Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "copa do mundo"

BEM-VINDA AO CLUBE, ESPANHA

11 de julho de 2010 34

O futebol tem um novo campeão mundial. A Espanha derrotou a Holanda, no Soccer City e, mesmo sofrendo até o final, não deixou nenhuma dúvida sobre a sua superioridade.

Foi melhor nos 90 minutos e também na prorrogação. Os dois goleiros foram decisivos e tudo indicava uma decisão por pênaltis, mas, aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação, a justiça se fez no gol de Iniesta.

Ele mesmo já tinha tido duas oportunidades para marcar, mas, na hora certa, colocou a Espanha no restrito clube de campeões mundiais. Ao contrário de 2006, o campeão atual tem a sua marca na qualidade técnica o que não deixa de ser um prêmio para quem realmente gosta do futebol.

Arriba Espanha.

A Copa na reta final

09 de julho de 2010 7

Depois de uma semana com cara de fim de festa, a cidade de Joanesburgo volta a ser o centro das atenções da Copa e se prepara para receber a grande final entre Holanda e Espanha. O Estádio Soccer City é grandioso, uma imagem futurista que ainda não conhecemos no Brasil.

Mas a mesma Joanesburgo comporta o Ellis Park, importante por toda a sua história, mas que apresenta condições bem inferiores ao Beira-Rio, por exemplo. As cadeiras são muito próximas umas das outras, não há espaço suficiente, e as pessoas precisam ficar de lado nos seus assentos. Sem falar na dificuldade de acesso e circulação interna.

Se a Copa no Brasil fosse logo após a realizada na Alemanha, eu poderia estar muito preocupado, mas, depois desta passagem pela África, os brasileiros podem ficar tranquilos, porque poderemos fazer muito melhor.

Aqui em Joanesburgo, onde está localizado o centro de imprensa, não há transporte adequado. Táxis, somente chamando por telefone. Não há taxímetro, e os preços, em tese, são tabelados, dependendo do trajeto, mas é preciso estar atento – tem um monte de “espertinhos”.

A final deste domingo reúne a Espanha, atual campeã da Eurocopa, apontada como favorita antes da Copa, mas que só foi jogar com qualidade na semifinal, contra a Alemanha. A Holanda sempre me chamou a atenção, desde as Eliminatórias, especialmente pela objetividade do seu futebol. Os espanhóis cresceram na hora certa, enquanto os holandeses ainda não conhecem outro resultado que não seja vitória. Difícil arriscar palpite.

Enquanto isso, Ricardo Teixeira segue na África dando entrevistas, não apenas como presidente da CBF, mas também como presidente do Comitê Organizador da Copa de 2014 (certamente se autonomeou). É impressionante, estamos reféns de apenas uma pessoa que faz o que bem entende no futebol brasileiro.

Hoje nos Esportes na África

01 de julho de 2010 5

Um pequeno video mostrando como é feito o HOJE NOS ESPORTES, na Gaúcha, direto do Centro de Imprensa, no estúdio da RBS, em Joanesburgo, na África do Sul.

Ainda a arbitragem

28 de junho de 2010 9

O leitor me chamou a atenção, fiz a correção, mas a querida leitora Angela me pediu um pouco mais. Então, vamos lá. No primeiro gol da Alemanha, não havia impedimento, porque não existe impedimento em cobranças de lateral, escanteio e tiro de meta, como foi o caso. Eu estava trabalhando no jogo seguinte, Argentina e México, vi apenas os gols da partida entre Alemanha e Inglaterra, e muito rapidamente, na televisão dentro do IBC. Logo, desculpas pelo erro, já corrigi no texto, mas agora atendo ao pedido da Angela. Só fui ver o jogo na íntegra hoje pela manhã e mesmo com o grave equívoco de Jorge Larrionda, a Alemanha foi muito melhor e mereceu a vitória.

Nesta segunda-feira teve coletiva de imprensa para os árbitros e as questões todas foram sobre o péssimo domingo dos homens de preto e o uso da tecnologia para lances capitais. Foi reafirmado o erro do telão ao mostrar o impedimento de Tévez e a orientação da FIFA de que nenhum árbitro pode mudar qualquer decisão sob o argumento de ter visto no telão.

O argumento da FIFA para não utilizar a tecnologia é a questão social. A Copa é uma competição milionária e não teria problemas para equipamentos tecnológicos ou até a presença de mais dois árbitros atrás das goleiras, mas como ficariam as competições menores? O futebol se tornaria um esporte caro, segundo a FIFA.

A questão é: não poderia se abrir uma exceção na Copa do Mundo devido a enorme repercussão e importância do evento? É algo para se pensar.

Será bem diferente

28 de junho de 2010 6

O jogo de hoje aqui em Joanesburgo deve ter características completamente diferentes do confronto contra Portugal, na última sexta-feira, em Durban. O empate não serve para ninguém, e o Chile, taticamente, tem se mostrado um time bastante ofensivo, bem ao estilo do seu técnico, Marcelo Bielsa. É exatamente contra equipes que atuam desta forma que o Brasil apresenta melhor rendimento. Com espaços na frente, Kaká e Robinho terão mais liberdade para sair em velocidade. Até agora, na Copa, só enfrentamos equipes retrancadas. Além disso, Elano deve voltar, o que garante um maior padrão tático ao time brasileiro.

Se formos para o retrospecto recente, o Brasil tem ampla vantagem contra o Chile – vencemos os últimos seis confrontos. Mas, na Copa do Mundo, tudo se altera, o ambiente é completamente diferente, e o comportamento dos jogadores é outro. Em tese, não há jogo fácil. Não é só a técnica que conta, é preciso estar 100% comprometido com o jogo.

Há um certo clima de desconfiança depois do empate contra Portugal, mas não há como não levar em conta as ausências de Kaká, Robinho e Elano e ainda o fato de o Brasil ter administrado a vantagem do empate durante boa parte da segunda etapa.

Jogando bonito ou não, a Seleção Brasileira tem sido eficiente desde que Dunga assumiu o comando. Além do mais, o conceito de futebol bonito é muito relativo – vai sempre depender de uma visão muito pessoal de cada um. Agora, vitórias e títulos não se discutem, se comemoram.

Bate-papo no Centro de Imprensa

27 de junho de 2010 0

O gigante da arquibancada, Luciano Périco, comanda um rápido bate-papo no bar do Centro de Imprensa, comigo, L Potter, Pedro Ernesto, Eduardo Gabardo e Cézar Freitas. Os lábios brancos misturam um capuccino com manteiga de cacau porque o clima aqui em Joanesburgo é muito seco, lembrando nossa capital Brasília.

Um breve giro por Joanesburgo

25 de junho de 2010 3

Ontem à noite arrumei um tempinho e fui ao famoso Nelson Mandela Square, ao lado do Sandton City. Um bairro luxuoso, com perfil europeu e desfiles de pessoas bonitas, bem vestidas, turistas de todo o mundo e muitos carrões.

É uma zona de alto padrão de vida onde estão os shoppings e os restaurantes de alto nível. Em tempos de copa, mais agitada ainda.

Encontrei o ex-craque alemão Lothar Matheus, muito simpático. Depois, uma passada para umas compras no supermercado, um rápido lanche e uma olhada geral nas lojas.

Tirei algumas fotos e divido com vocês.