Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A melhor contratação do Inter para 2013

29 de December de 2012 58

Dunga foi anunciado para júbilo da torcida, mas a contratação que supera todas as outras é a volta de Paulo Paixão.

Colorados de todas as religiões deveriam erguer as mãos aos céus em oração pelo presente do destino. Ele estava lá, de cantinho no Grêmio, na condição de vice de Antônio Mello. Que é outro craque, eu sei. Mas constrange ver um campeão mundial de assessor – cito só o título mais reluzente para não perder espaço de texto: a lista de taças do homem é comprida.

O declínio do Inter coincide com a saída de Fábio Mahseredjian, que foi fazer o Corinthians correr rumo ao topo do mundo, deixando o Beira-Rio engatar marcha à ré no fôlego.

Eis o Grande Mal, o Pecado Mortal, o Holocausto, o Apocalipse vermelho em 2012, para além da crucificação de Bolívar, da decepção de Forlán e da entrevista desastrada do Fernandão. Paixão assegura a condição física superior, ofertando a Dunga o direito de mandar seu time marcar lá na frente sem medo da língua de fora.

Sob sua tutela, os músculos não afrouxam. Enrijecem feito os alicerces da Muralha da China. Também não se tem notícia de pulmões vazios, mas tanques de oxigênio com um coração no meio. Paixão é o cara dos microciclos, do limiar aeróbico, dos aminoácidos. Da ciência.

Lembro dele entregando comprimidos de aminoácidos a cada jogador na Granja Comary, durante a preparação para a Copa da França. Varava a noite estudando no quarto, consultando livros e buscando referências bibliográficas sobre como fazer aquele time correr por nós em tão pouco tempo.

Em 1998, pegou jogadores em diversos estágios de condicionamento. Dunga e César Sampaio vinham do Japão. Ronaldo, Rivaldo, Roberto Carlos e Cafu encerravam a temporada europeia exaustos de tantos jogos decisivos. Para fechar, havia os “brasileiros”: Júnior Baiano, Bebeto, Taffarel.

Em semanas, tinha de entregar uma equipe homogênea a Zagallo. A Seleção só perdeu na final, golpeada pela crise epilética de Ronaldo e pela França de Zidane. No Inter, terá veteranos, um punhado de experientes e a gurizada, todos em começo de temporada. Para ele, barbada.

Mas há o outro lado de Paulo Paixão, um traço brasileiro que o torna ainda mais personagem. Além de se garantir na parte científica, ele gosta de bater um tambor.

Paixão brinca com a mitologia criada em torno de suas peripécias, como despejar milho perto do vestiário inimigo para os adversários ciscarem para trás. Custa garantir uma forcinha do além, mesmo fazendo tudo direitinho conforme a teoria ensina? Superstições, como se sabe, desempenham papel decisivo no universo mágico do futebol. Não decidem nada. O que decide é talento e treino, não necessariamente nesta ordem.

Só que nossas crendices dão confiança, e um homem confiante é capaz de caminhar na direção da Scarlett Johansson com tanta certeza que ela não terá alternativa senão sorrir e dar uma chance aquele simpático rapaz. Estamos no Brasil, e não na Noruega luterana, com seus 99% de alfabetização e ceticismo. Lá, na Península Escandinávia, onde os fiordes recortam a cena urbana levando o mar para dentro das cidades, elas não passam mesmo de crenças populares sem fundamento.

Aqui, não. Aqui, só fazem crescer o mito em torno do grande profissional que é Paulo Paixão. Mora em Porto Alegre, ele e a família, desde os tempos do Grêmio vencedor dos anos 90, ao lado de Felipão. Se mandar D’Alessandro plantar bananeira, aposto que o argentino dará dois passos atrás, preparando-se para equilibrar-se com os braços ao chão.

Paixão é carioca de nascimento, salgueirense de coração (vermelho e branco como o Inter) e gaúcho por adoção. Batuca um pandeiro com manemolência. Canta. Adora uma boa gargalhada, e as pessoas que gargalham merecem nosso respeito. Os jogadores lhe oferecem uma gota de suor a mais pelo prazer do convívio, além do respeito profissional.

Que graça teria se a grande contratação fosse um preparador norueguês, submerso em relatórios frios como as geleiras da Europa Setentrional para dominar vestiários e erguer taças?

Paulo Paixão é um bom brasileiro. Um brasileiro da academia e da superstição. Sorte do Inter, que ganhou do destino um presente duplo de Natal e Ano-Novo. Sem um time que corra, não há Cristo que dê jeito.

Siga no twitter

Bookmark and Share

Comentários (58)

  • Paulo Bolner diz: 29 de December de 2012

    Paulo, me faça ter Paixão pelo Inter de novo !
    Quero ver os índios valentes jogando com garra e com muito amor à camisa !

  • joão diz: 29 de December de 2012

    Por que no google existem muitas, mas muitas mesmo, citações de RBS gremista(Parcialidade)? Por que ultimamente a primeira pagina de esportes SEMPRE é sobre o gremio? Muito desproporcional em relação ao lado azul??? POR QUE???

  • Benedito diz: 29 de December de 2012

    Só pelo fato de ser contratado pelo Internacional o Paulo Paixão subiu muito em suas qualidades. Ele já era bom, mas estava no Grêmio. Agora, no colorado, já estão vindo à tona atributos talvêz nunca percebidos nem pelos melhores cronistas esportivos. Com certeza, até o presidente colorado vai participar das próximas maratonas.

  • Fernando diz: 29 de December de 2012

    Bom dia Diogo
    Parabéns pelo comentário.
    Quando tantos acontecimentos depuseram contra o futebol gaúcho em 2012, falar da biografia do Grande Paulo Paixão, é extremamente gratificante para todos os desportistas gaúchos, independente de cor clubística.
    Que Os Orixás o iluminem. Muito Axé ao Grande Paulo.
    Abraço
    Fernando

  • Sillas- Barreiras-BA diz: 29 de December de 2012

    Exato, Diogo, parabens pela materia, folego hj no futebol, eh 60% do caminho andado, e o Inter de 2012, foi um desastre, 12 dias de preparação física, ainda teve fôlego para ganhar o gauchão e a partir dali, se foi, afundando em um mar de contusões e problemas….

    Essas duas contratações, Dunga e Paixão, mais a do chumbinho, tem tudo pra dar certo, é so olhar o elenco do Inter, esses caras não desaprenderam, apenas estão sem fôlego.

  • Marco diz: 29 de December de 2012

    Paulo Paixão é um ótimo preparador fisico, sabe-se. Quanto ao D’Alessandro plantar bananeiras, bem sugestivo o q dissestes sobre isso: Beira-Rio é o local apropriado, é só olhar e se vê que “em se plantando, dá”. Além disso, “mão-de-obra” prá isso lá não falta.
    Já que não tem estádio próprio e jogarão num alugado, aproveitem: pode ser um bom treinamento fisico e bananas, sabe-se, é ótimo fortificante.

  • Jarbas Colorado diz: 29 de December de 2012

    Oliver,pare de tentar imitar o Coimbra.Não que você não consiga.O problema é que o David jura que é escritor,mas está bem longe disso.Seus textos são longos e chatos,cheios de firulas e rodeios pra dizer o óbvio.
    Mas concordo com tudo o que você disse em relação ao Paixão.E digo mais:o Inter deve o seu título Mundial á ele e não ao Abel.
    Sem dúvida nenhuma o Paixão tem estrela.Prefiro no meu time um “pangaré” com estrela do que um craque que nunca ganha nada.
    Quem diria que o Inter seria campeão Mundial com um zagueiro como o Índio,depois de ver tantos ótimos zagueiros vestirem a camisa colorada e não ganharem nada.O Índio é só um exemplo,mas poderia ser tantos outros jogadores e técnico e preparadores.
    Outro exemplo de pessoa com estrela é o Felipão,que nunca foi um grande técnico,só tem um esquema tático,seu time joga feio,mas duvido que alguém tenha a ousadia de questionar a sua estrela de campeão.
    Tem pessoas que são assim:são os Midas da era moderna.Tudo o que tocam vira ouro.E eu quero essas pessoas sempre do meu lado.

  • olavo rosa diz: 29 de December de 2012

    assino em baixo o que falastes sobre paulo paixao.esta diretoria de tantos erros em 2012 no final do ano acertou em cheio.falta somente digo nossos clubes diminuirem a oferta por varios pernas de pau que ganham um dinheirao para simplesmente entrarem em campo com aquela ma vontade de quem nao recebe a meses,pode.feliz 2013.

  • Juliano diz: 29 de December de 2012

    Parabéns Diogo…
    Belas palavras para descrever este grande profissional.
    Sorte pra nós Colorados.
    Vamo, vamo Inter!

  • Cristian diz: 29 de December de 2012

    E a do Grêmio é o Pará, kkkkk.

  • Glauco diz: 29 de December de 2012

    Belo texto, parabéns Diogo!

  • Elio Flores diz: 29 de December de 2012

    Caro Diogo:
    Foi o melhor texto que li nesse ano.
    Sobre gente e futebol, isso que gostamos.

    Parabéns

    Elio Flores (Inter da PB)

  • joel diz: 29 de December de 2012

    com ele e dunga so falta lateral e dale voltar a ser dalessandro

  • nelson zambon diz: 29 de December de 2012

    Parabéns Diogo pela amplitude do seu comentário quanto a nova contratação de Paulo Paixão.
    Lembro que o 1° contrato resultou de uma conversa dos 2 maiores dirigentes do futebol brasileiro: o inter em crise profunda,
    Fernando Carvalho procurou Fábio Koff e pediu sugestões: Ouviu o seguinte: para iniciar o trabalho comece cotratando Paulo Paixão!!!

  • JOAO BATISTA PORTO diz: 29 de December de 2012

    Este e o cara, mais o dunga e tambem este tal de chumbinho trabalhando, o nosso inter vai longe, e que nossa torcida parem de so criticar e apoiar todo plantel, inclusive acho legal estes jogos no centenario, porque sou gaucho mas estes caras de poa tanto torcedores deles ou nosso sao chatos se acham, inclusive em outros estados os gauchos sao muito bem recebidos principalmente do interior, voce pergunta voce tambem e gaucho, a resposta nao sou de poa (gazelas).

  • SALVON diz: 29 de December de 2012

    GRANDE PROFISSONAL, SEM DUVIDA SERÁ A MELHOR CONTRATAÇÃO DO ANO PELO INTERNACIONAL, FARÁ COM QUE AEQUIPE GANHE COM CERTEZA EM PELO MENOS 35% EM RENDIMENTO, ISSO SÓ REPRESENTA A CONTRATAÇÃO DE NO MÍNIMO DOIS ÓTIMOS ATLETAS. O CONTRÁRIO TAMBÉM É VERDADEIRO, O MEU GRÊMIO, DEPOIS DE FAZER UM GRANDE ESFORÇO PARA TER O RETORNO DE PAIXÃO, DEIXA ELE SAIR, PERDENDO EM QUALIDADE E PIOR QUALIFICANDO O ADVERSÁRIO. O TEMPO DIRÁ E EM MUITO BREVE.PARABÉNS INTERNACIONAL. PRIMEIRO ERRO GREMISTA.

  • j diz: 29 de December de 2012

    só tem um problema, o paixão estoura muitos músculos no inicio da temporada…é só rever as pré temporadas dirigidas por ele……mas sem dúvida, vai melhorar a condição fisica do inter, com certeza…..

  • Volmir Paza diz: 29 de December de 2012

    Diogo, que bela matéria. Isso representa na totalidade o que penso da contratação do Paulo Paixão que estava caindo de maduro e arquivado no Grêmio. Sorte a nossa. eheheh. Abraços e um Feliz Ano Novo para você todos os torcedores deste Brasil.

  • Marcos diz: 29 de December de 2012

    Amém!

  • Cláudio Luiz santos diz: 29 de December de 2012

    Concordo em todos os aspectos , mas o mais importante é que o Paixão é um apaziguador de vestiário , num meio do monte de vaidades , cartolas, , consegue
    acalmar a galera do banco e mantendo clima de paz

  • Edgar de Fraga Cardoso diz: 29 de December de 2012

    concordo pois lembro de trecho da musica que escrevi quando inter foi campeão mundial; la da tribuna o doutor Carvalho assistia enquanto o time corria sob o olhar de Paixão.

  • Marcelo Beckhausen diz: 29 de December de 2012

    Excelente crônica. Aliás, mais uma. Parabéns pela qualidade do teu trabalho!

  • Elio Lagemann Junior diz: 29 de December de 2012

    Perfeito Diogo Olivier, o Inter em 2012 foi fraco na casa-mata, Dorival sem motivação, é no seu perfil, sem um preparador físico competente, ai o grupo de jogadores ficam se um NORTE e um time vira um bando a correr errado.
    O Inter de 2013, tem sim uma grande base, temos que repor um LD, que venha para ser Titular e colocar o Wink para viver com o grupo principal e pegar quilometragem.
    Olha acho que com o Dunga, pode ate ficar os o Bolati e Datalo, alem do trio Guiña, D’Ale e Forlan.
    O Dunga, tenho certeza, vai ter 15/16 titulares, o Datalo é reserva do D’Ale e do Forlan.
    Temos que aceitar que 2012 já passou e agora é fazer de 2013 o grande ano do Inter no futebol Nacional ( temos que buscar o Gaúchão, ser finalista da CB e buscar o caneco do Brasileirão.
    Acho que o Santos vai ser o grande inimigo, uma vez os outros estão na LA.

  • paulo borba diz: 29 de December de 2012

    ESPERO QUE OS ADMINISTRADORES DO GRÊMIO TOMEM VERGONHA NA CARA E NUNCA MAIS CONTRATEM ESSE COLORADO TRAIDOR. FOI SÓ ESTALAREM OS DEDOS LÁ NA BEIRADA DO RIO E ELE SAIU CORRENDO. CHEGA DE TRAIDOR!

  • Mano Perine diz: 29 de December de 2012

    Este não é u comentário a ser publicado, mas um elogio a qualidade do texto, que é envolvente, de uma qualidade espetacular!
    Parabéns Diogo!

  • elmo einhardt diz: 29 de December de 2012

    o seu idiota voce podia era ficar calado mal intencionado. Legitimo representantede um pais de pt. ladroes e corruptos.chega não vou perder meu tempo.imbecil!!!!!!!!

  • Gianclaudio diz: 29 de December de 2012

    Parabéns Diogo pelo belo texto, parabéns meu INTER pelo excelente profissional que contratou.

  • Pedro Schwerz diz: 29 de December de 2012

    Sensacional! Muito bem escrito este artigo. E a pura realidade! Parabéns! Um abraço!

  • Eduardo diz: 29 de December de 2012

    Parabéns Diogo…uma das melhores crônicas que li em 2012…um ótimo 2013 e que venha com textos tão bons quanto este! Abraço.

  • Rafael Saavedra diz: 29 de December de 2012

    Muito bom texto sr. Diogo Olivier, mas no tocante a “religiões”….falaste asneira.
    Fica o registro!!!

  • Felipe Alves diz: 29 de December de 2012

    Impressionante o valor que se dá a preparação física no Brasil. Treino descontextualizados, que valorizam apensas a questão física e esquecem da principal função do jogo de futebol, a bola e as relações coletivas. A pré-temporada das equipes brasileiras não são curtas, são mal aproveitadas! Passa-se 2 semanas fazendo “corridinhas” (que nem bola tem), enquanto o trabalho coletivo, questões táticas ficam para segundo plano. O futebol brasileiro está muito “físico”. Chutões, batidas, disputas de força, quem pula mais, quem corre mais. Culpa do preparadores? Não, nossos trinadores também tem sua parcela, pois não tem conhecimento de metodologia e os preparadores, “dotados da ciência”, ditam o ritmo do trabalho, que e sempre visto com o olhar físico, nunca técnico, muito menos tático. O futebol brasileiro está sim atrasado, está sim abaixo do Europeu, principalmente em termos de conceitos de futebol, de treino! Imagina, ainda fazemos rachão, treinos coletivos com o objetivo de treinar alguma coisa (é piada), chutinhos a gol, o treino da forca do Renato (na época de Grêmio, que isso!). Mas claro, nossa arrogância não nos deixa ver esse panorama, os dinossauros do nosso futebol a cada dia tem o discurso mais afinado (atrasados? Não! É uma entre safra) haha! A culpa nunca é nossa! Futebol brasileiro, inclusive o gaúcho, parou no tempo! Apenas o Corinthians do Tite tem conceitos modernos de futebol! (estudem um pouco sobre e verão!)

  • gotardo cavalli diz: 29 de December de 2012

    Diogo,
    você acertou na mosca, via-se no inter esta falta de preparo físico. e o Paixão na berlinda?? e do gremio?? já começamos a ganhar de novo…

  • Max Antonio diz: 29 de December de 2012

    Caro Diogo, uma das maiores virtudes quando da conquista do Mundial de Clubes no Japão, em 2006, foi dado ao clube pelo Paulo Paixão. O time “tinia” em campo quanto ao preparo físico. E que 2013 seja igual. Enquanto isso, um feliz Ano Novo a todos!

  • paulo nunes diz: 29 de December de 2012

    teu caso e de manicomio!!!!!!!!!!!!
    dificil ler uma coluna sua…..que não irrite o leitor,
    vce e muito fraco……….feliz 2013!!!!!!

  • Ricardo Michel diz: 29 de December de 2012

    Parabéns Diogo. Disse TUDO!

    Abraço,

  • Heloísa Pires diz: 29 de December de 2012

    É uma paixão, o homem!…Eu diria que é a contratação mais audaciosa, até agora, para esse início de temporada no futebol brasileiro. Mais audaciosa do que essa, acredito, seria o Neymar sair direto do Santos para o Corínthians ou para o São Paulo. Acho que nem a contratação do Ganso pelo São Paulo, diretamente do Santos, superou, em audácia, a contratação do Paixão pelo Inter. O Ganso já estava brigado com o Santos e, para não ficar, iria até para a Portuguesa Santista, se fosse o caso. No ano passado o Grêmio teve uma tentativa idêntica ao querer contratar o Élio Carraveta. O estranho é que a contratação do Paixão foi tudo numa boa. Do Grêmio, embora ainda quisesse contar com o Paixão na sua comissão técnica, não se ouviu falar que tivesse feito um ranço, uma torcida de nariz com a escolha feita pelo excelente preparador físico. E de outro lado, não se ouviu dizer que o Internacional tivesse se ufanado pela conquista. Nem na surdina dos bastidores. Nem, também, em relação às torcidas. Nenhuma delas, até agora, bicou à outra pelo acontecido. Credito isso às elegâncias do próprio Paixão, do Fábio Koff e do Luigi, que influenciaram para o bem às suas respectivas torcidas. Parece até negociação entre clubes parceiros!….

  • Marcelo Borges de Oliveira diz: 29 de December de 2012

    ao longo de 2012 a imprensa repetiu à exaustão que Helio Carraveta é “um dos que mais entende de preparação física no país”, e que os problemas de lesões foram todos em consequencia da amaldiçoada pré-libertadores. especificamente quanto ao d’alessandro foi dito, inclusive, que se lesionou “por amor ao inter”.
    agora leio que a melhor contratação do co-irmão foi um preparador físico.. quando já estava tudo as mil maravilhas. não entendo mais nada.

  • André Bandeira diz: 29 de December de 2012

    Excelente texto. Parabéns. Além de falar grandes verdades. Muito vbem eleborado e redigido.
    Abraço e Tudo de bom no ano vindouro.

  • Eder diz: 29 de December de 2012

    Mas que texto!!! Perfeito…

  • Cláudio Viola diz: 29 de December de 2012

    Beleza de texto Diogo! O Paixão mereceu esse texto por tudo que fez pelo futebol. Que meu Inter o acolha novamente como da outra vez, na qual o grande preparador vinha de uma perda atroz de um filho. Veio e venceu! Bem vindo Paulo Paixão, a torcida colorada te respeita e te acolhe de braços abertos.

  • Leonel Santos-Jd Algarve Alvorada RS diz: 29 de December de 2012

    Bah! Eu falo isso desde de antes de se confirmar a contratação do professor Paixão. Seria,e ainda bem que se confirmou,o melhor reforço do INTER.

  • Márcio Souza diz: 29 de December de 2012

    O cara dizer que a contratação do Paixão supera a do Dunga é motivo para justa causa. Só não será demitido por justa causa se a empresa não quiser, pois é a prova cabal que não domina o tema futebol.

    Basta ver o quanto o último grenal do ano (e com isso não digo que a preparação física do inter teria que melhorar muito)
    Outro exercício é imaginar a quantidade de preparadores físicos que dariam certos no inter (bastaria ser tecnicamente competente) e pensarmos em quantos treinadores dariam certos (uns 4 ou 5 no máximo, pois não bastaria ser apenas tcnicamente competente, precisariam outros valores) neste time.

  • Fagner diz: 29 de December de 2012

    Muito boa matéria sobre o professor PAIXÃO…

  • DIRCEU NETO diz: 29 de December de 2012

    MUITO BOM DIOGO! PARABENS,! NAO SEI SE TEXTO NAO EH MELHOR QUE O PP !

  • Daniel Mello diz: 29 de December de 2012

    Com certeza vai acrescentar muito ao inter! O que falta no beira rio é profissionalismo e seriedade. Com Dunga e Paixão rumo aos títulos. Vamu interrrrr!

  • João Colorado diz: 29 de December de 2012

    Eu, agora com o Paixão e o Dunga, começo a ter grandes expectativas de um ano bom para o Inter. São dois grandes profissionais.

  • Diego Alves Vasconcelos diz: 29 de December de 2012

    Mercenário ôôÔ!!!

  • pedro diz: 29 de December de 2012

    Nossa, q rexto horrivel! Mais um da area esportiva que deseja virar um romancista.

  • Fernando Guilherme Roos diz: 29 de December de 2012

    Ainda bem que saiu do Grêmio ….

  • Thiano diz: 29 de December de 2012

    Nós gremistas ficamos sentido por não ter Paixão na preparação física do Grêmio. Quem quer ser campeão não pode perder Paixão!

  • Luiz Carlos diz: 29 de December de 2012

    O Inter acaba de resolver seu maior problema, pois em 2012 a preparação fisica do time foi uma vergonha, inexistiu

  • Duarte Colorado diz: 29 de December de 2012

    Como a grande maioria da nação colorada estou muito feliz por este excelente profissional ter voltado a casamata do meu Inter… Certo de que este grupo de jogadores que clube dispõe nosso time vai nos dar muita alegria nesse novo ano. Obrigado direção pela contratação de peso. Feliz Ano Novo a todos

  • Heloísa Pires diz: 29 de December de 2012

    Marcelo Borges de Oliveira. O Élio Carraveta é médico fisiologista. É tido como uma das maiores sumidades do assunto no Brasil. Escreve sobre fisiologia. Seus livros fazem parte do acervo acadêmico de medicina. O Paulo Paixão não é médico. Ele é preparador físico. O Carraveta só não faz cirurgia. Como Coordenador do Departamento de Preparação Física do Internacional, ele é uma espécie de sub-chefe do Paulo Paixão. Após tratamento pós-cirúrgico do joelho, por exemplo, o jogador sempre passar pelo Élio Carraveta para exercícios de convalescença, antes de ir para os exercícios físicos do Paulo Paixão. O Élio Carraveta prepara o atleta que saiu do DM para o maquinário da academia. O Paulo Paixão prepara para o jogo. Não é à toa que o Paulo Odone, no ano passado, depois de contratar o Paulo Paixão, quis levar o Élio Carraveta para o estádio Olímpico. Este ano o Internacional fez o inverso.

  • roger diz: 30 de December de 2012

    Vamos ver se continuarão com todos estes elogios rasgados quando a turma começar a ter uma lesão muscular atrás da outra. Porque vai ser assim durante todo o 1o. semestre. Começam a voar só no 2o., depois de suar e esbagaçar muito no início. Aí vão aparecer dezenas de palpiteiros especialistas a falar mal da preparação física. Esperem e verão.

  • Roger A. diz: 30 de December de 2012

    Entre os preparadores físicos modernos e de ponta , no Brasil, o sentimento é que Paulo Paixão com suas técnicas e métodos dos anos 90, seria um preparador físico superado, que não teria acompanhado os grandes avanços de ponta desta ciência, em que um preparador se torna um misto de médico, fisioterapeuta, fisiologista e especialista em informatica.
    Como expoente desta moderna preparação física, onde se requer grandes estudos e seminários e cursos, quase mensais, estaria Flavio Masseridian.
    É como na medicina e na ciência da informática, onde a cada 2 anos, 60% do conhecimento é tudo novo.
    Relembrem , quando da passagem, anterior de Paixão no Grêmio, junto com seu filho,
    o Grêmio , durante todo ano, foi um rosário de lesões musculares.
    Paixão seria mais um motivador de vestiário e animador de emoções.

  • Rodrigo R. diz: 30 de December de 2012

    A fila anda para todos, inclusive para preparadores físicos. Quem compararia Paixão, lá na época em que trabalhava com Sérgio Cosme no Fluminense, com, digamos, Fritzen, Tim ou Moracy Santana? Novos preparadores físicos aparecem e superam lendas, com mais ciência e estudo ainda. Paixão é grande figura, mas já está chegando o tempo em que sua melhor colocação é a de “consultor” mesmo. No mais o texto não passa de um exercício infantil de pretensões literatas.

  • Oiram diz: 5 de January de 2013

    Demagogia barata e rasteira ao criticar uma religião para enaltecer a outra.

  • Leonel Santos-Alvorada rs diz: 21 de January de 2013

    Ah ta bom, agora que mudou de lado o Paulo Paixão não vale nada. Bom mesmo deve ser o método de preparação gremista, preparação química como foi revelado agora nas categorias de base do gfpa. Aliás um método bem antigo por aqueles lados mas agora até na BASE!!!!!!!!!!

Envie seu Comentário