Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Jô Soares conta sobre reencontro com taxista que atropelou e matou sua mãe: "eu o perdoei"

11 de maio de 2015 0

* Por Cris Cordioli

Não idolatro o Jô Soares como muitos por aí. Admiro, acho ele muito inteligente, talentoso, um ícone da TV. Só acho que ele já deu o que tinha que dar, entende? Mas, confesso, ele consegue me surpreender quando para pra contar um causo ou uma história cheia de detalhes pitorescos. E foi assim, mais uma vez, que o apresentador me fez parar para pensar como o mundo é pequeno e nos dá rasteiras vez por outra ao falar sobre o reencontro com o taxista envolvido na morte de sua mãe para o programa Pingue-Pongue com Bonfá, no Youtube.

Para o entrevistador, Jô explicou que a mãe morreu atropelada em um dia de muita chuva, no Rio de Janeiro, e que o motorista não teve culpa. Ela tinha 70 anos.

Leia também:
Fani Pacheco cria polêmica na internet ao comentar presença em boate de Florianópolis


“Ele socorreu minha mãe, levou para o hospital, fez tudo certo. Só que ela teve uma fratura de base de crânio e morreu”, disse.

Dez anos após o acidente fatal, Jô pegou um táxi ao desembarcar no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, o motorista fez uma revelação quando chegou ao destino final: “Fui eu quem atropelei sua mãe, desde esse dia, tem 10 anos, eu não consigo mais dormir. Só vou conseguir dormir no dia em que eu ouvir o senhor dizer que me perdoa”. O apresentador se surpreendeu e foi extremamente generoso como taxista: “Meu filho, você está perdoado desde o dia em que atropelou a minha mãe, a socorreu e ficou sentadinho ao meu lado até a morte dela. Você não teve culpa nenhuma”.
Ele afirmou que naquele momento os dois choraram muito. Ao final da entrevista, Jô Soares falou da importância do perdão. Legal. Pontos pra ele.

Envie seu Comentário