Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A gangorra de Luxemburgo e Dunga

28 de April de 2013 44

É um erro demitir Luxemburgo. É o que integrantes do Conselho de Administração, todos da confiança expressa de Fábio Koff, querem neste momento.

Só trocar de treinador é repetir o passado. É atender o anseio do torcedor irritado com o resultado para ficar bem na foto.

Renato Portaluppi, Celso Roth, Paulo Autuori, Wagner Mancini, Caio Jr – é extensa a lista de treinadores dispensados por dirigentes de todos os matizes políticos neste longo período sem títulos importantes.

Se nenhum deles serve, será que o problema é o técnico?

Ou é da falta de clareza e da demora para contratar, deixando o clube refém do técnico de plantão na hora de fazer time? O Grêmio joga mal há oito jogos, contando a eliminação nos pênaltis para o Juventude.

A nona mediocridade não pode ser quarta-feira, contra o Santa Fe.

O time não rilha os dentes e morde o garrão como o Inter de Dunga, cujo vestiário emite sinais claros de estar fechado em torno de seu treinador, algo que não se vê no Grêmio de rolos com Moreno, e antes Gabriel e Vilson.

Ainda assim, insisto: só mudar o técnico não adianta. É preciso saber comandá-lo, também.

O Inter caminha para o tri com consistência tática e de conceito. Nesse domingo, no 1 a 0 sobre o VEC, de novo mostrou futebol solidário e coletivo. O Gauchão pode não ser ponto de chegada, mas é de partida.

E a partida de Dunga em sua primeira experiência em clube é boa, mesmo que sofra um tropeço ali adiante.

Siga no twitter

Bookmark and Share

Comentários (44)

  • André diz: 28 de April de 2013

    O Inter só tem ganho de times pequenos, e mesmo assim por apenas um gol de diferença…
    quero ver quando começarem a enfrentar equipes de ponta… o que vão falar do Dunga.

  • gustavo diz: 28 de April de 2013

    Tenho certeza, hermano que tu não vai postar meu comentário.
    Amigo, futebol é um esporte!
    Vocês recebem para criar uma realidade!
    Meu amigo, gangorra é uma peça física!
    Não existe uma gangorra no futebol!
    De resto é ironia!
    Acredito, mesmo com a tua ironia, que algo diferente do que tu propõe irá acontecer!
    Pergunto a ti, qual o motivo de tanta manipulação?
    Porque tu age dessa maneira?
    Teu cargo depende de algumas atitudes???
    Banana é uma fruta tropical!

  • marcelo franck diz: 28 de April de 2013

    Qual título de expressão os treinadores citados ganharam depois de sir do Grêmio? Fora o Roth que pegou o inter pifado e ainda enfrentou o Chivas???

  • Alvaro Augusto diz: 28 de April de 2013

    Como não adianta demitir? Teu lado torcedor sobrepuja a lado jornalístico. Aonde andam os (maus) treinadores por ti citados? Renato e Roth , desempregados , Caio e Mancini em times pequenos(se estiverem…). O problema é sim treinador. W(V)anderle(y)i é mal treinador. Só engana incautos jornalistas provincianos afeitos a serem enrolados…

  • atila lopes diz: 28 de April de 2013

    eu d novo incomodando…para este tema, vou ser simples assim.
    1) Luxemburgo – Achou natural o time perder, com um profundo “conformismo derrotista”. Não tem o espírito gremista no sangue, de garra. Deixa os auxiliares técnicos treinarem o time e vai cuidar da sua adega. Não tem mais ambição nenhuma como treinador. Cheio de jogadores protegidos (algum motivo tem, não é?) Cris expulso infantilmente, prejudicando a equipe, e no próximo jogo é capitão. Como se sentem os outros jogadores? desmotivados com certeza, senão indignados.Dúvida que alguns querem derrubar o treinador? pena que será à custa de títulos…Vende o peixe que a equipe tem só jogadores acima da média e que o resultado chegará naturalmente, ao seu tempo. Sabemos que não é verdade. Apesar de todo o conhecimento e experiência, não consegue ou não quer, ou está desinteressado que o time tenha um esquema tático eficiente e organizado. Parece que está louco pra ser mandado embora e receber a polpuda multa recisória pra voltar pro seu RJ ( será que alguém mais percebe isso além de mim? ou estarei louco, eu?)
    2) Dunga – Fica indignado e aperta o vestiário. Treina. Xinga. Não admite a derrota. é ambicioso e que conquistar tudo que compete. não tem protegidos. Joga quem rende mais, motivando os seus reservas e deixando os titulares com “a pulga atras da orelha”. não existe dono da camisa. Vende a idéia que a equipe tem bons jogadores, mas só com muito suor e sangue chegarão a algum lugar.time muito bem organizado e armado, apesar da inexperiência perto do seu amigo luxemburgo. é Colorado doente e está louco pra conquistar tudo pelo time do coração. Quer ficar no RS.não tem adega pra cuidar, nem pegar um sol na Barra (RJ).
    3) Se é bem verdade o que se fala no quartel, que a tropa é espelho e semelhança de seu comandante…eis a grande diferença das duas equipes!!! Grêmio – cara de Luxa. Inter – Cara de Dunga.
    4) Solução, vendo por esta ótica…Trocar de técnico enquanto é tempo e trazer o LISCA!!! bom e barato. Lembram do Felipão quando veio???? com os jogadores que vai ter na mão, tenho certeza absoluta que trará ao Grêmio a cara dos times campeões.

  • Mateus diz: 28 de April de 2013

    Diogo, tu que é um jornalista sério e coerente, me diz, cadê a cotação dos jogadores do jogo do Grêmio e Juventude? Ridículo não darem nota! Dão nota boa quando jogam mal, queria ver agora! Mas até agora nada, quanto incoerência…

  • Décio diz: 28 de April de 2013

    Caro Diogo,
    Temo que você esteja errado.
    O Luxemburgo não está nem aí para o time.
    Tá mais preocupado com a casa de vinhos e com as comissões que recebe dos jogadores que ele faz a intermedição.
    Está aposentado.
    Tem que sair. E o Koff parece cansado demais para comandar o Grêmio, infelizmente.
    Abraço

  • Chimango diz: 28 de April de 2013

    Trocar de técnico agora não adiantaria. Pensar em novo técnico seria viável para o Brasileirãoe para a Copa de Brasil. Não colocar Biteco contra o Juventude foi um erro do treinador. Não colocar batedores de penalidades no final do segundo tempo foi displiscência de Luxemburgo.

  • Márcio diz: 28 de April de 2013

    O último parágrafo é cretino. Desculpa o nú da sinceridade, mas é cretino. Ultrapassou em muito a passionalidade.

  • Maschio diz: 28 de April de 2013

    …imaginem a cueca da gremstada, rsrsrsrrsrs

  • Rafael diz: 28 de April de 2013

    Colaboração da imprensa desde o ano passado..o luxa pediu grana e a imprensa fez o aue.. o dunga pediu uma fortuna..mas nao..vai acertar… hoje datolo nem no banco…se fosse o luxa seria um escandalo.. o luxa reclama da arbitragem e ta arrumando desculpa.. o dunga sempre reclama, fala que existe complo contra ele..e a imprensa apoia ou coloca panos quentes… se tivesse sido o luxa tivesse dito…ia se escandalo… hoje o dale era para ser expulso facil e o dunga ficou brabo com o amarelo dele.. mas ele pode.. o gremio do luxa repetiu o time poucas vezes esse, ano perdeu seu norte do meio campo com a saida do elano e a imprensa nao diz o obvio, o time parou de jogar desde q o elano saiu… quando o inter perde sem dale e damiao..no gauchao, a culpa é das ausencias, nunca do dunga… o inter do dunga nao jogou nenhum jogo de ponta, ano passado o inter ganhou o gauchao e chegou em decimo no brasileiro..o gremio nem na final chegou e foi terceiro… posso falar do Ju, inter e ju em lajeado, no primeiro tempo um gol impedido q o juiz validou mudou um jogo no qual o ju tva melhor e no segundo tempo na bola parada o inter fez mais 2,,, sabado no jaconi foram dois gols anulados do gremio… varios impedimentos marcados errados e faltas inventadas..o gremio roubava bola e o fabricio marcava falta.. queria ver o q o dunga falaria…e seria apoiado pela imprensa, ja o luxa…

  • Caetano diz: 28 de April de 2013

    O grande erro é acreditar que o sucesso ou fracasso no Gauchão representa uma avaliação da capacidade do treinador. Luxemburgo foi ovacionado e a torcida exigiu sua permanência em dezembro de 2012. De lá para cá, o Grêmio mudou mais de metade da equipe titular ( Dida, Cris ou Bressan, André Santos, Vargas, Barcos, e mais Welinton, Fábio Aurélio, irmãos Biteco, Alex Teles, e outros). No entanto, a equipe tem feito jogos decisivos e sob pressão desde janeiro desse ano. Qualquer outro treinador teria problemas, isso é uma obviedade. A equipe do Grêmio tende a melhorar muito nos próximos 2 meses, é apenas questão de um sequência de jogos. Luxemburgo é um excelente treinador e seria uma burrice muito grande demiti-lo.

  • Rodrigo R. diz: 28 de April de 2013

    Concordo, Diogo. E nessa corneta irracional toda que está pegando para cima do Luxemburgo vejo um possível futuro para Dunga. Acho Dunga muito provavelmente um bom treinador, mas não foi testado: que enfrentou? Reservas (se tanto) do Grêmio e times de Série D. Fora isso, Seleção, algo completamente diferente. Logo mais, no Brasileirão e em eventuais fases mais adiantadas da Copa do Brasil, será testado. Há várias equipes no Brasileirão que podem fazê-lo balançar do seu atual conforto e pode ter certeza que a corneta não levaria muito tempo a perseguí-lo. Lembro do falecido Fernandão estreando exatamente contra os últimos da tabela em 2012 e fortalecendo sua idolatria e fama de intelectual da bola junto à torcida. Vieram os adversários mais complicados e não demorou a surgir a campanha colorada que hoje faz de Fernandão um desaparecido do planeta. Um “Capitão Planeta Marte”…

    Se depender do torcedor do Grêmio, o clube teria uns dez técnicos por ano e no fim do ano estaria com o mesmo técnico com o qual começou. A torcida num estalar de dedos transforma um Sandro Goiano em deus e demoniza um Messi se o tivesse. A torcida diz em setembro ou outubro que a Libertadores deve ser priorizada e o Ruralito deve receber o time mirim, gargalhando debochada para os colorados. Três ou quatro meses depois esbraveja a perda do Ruralito, perde a compostura, mergulhada em ódio puro, turbinado por frustrações pessoais. E nessa onda ninguém presta mais: Barcos, Zé Roberto, Elano, Fernando, Vargas, etc, viram todos pernas de pau. Terra arrasada, gritaria e ignorância. Koff precisa resistir à pressão da torcida. Precisa fazer o oposto do que a torcida e seus aspones criadores de fuxico próximos pedem. Ir contra a gritaria seria muito sábio.

    Nesses 15 anos de derrotas o Grêmio sempre foi fraco e se submeteu a sua torcida desesperada, bipolar e raivosa, características que se radicalizam mais e mais conforme perde mais. Mas, claro, “torcedor sempre vence”: vaiaram Felipão, Tite, Mano, Roth, Adilson, Renato e todos que agora pedem de volta. Pegaram no pé e queimaram dezenas de bons jogadores que foram vencer longe. E depois reclamam da saída desses jogadores e técnicos, como se viu com Cassio e Fabio Santos do Corinthians. “Sempre defendi esse jogador” é frase fácil de ser dita por quem apedrejava antes. Quem leva a culpa sozinho são os dirigentes – cuja culpa maior, na verdade, costuma ser a de fazer o que a torcida pede, se dobrar à pressão. O Grêmio é reflexo de sua torcida e de seus dirigentes fracos, sem convicção e demagogos.

    Isso é geral: se Dunga estiver lá por outubro classificando seu time para a Libertadores e em lua de mel com sua torcida ouvindo que deve deixar o Gauchão/2014 de lado e se concentrar na Libertadores que não se engane: o Gauchão poderá tirar seu cargo. Por 8 ou 9 meses o Ruralito não existe, e se for lembrado será para ser zombado, mas quando está vivo faz estragos a quem o perde, embora não signifique nada a quem o ganhe. Se a FGF trabalhasse pelo bem do futebol gaúcho, daria licença do campeonato ao time gaúcho que estivesse na Libertadores: o Gauchão (e os demais estaduais) atrapalha e estorva absurdamente os objetivos relevantes das equipes. Mas é difícil esperar ajuda de uma federação cujo trabalho é tão bom que levou o interior à Série D – e isso porque não existem as Séries E, F, G e H… Deve ser bom mesmo, já que Novelletto não é contestado nunca.

    O Grêmio errou em ficar no meio do caminho: ou colocasse os reservas em todos os jogos e se auto-proibisse de colocar os titulares no campeonato em qualquer circunstância e até mesmo utilizasse um uniforme alternativo, reserva, ou que fizesse o oposto: entrasse com titulares e muita vontade na competição. Ficou no meio termo, entrou meia bomba na competição, bateu o ponto ao colocar os titulares várias vezes, isto é, participou de fato da competição, e ao participar efetivamente deu corpo à derrota que seria pouco notada se viesse para os reservas, para os juniores.

    Todo técnico tem seus bruxos, queimam e desvalorizam jogadores, essa situação é sempre esquecida pela torcida em relação aos treinadores que pede (os “geradores de ódio do amanhã”), pois o bom, na crise, é o que não está no cargo, assim como o bom jogador é o que não foi contratado, na crise. Mas também é verdade que toda torcida tem seus pernas de pau de estimação e seus rancores com outros jogadores – até preconceito, ódio e torcem contra o cara, às vezes simplesmente porque não gostam do seu sotaque, ou por ele cometer o crime de gostar de funk ou pagode. A saída ou não de Luxemburgo deve ser determinada unicamente pelo resultado na Libertadores. Questão de coerência (que pode, por causa da pressão, ser uma questão de coragem a Koff). A Libertadores era e é o grande objetivo e coerentemente a isso é a Libertadores que deve classificar a qualidade do trabalho de Luxemburgo, não importa a posição em que se classificou entre os 16, mas sim a posição final. A mediocridade colorada de 2010 e a virtual eliminação na primeira fase santista em 2011 mostram que a posição e o futebol na primeira fase da Libertadores valem pouco. E porque um estado parcial valeria mais que pouco ou nada? E se o Grêmio perder terá apenas repetido o resultado de outras campanhas em que se deixou levar pela pressão da torcida. Ao menos o Grêmio terá inovado em relação a si mesmo ao ficar saudavelmente surdo a sua torcida raivosa e corneteira – e que não entende nada de futebol. Inovado em não tomar a decisão garantidamente estúpida que costuma tomar, jogando a toalha na crise, pensando no futuro – onde cometerá os mesmos erros e sofrerá a mesma pressão ignorante popular.

    Acho que os jogadores do Grêmio e seu técnico devem ter consigo isso e reforçar como fez a seleção brasileira nas Eliminatórias de 1993: a torcida é sua inimiga, se fechem, nem pensem em agradecê-la se vencerem, ignore-a, jogue a vitória na cara dela. Fico pensando no tempo que levaria para a turma da terra arrasada (que curte a destruição pela destruição e a degola como circo, que se entedia com a falta de crise) se recuperar do baque de ver o Grêmio vencer com Luxemburgo, já estão secando há tempos mais que colorados!

  • Pedro Xiru diz: 28 de April de 2013

    Bah, Diogo. Tu tá de brincadeira ? Com ele o GRÊMIO vai PERDER A LIBERTADORES ! Depois ele segue engananando na Copa do Brasil e no Brasileirão, perde tudo e sai
    numa boa ! FORA LUXEMBURGO !!! FORA AGORA !!!

  • Ade Elias diz: 29 de April de 2013

    Diogo O luxa tah fora o mano Jah tah acertado!,,
    VC SABE PORQUE?? Pelo Aproveitamento Lógica Percentual do Luxa
    Koff Não eh burro
    PEGA O APROVEITAMENTO DELE X TÉCNICOS ANTERIORES EH ISSO
    O RESTO EH PAPO FURADO
    VAI COM DEUSLUXA O GRÊMIO EH GDE DEMAIS
    VIVE DE VITÓRIAS!!

  • Dagoberto schonardie diz: 29 de April de 2013

    Claro que não é bom trocar de técnico agora, até em função do contrato de dois anos.Quando se faz um contrato de dois anos está se dizendo que existe convicção certo?OK ! Só que alguém precisa mandar o seu Luxa parar de fazer besteiras e dar explicações que irritam demais o torcedor.O Paixão e o Gabriel foram parar no outro lado,o Fernando só permaneceu titular por pura pressão,o Moreno não serve ,mas Willian José e Welliton servem ,joga M. Aurélio e deixa Bitéco fora do banco e por aí vai.

  • Adalberto Silverinha diz: 29 de April de 2013

    A diferença é que o Grêmio precisa fazer 3 gols para valer 1 nesse campeonato manipulado, nada a ver como a honestidade esportiva.

  • Eduardo Silva diz: 29 de April de 2013

    A Panelinha do Luxa vai continuar até sermos eliminado da Libertadores, e isso não vai demorar. Esse ex treinador conseguiu acabar com o elenco, pois os jogadores que não foram indicados por ele nunca servem, mesmo sendo mil vezes melhores que seus bruxos, e o pior de tudo que o Koff assiste de camarote a isso tudo. Desde quando Welinton e Willhan José são melhores que Marcelo Moreno e Bertoglio?? Pará éra terceiro reserva no Santos e por ser amigo do Luxa e absoluto na lateral direita. Cris é um ex jogador em atividade, lento, atrasado, por pouco ele não trocou Fernando por aquela marmota do Adriano que ele lançou no Santos… Parabéns Luxa, conseguiu perder tudo o que disputou até hoje pelo Gremio!!! FORA LUXA!!! MANO MENEZES JÁ!!

  • Andy COLORADO diz: 29 de April de 2013

    Olá! Não existirá tropeço algum… E digo porque: A diretoria colorada quer o TRI da América. Por isso, fez plantel, por isso trouxe Dunga (sinônimo de raça e liderança), por isso tens uma torcida apaixonada, louca, bêbada…. que ama seu INTER… E por isso logo, logo vai ter um GIGANTE DA BEIRA-RIO renovado e que serás imponente com a ajuda da AG… e por isso eu finalizo dizendo:

    NADA VAI NOS SEPARAR – GIGANTE PARA SEMPRE!!!!

  • Cezar diz: 29 de April de 2013

    Certíssimo! Fica Luxa!!!!! Os advesarios o saúdam!!!!

  • Cleber Kowalski diz: 29 de April de 2013

    O penalti que juiz não marcou em favor do Veranópolis aos 40 min do 2º tempo, você não fala nada, engraçado que para o Grêmio vocês comentam os lances polêmicos e os do interzinho, imprensa vermelha maldita.

  • Maturana diz: 29 de April de 2013

    Ao que parece mudaste a tua avaliação a respeito do “LUXA”, a quem defendias com um ser sobre natural. Agora ele já apresenta defeitos, como escalando alguns jogadores, que ninguém entendeu.
    O tempo, é o bálsamo para muitos males, e até é capaz de mostrar aquilo que alguns
    teiman e não ver.
    O Wianey já classifica o “LUXA” como sendo enrolador, provocador e refinado teimoso !!!

  • gigante diz: 29 de April de 2013

    Claro que demitir o Luxa não será um bom negócio,a multa rescisória é de 6 milhões. Se fosse outro treinador já seria demitido a muito tempo, eu quero mais é que ele fique,um enrolador de primeira. Ele viu que enrolar gazelas é bem mais fácil do que ele imaginava. Falando nisso o aluguel está atrasado, a falência caminha a passos largos, quero ver a hora que a Oas colocar o fbpa na justiça por falta de pagamento, os dois estádios viraram em nenhum. Obrigado fbpa por ser meu rival, vocês só me dão alegrias. É poltrona 36, é coligay , são caixas de som, rebaixamento, freguês do 15, Anapolina, é bom esse fbpa kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Jadir diz: 29 de April de 2013

    Claro, e a gangorra está toda para o Dunga, o super tecnico finalista do supercampeonato gaucho. O luxa só está nas oitavas da Libertadores.

    São os idiotas da cronica esportiva gaucha.

  • Wanderley diz: 29 de April de 2013

    Não acho que é erro demitir o Luxemburgo. O que acontece com muitos treinadores, e está acontecendo com o Luxenburgo, é que eles querem se sobrepor ao pensamento de todos, ou o lógico, precisam justificar o seu ordenado, por isso começam a inventar coisas mirabolantes, somente para manter a soberba e que acabam em sequência de erros desgastando a sua imagem perante a torcida.
    Os próprio jogadores ficam sem força para consertar as burradas do técnico e acabam desanimando.
    A mudança de técnico vem com idéias novas e revigoram o ânimo dos jogadores.
    É imperioso que após a eliminação na LA se mude o técnico se o Grêmio quiser fazer uma campanha digna no Brasileirão e na Copa do Brasil.

  • Luiz Fernando Sá Brito Severo diz: 29 de April de 2013

    Na minha opinião , Luxemburgo deixou de ser técnico de futebol para ser Gestor do clube, fugindo da função, o que não ocorre no Inter onde o Dunga, faz a gestão somente do vestiário acho que isto faz a diferença.

  • maurino diz: 29 de April de 2013

    fhfhj

  • maurino diz: 29 de April de 2013

    Dunga ( bom ou ruim) cobra porque foi e dá exemplo. Jogo serio e com gana. Luxa( já demostrou que é bom),mas não tem dado explo. Escala por interesse, é malandro. Imaginem a cabeça de um jogador preterido, quando tiver que jogar? vai ter que comer a bola, se não, vai sobrar. O outro, comendo ou não, tem vaga. Tanto meu colorado( que ainda não pegou time qualificado) como os tricolores, tem um time parelho

  • Gustavo diz: 29 de April de 2013

    E aí, bundão? Cadê a supremacia estratosférica da dupla gayanal? Tu és o típico bunda-mole da capital.

  • Anderson diz: 29 de April de 2013

    Então quer dizer que há uma gangorra entre os clubes? Entendo que o Grêmio não vem demonstrando um bom futebol, mas o Inter também não está lá estas coisas… Não estou nem aí para desclassificação do Gauchão, o foco sempre foi a LA. Com foco só no Novelettão e sem ser “surrupiado” pela arbitragem (parceria do D’ale) os SCI venceu por apenas 1×0 e com um chute quase “espirita”. Acho que a imprensa tem muita parcela nesta “crise” do Grêmio, pois não tenho dúvidas que a LA será nossa!
    P.S. Porque conflitos que (ainda) acontecem no vestiário do SCI não vem a publico?????? Será que o time está tão fechado como você fala?

  • LAERT diz: 29 de April de 2013

    Mais uma vez você usa o Gauchão, como parâmetro. O inter ganhou o gauchão do ano passado e nem sequer se classificou para a Libertadores. Foi um vexame no Brasileiro.
    E o Grêmio, com Luxa e um time desacreditado, chegou em terceiro. Então pare com essa história de gangorra. Pergunte aos companheiros colorados se não gostariam de estar disputando a Libertadores. Vocês gostam mesmo de encher a paciência dos torcedores. Dão palpites e se metem a técnico, mas a maioria , quando se aventura nessa carreira, como fez, o Falcão, não prova nada. É fácil criticar os treinadores. Confortável é ter uma coluna para fazer isso oficialmente. Vocês podem errar à vontade, como fizeram, expulsando o Tite, no episódio das ovelhinhas, que foi ganhar todos os títulos pelo Corinthians e ser campeão do mundo. O mesmo ocorreu com o Abelão, que foi campeão mundial do inter e mandado embora pela imprensa gaúcha, sendo que se tornou campeão brasileiro o ano passado. Vocês entendem pouco,mas se acham a última bolacha do pacote.

  • Rogério diz: 29 de April de 2013

    Evidente que não adianta demitir o Luxa. Querem o que? O fracassado do Roth com sua arrogância e prepotência aliadas a uma maneira arcaica de ver o futebol? Renato Portaluppi com seus chiliques à beira do campo, chutando garrafinhas de água como solução ao seu despreparo? Por favor, tenham dó.

  • Maturana diz: 29 de April de 2013

    Poderias explicar melhor, o que o Dunga tem a ver com os fracassos do “LUXA” ???

  • Alberto/NH diz: 29 de April de 2013

    12 anos se passaram e a “gangorra” tá apenas do lado COLORADO!

  • ADRIANO diz: 29 de April de 2013

    Muito engraçadas, mas muito engraçadas mesmo, as manifestações raivosas e totalmente sem noção da gremistada. Coitados, vivem num inferno astral sem fim e culpam a imprensa, os árbitros, o vento, a chuva, o sol, enfim, tudo, menos da enorme incompetencia que os abate há quase vinte anos. Continuem assim.

  • Ronaldo diz: 29 de April de 2013

    Foi um erro ter contratado Luxemburgo…
    Os últimos trabalhos do treinador antes de assumir o Grêmio:
    - No Santos foi demitido sem obter resultados expressivos no brasileiro, deixava Neymar no banco e dizia que o fazia porque o menino era “filé de borboleta”. Os jogadores do Santos no ano seguinte tripudiaram o treinador em véspera de confronto contra o galo mineiro cantando: “O Luxemburgo pode esperar a tua hora vai chegar”.
    - Teve um desempenho razoável no Palmeiras, mas em um jogo da sulamericana não viajou com a equipe para a Argentina com medo de apanhar do Argentino Juniors e pior, comentou na globo a partida que seu time estava disputando. Perdeu a moral com seus atletas e o comando total do grupo.
    - No Atlético Mineiro abandonou antes de ser rebaixado, Cuca salvou sua pele.
    - No Flamengo brigou com Ronaldinho e não fez o time jogar…
    Agora, no Grêmio perdeu o primeiro turno do gauchão 2012 para o Caxias, depois perdeu o segundo para o Inter. Foi eliminado da Copa do Brasil por um time rebaixado, saiu mais cedo da sulamericana após perder para o Millionários, cujo melhor jogador Rentería nem banco pegava no Santos, deixou de vencer um grenal quando o Inter estava com 9 jogadores. Em 5 grenais disputados perdeu 3 e empatou um. Bem verdade que classificou o time para a Libertadores, mas Mano Menezes, Renato e Celso Roth também o fizeram com um elenco bem mais pobre.
    Neste ano nem chegou à final do gauchão e quase foi eliminado da Libertadores, em um grupo onde haviam Huachipato e Caracas, por ter preterido Fernando em um jogo.
    Não é bom profissional em relações interpessoais. O treinador possui predileções que desestabilizam o elenco, alguns atletas desmotivam-se por perceber que pouco jogarão por não serem “bruxinhos” do comandante. Gabriel e Edílson falaram abertamente sobre isso em coletivas. O treinador não quis Lugano, mas bateu o pé para contratar Willian José, cujos direitos federativos pertenciam a amigos do profexô…
    Afirmou em entrevista que gostaria de ser presidente do Flamengo no meio de um campeonato. Teve todos os jogadores que pediu e não mostrou evolução.
    Ora bolas, Diogo. Analise um pouco antes de escrever, o torcedor inteligente percebe que a imprensa gosta de ter o Luxa aqui pelas polêmicas e pelo status que possui.
    Inteligente é manter um técnico viciado em pôquer, amante de vinhos e das mulheres do sul!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Ronaldo diz: 29 de April de 2013

    Renato saiu daqui apaludido pela torcida… Nós, gremistas, amamos o Renato!!!! Ou te esqueces quando escreves????? Lembra quem foi vaiado no momento da demissão???? Ainda recordo que Paulo Odone fez nosso maior ídolo chorar na calçada do Olímpico.

  • Roger A. diz: 29 de April de 2013

    Este Luxa é ex treinador, parou no tempo, é treinador da década de 80 e 90, parou no tempo. fazem 15 anos que nunca mais ganhou título algum, foi corrido do Real Madrid, quando perceberam que era um enrroladão.
    Nas entrevistas pós jogo, só diz baboseiras e bobagens tipo , agora o Grêmio vai com tudo disputar ser campeão da Libertadores. Pelo amor de Deus, não ganharam de um time curumilha de Caxias, um timeco da série D, 4°Divisão do futebol brasileiro, time este que, quando começar a disputa da série D, vai tomar lambada do Asa de Arapiraca, do Grêmio de Itu, do Piriróca FC, e de outras nabas.
    O Juventude, como sempre tem acontecido, já, na segunda fase da quarterona será eliminado.
    E foi este timeco de Caxias, com folha mensal de R$ 300.000,00 que eliminou o Grêmio, com folha mensal de R$ 11.000.000,00 – ( 11 Milhões de reais ).
    Ai vem o enrrolador do Luxa, nas entrevistas com o seu tal de “média training”, ora que enfie este seu média training no raio que o parta, isto é mecanismo utilizado por incompetentes que querem se esconder. Quem é bom não precisa desta baboseira para boi dormir.
    Outra, nos últimos 2 anos, este Luxa perdeu todas as decisões que o Grêmio disputou, e disse todas, todas, todas, todas, todas…
    Enfim, estas são as mãos a quem o Grêmio está entregue.

  • Bruno Volkov diz: 29 de April de 2013

    Eu acho besteira esse papo de que futebol é resultado. Se o trabalho está sendo bem feito tem que dar tempo para o treinador pois os resultados aparecerão. Dito isto, a questão com o Luxemburgo é a seguinte: o trabalho não está sendo bem feito. Os laterais não fazem UMA jogada de linha de fundo. O time não marca sob pressão. Os meias somem em uma zona morta do campo deixando os atacantes isolados. O time não joga com intensidade. Então a lógica diz que o treinador deve ser ejetado. É extremamente diferente do Gremio com o Celso Roth em 2008 quando os resultados não vinham mas o time jogava bem. No caso do Roth era uma variação normal relativa ao acaso, no caso do Luxa é falta de qualidade de treinamento mesmo.

  • Max Antonio diz: 29 de April de 2013

    Ilustre Diogo, nos parece de que o grande dilema gremista dos últimos tempos está no problema EXISTENCIAL , ou seja, não EXISTE mais títulos, clima, vontade de vencer e por aí afora. Agora, falando sério, o clube da Azenha (ou Arena?) mais parece uma empresa falida, onde todos os funcionários perdem a tramontana e a postura ao trabalho com medo de ficar sem seus empregos.

  • jorge fernandes diz: 29 de April de 2013

    É TRISTE A NOSSA SITUAÇAO; RENATO DISPUTOU UMA LIBERTADORES ,COM CLEMENTINO E CIA , SÓ UM PODERIA BRILHAR ,ODONE. .AGORA SÓ TEM JOGADOR DE PONTA ,,E ESTAMOS A MERCE DE UM VISIONARIO QUE SÓ QUER O FOCO NELE,,
    KOFF -GREMIO ,SERAM ETERNOS…MUDEM ENQUANTO A TEMPO …JOGADOR NÃO DESAPRENDE …APENAS SE DESGOSTA , PERDE O TEZÃO ,QUANDO VÊ INJUSTIÇA.

  • Maturana diz: 30 de April de 2013

    Alguém sabe informar se a ED LOKA LOKA morreu ???

  • mauro diz: 30 de April de 2013

    Não vejo gangorra não Diogo. É cada um no seu quadrado, e Dunga está dando lição nesse ponto. Só fala do Inter, e Grêmio, só se é adversário.
    Dunga sabe que seu time é bom, mas que pode tropeçar, como aconteceu com o Veranópolis, como aconteceu contra o Cruzeiro, se não estou enganado. E sabe que um tropeço pode balançar a tropa e os tropeços se sucederem, até a chegada de seu sucessor. Infelizmente, é o futebol brasileiro, também por culpa de seus treinadores aventureiros e desprovidos de projetos convincentes.
    Pode enumerar preferências de Michel a Pato, Bolívar a Moledo, Mathias, Oscar na reserva; Fernando na reserva, Wellinton a Bertoglio, Cris, e tantas outras que se pode enumerar, e que custaram títulos aos dois clubes, pra ficar só no Inter e Grêmio.
    Nenhum treinador brasileiro tem a firmeza de um Ferguson ou mesmo daquele do Arsenal, que vejo o melhor estrategista do momento, o primeiro a parar o Barça.
    Sim, no exterior caem tanto quanto aqui; quase, mas caem também.
    A questão é identificar o problema. Se é o treinador, troca. No Corinthians, o problema não foi o treinador, que ficou e foi campeão, mas logo logo vai ser, e Tite será trocado.
    O jogador brasileiro não aceita a supremacia do treinador, não gosta de obedecer suas táticas, mesmo que inovadoras ou revolucionárias. O jogador brasileiro não gosta de marcar, e o treinador brasileiro não gosta de estudar, aí vai o pacto da mediocridade entre eles, pois um finge que marca como treinador finge que orienta marcar.
    Acho que Dunga não passa pelo que Luxa está passando porque Dunga não tem nada em clubes, lhe falta currículo. Seleção se escolhe os melhores, ou os que acha melhores, e se não estiver bem, troca, sem custos.
    Clube tem orçamento. Dunga sabe, e sabe que precisa mostrar que é treinador de clubes também.
    Está conseguindo. O time tem uma cara, tem formato, tem mecânica, e apresenta grandes mudanças comportamentais a partir do ano passado. A mais óbvia, o time sai jogando, coisa que não lembro a última vez que fez, mas antecede Tite.
    Luxa não tem padrão para o Grêmio. E não lhe falta jogadores. O time pode jogar de um jeito ou de outro, mas não é o mesmo time de um jogo para o outro. Dunga fez o time b jogar igual ao time principal, mesmo a duras penas.
    Não quer dizer que seja um esquema rígido, simplesmente há um padrão.
    Luxa, a meu ver, um grande treinador, perdeu a mão em alguma garrafa de vinho ou mesa de pôquer, e não a encontrou mais. Luxa substitui mal, arma mal, explica mal e contrata mal. Sim, não fosse Dida, o Grêmio estaria fora da Libertadores, ou talvez o Grohe fizesse a mesma defesa.
    Mas o que se reclama do Grêmio, no momento, é falta de time, com o mesmo tempo que Dunga deu cara de time ao Inter, pois Vargas e Barcos, os últimos a chegarem, já poderiam estar entrosados. Não passa por aí a desculpa.
    E, a meu ver o principal ponto, Luxa abriu mão de sua estratégia.
    Sim, aplaudi Luxa quando relegou o Gauchão ao time B, aos reservas, e disse que meu Inter deveria ter feito isso no ano passado. Mas perto da decisão, foi de titulares, com a desculpa de testar uma formação. E treino serve pra quê?
    Fosse com os reservas ou o b contra o bom Juventude, e assumisse os riscos que assumiu quando disse que o Gauchão era segundo plano. Agora, assumiu o risco da incoerência.
    Aplaudi o Grêmio com reservas no Gre-Nal, era essa a estratégia, a prioridade era a Libertadores, e o que mudou?
    Por isso Ferguson é a lenda que é, coerente, perde e ganha, jogos e campeonatos, mas não perde o discurso, e planeja, e cumpre. Aí jogador respeita.
    Luxa não está em baixa porque Dunga está em alta. Luxa vem de um viés de baixa, bem longo, interrompido pelo espasmo do brasileirão passado, mas faz tempo que Luxa não forma um time.
    Abraços.

  • maurino diz: 30 de April de 2013

    Boa Maturana…..o melhor comentário foi o teu! eh eh..faz mesmo um tempão que a
    loka nada escreve.

Envie seu Comentário