Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Como convencer o filho a estudar

13 de setembro de 2011 6
The following two tabs change content below.

Quando seu filho perguntar por que ele precisa estudar, não diga nada; apenas mostre ISTO

Enviado por Hélio Amaral

>>Confira as histórias mais malucas no blog Mundoidão<<

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: recebe as atualizações dos blogs. Sigam-nos os bons!
@crespani
@naocliqueaqui

Faça o seu comentário!

Comentários (6)

  • Chicão diz: 14 de setembro de 2011

    O alerta não deveria ser o estudo, pois ao meu ver ele não faz parte deste contexto.
    A diferença gritante reside no aspecto econômico entre um povo ou nação pobre com um outro país ou população mais abastada.
    Na verdade a necessidade não oferece condições para se barganhar, o que se consegue para sobreviver já é uma grande vitória!
    Eu não poderia fazer esta comparação utilizando o ensino como responsável pelo sujeito de bicicleta com uma cabra na garupa e o rapaz com uma moça na moto, nada a ver.
    Talvez, até, o cara levando o animal seja mais inteligente ou informado que o motoqueiro que desfila mostrando a sua namorada para todos verem.
    Volto a frisar, uma foto mostra um lugar pobre e, o outro, mais desenvolvido que, aliás, é o nosso Brasil, pelos carros mostrados.
    Eu continuaria afirmando que a comparação não é válida para se registrar o estudo como causador de uma situação de vaidade masculina e da moça, certamente, pela sua beleza e formas físicas ostentadas, com a condição de pobreza que o possível alimento obtido vale qualquer maneira para se conduzi-lo, até mesmo na cacunda.
    Penso que se quisesse registrar a diferença de uma situação com a outra, deveriam ser exploradas as contingências e circunstâncias do momento, menos alegar que o estudo possa ocasionar essas disparidades meramente ocasionais.

  • ricardo diz: 14 de setembro de 2011

    a primeira foto é de quem estudou e foi certinho na vida e a segunda é de quem largou os estudos e virou jogador de futebol

  • PAULO ALEXANDRE diz: 14 de setembro de 2011

    Também quando teu filho não quiser usar óculos mostre isso….rsrsrsrs

  • Carlos diz: 14 de setembro de 2011

    hauahuahuahuauau é uma tristeza.
    Na primeira, o povo brasileiro; na segunda, nossos políticos.
    Estudo não tem nada a ver com isso, até porque o filho vai dizer que o segundo cara é jhogador de futebol, traficante, político…

  • Carlos diz: 14 de setembro de 2011

    hauahuahuahuauau é uma tristeza.
    Na primeira, o povo brasileiro; na segunda, nossos políticos.
    Estudo não tem nada a ver com isso, até porque o filho vai dizer que o segundo cara é jhogador de futebol, traficante, político…

  • O Guru Mestre diz: 22 de setembro de 2011

    Os que afirmaram que os estudos não tem relevancia na disparidade entre as fotos não estão levando em conta que a má distribuição de renda (papel-de-parede do rico burro e pobre estudioso) é fruto de más escolhas dos governantes (principalmente nos países ditos democráticos) e sim de imediato o estudo isoladamente não transformará o cara da primeira foto no da segunda mas a médio prazo quem sabe.
    Além de explicações socio-econômicas ha também o fato da postagem ser uma P-I-A-D-A

Envie seu Comentário