Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Mulheres com muitos amigos fazem mais sexo com o parceiro

14 de novembro de 2014 0

Warner, divulgação

Vejam que pesquisa interessante (e curiosa): estudiosos da Universidade de Oakland descobriram que mulheres com muitos amigos, colegas de trabalho e familiares homens tendem a fazer mais sexo com o namorado/marido do que aquelas com amizades predominantemente femininas.

A explicação estaria na “competição do esperma”, competitividade biológica que seria transportada à vida real e estimularia o parceiro da mulher cheia de amigos a querer fazer mais sexo com ela.

Isso ocorre, também, segundo os pesquisadores, quando um homem assiste a um pornô com dois homens fazendo sexo com uma mulher. Excitado, ele produz mais esperma do que se visse duas atrizes transando com um ator. Tudo graças à concorrência.

Essa mesma teoria se aplicaria ao dia a dia. E isso nem tem a ver com uma pseudo-impressão de infidelidade do seu parceiro: eles só desejam (inconscientemente) fazer sexo com ela para entrar na competição. Nada mau.

Fotógrafa mostra como as pessoas têm preconceito com mulheres acima do peso

12 de novembro de 2014 3

Haley Morris-Cafiero, reprodução

Passeando pela Times Square, em Nova York, quatro anos atrás, a fotógrafa norte-americana Haley Morris-Cafiero percebeu que, apesar de todos os atrativos ao seu redor, chamava atenção das pessoas que passavam por ela, por causa do peso.

Em 2013, teve a ideia, então, de criar uma série de fotografias para discutir o padrão de beleza e mostrar como a gordura alheia provoca estranhamento. As publicações bombaram, e ela ganhou reconhecimento internacional.

Agora, prepara-se para lançar um livro, chamado The Watchers, mostrando imagens dela em atividades cotidianas, como um passeio, uma ida à praia ou uma sessão de compras, acompanhadas dos comentários negativos que recebeu.

— Meu papel é mostrar como recebo olhares críticos quanto tento ‘melhorar’ a mim mesma para estar dentro dos padrões da sociedade — declarou ao site do The Huffington Post.

Dá para ter uma noção apenas olhando para o rosto dos observadores…

Haley Morris-Cafiero, reprodução

Maquiador gaúcho faz sucesso com noivas do Rio de Janeiro

09 de novembro de 2014 0

Georgeana Godinho, divulgaçãoConhecido como “ divo das divas”, o maquiador gaúcho Eduardo Jônata, 34 anos, é um dos favoritos das noivas do Rio de Janeiro, onde vive há 14 anos.

Para se ter uma ideia, ele já está agendando clientes para 2016.

– As mulheres costumam marcar comigo assim que ficam noivas, um ano e meio, dois antes – conta, por telefone.

Nascido em Jaquirana, viveu em Caxias até o início da adolescência, quando se mudou para Maceió e, posteriormente, ao Rio.
Cursou Artes Cênicas e Moda, mas conquistou reconhecimento profissional ao virar assistente de Marcelo Hicho.

Hoje em carreira solo, tem quatro equipes e atende apenas uma cliente, a quem chama de “ diva”, por dia.

Jônata lançou o Minimanual da Noiva Diva, em que reúne dicas para o dia do sim. Segundo ele, é imprescindível que as noivas usem olhos mais marcados, para que apareçam mais – sem atenção quase exclusiva ao vestido.

Outra observação fundamental: elas devem se reconhecer maquiadas, ou seja, não devem usar batom vermelho no casório se nunca o usaram antes.

No verão, ao se escolher a tonalidade da base, o maquiador sugere que se opte por uma cor próxima à do colo, para evitar o contraste, especialmente se a pessoa estiver bronzeada.

George Clooney e Jean Dujardin juntos (e tomando café! Hum...)

05 de novembro de 2014 0

Nespresso, divulgação

O romântico Lago de Como, na Itália, serviu de cenário para o novo comercial da Nespresso. Nele, o embaixador da marca, George Clooney (que tem uma casa por lá), recebe o charmoso ator francês Jean Dujardin numa espécie de disputa pela cápsula da bebida. A campanha é intitulada How Far (Até onde você iria por um Nespresso?)

O comercial é divertidinho — e vale mais pela versão molhada do francês. Tem como não gostar (mais) de café?

Os feijões de João e Pedro e as lições sobre acolhimento

03 de novembro de 2014 0

Acervo pessoal, divulgação

Dia desses, meus dois sobrinhos, Pedro e João, apareceram com uma nova experiência: plantaram feijões no algodão – um clássico –, em potes separados, e os colocaram no mesmo lugar, para que pudessem compartilhar condições idênticas de
iluminação e calor/frio.

Havia apenas uma diferença entre as duas sementes: uma delas seria elogiada todos os dias, a outra seria xingada diariamente, e a ação ocorreria em separado. Incrivelmente, a plantinha elogiada cresceu linda e saudável, ao contrário da vizinha. A xingada simplesmente não cresceu e ficou com um aspecto seco.

Fiquei curiosa em saber se, ao decidir elogiar a planta que estava quase morta, ela teria chances de se recuperar. Pedro e João, então, passaram a estimulá-la e, incrivelmente, o feijão foi salvo e passou a crescer, à medida em que era encorajado.

Tomo a história dos guris como metáfora: quantas vezes nós, com nossas palavras, não estamos barrando o desenvolvimento saudável de alguém?

E, por outro lado, ela mostra que temos condições de fazer a diferença na vida dos outros, ao ajudar a desenvolver as potencialidades de cada um.

Boa semana a todos! :)

Férias!!!

17 de outubro de 2014 0

Pixabay, divulgação

Queridos, esse blog está em férias.

Volta no dia 3 de novembro, cheio de novidades.

beijos!

Biquínis para todos os tipos de corpos (#sqn)

15 de outubro de 2014 1

Divulgação

Recebi um email de uma marca de biquínis, que destacava a ideia de que há um jeito certo de usar cada peça, a fim de valorizar a silhueta. Até aí, tudo bem, embora ache pouco provável a premissa de que um biquíni ajuda a esconder as imperfeições — no meu caso, ele só as revelam, e quem costuma dar uma ajuda é a canga (risos!).

O mais curioso é que os seis modelos distintos apresentados — e vendidos como alternativas a mulheres de vários shapes, eram vestidos por uma única modelo: com corpo enxuto e firme.

Baita desserviço, né?

 

Somos todas plus size?

09 de outubro de 2014 2

robyn

Basta olhar para a capa de novembro da Marie Claire australiana, com a modelo Robyn Lawley apontada com plus size, para ver como a imagem feminina é distorcida e como a imposição de um padrão de beleza é cruel.

Robyn tem 1m90cm e veste tamanho 40 – e não 36, como a maioria das colegas de profissão. Fiquei tentando encontrar o que há de plus embaixo daquele maiô justinho.

Acho que, mesmo quando tentam mostrar mulheres normais, elas passam longe da vida real, né?

Empresa japonesa cria cadeira do abraço

08 de outubro de 2014 0

ReproduçãoÉ, minha gente, não há nada que substitua um abraço caloroso, mas em tempos de individualismo exacerbado, uma empresa japonesa criou uma cadeira curiosa, que abraça a pessoa quando ela senta (o boneco é meio assustador, com cara do Tiririca).

Foi desenvolvida pela UniCare, que vende o produto a cerca de R$ 900. A intenção é oferecer segurança, especialmente aos mais velhos. Ou, ao que parece, terceirizar até os cuidados mais elementares e evitar olhar para o outro.

Medo disso.

Todo mundo olha para os seus seios, mas você já parou para analisá-los?

06 de outubro de 2014 1

YouTube, reprodução

Às vezes, chega a ser incômodo: você escolheu um decote um pouco mais ousado, e as pessoas não conseguem parar de olhar para os seus seios. Foi justamente isso que uma campanha da Nestlé comprovou, usando um tom lúdico.

Com uma câmera instalada no sutiã de uma mulher, foi possível captar as impressões suscitadas pelos seios durante um dia inteiro. Ao final, surge a premissa, que vai ao encontro da proposta do Outubro Rosa: se todos olham para eles, quando você parou para analisá-los?

O Instituto Brasileiro de Combate ao Câncer recomenda a adoção dos cinco ‘As’: alimentação saudável, atividades física e de lazer, atenção ao corpo, por meio do auto-exame: mama, boca, pele, testículos e tireoide, abandono de vícios como cigarro, álcool e drogas em geral e acompanhamento médico anual.