Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Posts com a tag "José Aldo"

José Aldo está confiante para bater em Max Holloway no UFC 212

02 de junho de 2017 0

A derrota para Conor McGregor deixou dúvida em muita gente sobre o poder de José Aldo, mas o brasileiro é um dos que não tem nada a provar. Dominante por anos nos penas, neste sábado, no UFC 212, ele tem pela frente Max Holloway para unificar, digamos assim, o campeão da categoria.

O havaiano é um adversário duro, mas Aldo está confiante de que a arena vai explodir com mais uma vitória dele no Rio.

— Altura e envergadura não fazem diferença nenhuma. Ele inverte as bases… Ele deixa que caras menores o encurralem. Ele procura usar a troca de base. A luta de chão pode ser um caminho, tenho treinado bastante isso e, se tiver a oportunidade, é certo que vou pegar (finalizar). Eu vou para cima o tempo todo. Se a luta estiver em pé, vou conectar vários golpes e vou nocautear — disse Aldo ao Combate.com no media day.

Card do UFC 212
Dia 3 de junho, no Rio de Janeiro

Peso-pena: José Aldo x Max Holloway
Peso-palha: Cláudia Gadelha x Karolina Kowalkiewicz
Peso-médio: Vitor Belfort x Nate Marquardt
Peso-médio: Paulo Borrachinha x Oluwale Bamgbose
Peso-meio-médio: Erick Silva x Yancy Medeiros

Card preliminar
Peso-galo: Raphael Assunção x Marlon Moraes
Peso-médio: Antônio Cara de Sapato x Eric Spicely
Peso-galo: Johnny Eduardo x Matthew Lopez
Peso-galo: Iuri Marajó x Brian Kelleher
Peso-palha: Viviane Sucuri x Jamie Moyle
Peso-meio-médio: Luan Chagas x Jim Wallhead
Peso-galo: Marco Beltrán x Deiveson Alcântara

Leia outras notícias sobre o UFC 212

José Aldo colocará cinturão em jogo contra Max Holloway no UFC 208

12 de dezembro de 2016 0

O UFC ainda não confirmou oficialmente, mas o campeão do povo José Aldo afirmou no programa Altas Horas, da Rede Globo, que estará no card do UFC 208, dia 11 de fevereiro, no Brooklin, em Nova York. E o adversário será Max Holloway, que nocauteou Anthony Pettis no UFC 206 e disse que quer pegar Aldo neste mesmo evento.

Holloway faturou o cinturão interino dos pesos-pena e tentará pegar o linear, que passou a ser de Aldo nas últimas semanas após anúncio da desistência de Conor McGregor de continuar na categoria. O brasileiro, só para lembrar, era o campeão interino por ter vencido Frankie Edgar.

José Aldo fala em se aposentar e desce a lenha sobre tratamento do UFC

27 de setembro de 2016 4

aldocinturão
O campeão do povo está irado. Em entrevista ao Canal Combate, José Aldo não poupou críticas ao UFC, onde é campeão interino dos pesos-penas, após a confirmação de que Conor McGregor vai enfrentar Eddie Alvarez pelo título dos pesos-leves no UFC 205, em Nova York. De forma bastante franca, o brasileiro disse que está aposentado e pediu a liberação do seu contrato.

— O que aconteceu agora é diferente. Não é questão de lutar. Eu esperava defender o cinturão contra o Pettis ou o Holloway. Ele (McGregor) pode lutar contra o Alvarez, contra o Tyron Woodley, contra qualquer um. A minha vida e a do peso-pena tem que continuar. Só quero que o UFC me libere para eu seguir a minha vida, minha carreira em outro esporte, que sempre tive o sonho. Ele (Dana) tinha falado que faríamos a luta contra o Conor pelo cinturão, senão ia enfrentar um desses dois (Pettis ou Holloway). Agora vai querer esperar até a luta (McGregor x Alvarez) acontecer. Se ele (McGregor) perder, luta comigo. Se ganhar, fica no leve e abandona (o título) para eu enfrentar o Holloway. Isso não é uma coisa legal. Está prejudicando a mim, que fiz história, o Holloway, o Pettis, o Frankie ou o peso-pena que for — falou segundo texto do Combate.com.

Após derrota, Glaico França planeja subir de categoria no UFC

Outra parte da entrevista, com direito a palavrão e tudo, diz respeito a qualquer dinheiro que o Ultimate possa vir a oferecer para ele mudar de ideia.

— Hoje de manhã estava conversando com o Dedé… Se eles oferecerem qualquer coisa… Para mim, não é questão de dinheiro, eu não aguento mais. Chegou no meu limite. Se ele (Dana) gosta de mim e da minha família como falou, só peço que ele me libere normalmente, não quero briga com ninguém. Quero sair do jeito que eu entrei. O UFC nunca me deu nada, nem o WEC, nem ninguém. Foi tudo mérito meu, da minha equipe e da minha família. Em nenhum momento eles me deram alguma coisa. Eu conquistei com méritos meus. Dei muito mais a eles do que eles me deram em troca. Só quero que possam me liberar do contrato. Se eles me oferecerem milhões, podem ficar para eles, não quero. Desculpe a expressão, mas não sou puta para me vender. Sou homem. Meu pai me fez assim.

José Aldo é o novo campeão interino do UFC

10 de julho de 2016 0

joséaldo

Não foi um passeio, mas foi com muita segurança que José Aldo conquistou o cinturão interino dos pesos-penas no UFC 200. O brasileiro, bastante contundente e com golpes bem colocados, não deu brecha para Frankie Edgar, que mais uma vez perdeu para Aldo.

Amanda Nunes conquista o cinturão do UFC
Joanna Jedrzejczyk mantém o cinturão e sul-coreano vence Thiago Tavares

A expectativa que fica agora é para a revanche com Conor McGregor, que em agosto irá encarar de novo Nate Diaz, no UFC 202, em um tira-teima. O irlandês assistiu ao combate de perto (veja mais abaixo) e, se depender de Aldo, vai perder o seu cinturão e parte da sua marra.

— Estou pronto. Se fosse agora lutaria. Não vejo problema nenhum. Não perdi nada, sou o campeão e nasci para isso. A gente vai lutar e vou vencer. Só não sei se ele vai manter a palavra de lutar, mas a gente pega ele por aí — disse.

Anderson Silva x Cormier

Uma luta marcou muito o UFC 200: Anderson Silva contra Daniel Cormier. Spider não venceu, mas mostrou experiência e brilho para, mesmo na derrota, ser aplaudido por ter aceito a luta faltando dois dias e sem treinar. Anderson foi amassado por Cormier, mas saiu do octógono como campeão e orgulhoso por ter se testado, já que não havia treinado para o combate.

— Quando soube que o Jon tinha saído da luta, eu liguei para o meu empresário e disse que queria me testar. Minha família me achou louco. Eu aceitei o desafio porque era importante me testar. Eu não quis aceitar os cinco rounds porque não treinei absolutamente nada, nem um dia, depois da cirurgia (na vesícula). Eu fiz isso outras vezes para ajudar o evento. Aqui é uma composição, que é uma coisa que eu gosto de fazer. Estou feliz com o UFC e com o que ele me proporciona, apesar de ter meus arranca-rabos com eles, que é normal. Mas seria um desrespeito com o campeão e com o Jon Jones eu aceitar lutar com ele pelo título não tendo treinado nada. E quero agradecer ao Cormier por aceitar lutar comigo, porque ele poderia não aceitar — disse Spider na coletiva.

Resultados do UFC 200

Amanda Nunes venceu Miesha Tate por finalização aos 3m16s do primeiro round
Brock Lesnar venceu Mark Hunt por decisão unânime (triplo 29-27)
Daniel Cormier venceu Anderson Silva por decisão unânime (triplo 30-26)
José Aldo venceu Frankie Edgar por decisão unânime (49-46, 49-46, 48-47)
Cain Velásquez venceu Travis Browne por nocaute técnico aos 4m57s do primeiro round

Card preliminar

Julianna Peña venceu Cat Zingano por decisão unânime (triplo 29-28)
Kelvin Gastelum venceu Johny Hendricks por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27)
TJ Dillashaw venceu Raphael Assunção por decisão unânime (triplo 30-27)
Sage Northcutt venceu Enrique Marin por decisão unânime (triplo 29-28)
Joe Lauzon venceu Diego Sanchez por nocaute técnico a 1m26s do primeiro round
Gegard Mousasi venceu Thiago Marreta por nocaute aos 4m32s do primeiro round
Jim Miller venceu Takanori Gomi por nocaute técnico aos 2m18s do primeiro round

Resultados do UFC 200

10 de julho de 2016 0

Resultados do UFC 200

Amanda Nunes venceu Miesha Tate por finalização aos 3m16s do primeiro round
Brock Lesnar venceu Mark Hunt por decisão unânime (triplo 29-27)
Daniel Cormier venceu Anderson Silva por decisão unânime (triplo 30-26)
José Aldo venceu Frankie Edgar por decisão unânime (49-46, 49-46, 48-47)
Cain Velásquez venceu Travis Browne por nocaute técnico aos 4m57s do primeiro round

Card preliminar

Julianna Peña venceu Cat Zingano por decisão unânime (triplo 29-28)
Kelvin Gastelum venceu Johny Hendricks por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27)
TJ Dillashaw venceu Raphael Assunção por decisão unânime (triplo 30-27)
Sage Northcutt venceu Enrique Marin por decisão unânime (triplo 29-28)
Joe Lauzon venceu Diego Sanchez por nocaute técnico a 1m26s do primeiro round
Gegard Mousasi venceu Thiago Marreta por nocaute aos 4m32s do primeiro round
Jim Miller venceu Takanori Gomi por nocaute técnico aos 2m18s do primeiro round

Como assistir ao UFC 200

07 de julho de 2016 0

ufc200_

Duas disputas de cinturão, duas grandes lutas entre pesos-pesados e um card galático. O UFC 200, neste sábado, dia 9 de julho, tem tudo para entrar para a história dos fãs de MMA, em Las Vegas (EUA) — seria ainda maior se Jon Jones, flagrado em um exame antidoping, fosse realmente lutar com Daniel Cormier. Mas a solução encontrada pelo Ultimate agradou: Anderson Silva vai desafiar o campeão dos meio-pesados!

O card preliminar começa às 20h, e as lutas principais às 23h, com transmissão exclusiva do Canal Combate, via pay-per-view.

Confira informações sobre o UFC 200

O main event do UFC 200 será entre a campeã Miesha Tate contra a brasileira Amanda Nunes, com o co-main event marcando o retorno do gigante Brock Lesnar ao Ultimate, agora encarando Mark Hunt. Ainda no card principal, valendo o cinturão interino dos penas, José Aldo e Frankie Edgar medem forças para o vencedor em breve lutar com Conor McGregor, além da luta entre Daniel Cormier e Anderson Silva.

Card do UFC 200
9 de julho de 2016, em Las Vegas (EUA)

Peso-galo: Miesha Tate x Amanda Nunes
Peso-pesado: Brock Lesnar x Mark Hunt
Peso-meio-pesado: Daniel Cormier x Anderson Silva
Peso-pena: José Aldo x Frankie Edgar
Peso-pesado: Cain Velásquez x Travis Browne
Card preliminar
Peso-galo: Cat Zingano x Julianna Peña
Peso-meio-médio: Johny Hendricks x Kelvin Gastelum
Peso-galo: TJ Dillashaw x Raphael Assunção
Peso-leve: Sage Northcutt x Enrique Marin
Peso-médio: Gegard Mousasi x Thiago Marreta
Peso-leve: Diego Sanchez x Joe Lauzon
Peso-leve: Jim Miller x Takanori Gomi

Card do UFC 200

09 de junho de 2016 0

Card do UFC 200
9 de julho de 2016, em Las Vegas (EUA)

Peso-galo: Miesha Tate x Amanda Nunes
Peso-pesado: Brock Lesnar x Mark Hunt
Peso-meio-pesado: Daniel Cormier x Anderson Silva
Peso-pena: José Aldo x Frankie Edgar
Peso-pesado: Cain Velásquez x Travis Browne
Peso-galo: Cat Zingano x Julianna Peña
Peso-meio-médio: Johny Hendricks x Kelvin Gastelum
Peso-galo: TJ Dillashaw x Raphael Assunção
Peso-leve: Sage Northcutt x Enrique Marin
Peso-médio: Gegard Mousasi x Thiago Marreta
Peso-leve: Diego Sanchez x Joe Lauzon
Peso-leve: Jim Miller x Takanori Gomi

 

Mais forte que o mundo - A história de José Aldo

08 de junho de 2016 0

O filme Mais forte que o mundo – A história de José Aldo tem estreia nos cinemas do Brasil no dia 16 de junho de 2016. A película conta o caminho que o manauara fez até se tornar campeão peso-pena do UFC, com momentos marcando da vida do lutador. Confira o trailer do filme:

Nocaute de McGregor abala José Aldo

14 de dezembro de 2015 0
Irlandês tirou o título de Aldo. Foto: Steve Marcus/Getty Images/AFP

Irlandês tirou o título de Aldo. Foto: Steve Marcus/Getty Images/AFP

A derrota doeu muito em José Aldo, que se mostrou abalado ainda no octógono e depois dela. O brasileiro chorou após o fim do duelo com Conor McGregor, já que acabou com uma invencibilidade de 10 anos e também porque ele era, até hoje, o único campeão peso-pena da história do UFC. Em entrevista ao Fantástico, Aldo voltou a pedir a revanche e disse estar com vontade de treinar para retomar o cinturão.

— Isso faz parte, é um esporte. A gente perdeu hoje, mas perdeu a batalha e não a guerra. Se Deus quiser, vou voltar mais forte e vou reconquistar (o cinturão) para vocês. Muito obrigado pela torcida.

UFC 194: Conor McGregor dá show e nocauteia José Aldo em 13 segundos

O técnico do brasileiro, Dedé Pederneiras, comentou ao Combate.com qual era o sentimento de Aldo no vestiário após o nocaute.

– Aldo está muito p… Muito triste. Esperando a chance de ter a revanche imediata. Está muito cedo para poder falar alguma coisa. Mas já combinei com o Dana de ligar para ele e conversar – afirmou.

UFC 194: Conor McGregor dá show e nocauteia José Aldo em 13 segundos

13 de dezembro de 2015 0
E o irlandês é o campeão de fato! Foto: Steve Marcus/Getty Images/AFP

E o irlandês é o campeão de fato! Foto: Steve Marcus/Getty Images/AFP

Impressionante e chocante são dois adjetivos que podem ser utilizados para descrever a vitória por nocaute de Conor McGregor em cima de José Aldo, colocando fim a uma invencibilidade de 10 anos do brasileiro. Um cruzado de esquerda na ponta do queixo fez Aldo cair, e dois socos mais fecharam o combate que consagrou o irlandês como campeão dos pesos-pena no UFC 194, em Las Vegas.

Toda a expectativa do combate, que era para ter acontecido em julho, foi por água abaixo de forma muito rápida, já que McGregor mostrou que teve precisão ao invés de força, aproveitando um erro de estratégia de Aldo. Após a luta, o brasileiro chorou ainda dentro octógono e disse se lembrar de todo o duelo, além de fazer um pedido:

- Acho que a gente tem que partir para uma revanche, a coisa não acabou por aí – disse Aldo. Porém, o UFC já havia confirmado Frankie Edgar como próximo desafiante ao título da categoria.

Já o novo campeão da categoria, sempre polêmico, exaltou o quando pode o seu triunfo diante de um adversário que até então vinha sendo imbatível dentro do UFC.

- Ninguém aguenta aquele golpe de esquerda. Ele é poderoso e rápido, mas precisão bate poder, e timing bate velocidade. Eu sinto pelo José, ele foi um grande campeão, ele merecia durar mais tempo, mas precisão bate o poder, e timing bate a velocidade. É só isso que é preciso. Ninguém aguenta essa mão esquerda – disse McGregor.

Rockhold acaba com Weidman

Na outra luta que valia cinturão no UFC 194, Chris Weidman foi destituído do seu trono, conquistado sobre Anderson Silva, ao ser severamente castigado e nocauteado pelo desafiante Luke Rockhold no quarto round.

O início do combate até parecia que seria de Weidman, que foi dominando, mas a partir do fim do primeiro round o jogo virou e Rockhold foi mais perigoso. No fim do terceiro round, Weidman já estava nocauteado, só que o árbitro não encerrou o combate. No assalto seguinte, após um chute mal dado, Rockhold partiu para as costas de Weidman e montou para aplicar uma sequência arrasadora e faturar o cinturão.

- Achei que ele ia parar no finalzinho, mas tivemos que ir para o outro round. Tudo o que eu tenho que fazer é levar o cinturão para casa. É uma sensação indescritível. Está brincando comigo? Não acredito que isso seja real.

Resultados do UFC 194

Conor McGregor venceu José Aldo por nocaute aos 13s do primeiro round
Luke Rockhold venceu Chris Weidman por nocaute técnico aos 3m12s do quarto round
Yoel Romero venceu Ronaldo Jacaré por decisão dividida (29-27, 29-28, 29-28).
Demian Maia venceu Gunnar Nelson por decisão unânime (30-26, 30-25, 30-25).
Max Holloway venceu Jeremy Stephens por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28).

Card preliminar
Urijah Faber venceu Frankie Saenz por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
Tecia Torres venceu Jocelyn Jones-Lybarger por decisão unânime (triplo 30-27)
Warlley Alves venceu Colby Covington com uma guilhotina aos 1m26s do primeiro round
Léo Santos venceu Kevin Lee por nocaute técnico aos 3m26s do primeiro round
Magomed Mustafaev venceu Joe Proctor por nocaute técnico aos 1m54s do segundo round
Yancy Medeiros venceu John Makdessi por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Court McGee venceu Márcio Lyoto por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)