril de 2017 0

felipecruzacb58
O lutador Felipe Cruz estreou com vitória no evento russo ACB, no último sábado. O atleta da Team Tavares conseguiu superar as dificuldades de baixar 16kg em três semanas, o fuso horário após dois dias de viagem e a pressão de lutar em um país em que a luta é levada a sério.

Ele conseguiu finalizar o russo Alim Cherkesov no terceiro round com uma guilhotina, estrangulamento, e na comemoração já pediu a oportunidade de disputar o cinturão – ele já é dono de cinco no Brasil.

– Tô feliz demais, uma conquista na minha vida em um dos maiores eventos do mundo, numa luta que eu aceitei em cima do laço, e deu tudo certo no final das contas – comentou o atleta, que chegará em Floripa nesta quarta-feira.

E mal comemorou a vitória e os donos do evento já pretendiam colocar Felipe Cruz de novo, mas seria em poucas semanas e o lutador pretende tirar uns dias para se recuperar. E a experiência na Rússia, além de boa financeiramente, também rendeu um fato curioso. No intervalo de um dos rounds, os fãs roubaram duas camisas e um boné de Felipe, material que estava com o nome dos patrocinadores.

Vídeo da finalização de @felipecruzmma no @acb_mma. O russo batucou quando sentiu a pressão. #acb58 #acb #acbmma #naguardamma #mma

Uma publicação compartilhada por naguardamma (@naguardamma) em

Vídeo: Patrício Pitbull finaliza Daniel Straus e retoma o cinturão do Bellator

22 de abril de 2017 0

patricio_pitbull

Patrício Pitbull é de novo dono do cinturão peso-pena do Bellator. Nesta sexta, ele finalizou o norte-americano Daniel Straus com uma guilhotina antes do primeiro minuto do segundo round. Esta foi a quarta luta entre eles, agora com três triunfos de Patrício e uma vitória de Straus.

A conquista do cinturão também fez o brasileiro bater o recorde de vitórias dentro do Bellator. São 14 comemorações de Patrício Pitbull dentro do cage circular. Ele estreou pela organização em maio de 2010.

Erick Silva e Alex Leko estão escalados para o Brave 5, na Índia

21 de abril de 2017 0

brave
O evento sensação do Mundo no momento, em termos de novidade, é o Brave Combat Federation. Neste domingo a organização fará uma edição na Índia e dois atletas da Astra Fight Team, de Balneário Camboriú, estão escalados.

Ex-TUF Brasil, Erick “Índio Brabo” Silva encara o holandês Brian Hooi pela categoria dos penas (66kg), mesmo peso que o companheiro de equipe Alex Leko, invicto com 18 vitórias, encara o polonês Jakub Kowalewicz.

O evento terá transmissão ao vivo do Canal Combate a partir das 10h30min da manhã de domingo.

Card do BRAVE 5

Peso meio-médio: Tahar Hadbi x Carl Booth
Peso-pena: Gurdarshan Mangat x Abdul Muneer
Peso-galo: Aziz Julaidan x Mohammed Farhad
Peso-pena: Alejandro Martinez x Paulo Bananada
Peso-pena: Jakub Kowalewicz x Alex Leko
Peso-pena: Erick Carlos Silva x Brian Hooi

Peso-galo: Ahmed Fares x Bharat Khadare
Peso-galo: Hamza Kooheji x Chaitanya Gavali
Peso-pena: Rolando Gabriel x Nelson Paes
Peso leve: Arnan Chaiyasan x Hardeep Rai

The King Fighter 3 é neste sábado em Floripa

20 de abril de 2017 0

17973514_1250847848346974_2911625201973344251_o
A terceira edição do The King Fighter será realizada neste sábado, da 22 de abril, no CT Thai Advance, na Vargem Pequena, em Florianópolis. O evento dá oportunidade para novos talentos do muay thai, e também do MMA, mostrarem seu valor. Estão confirmados nomes como Jackson Tortora, Nilton José, Jean Carlos e Emerson Schultz, entre outros.

cards

Felipe Cruz estreia no evento russo ACB em abril

12 de abril de 2017 0
Foto: Avaí FC/Divulgação

Foto: Avaí FC/Divulgação

Com quatro cinturões, 19 vitórias e três derrotas, a carreira do lutador Felipe Cruz, 25 anos, vai mudar de patamar no dia 22 de abril. O atleta da Team Tavares assinou contrato com o evento Absolute Championship Berkut, da Rússia, e vai estrear internacionalmente. Felipe vai encarar o russo Alim Cherkesov, que tem nove vitórias e uma derrota, pela categoria peso-pena (66kg), bem na qual ele conquistou os seus títulos – o último deles em março, no Noxii Combat, em Joinville.

Para a primeira luta internacional da carreira – na segunda-feira ele estava na Polícia Federal ajeitando o passaporte –, Cruz diz estar muito animado e preparado para, com o perdão do trocadilho, alçar novos voos.

– É uma honra sair de Florianópolis e estar representando todo mundo no ACB, o maior evento da Europa. Eu estou pronto, sempre fiz o meu trabalho e ele vai além do Brasil, por isso essa contratação. Daqui pra frente eu vou mostrar o meu serviço pra sair com a vitória, sempre comemorar e ficar de bem com a vida (risos).

Das últimas seis lutas, Felipe ganhou cinco e teve um empate, pra lá de polêmico. Esse retrospecto positivo, junto com os títulos conquistados na carreira, o motivam ainda mais para encarar Cherkesov no Daguestão.

– É uma luta em um patamar mais alto, obviamente eu estou nesse nível por conta dessa contratação. Eu tô pronto e se tiver a oportunidade de buscar mais um cinturão, e se a organização me der essa chance, estarei lá para representar todos que me acompanham – comentou ele, que é patrocinado também pelo Avaí.

Sobre a estreia, que sempre dá um frio na barriga, ainda mais por ser um país longe – Felipe viaja na próxima semana –,
a expectativa é, de cara, mostrar um belo cartão de visitas para os russos.

– No momento a gente está pensando só nessa luta, em estrear bem e fazer uma luta satisfatória trazendo o nocaute ou uma finalização – disse.

Por doping, Kelvin Gastelum está fora da luta contra Anderson Silva

06 de abril de 2017 0

anderson_gastelum
A zica do UFC 212 começou. O evento, marcado para o dia 3 de junho no Rio de Janeiro, não terá mais o norte-americano Kelvin Gastelum contra Anderson Silva, que seria o co-main event. Gastelum foi notificado pela USADA (agência de doping dos EUA) pelo uso de THC, metabólico da maconha.

O UFC se pronunciou sobre o caso, já que Gastelum, mês passado, nocauteou Vitor Belfort no UFC Fortaleza.

“A organização do UFC foi notificada que Agência Norte-Americana Antidopagem (USADA) informou Kelvin Gastelum sobre uma potencial violação da Política Antidoping envolvendo Carboxy-Tetrahydrocannabinol (“Carboxy-THC”), que é um metabólito de maconha e/ou haxixe, acima do limite de 180 ng/mL, em uma amostra coletada em período de competição em sua recente luta em Fortaleza, Brasil, em 11 de março de 2017.

A USADA, administradora independente da Política Antidopagem do UFC, tratará da gestão de resultados e da adjudicação apropriada do caso envolvendo Gastelum, já que envolve a Política Antidoping do UFC e futuras participações no UFC. Como a Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) era o órgão regulatório do evento em Fortaleza e tem jurisdição sobre Gastelum, a USADA trabalhará para ter certeza de que a Comissão terá todas as informações necessárias para determinar um julgamento próprio para a potencial violação de Gastelum. Informações adicionais ou declarações do UFC serão fornecidas no momento apropriado na medida que o processo avançar.

Como resultado da potencial violação de Gastelum, a USADA colocou o lutador sob uma suspensão provisória. Embora a Política Antidoping do UFC garanta à Gastelum um processo completo e justo antes de qualquer possível julgamento de seu caso, o lutador está sendo removido do card de 3 de junho, no qual enfrentaria Anderson Silva, e um substituto será procurado”.

Card do UFC 210

06 de abril de 2017 0

O UFC 210 será realizado neste sábado, dia 8 de abril, em Buffalo (EUA), com Daniel Cormier colocando seu cinturão meio-pesado para jogo contra Anthony Johnson. Confira o card do evento, que terá transmissão ao vivo do Canal Combate.

Card principal (23h):
Peso-meio-pesado: Daniel Cormier x Anthony Johnson
Peso-médio: Chris Weidman x Gegard Mousasi
Peso-palha: Cynthia Calvillo x Pearl Gonzalez
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Patrick Côté
Peso-leve: Will Brooks x Charles do Bronx

Card preliminar (19h15min:
Peso-pena: Myles Jury x Mike de la Torre
Peso-meio-médio: Kamaru Usman x Sean Strickland
Peso-pena: Shane Burgos x Charles Rosa
Peso-meio-pesado: Patrick Cummins x Jan Blachowicz
Peso-leve: Josh Emmett x Desmond Green
Peso-leve: Gregor Gillespie x Andrew Holbrook
Peso-galo: Katlyn Chookagian x Irene Aldana
Peso-mosca: Magomed Bibulatov x Jenel Lausa

Confira todos os resultados do UFC em 2017

30 de março de 2017 0

ufc
Fique por dentro também do Calendário de eventos de MMA em 2017, além de acompanhar as postagens na nossa página no Facebook. Aqui atualizaremos todos os resultados do UFC no ano.

::: UFC Yair Rodriguez x BJ Penn – 15 de janeiro, em Phoenix (EUA)

Yair Rodríguez venceu BJ Penn por nocaute técnico aos 24s do segundo round
Joe Lauzon venceu Marcin Held por decisão dividida (29-28, 27-30 e 29-28)
Ben Saunders venceu Court McGee por decisão unânime (triplo 29-28)
Sergio Pettis venceu John Moraga por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)

Card preliminar
Drakkar Klose venceu Devin Powell por decisão unânime (triplo 30-27)
Augusto Tanquinho venceu Frankie Saenz por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Aleksei Oleinik venceu Viktor Pesta por finalização aos 2m57s do primeiro round
Tony Martin venceu Alex White por decisão unânime (triplo 30-27)
Nina Ansaroff venceu Jocelyn Jones-Lybarger por finalização aos 3m39s do terceiro round
Walt Harris venceu Chase Sherman por nocaute aos 2m41s do segundo round
Joachim Christensen venceu Bojan Mihajlovic por nocaute aos 2m05s do terceiro round
Cyril Asker venceu Dmitry Smolyakov por nocaute técnico aos 2m41s do primeiro round

::: UFC Valentina Shevchenko x Julianna Peña – 28 de janeiro, em Denver (EUA)

Valentina Shevchenko venceu Julianna Peña por finalização aos 4m29s do segundo round
Jorge Masvidal venceu Donald Cerrone por nocaute técnico a 1m do segundo round
Francis Ngannou venceu Andrei Arlovski por nocaute técnico a 1m32s do primeiro round
Jason Knight venceu Alex Caceres por finalização aos 4m21s do segundo round

Card preliminar
Sam Alvey venceu Nate Marquardt por decisão unânime (triplo 29-28)
Raphael Assunção venceu Aljamain Sterling por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Li Jingliang venceu Bobby Nash por nocaute técnico aos 4m45s do segundo round
Jordan Johnson venceu Henrique Frankenstein por decisão unânime (triplo 30-27)
Eric Spicely venceu Alessio Di Chirico por finalização aos 2m14s do primeiro round
Marcos Pezão venceu Jeremy Kimball por nocaute técnico aos 2m27s do primeiro round
Alexandre Pantoja venceu Eric Shelton por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Jason Gonzalez venceu J.C. Cottrell por finalização aos 3m54s do primeiro round

::: UFC Bermudez x Zumbi Coreano – 4 de fevereiro, em Houston (EUA)

Chan Sung Jung venceu Dennis Bermudez por nocaute aos 2m29s do primeiro round
Felice Herrig venceu Alexa Grasso por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
James Vick venceu Abel Trujillo por finalização aos 49s do terceiro round
Volkan Oezdemir venceu Ovince St. Preux por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Marcel Fortuna venceu Anthony Hamilton por nocaute aos 3m10s do primeiro round
Jéssica Bate-Estaca venceu Angela Hill por decisão unânime (triplo 30-27)

Card preliminar
Curtis Blaydes venceu Adam Milstead por nocaute técnico aos 59s do segundo round – resultado alterado para No Contest após Blaydes falhar em exame antidoping
Chas Skelly venceu Chris Gruetzemacher por finalização aos 2m00s do segundo round
Ricardo Carcacinha venceu Michinori Tanaka por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
Tecia Torres venceu Bec Rawlings por decisão unânime (triplo 30-27)
Niko Price venceu Alex Morono por nocaute aos 4m59s do segundo round – resultado alterado para No Contest após Price falhar em exame antidoping
Khalil Rountree venceu Daniel Jolly por nocaute aos 52s do primeiro round

::: UFC 208 – 11 de fevereiro, no Brooklyn (EUA)

Germaine De Randamie venceu Holly Holm por decisão unânime (triplo 48-47)
Anderson Silva venceu Derek Brunson por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Ronaldo Jacaré venceu Tim Boestch por finalização aos 3m41s do primeiro round
Glover Teixeira venceu Jared Cannonier por decisão unânime (triplo 30-26)
Dustin Poirier venceu Jim Miller por decisão majoritária (28-28, 30-27 e 29-28)

Card preliminar
Belal Muhammad venceu Randy Brown por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Wilson Reis venceu Yuta Sasaki por decisão unânime (triplo 29-28)
Islam Makhachev venceu Nik Lentz por decisão unânime (30-25, 30-25 e 30-27)
Rick Glenn venceu Phillipe Nover por decisão dividida (27-30, 29-28 e 29-28)
Ryan LaFlare venceu Roan Jucão por decisão unânime (30-26, 30-27 e 29-28)

::: UFC Halifax – 19 de fevereiro, em Halifax (CAN)

Derrick Lewis venceu Travis Browne por nocaute técnico aos 3m12s do segundo round
Johny Hendricks venceu Hector Lombard por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Gavin Tucker venceu Sam Sicilia por decisão unânime (triplo 30-27)
Elias Theodorou venceu Cezar Mutante por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
Sara McMann venceu Gina Mazany por finalização a 1m14s do primeiro round
Paul Felder venceu Alessandro Ricci por nocaute técnico aos 4m44s do primeiro round

Card preliminar
Santiago Ponzinibbio venceu Nordine Taleb por decisão unânime (triplo 29-28)
Randa Markos venceu Carla Esparza por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Aiemann Zahabi venceu Reginaldo Vieira por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
Thiago Marreta venceu Jack Marshman por nocaute técnico aos 2m21s do segundo round
Gerald Meerschaert venceu Ryan Janes por finalização a 1m34s do primeiro round

::: UFC 209 – 4 de março, em Las Vegas (EUA)

Tyron Woodley venceu Stephen Thompson por decisão majoritária (48-47, 47-47 e 48-47)
David Teymur venceu Lando Vannata por decisão unânime (triplo 30-27)
Dan Kelly venceu Rashad Evans por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Cynthia Calvillo venceu Amanda Cooper por finalização aos 3m19s do primeiro round
Alistair Overeem venceu Mark Hunt por nocaute aos 1m44s do terceiro round

Card preliminar
Marcin Tybura venceu Luis Henrique KLB por nocaute técnico aos 3m46s do terceiro round
Darren Elkins venceu Mirsad Bektic por nocaute técnico aos 3m19s do terceiro round
Iuri Marajó venceu Luke Sanders por finalização aos 3m13s do segundo round
Mark Godbeer venceu Daniel Spitz por decisão unânime (triplo 30-27)
Tyson Pedro venceu Paul Craig por nocaute técnico aos 4m10s do primeiro round
Albert Morales venceu Andre Soukhamthath por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

::: UFC: Belfort x Gastelum – 11 de março, em Fortaleza

Kelvin Gastelum venceu Vitor Belfort por nocaute técnico aos 3m52s do primeiro round
Maurício Shogun venceu Gian Villante por nocaute técnico aos 59s do terceiro round
Edson Barboza venceu Beneil Dariush por nocaute aos 3m35s do segundo round
Ray Borg venceu Jussier Formiga por decisão unânime (triplo 29-28)
Bethe Correia x Marion Reneau foi empate majoritário (29-27 Reneau, 28-28 e 28-28)
Alex Cowboy venceu Tim Means por finalização aos 2m38s do segundo round

Card preliminar
Kevin Lee venceu Francisco Massaranduba por finalização aos 3m12s do segundo round
Serginho Moraes venceu Davi Ramos por decisão unânime (triplo 30-27)
Joe Soto venceu Rani Yahya por decisão unânime (29-28, 29-27 e 29-27)
Michel Trator venceu Josh Burkman por finalização a 1m42s do primeiro round
Jeremy Kenedy venceu Rony Jason por decisão unânime (29-28, 29-28 e 29-27)
Paulo Borrachinha venceu Garreth McLellan por nocaute técnico a 1m17s do primeiro round

::: UFC Manuwa x Anderson – 18 de março, em Londres (ING)

Jimi Manuwa venceu Corey Anderson por nocaute aos 3m05s do primeiro round
Gunnar Nelson venceu Alan Jouban por finalização aos 46s do segundo round
Marlon Vera venceu Brad Pickett por nocaute técnico aos 3m50s do terceiro round
Arnold Allen venceu Makwan Amirkhani por decisão dividida (28-29, 30-27 e 30-27)

Card preliminar
Joe Duffy venceu Reza Madadi por decisão unânime (triplo 30-27)
Francimar Bodão venceu Darren Stewart por decisão unânime (triplo 29-28)
Tim Johnson venceu Daniel Omielanczuk por decisão dividida (28-29, 30-27 e 29-28)
Leon Edwards venceu Vicente Luque por decisão unânime (triplo 29-28)
Marc Diakiese venceu Teemu Packalen por nocaute aos 30s do primeiro round
Brad Scott venceu Scott Askham por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Lina Lansberg venceu Lucie Pudilova por decisão unânime (triplo 29-28)

::: UFC 210 Cormier x Johnson – 8 de abril, em Buffalo (EUA)

Daniel Cormier venceu Anthony Johnson por finalização aos 3m37s do segundo round
Gegard Mousasi venceu Chris Weidman por nocaute técnico aos 3m13s do segundo round
Cynthia Calvillo venceu Pearl Gonzalez por finalização aos 3m45s do terceiro round
Thiago Pitbull venceu Patrick Côté por decisão unânime (triplo 30-27)
Charles do Bronx venceu Will Brooks por finalização aos 2m30s do primeiro round

Card preliminar
Myles Jury venceu Mike de la Torre por nocaute técnico aos 3m30s do primeiro round
Kamaru Usman venceu Sean Strickland por decisão unânime (30-27; 30-26; 30-26)
Shane Burgos venceu Charles Rosa por nocaute técnico a 1m59s do terceiro round
Patrick Cummins venceu Jan Blachowicz por decisão majoritária (29-28; 29-28; 28-28)
Gregor Gillespie venceu Andrew Holbrook por nocaute técnico aos 21s do primeiro round
Desmond Green venceu Josh Emmett por decisão dividida (28-29; 29-28; 30-27)
Katlyn Chookagian venceu Irene Aldana por decisão dividida (29-28; 28-29; 29-28)
Magomed Bibulatov venceu Jenel Lausa por decisão unânime (triplo 29-26)

::: UFC Kansas Demetrious Johnson x Wilson Reis – 15 de abril

Demetrious Johnson venceu Wilson Reis por finalização (armlock) no segundo round
Rose Namajunas venceu Michelle Waterson por finalização (mata-leão) no segundo round
Robert Whittaker venceu Ronaldo Jacaré por nocaute técnico no segundo round
Renato Moicano venceu Jeremy Stephens por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)

Card preliminar
Alexander Volkov venceu Roy Nelson por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Tom Duquesnoy venceu Patrick Williams por nocaute técnico no segundo round
Rashid Magomedov venceu Bobby Green por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Tim Elliott venceu Louis Smolka por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Aljamain Sterling venceu Augusto Mendes por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Anthony Smith venceu Andrew Sanchez por nocaute no terceiro round
Zak Cummings venceu Nathan Coy por finalização (guilhotina) no primeiro round
Ketlen Vieira venceu Ashlee Evans-Smith por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)