Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

O que é mais fácil: encontrar um amor ou um ET?

11 de fevereiro de 2010 12

Universal Pictures, divulgação

O que é mais fácil hoje em dia: encontrar um amor ou um ET? A pergunta parece descabida, mas não aparece aqui por acaso. Quem não tem um ou outro amigo solteiro que sempre acabam reclamando sobre a dificuldade em se achar um bom parceiro? E o resmungo vem de gente de ambos os sexos, e os argumentos são sempre parecidos: “homens não querem compromisso“, “as mulheres não estão mais querendo se envolver com ninguém“. Embora estejam todos procurando e querendo se encontrar, parecem que vivem em outro planeta.

Se as dimensões espaciais parecem assim tão grandes, já em grandes cidades essa dificuldade se manifesta com uma certa intensidade. Achar um par em São Paulo, Nova York, Londres, por exemplo, torna-se uma tarefa bem complicada. (É difícil, mas não impossível: também tenho amigos casadinhos que moram nessas cidades e estão felizes e enamorados).

Mas voltando à dificuldade:  baseado nessa observação, um professor de economia da Universidade de Warwick, resolveu usar uma fórmula para testar suas probabilidades de encontrar um amor na capital inglesa. Peter Backus, então, usou a equação Drake, que é aplicada por cientistas para determinar o número potencial de extraterrestres na nossa galáxia, e descobriu que um romance é quase tão difícil de acontecer em Londres como encontrar um ET: 0,00034% para mulheres contra 0,00000003% para aliens.

Mas antes que vocês pensem que tal professor estava idealizando uma mulher muito difícil de se achar, segue o dado impressionante: ele só queria garotas com idades entre 24 e 34 anos, que morassem em Londres e tivessem formação universitária. Ok, elas precisavam ser um pouco atraentes.

Ao final da pesquisa, o professor confessou-se chateado ao constatar que há uma em 285 mil chances de ser bem-sucedido no amor. É minúscula, mas é uma chance. Não dá pra desistir dela.

Essa é a mesma impressão que tenho sobre a dificuldade de se encontrar um amor legal para compartilhar a vida. Às vezes, a pessoa certa está bem ao nosso lado, mas só conseguimos olhar para ela como se fosse um ET. Enquanto isso, a oportunidade nos acena e a gente não a vê — e ela vai embora, de mansinho. Mas volta! Basta prestar atenção aos sinais.

Postado por Tríssia Ordovás Sartori, Caxias do Sul

Comentários (12)

  • Camila diz: 11 de fevereiro de 2010

    Ver um ET é bem mais fácil…rs

  • Vicky diz: 11 de fevereiro de 2010

    Mais fácil encontrar um ET dentro do Angeloni fazendo compras….

  • Evelize diz: 11 de fevereiro de 2010

    Tríssia pensei que só eu sofresse esse tipo de dificuldade de encontrar uma pessoa bacana para amar, mas agora lendo teu texto vejo que é um problema global, não sei se fico aliviada ou desesperada com essas informações, mas como você disse as oportunidades aparecerão, só temos que prestar a atenção em nossa volta os sinais que nos são dados. Obrigada pelo texto me apazigua a alma, já não tenho mais mutivos para me sentir um ET. Abraço!

  • Bruna diz: 11 de fevereiro de 2010

    Sabe que eu concordo! Não culpo os homens, nem nós mulheres… É que, a cada dia ficamos mais chatos e exigentes… E manter um relacionamento verdadeiro hj em dia, é quase impossível!!

  • Gabriela diz: 11 de fevereiro de 2010

    Meu amor já é um E.T UAHUHAHAUHAU;

  • Sergio diz: 11 de fevereiro de 2010

    A dificuldade de encontrar um amor depende de quanto formos exigentes. Se ele quiser uma Gisele Budchen, então é melhor esperar sentado. Não concordo que em cidades grandes seja mais difícil encontrar um amor. Já morei muitos anos em SP e achei o povo muito humilde e pouco exigente. Por outro lado, aqui em Caxias o povo é orgulhoso, só pensa em dinheiro e por isso as pessoas aqui são mais solitárias e sofram mais de depressão.

  • J. Cataclism diz: 11 de fevereiro de 2010

    Bem, eu acredito em ETs e, portanto, fica bem mais fácil e animador acreditar no `outro assunto` . ;-)

    Pra variar, outra pesquisa “utilíssima” dos ingleses, mas gostei muito do texto!

  • Elisa Pereira Oliveira diz: 11 de fevereiro de 2010

    Tríssia, eu encontrei o amor da minha vida. Mas, ele já é casado com outra e eu também já sou casada. Nós já nos conhecemos há algum tempo, mas até pouco tempo atrás nós éramos ETs um para ou outro. bjos.

  • Andreza diz: 11 de fevereiro de 2010

    Qd eu era mais jovem, meus dois maiores medos eram namorar sério e ser abduzida (o que pra mim, naquela época, era mais ou menos a mesma coisa). Acabei conhecendo um cara e, por muita insistência dele, começamos um namoro improvável, que segue até hj. Mas sigo temendo extraterrestres. Ainda bem que as chances são mínimas.

  • Janice diz: 11 de fevereiro de 2010

    Um ET! Mesmo tu tendo encontrado um amor, tu corre sérios riscos de ser enganada ou trocada pelos amigos e o trabalho do ex, depois de anos e mais anos de relacionamento. Estou FARTA de homens! Vão pra p …!

  • mari diz: 11 de fevereiro de 2010

    acho mais facil encontrar um ET !

  • Andrelisa diz: 11 de fevereiro de 2010

    Muito mais fácil ver os Et`s na rua do que achar uma pessoa decente, quando se acha que o cara certo apareceu é só dá mais moral pra ele e pronto: SUMIU. Homens se assustam mt com as mulheres pela sua objetividade.

Envie seu Comentário