Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Homens machistas são maridos melhores, diz estudo

30 de julho de 2010 18

Calma, gurias! Eu não tenho muita paciência para homem machista, embora até os mais liberais tenham alguns resquícios desse comportamento, em determinadas situações.

Tenho um amigo supertranquilo e moderno, que implicou com o tamanho da saia da mulher e não queria deixá-la sair de casa com a peça. Ela morreu de rir!

Sabe o tipo de atitude que a gente nunca imagina que a pessoa vai ter? Pois é.

Mas uma pesquisa preliminar da Universidade de Rutgers, em Nova Jérsei (EUA), diz que esse comportamento pode até ser bom.

Segundo os estudiosos, os homens machistas são melhores maridos do que os outros. (Por machista, as pesquisadoras entendem o homem protetor, que considera a mulher como mais frágil — não tem nada a ver com um cara violento.)

Para o resultado inicial, foram testados e entrevistados em profundidade 102 voluntários. Constatou-se, então, que os machistas mostraram maior investimento na família, em deixar a companheira satisfeita e no relacionamento em geral.

Isso por que eles gostam de cuidar da companheira.

Dá pra se convencer?

Comentários (18)

  • Elisa diz: 30 de julho de 2010

    Para mim faz sentido.

  • NEANDERTAL diz: 30 de julho de 2010

    HOMENS VIVEM…..JA MULHERES SONHAM ….DEMAIS….

  • Leandro diz: 30 de julho de 2010

    Claro q nós, machistas, somos melhores maridos e amantes. Me diz, como os metrosexual ou sei lá q nome vcs dão, vão poder dar atenção ou proteger a mulher se eles estão no cabelereiro, ou então fazendo unhas, ou estão a uma hora no banheiro passando cremes, se depilando???
    Acho q até para transar eles precisam de espelhos, para poder ficar admirando sua performance… risos.
    abraços

  • Marcelo diz: 30 de julho de 2010

    Assim como as mulheres submissas são melhores esposas. Não tenha dúvida disso.

  • Sergio diz: 30 de julho de 2010

    Conforme eu já disse várias vezes aqui mesmo nesse blog, algumas mulheres usam a palavra “machismo” para qualquer coisa que seja desagradável para elas.
    Machismo não é isso.
    Cuidar da parceira não é machismo.
    Zelar para que a parceira não passe vergonha na rua por causa de uma roupa inadequada também não é machismo.
    Só quem gosta é que cuida, quem não gosta nem se importa com ela.
    É preciso parar de usar a palavra machismo como se fosse uma palavra genérica para tudo. Corre-se o risco dessa palavra perder o sentido assim como aconteceu com as palavras: “jóia”, “legal”, “tipo assim”, etc.

  • Daiane diz: 30 de julho de 2010

    Podem ate ser melhores esposos, mas isto em troca tem um alto custo. A mulher se torna submissa ao marido machista pois ele tenta através de sua dedicação obter a submissão.

  • Alba Brito diz: 30 de julho de 2010

    Acho entao que, nesse caso, nao se deveria chamar de machista, mas de cuidadoso. Se o cara se preocupa em satisfazer e proteger a mulher, a familia, nao eh violento, entao por que o termo “machista”? Para mim, essa expressao estah mal colocada.

  • Rogério diz: 30 de julho de 2010

    Cá estou eu denovo … adoro teu blog Tríssia, nem sempre concordo com ele, mas acho legais os assuntos viu!

    Primeiramente pesquisa nem sempre diz a verdade, essa aih tem um uma base fundada? Talvez, calma calma … na verdade, eu acho que o termo certo não seria Machista.

    Maridos “menos modernos” podem tender a ser melhores esposos e companheiros. Não sendo violento, agressivo ou MACHISTA … mas o instinto protetor é sempre uma constante nas rodas de amigos e amigas que vou, pelo menos das minhas amigas, nenhuma reprova um cara protetor e até incentivam que o cara deve ser assim.

    Não é ser dominador, controlador. Mas sim aquele cara que acredita na fragilidade feminina, e também, com isso, dá espaço para a mulher ter aquele lado mais frágil que o homem todo gosta. Não vulnerável entendem?

    Só que o que acontece, muita gente aqui vai levantar bandeira dizendo que mulher tem que ser independente, tem que depender de homem nenhum, tem que ser dona de si.

    Aih entenderam tudo errado o que eu disse. Valorizo essas qualidades nas mulheres, nossa como valorizo … eu pelo menos jamais pensei em casar com uma submissa mulher subserviente, cruz credo … quero é uma parceira bem resolvida, bem decidida.

    Mas hoje em dia a coisa tá tão supervalorizada que toma proporções a ponto de mulheres jogarem na cara da gente que não precisam da gente. Puxa que tristeza … eu não me acanharia em dizer que precido da minha esposa, não financeiramente, mas sim sentimentalmente. O carinho, o afeto, a suavidade do ser feminino é algo que considero maior que qualquer valor. Mas para ter essas coisas não precisa deixar de trabalhar e ser independente não acham?

    Novos valores se misturando com antigos valores. O que me deixa desapontado são frases como “homem anda serve pra alguma coisa”. Decepcionante e injusto para com homens como eu que sempre valorizaram o sexo feminino e sempre defendi que mulher tem que se virar e não depender (financeiramente) do marido, porém, se não existir mais cumplicidade e dependência de sentimentos (de ambos), pra que ainda quererem resgatar romantismos ou sonharem com uma família feliz e harmoniosa?

  • Rogério diz: 30 de julho de 2010

    Pois é, acho que aqui a palavra Machismo é que tá errada e complicando o entendimento.

    Típico post pra ver um monte de mulheres levantarem uma bandeira contra os homens e dizerem que não prestamos.

    Uma coisa é ser machista, grosso, nem aih, indiferente … essas coisas, outra é tu cuidar da pessoa que tá contigo. Sendo um suporte, passando confiança. Essas coisas.

    Problema é que o recalque feminino (não generalizando) as vezes é muito exagerado, muito aumentado. Frases como “não preciso de homem”, “homem é acessório” é bem coisa pra ferir nosso orgulho, gratuita e DECEPCIONANTE, diria até ridículas.

    É fogo contra fogo, guerra dos sexos. Eu quero mais é que minhas amigas, minha namorada, esposa tenham sucesso, sejam independentes financeiramente, tenham um ego grande, orgulho de si mesmas. Isso sim é uma resposta ao machismo.

    Quanto a cuidar da esposa ou namorada, isso é básico né pessoal. Amar, respeitar e ser um suporte quando ela precisa é muito importante. Só peço as mulheres para serem femininas, carinhosas, sensíveis, afáveis.

    Com ambos trabalhando juntos dessa forma, aih vocês irão entender o sentido de ser homem e mulher. SENTIMENTOS pessoal, sentimentos.

  • Caroline diz: 30 de julho de 2010

    Pelo o que a pesquisa aponta, homens considerados machistas são aqueles que vêem a sua mulher como um ser frágil, tanto em relação ao emocional e físico. O equívoco aqui é a projeção do que é “feminismo” ou melhor, o que é “ser feminina”. A fragilidade, entre vários outros pontos, muitas vezes é usada para definir o papel de cada um dentro de um relacionamento, porque no geral as pessoas gostam de cumprir papéis mastigados por milênios pela sociedade. A velha história do “voz do povo é a voz de Deus’ (em relação a verdade absoluta) ou a conclusão tão batida e repetida que se torna uma verdade.
    A minha inquietude aqui é justamente essa “conclusão absoluta” de papéis, tão bobos e verdadeiramente desnecessários. O que importa é que dois seres humanos, mentalmente e psicologicamente preparados decidem ter uma relação de respeito e compreensão. E não de uma relação de papeis previamente combinados.

  • joelma diz: 30 de julho de 2010

    Adoro essa gente linda,culta e alfabetizada q passa por aqui dando sua opinião ou dissertando… ashuashuaahsha, mas eu ainda fico com um metrossexual..

  • Marceli diz: 30 de julho de 2010

    Nooooooossa, fala sério, não gosto de homem grosso, mas metrossexual, cruz credo … tenho medo que vão usar minhas roupas intimas, ihihihihih

    Mas falando sério, metrossexual, pra mim, é coisa mais “pralá” do que pra cá se é que me entendem.

    Homem tem que ser homem de verdade … não essas “moças” de peito depilado aih.

  • Fabiano Moraes diz: 31 de julho de 2010

    É ótimo ser machista.

  • o cara! diz: 6 de agosto de 2010

    Óbvio que as mulheres preferem homem machistas, pelo menos as normais. Hoje em dia tem muita mulher pegando mulher, e achando a coisa mais normal do mundo. Mulher que gosta de HOMEM, mas HOMEM mesmo, gosta de uma ceninha de ciumes, gosta que o cara pague a conta (o homem pagar a conta é um grande machismo, não é mesmo?). Qual o problema em um macho ser machista? Sem exageros e loucuras, é claro.
    A mulher do seu amigo morreu de rir pq ele implicou com o tamanho da saia? Quero ver se ele tiver uma barriga bem sarada, de tanquinho, com as entradas que a mulherada gosta. Se ele sair sem camisa em algum lugar onde tem varias mulheres, ela vai fica p* da vida, não vai?
    Desculpem-me Deusas da Procriação, mas acho que voces nao preferem, simplismente o insitinto manda voce escolherem um macho forte, que sabe se impor. Natureza, gatinhas.
    Um bjão!

  • maria de lourdes diz: 13 de dezembro de 2011

    mas desde quando ter responsabilidades com a família é machismo?? nós sempre somos conradas por isso,quando o homem é,ele é “machista”? Que pesquisa mais tendenciosa….e reparem no efeito desta,no comentário do sujeito aí em cima.Edaí que a opressão machista é deturbada e transformada em algo que nós mulheres gostamos.O uso de tais palavras nada mais é do que backlash puro,para desqualificar nossas conquistas.

    E mais: nunca conheci nehuma mulher,incluindo eu,que gostaria de ser tratada como uma retardada que precisa de proteção.

    metrossexual: homem que assume que se cuida.lamentável ver mulheres aceitando padrões de beleza e cuidados e tacando pedras quando o homem é cobrado/age da mesma forma.

    mas enfim,não me supreendo em ler tanta baboseira,a julgar pelo tipo que blog que publicou algo deste nível.Aginal,o que seria do patriarcado se não fossem as mulheres machistas….

  • Anny (@lobamuitocruel) diz: 18 de agosto de 2012

    O machismo é uma das formas mais comuns de sexismo que é conjunto de ações e ideias que privilegiam pessoas de determinado gênero. O machismo é a crença de que homens são superiores às mulheres. Essa “superioridade”, inclusive, reflete em aspectos sociais. É comum crenças como: “toda mulher é delicada e/ou frágil”, “o dever natural do homem é sustentar a família enquanto a mulher deve se limitar a cuidar da casa e filhos”, “homem não chora”, “homem não pode apanhar”, “traição é da natureza masculina e mulher não pode trair” e etc. ISSO é machismo. Lógico que alguns homens são mais “radicais” e levam isso para o “sentimento de posse”, acarretando ciúmes obssessivo e até violência. Era ÓBVIO e esperado o resultado dessa pesquisa, principalmente em virtude da crença da mulher como um ser frágil que precisa ser cuidado. O homem vai querer protegê-la de tudo e contra todos, mas o que eu questiono é: o conceito de “melhor marido”, porque algumas mulheres podem se sentir sufocadas e “diminuidas” por isso. Mas se for bom para ambos, que assim seja. Às vezes é melhor as pessoas pararem se de preocupar com alguns movimentos e manifestações contra o sexismo, quando podem existir muitas pessoas vivendo felizes com eles. O problema maior são as malditas regras da sociedade e o tal modernismo e a avalanche de imposição de idéias do “você não pode aceitar isso”, quando o “isso” não representa o menor perigo. Mas, de fato, machismo extremo pode ser extremamente nocivo quando o homem passa a querer ter o controle total sobre a mulher.

  • Michele diz: 20 de agosto de 2012

    Nossa que maravilha seria se o machismo se resumisse apenas em querer proteger a mulher, não! e que grande frescura seria o feminismo! Pra mim isso não é machismo, é prova de amor e cuidado, machismo deixa o olho roxo e auto estima no chão, muitos chifres na cabeça, magoa, e humilhações de recordação!

  • Mariane diz: 13 de março de 2014

    Não me convenceu.

Envie seu Comentário