Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "Babilônia"

A Regra do Jogo tem audiência menor que a antecessora Babilônia

12 de setembro de 2015 2

AAdQlHc

O que será que Atena pensa disso, hein?

* Por Celina Keppeler
Fiquei besta com essa notícia! A Regra do Jogo, mesmo causando tanto burburinho nos lares brasileiros ainda tem audiência menor que Babilônia!!!
O que é isso, produção?
Segundo o jornal Agora São Paulo, a novelinha chata de Regina, Inês, Beatriz e cia registrava 27,7 pontos nas primeiras semanas, enquanto a turma de Romero só emplaca 26,2. A direção da Globo tá tão preocupada que já encomendou pesquisa pra saber o que o povo tá achando disso tudo.
A única conclusão a que posso chegar é que tá difícil de agradar esse povo, viu!

Babilônia termina como começou: com beijo gay

28 de agosto de 2015 0
Twitter/Reprodução

Twitter/Reprodução

Teresa e Estela

Twitter/Reprodução

Twitter/Reprodução

Ivan e Sérgio

* Por Janaína Laurindo
Olha, não acompanhei a novela das nove e não posso opinar muito sobre a qualidade da trama, mas medindo pela febre do povo da redação, que nem sabia que hoje era final de novela, suspeito que a coisa foi ruim mesmo. De qualquer forma, final de novela é sempre final de novela, e Babilônia terminou como começou: com beijo gay.
Se o autor mudou os rumos de sua história por conta do apelo popular, no final parece ter descontado toda a censura com beijinhos gays. Tapa na cara da sociedade. Nas redes sociais o assunto não foi outro.

 

Final de Babilônia. O que deu errado na novela

28 de agosto de 2015 1

* Por Celina Keppeler

Babilônia estreou como uma grande promessa da Globo. Gloria Pires, Adriana Esteves e Fernanda Montenegro, que apesar de não gostar do título é, sim, a grande dama do teatro brasileiro, eram aposta certeira para o público e para a emissora, que colocou só atores do alto escalão no elenco. Mas, o que aconteceu durante os meses em que a novela esteve no ar não foi exatamente o que podemos chamar de um grande sucesso.

60736-o-n-atilde-o-estou-disposta-de-diapo-1
O primeiro capítulo foi bombástico, com direito a memes que se tornaram virais na internet e beijo gay na terceira idade. Porém, exatamente depois disto, a partir do segundo capítulo, a coisa desandou pro lado do boicote, protestos e críticas sem fim. Até os próprios atores andavam insatisfeitos com suas histórias e, dizem, tendo crises de choro nos bastidores da novela.
O autor, Gilberto Braga, precisou rebolar e mudar algumas coisas na trama pra tentar alavancar a audiência, tornando a trama ainda mais fraca, sem estímulo e desafiando a inteligência do leitor.
Listamos alguns pontos para explicar o fracasso da novela das 21h, que chega a sua reta final sem grande destaque.

Foto GShow/Divulgação

Foto GShow/Divulgação

Mocinha rejeitada: A Regina de Camila Pitanga não agradou ao público. Barraqueira, grossa, desconfiada e sem a menor química com seu par, Thiago Fragoso. O romance com Carlos Alberto (Marcos Pasquim) foi uma tentativa de elevar o prestígio da personagem, mas nem isso deu certo. Por estes motivos, o público não queria “torcer” pelo personagem. No máximo, contra as maldades, mas não brigariam por ela.

Embate que nunca aconteceu: O ódio entre as duas vilas, Beatriz e Inês, era declarado, mas faltou um embate de verdade entre elas no decorrer da trama (e que só está acontecendo nos últimos capítulos). As duas se odiavam, mas se tornaram amigas e aliadas. Depois, surgiu a tal vingança de Inês pela morte do pai para explicar o rancor. A história não convenceu e foi esquecida, assim como a promessa feita de grandes momentos entre elas.

Gostosa pra caramba!

Retrato da vida real: O público não estava disposto a encarar, depois de um dia exaustivo, os problemas da vida real tão friamente. A novela é repleta de “histórias da vida real”, com traição, mentiras, escândalos políticos, drogas e prostituição, mas não é por isso que chega a ser algo agradável de se ver. Vilãs como a Nazaré Tedesco, Cora e Carminha eram queridas pelo público por serem personagens pitorescos. Era uma maldade com requintes de humor, que levava o público a desacreditar que aquilo fosse possível. Já os vilões de Babilônia eram reais.

Desafio a inteligência: Pra uma novela que tanto queria mostrar os problemas da nossa sociedade, Beatriz passou ilesa por todos os crimes que cometeu, matou metade do elenco da novela na maior cara de pau e a polícia não conseguiu pegar. A mudança repentina no perfil de alguns personagens, resultado da operação pra tentar salvar a audiência da novela, causou estranhamento no público que não entendeu, e nem engoliu, por exemplo, Carlos Alberto começar a trama como gay enrustido e terminar como namorado da protagonista. Ou Alice, que passou de garota de programa à heroína de Evandro. Murilo, personagem de Bruno Gagliasso, quase entrou nesse jogo das cadeiras, virou bonzinho por amor mas, felizmente, voltou a se mostrar vilão. E na tentativa de segurar o público, guardaram o tradicional “quem matou” pro último capítulo.

O que deu errado em Babilônia?

25 de agosto de 2015 3
Foto TV Globo/Reprodução

Foto TV Globo/Reprodução

* Por Celina Keppeler
Beijo gay, excesso de maldade, história mal contada ou você simplesmente não estava disposto? A gente tem um caminhão de boas justificativas pra explicar o fracasso de Babilônia, que foi uma das piores no horário das 21h dos últimos tempos. Mas queremos saber qual é a sua. Conta vai, se não, vamos te desejar amigas como Inês e Beatriz ou que você encontre na praia uma vendedora tão chata quanto a Regina. Ou pior, que a ex do seu atual seja tão psicopata quanto a Cris e que o próximo bofe que você arranjar seja tão falcatrua quanto o Murilo. Vai arriscar?
Ah, e pra não dizer que não demos a chance. Quem gostou de alguma coisa na novela também pode se manifestar!

Inês e Beatriz devem acabar juntas e apaixonadas no fim de Babilônia em vingança de autor

12 de agosto de 2015 0
TV Globo/Divulgação

TV Globo/Divulgação


* Por Cris Cordioli
Bafo à la Gilberto Braga. Já é de conhecimento público que o autor não deixa barato as rejeições que rolam com suas novelas. Com O Dono do Mundo – que eu amei – ele se vingou na última semana da trama, fazendo exatamente o que o povo não queria: transformou o mocinho regenerado interpretado por Antônio Fagundes em um vilão dos bons. E parece que Babilônia vai dar uma nova oportunidade para Gilberto fazer o que bem entende no horário nobre. O que acham de um final com Beatriz (Gloria Pires) e Inês (Adriana Esteves) vivendo felizes para sempre, juntinhas da silva, indo casar em Las Vegas? Tá, a parte de Las Vegas é minha contribuição para a única surpresa que essa novelinha me causou até agora. Demais, não? 
Quem soltou o bafo no vento foi Flávio Ricco, no UOL, ao afirmar que essa é uma das apostas nos bastidores do folhetim. Segundo o colunista, os autores estariam dispostos a revidar o golpe “LGBTfóbico” que o folhetim sofreu.

Será que não rola de Adriana Esteves pular, como quem não quer nada, para A Regra do jogo? Pode até levar Glória Pires, que não estava tão mal em Babilônia.

Porque, João Emanuel Carneiro, Amora Mautner e Adriana Esteves… SUCESSO!

 

* Por Janaína Laurindo
Não assisto, mas acho que poderia reder muito essa história das protagonistas no fim se amarem. No mínimo diferente o desfecho.

 

 

Babilônia é oficialmente a pior novela de todos os tempos

21 de julho de 2015 9
Foto TV Globo/Reprodução

Foto TV Globo/Reprodução

* Por Celina Keppeler
Vamos falar de novela. Mas de novela ruim, porque o assunto aqui é Babilônia. De acordo com a pesquisa realizada pelo Painel Nacional de Televisão, com base na audiência do país inteiro, Babilônia é só a pior novela de todos os tempos em relação à audiência.
A trama de Gilberto Braga conseguiu perder até pra Em Família, de Manoel Carlos.
É, pensando bem, não consegui assistir a nenhuma das duas.
Pior que tem gente relacionando a baixa audiência ao casamento de Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg. Mas eu posso apontar mil e um outros defeitos na história. Esse fato é que menos me incomoda. Na verdade, isso simplesmente não me incomoda.

Nem Gloria Pires aguenta mais Babilônia

13 de julho de 2015 6
Foto TV Globo/Reprodução

Foto TV Globo/Reprodução

* Por Celina Keppeler
Realmente, não é novidade pra ninguém que Babilônia está um fracasso e que os atores andam insatisfeitos com seus papéis e audiência da novela. No entato, uma, em especial, não vê a hora da novela acabar ou, de preferência, matarem seu personagem. Segundo Fabíola Reipert, esta pessoa que está desconsolada é Gloria Pires, que teria confidenciado a amigos não aguentar mais o trabalho…
Calma, Glorinha, quem nunca passou por isso, né? E todo mundo sobreviveu.

Camila Pitanga ameaça deixar Babilônia

22 de junho de 2015 3
Foto GShow/Divulgação

Foto GShow/Divulgação

* Por Celina Keppeler
Não tá fácil a vida para os atores de Babilônia. Camila Pitanga é uma das que não aguenta mais a pressão e tá ameaçando sair, fora as crises de choro que rolam nos bastidores de Babilônia. Pois é, a mocinha insuportável – parte da culpa é dela, outra parte é da direção e, por fim, do autor também – do folhetim está inconsolável com a baixa audiência e a pressão que está rolando em cima deles, segundo a colunista Fabíola Reipert.
Mas, gente, quando a história não é boa, nem a Fernanda Montenegro – que, dizem, também anda insatisfeita – segura.
É, o jeito é cair uma bomba no morro da Babilônia e matar todo mundo de uma vez nessa novelinha. Quem sobrar, casa, engravida, tira fotos com as crianças no colo e fim!