Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Por que os maridos não devem acompanhar as esposas no supermercado

17 de março de 2010 5
The following two tabs change content below.

Depois que me aposentei, minha mulher insiste que eu a acompanhe quando vai fazer compras no supermercado.

Infelizmente, como a maioria dos homens, eu acho que fazer compras é chato e tenho que ficar inventando formas de passar o tempo. E a minha mulher é igual à maioria das mulheres, fica horas fazendo compras. Resultado: ontem, minha querida esposa recebeu a seguinte carta do supermercado:

Cara Sra. Souza,
Durante os últimos seis meses, seu marido tem causado grandes transtornos em nossa loja. Não podemos mais tolerar seu comportamento e portanto somos obrigados a proibir sua entrada. Nossas queixas contra seu marido estão listadas abaixo e documentadas através de nossas câmeras do circuito interno.

1. 15/Junho: Pegou 24 caixas de preservativos e colocou-as nos carrinhos de compra de outros consumidores enquanto não prestavam atenção.

2. 02/Julho: Acertou TODOS os alarmes da seção de relógios para tocarem a intervalos de 5 minutos.

3. 07/Julho: Fez uma trilha de molho de tomate pelo chão da loja indo até o banheiro feminino.

4. 19/Julho: Dirigiu-se a uma funcionária e disse em tom oficial: “Código 3 na seção de Utilidades Domésticas. Dirija-se imediatamente para lá”. Isto fez com que a funcionaria abandonasse seu posto e fosse repreendida pelo gerente, o que resultou em um grave incidente com o sindicato dos empregados.

5. 14/Agosto: Moveu o aviso de “Cuidado – Piso Molhado” para a seção de carpetes.

6. 15/Agosto: Disse para as crianças que acompanhavam os clientes que elas poderiam brincar nas barracas da seção de camping se trouxessem travesseiros e cobertores da seção de cama, mesa e banho.

7. 23/Agosto: Quando um funcionário perguntou se ele precisava de alguma ajuda, ele começou a chorar e gritar: “Porque vocês não me deixam em paz?” O resgate foi chamado.

8. 04/Setembro: Usou uma de nossas câmeras de segurança como espelho para tirar tatu do nariz.

9. 10/Setembro: Enquanto examinava armas no departamento de caça, perguntava insistentemente à atendente onde ficavam os anti-depressivos.

10. 03/Outubro: Movia-se pela loja de forma suspeita, enquanto cantarolava alto o tema do filme “Missão Impossível”.

11.. 06/Outubro: No departamento automotivo, ficou imitando o gestual da Madonna usando diferentes tamanhos de funis

12. 18/Outubro: Escondeu-se atrás de um rack de roupas e quando as pessoas procuravam algum artigo, gritava: “Você me achou, você me achou!”

13. 21/Outubro: Cada vez que era dado algum aviso no sistema de som da loja, colocou-se em posição fetal e gritava: “Ah não, aquelas vozes de novo!”

E por fim:

14. 23/Outubro: Foi a um dos provadores, fechou a porta, esperou um momento e então gritou: “Ei, não tem papel higiênico aqui.”  Uma de nossas atendentes desmaiou.

Enviado por Rodrigo Vaz Severo

>>Confira as histórias mais malucas no blog Mundo Insólito<<

Faça o seu comentário!

Comentários (5)

  • Everton diz: 18 de março de 2010

    Muitooooo booooooooom

  • Fernando de Oliveira diz: 18 de março de 2010

    HAHAHAHAHA!!!!! Sensacional, cara!!! Mas sei lá… Eu gosto de fazer compras com minha guria. =P

  • Ultraseven diz: 18 de março de 2010

    André, embora eu não goste deste formato dos comentários não pude deixar de opinar sobre este manual de como ser proibido de ir às compras com a Tia Maria, muito bom !

    Nota 9,258.
    Resposta: Eu também não gosto muito, mas é o que a casa oferece no momento, hehehe. Não deixa de comentar!

  • Valdenio Júnior diz: 20 de março de 2010

    Muito bom.. me deu algumas ideias.. a mais engraçada é imaginar o cara cantando a musica do Missão impossivel enquanto anda suspeito pela loja… kkkkkkkkkkk…

  • Thiago Cardoso de Aguiar diz: 16 de abril de 2010

    Sem graça. É uma releitura de um texto chamado coisas para se fazer quando se vai ao mercado. O texto original é bem mais engraçado. Para quem não viu ele, talvez veja graça nesse…

Envie seu Comentário