Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Marido inocentado, amante indenizada pela titular. Pode?

28 de julho de 2010 30

Ouvi muita gente comentando sobre a decisão curiosa do Tribunal de Justiça, que obrigou uma caxiense a pagar R$ 12,5 mil de indenização por danos morais e materiais à amante de seu marido. Isso porque a mulher do cara teria agredido a outra no trabalho, em fevereiro de 2005. Não cabe recurso à decisão.

O marido teria mentido para a amante, garantindo ser solteiro. Depois de um ano (!!!) ela descobriu que ele era comprometido e terminou a relação. O homem, entretanto, teria insistido em seguir com o relacionamento, enviando e-mails e recados.

Aí a titular descobriu, foi ao trabalho da amante, fez barraco e deu tapas no rosto dela. A amante garantiu ter perdido o emprego por causa disso e processou a agressora. E levou!

O marido foi inocentado.

Fico imaginando a cara da mulher (a oficial) quando recebeu a sentença. Violência nunca é uma boa saída, mas ter que indenizar a amante por danos morais é absurdo, né? Pra mim, se alguém merece ser condenado é o cara. E pra vocês?

Comentários (30)

  • Fernando diz: 28 de julho de 2010

    Hehehe.
    Pelas vistas da lei é apenas agressão. Os motivos não são importantes.
    Se fosse diferente seria um psicólogo ou amiga de aluguel e não um juiz.
    hahahahahah

  • Gil diz: 28 de julho de 2010

    - Ter amante não é crime.
    - Mentir não é crime.
    - Trair não é crime.

    - Dar porrada na cara de outra pessoa é crime.

    Você disse que quem merece ser condenedo é o cara?
    Por que?
    Ele não cometeu nenhum crime.
    O que a esposa deveria fazer era se separar do marido e seguir a vida dela.

    Existem leis nesse país.
    Ninguém pode sair por aí batendo em outra pessoa só porque ficou com raiva.

    Cuidado para não dar maus exemplos para seus leitores.

  • Graziella diz: 28 de julho de 2010

    O marido,claro que é culpado. A amante tem todo direito de processar a agressora, pois a violência é crime, ainda mais porque foi prejudicada no seu trabalho por isso. roupa suja se lava em casa!!

  • Fabi diz: 28 de julho de 2010

    Este mundo tá mesmo perdido…se essa moda pega!!
    Ese cara deveria indenizar as duas!

  • Tatiane Trcihes diz: 28 de julho de 2010

    Tríssia, coloque-se no lugar da amante, suponhamos que eu vá até o jornal e te esbofeteie como é o caso em tela, e depois disso além da vergonha de apanhar em público, faço com que tu perca o teu emprego. Tu acha justo eu não pagar pelo dano que te causei????
    Não estou defendendo o sem vergonha do marido, mas dessa vez ele não tem culpa dos atos da esposa, ela teve o livre arbítrio e partiu para a agressão, então nada mais justo que ela pague pelos danos causados a amante.
    Eu achei corretíssima a atitude do TJ, cada qual deve arcar com as consequências de seus atos.

    Beijos

  • Lara diz: 28 de julho de 2010

    Concordo com vc Tríssia. O cara é que deveria pagar essa indenização. Entretanto, acho um absurdo a mulher do cara ter ido pegar a amante. Ela devia é ter dado uns belos tapas nele e não na amante. Afinal, foi ele quem traiu ela e ele é quem tinha comprometimento com a mulher. Nada a ver pegar a amante, com certeza o cara traiu pq queria trair. Por essa atitude impensada, a mulher agora vai ter que arcar com as consequências, pq realmente é humilhação para a amante ela ter ido no local de trabalho dela (pegasse em outro ambiente, se fosse o caso) e bater.

  • Suélen diz: 28 de julho de 2010

    Com certeza é o cara! Ao invés de ela ter tirado satisfações com a amante, que era livre e desempedida para fazer o que bem entendesse, deveria ter dado uns “bofetões” no canalha da história rsrsrss

    Mas vai saber a raiva que dá na hora tb =/

  • Rogério diz: 28 de julho de 2010

    Trair é moralmente incorreto, atitude repulsiva porém sem pena por lei. Claro, dá pra tentar levar adiante algum processo por danos morais ou coisa assim.

    Porém agressão realmente é complicado … pra que isso? No fim das contas a amante fez certo, terminou com o cara e ele é que ficou insistindo. A amante no fim era meio-culpada, pq querendo ou não, ficar 1 ano com alguém sem saber que é casado é dose. Mas vamos acreditar.

    Nesse caso a mulher realmente mereceu a punição. Teve orgulho ferido e resolveu nas vias de fato, erradíssimo … Deveria era se separar e ferrar com o cara no quesito pensão e afins.

    Nessas horas, agir por baixo dos panos pode ser a melhor saída, quando o cara ver, já estará bem enrolado nas artimanhas da mulher esperta.

    Quanto ao cara, lhe desejo o pior, pois não é certo prometer a uma pessoa ser fiel e não ser. Basta desse tipo de coisa nesse mundo p…a … não se tem mais respeito? Que inferno, que dificuldade … pensem bem antes de casar, se for pra depois sair traindo, nem casa então. Serve para ambos os sexos e NÃO TEM DESCULPA!!! Se tá infeliz, se separa e depois faz o que quer.

  • Sarita diz: 28 de julho de 2010

    É a mania de muitas mulheres em nunca colocarem a culpa nos companheiros; agora paga pela atitude impensada, e devolve os sopapos ao (ex?) marido…
    E, juridicamente analisando, ainda que o marido tenha sido um sem vergonha, e que a origem da agressão tenha sido sua traição, ele não poderia ser responsabilizado pelas atitudes inconsequentes da (ex?) mulher, pois não é seu pai ou responsável. Ela devia ter dado esses tapas no canalhão, isso sim; mesmo que ele pedisse indenização, dificilmente ganharia… no máximo, um reembolso pelos curativos rsrsrsrs
    Agora, a pergunta que não quer calar: eles continuam casados???

  • Ana diz: 28 de julho de 2010

    Pois é, boa pergunta Sarita. A decisão foi corretíssima, como já disseram aqui, a atitude do homem (e da amante, anyway, se por acaso ela soubesse, se bem que acho absolutamente possível ela ser inocente nessa história) foi imoral, mas não punível. No nosso país não há muito discernimento sobre imoralidade e crime, vide caso Bruno onde mais se jogou pedras virtuais sobre a imoral vítima. E por falar em vítima, suprema vítima nessa história é a amante, humilhada por um homem falso e perseguidor (analisando o caso talvez ainda lhe coubesse outro processo contra o ex amante insistente, após o fim do relacionamento) e por uma mulher agressiva, que a expôs a um escândalo, privando de um emprego e talvez de outros, afinal fica marcado lá o motivo da demissão. Além disso, demonstra, por parte da esposa (ao meu ver ao menos) uma aceitação quando ela decide punir a pessoa que não tinha qualquer relação com ela.

    PS: crtl c+ ctrl v no comentário do Rogério. Aliás, sou sua fã :)

  • Joao diz: 28 de julho de 2010

    Se a oficial fosse inteligente ela largaria o cara, mas como tem mulher que gosta de levar chifre, ela se preocupou em bater na amante. Do que adiantou, foi chifrada, brigou e ainda tem que pagar pelo estrago, aposto ainda que continua junto com o cara. Logo logo ele vai arrumar outra amante e assim vai indo e os chifres crescendo cada vez mais. Sei de muitos casos como este que o homem e/ou a mulher brigam com o amante e continuam juntos. Fazer o quê tem gosto quer dizer ”chifre” para tudo ou pra ”todos” hehehe

  • ZONALESTEPOA diz: 28 de julho de 2010

    BUENAS ! QUEM AGIU ERRADO FOI O INFIEL. MAS QUEM COMETEU O CRIME FOI A TITULAR DO RAPAZ… MAS MUDANDO UM POUCO O RUMO DO PROSA, VEJO QUE BOA PARTE DAS LEITORAS QUE POSTARAM COMENTÁRIOS “CONCORDAM” COM OS SAFANÕES DA ESPOSA NA AMANTE. OU ACHAM QUE O ALVO DOS SAFANÕES DEVERIA TER SIDO O INFIEL.

    ENTÃO DEIXO UMA QUESTÃO: SE AS POSIÇÕES FOSSEM INVERTIDAS, COM A ESPOSA SENDO A INFIEL, O QUE AS PESSOAS (mulheres principalmente) ACHARIAM SE A MAIORIA DOS COMENTARISTAS APOIASSE UNS SAFANÕES DO TRAÍDO NA MULHER ?!?

  • debora diz: 28 de julho de 2010

    A questão eh muuuiiito complicada: vai saber o tipo de casamento (e de mulher) que o cara tinha em casa…rs….claro nada justifica trair (se os dois tinham um relacionamento fechado) como também nada justifica bater na amante… afinal, o compromisso (ou o comprometido) com a mulher era o marido e não a outra. Tirar satisfações do parceiro tudo bem, até porque ali é discutida relação dos dois e talvez possa ser descoberto até o porque da traição. E partir para outra relação (ou até não). Agora sair por ai dando nos outros é que não dá não. Como já foi dito num comentário anterior: trair não é crime mas bater é. E cumpra-se a lei.

  • Rachel diz: 28 de julho de 2010

    Concordo com muitos leitores!!

    Tem que pagar sim,quem foi atras de amante foi o bonitão,ela tinha que ter se entendido com ele…se a outra sabia ou não,não interessa,pq ela nao colocou uma arma na cabeça dele e o obrigou a ser amante.Aposto que a Oficial desculpou o cara e agora que doeu no bolso ela vai brigar com ele.Ninguém tem o direito de sair batendo em outra pessoa,o cara não deve ser condenado a nada,o assunto do casal tem que ser resolvido entre eles,e se a matriz levou um ano pra descobrir,talvez esteja faltando sintonia entre o casal.
    apoio a decisão.

  • Luci diz: 28 de julho de 2010

    Bom, é polêmico o assunto, mulher que anda com homem casado é muito safada e bem q merece uns sopapos…mas tem q arcar com as consequencias deois né? agora ,mulher q leva guampa e quer pôr a culpa só na amante tb merece apanhar, pois quem tem compromisso com ela é o marido né??
    Adorei o comentário do Rogério, tb sou sua fã….não quer compromisso, nem casa….pra que assumir algo que não tem condições de assumir….ou se está infeliz , segue cada um seu caminho….e vai procurar a felicidade…..

    Adorei tb o comentário do João….tem mulher q ama levar chifre…..briga com a amante e continua com o marido….ô beleza….e assim vai aumentando s galhos ao longo dos anos…essa merece né?

    abraço a todos….

  • helio Schroeder diz: 28 de julho de 2010

    infelizmente a agressora estava brigando por algo que não lhe pertencia mais, so ela não sabia, quem tinha que indenizar a amante e o guaranhão bastardo, ele foi o causador de toda essa baixaria, e tambem um baita galhudo. No mundo promiscuo que se vive chifrar e ser chifrado, faz parte, dizem os cornos e cornas, que ta na moda é chiquerrimo. E salve a cornolândia. fui…

  • ENI diz: 28 de julho de 2010

    SIM CORRETO…..SE TIVESSE QUE BATER EM ALGUÉM SERIA NO MARIDO. A AMANTE TÁ NA DELA….(CADELA RSSSSSSSS)

  • silvana franco diz: 28 de julho de 2010

    quem devia apanhar é o marido pois foi ele q aprontou além de ser humilhada a’ chifruda’ digo; esposa ainda tem q pagar a amante tem gosto pra tudo mesmo.

  • Adri diz: 28 de julho de 2010

    Olha acho que somente que esta na pele para saber o que é ser traída, por isso não julgo a esposa, e amante tem mais é que apanhar para criar vergonha..pois duvido que não sabia que ele era casado, conta outra…

  • Gisseli diz: 28 de julho de 2010

    eu concordo c o juiz, agrediu tem q pagar, ainda mais pq fez a mulher perder o emprego, além disso, o errado é o marido, ele é q deve respeito a esposa, devia ter batido nele e não nela…

  • Paulo Pennaforte diz: 28 de julho de 2010

    Corretíssima a decisão da Justiça. Se a traída se sentiu ofendida, prejudicada ou o que seja, ela que procurasse os meios legais, processando o marido por danos morais, talvez. Agora sair por aí dando uma de justiceira neurótica sem-noção, aí não! Ela não tem o direito de agredir, como não teria o direito de matar. As “indignadas” que estão opinando aqui, iam concordar se ela tivesse matado a amante do marido? Ué, tem pena de morte no país? Tem pena de morte para adultério? Então, se a lei é clara, cumpra-se a lei. Não sei por que as pessoas insistem em relacionamentos falidos; duvido que a vida a dois da “traída” fosse uma maravilha, que tudo estivesse bem, que tenha sido uma enoooorme surpresa a traição. Duvido!!!! Essa reação da traída [e de quem apoiou nos comentários] não é diferente da dos homens que batem em mulher porque não aceitam a separação.

  • Andréia diz: 28 de julho de 2010

    Hahahahahah. Adorei!!!!!

  • Silvia diz: 28 de julho de 2010

    A Esposa em questão, essa semana agrediu o namorado, detonou um carro zero dele, fez fiasco no prédio que ele mora…no trabalho dele também. Motivo? Ele terminou o relacionamento após descobrir traição. Quem é mesmo a errada?? A justiça não indenizaria a amante se ela dosse tãããoooo errada assim. Cuidem ao divulgar informações. Busquem a verdade em exaustão, para só depois julgar.

  • santiago prates junior diz: 29 de julho de 2010

    Concordo com Gil que escreveu no dia 28.07 ——————-tem muita gente pensando que é dona de outra…….

  • mana diz: 29 de julho de 2010

    pois é. coitadinha da amante, né? impossivel nao descobrir que ele era casado. ou o seu namoro era entre 4 paredes??? não tem nem vergonha de ir á publico pedir indenização por ter sido “enganada”… quem tá errado? todos. principalmente o juiz.

  • Arnaldo diz: 29 de julho de 2010

    E muito engraçado o q as pessoas escrevem por emoção como se tds aqui fossem os mais puros, quem nunca traiu ? ou acha que trair e consumar ato, precisamos e parar de julgar as pessoas, infelizmente ñ determinamos a quem devemos ou vamos amar isso acontece e quando percebemos estamos envolvidos, e mto facil atirar pedra em quem traiu mais sabem o motivo da tarição !, mtas vezes os relacionamentos estão acabados a mto tempo mais separar e uma coisa mto dificil. mais sair agredindo isso e imperdoavel pq ñ existe razão para agredir. parabens ao juiz que pela condenação. Vocês ainda vão passar por isso e irão perceber que e mto facil julgar o proximo.

  • Luciano diz: 29 de julho de 2010

    A oficial mereceu e deveria ter pago mais. Imagina alguém entrar no seu trabalho e te estapear? Se a anta queria bater em alguém, deveria ter batido no marido.

  • Rogério diz: 29 de julho de 2010

    Como eu falei antes, traição não tem desculpa.

    Tem gente aí defendendo que “o relacionamento pode ter terminado”, “não havia mais sentimento”, blá blá blá … desculpa de sem vergonha!!! Isso sim.

    Quer trair, terminou o relacionamento? Então pula fora, pede separação, depois tenha novos relacionamentos, não vice versa. É uma questão de compromisso e respeito OK! Se não for pelo outro, tenha ao menos dignidade própria.

    Mas sabe q q acontece? Muitos relacionamentos e sentimentos acabam, porém o casal continua junto. Agora respeitando homens e mulheres, sem generalizar, mas muitos por aih preferem trair e depois voltar pra casa e comer a jantinha da mulher, ter roupa passada, ou então pegar o carro do maridão, usufruir do salário dele.

    Como eu disse, não generalizei, mas covenhamos gente, escravo em casa ninguém merece né. Respeito, só o que peço, respeito. Não se cospe no prato que se come, mesmo que a comida seja ruim … se não quer comer, nem senta na mesa então.

  • Chifrudo diz: 30 de julho de 2010

    Ai pq quem já foi corno e azedo. e só enxerga até a ponta do seu chifre, e quer ser o mais certo dos certos. me polpa. Zé

  • Mariana M. de Souza diz: 19 de novembro de 2010

    Eu acho que a oficial teve uma sentença justa. Independentemente de qualquer motivo, ninguém pode usar a agressão como desculpa para suas frustações. Isso é coisa de quem não se valoriza e de quem não tem amor próprio.
    Tudo na vida muda e os sentimentos também. Cabe a nós sermos pessoas equilibradas e maduras para superarmos e resolvermos os problemas que aparecem, porque quer queira ou não, a vida é assim e quanto mais formos pessoas centradas, melhor pra nós mesmas.
    Do que adiantou essa atitude? Só trouxe prejuízos psicológicos e financeiros, porque mulheres e homens traídos sempre existirá enquanto vivermos neste mundo. Então atenção homens e mulheres, pensem bem antes de tomar atitudes que venham se arrepender, porque o que vale a pena é estar viva, com saúde e saber viver, mas saber viver com sabedoria e não com histeria, com baixaria…Vamos ser chiques…ter educação….
    Um abraço a todos.

Envie seu Comentário