Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Seleção de placas estranhas e sua escrita peculiar - 01/11/2011

01 de novembro de 2011 4
The following two tabs change content below.

Enviado por Ralf Bonfante

Enviado por Eder Roballo

Enviado por Flávia Rodrigues Caetano

Enviado por Gilson Araújo

Enviado por Thiago Guedes

Enviado por Aldo Busnello

Enviado por Fernanda Borsoi Britto

>>Confira as histórias mais malucas no blog Mundoidão<<

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: recebe as atualizações dos blogs. Sigam-nos os bons!
@crespani
@naocliqueaqui

Faça o seu comentário!

Comentários (4)

  • Milla TRICOLOR diz: 1 de novembro de 2011

    Aquela faixa do Showzaço é um atentado à Língua Portuguesa! Quase chorei! Me recuso a acreditar que alguém cometa tantos erros grotescos de uma vez só! Me diz, pelo amor de Deus, que foi um engraçadinho que mandou fazer a faixa para tirar sarro de alguma coisa…

  • Dizinha diz: 1 de novembro de 2011

    Como sempre vc arrasou adorei o post
    TeAmNãoClicAqui#

    Resposta: ; )

  • Miss Sintética diz: 1 de novembro de 2011

    Lula e Tiririca escreveram juntos a segunda faixa.
    Fe-MO-ne-MAL!!!

  • Chicão diz: 4 de novembro de 2011

    Dizia-se no passado: “quem não se comunica se trumbica”!
    Erros de idioma à parte, o negócio é deixar a mensagem.
    Agora, vamos e venhamos, como esta não é a primeira vez que este democrático e elogiável blog mostra este tipo de situação, a verdade é que o povo brasileiro escreve muito mal.
    E não é só o pessoal humilde, sem o ensino médio, não!
    Eu tenho lido petições de advogados que são verdadeiros atentados ao vernáculo!
    Até mesmo redatores de jornais têm cometido seus pecados contra a língua portuguesa.
    Penso que o Ministério da Educação – que só se mete em enrascadas com as provas do Enem – deveria pensar em modificar a carga horária da matéria português, haja vista as barbaridades cometidas.
    No mínimo algumas horas a mais por ano, e ditado diariamente com a correção na sala de aula. Não há outro modo de se aprender a escrever corretamente o nosso idioma e, claro, a leitura. No entanto, o preço dos livros afugenta qualquer cliente que pretenda comprá-los.
    Do jeito que estamos, eu vislumbro maiores dificuldades em dominarmos a língua portuguesa para o futuro, ainda mais com o jargão cibernético sendo utilizado sem maiores cuidados, e à base de siglas.
    Mas que as placas são divertidas, eu não discuto.

Envie seu Comentário