Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A melhor cantada de todos os tempos no cinema

22 de fevereiro de 2013 1

Foto: Classic Line, divulgação

Inspirado na cerimônia de premiação do Oscar, que ocorre no próximo domingo, o site de namoro Badoo pediu às usuárias que elegessem a melhor cantada do cinema de todos os tempos.

A primeira colocação ficou com a frase pronunciada por Audrey Hepburn a Cary Grant no filme Charada (1963):

“Eu não mordo, sabe… só se me pedirem”.

Em segundo, a cantada de Lauren Bacall para Humphrey Bogart em Uma Aventura na Martinica (1944):

“Você não precisa dizer nada… Ah, talvez só assobiar. Você sabe assobiar, né, Steve? Basta juntar os lábios e… soprar”.

Os homens escolheram outras duas frases de efeito como favoritas:

:: A frase de Bette Davis em Escravos da Terra (1932): “Eu adoraria beijá-lo, mas acabei de lavar o cabelo”.

:: A cantada de Shirley MacLaine em Laços de Ternura (1983): “Não me venere até que eu tenha merecido”.

E vocês? Têm uma cantada cinematográfica favorita?

Comentários (1)

  • Kari diz: 22 de fevereiro de 2013

    A minha preferida é de “Doce Lar”, quando ela pergunta porque ele quer casar com ela e ele responde “Para poder beijá-la a hora que eu quiser”.

Envie seu Comentário