Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de janeiro 2010

Como organizar um casamento ao ar livre

30 de janeiro de 2010 14

Fotos: Divulgação, Elizabeth Messina

Casamentos ao ar livre são lindos e o sonho de muitos noivos. Organizar um, no entanto, requer que o casal observe uma série de detalhes. O Noiva.com reuniu três profissionais super conhecidas do mercado gaúcho para passar dicas preciosas para quem sonha com esta celebração diferente. Conheça agora um guia completo para tornar sua festa perfeita.

:: Qual época do ano é a mais indicada para casar ao ar livre?

É claro que o maior inimigo de um casamento ao ar livre é o clima. Consultei Estael Sias, meteorologista do Grupo RBS, sobre o assunto. A Estael diz que o inverno e o verão geralmente têm uma certa redução no volume de chuva, mas é importante levar em consideração a influência de fenômenos climáticos como El Niño e La Niña, que têm impacto direto na maior ou menor frequência de chuva. “Nos anos de La Niña, em qualquer época do ano, o tempo fica mais seco e em anos de El Niño a primavera é muito chuvosa e as outras estações têm chuva mais frequente também”, explica a Estael. A dica, então, é casar no verão ou inverno de um ano de La Niña. Aí é tempo seco certo!

:: Em que lugar eu posso realizar um casamento ao ar livre?

Quando a gente pensa em casamento ao ar livre geralmente lembra de praia, mas existe uma série de opções que os noivos podem considerar. Anna Medeiros e Neca Esbroglio, da Anna e Neca Eventos, têm longa experiência realizando algumas das festas mais bonitas do Rio Grande do Sul e dão algumas: “fazendas e casas de campo fazem um lindo cenário. Um clube como o Country, em Porto Alegre, possibilita uma cerimônia sob o Guapuruvu, árvore frondosa e com vista para um lindo gramado. As residências nas ilhas também são perfeitas ou qualquer outra residência que tenha áreas possíveis de serem adaptadas para eventos desta importância.”

:: Que estrutura preciso montar para um casamento ao ar livre?

Primeiro passo: definir que tipo de estrutura os noivos querem. A ideia é ter uma cerimônia no mesmo local? Então é preciso providenciar cadeiras para todos os convidados e um altar. Querem oferecer um jantar formal? É preciso montar mesas completas (com arranjos, toalhas, guardanapos e louça). Caso a intenção seja oferecer um jantar mais simples (falaremos disso daqui a pouquinho), lounges e bistrôs resolvem. Agora uma parte muito importante: mesmo que a meteorologia esteja prevendo um dia maravilhoso você tem que montar uma área coberta. Toldos ou tendas não protegem apenas da chuva, mas também de sol forte, calor e sereno. Um piso falso também é imprescindível para que todos possam circular e dançar com conforto. O casamento será em um período quente? Providencie leques para a cerimônia e garanta ventiladores especiais para eventos espalhados pelo local. Será no inverno? Aquecedores, também específicos, vão garantir que todos se sintam bem.

:: Eu preciso mesmo ter um plano B?

Sim, é fundamental. Não tente organizar um casamento complexo como um ao ar livre sem contar com a ajuda de uma organizadora. Caso algo dê errado (e existem muitos detalhes que podem causar problemas) é esta profissional que vai tomar as rédeas e resolver tudo enquanto os noivos, a família e os amigos se arrumam para a festa. A Anna e a Neca comentam: “jamais deve-se fazer um casamento ao ar livre sem a possibilidade de ter outra opção. É um momento delicado, de decisões sérias, e para isso os noivos precisam confiar nas organizadoras. Ao sinal de qualquer intempérie um plano pensado previamente deverá ser executado”. Lembrem-se, noivos: em caso de chuva ou vento forte a estrutura de toldos pode não suportar.

:: Casamento ao ar livre é mais caro que um tradicional, feito em local fechado?

Anna Medeiros e Neca Esbroglio respondem: “nem sempre, pois o custo de igreja e da decoração podem ser destinados a este espaço. Temos que considerar também que as decorações têm porte bem menor que os templos.”

:: Estamos decididos a fazer cerimônia seguida de festa, ambos ao ar livre. Como fica o cerimonial nestes casos?

“Normalmente fazemos como se fosse em um templo. Os noivos saem com o cortejo, se isolam e neste momento são feitas fotos do casal e familia para depois de todos os convidados acomodados, fazerem a entrada festiva”, dizem Neca e Anna.

:: Existe algum tipo de flor mais adequado para quem vai casar ao ar livre?

Quem responde agora é uma expert em flores. Angélica Martins comanda o Atelier das Flores e deu mil dicas para o Noiva.com: “o casamento ao ar livre é mais descontraido, mais casual. Eu gosto muito de utlizar uma linha de flores no mesmo estilo, que seriam flores mais leves e com movimento. Fica muito bem alstroemérias, flores do campo, orquídeas plantadas e bastante verdes.”

:: Como garantir que os arranjos durem mesmo expostos ao sol e ao vento?

“Expostos ao sol e ao vento é quase impossível durarem muito tempo”, diz a Angélica. “O correto é trocar a água muitas vezes e, de preferência, trabalhar com flores na linha das flores tropicais: Helicônias (Rostrata, Estrelitzia, Bihay….) são flores que se dão melhor com o calor.”

:: Como fazer as flores se destacarem em uma celebração realizada em meio à natureza?

As dicas da Angélica para resolver este dilema envolvem, especialmente, iluminação. Ela recomenda colocar os arranjos em um local em evidência e com bastante iluminação pontual. “Eu sou apaixonada por orquídeas, e acho lindo quando utilizadas em abundância em vários vasos com água e mini velas. É um impacto na chegada dos convidados!”.

:: O que servir em um casamento realizado durante o dia e ao ar livre?

O menu vai obedecer vários quesitos, mas especialmente o horário da cerimônia. Pode ser servido almoço ou jantar completos. Se a intenção é tornar o cardápio mais informal a dica para casamentos da manhã é apostar em um brunch. A palavra é uma junção de breakfast + lunch (café da manhã + almoço). Um brunch contempla alimentos do café da manhã como pães, queijos, geleias e também do almoço, como crepes especiais, suflês e saladas. O brunch é montado em uma grande mesa e o convidado serve-se à vontade. Caso a recepção comece no meio da tarde e se estenda até a noite uma boa pedida é um coquetel seguido de mini-porções, como escondidinhos e risotos servidos pelos garçons.

:: O que a noiva deve vestir em um casamento ao ar livre?

Certamente um modelito com menos pompa, afinal de contas você optou por uma cerimônia mais informal e descontraída. O vestido pode ser longo, mas fica especialmente lindo se a noiva seguir uma linha mais natural, levinha. O vestido da Milene Zardo, apresentadora da TVCOM que casou no finalzinho da tarde, foi perfeito. A festa é na praia? Então clique aqui para conhecer modelos feitos por uma estilista do Hawaii.

:: E o noivo, usa que tipo de traje?

Fraque e smoking são proibidos. A roupa do noivo também pode seguir a linha da festa, que é mais informal. Ele pode deixar de lado os trajes escuros e apostar em ternos de cor mais clara e de tecidos mais leves. Em alguns casos a gravata também pode ser esquecida no armário. Faz questão do traje escuro? Fica mais bacana quando o casamento começa de dia, mas se estende até a noite.

:: As madrinhas e convidadas usam que tipo de vestido?

Já ouviu uma regra que diz que o comprimento do vestido avança de acordo com o horário? Se a festa for pela manhã você não precisa usar longo. Modelos com barra logo abaixo ou pouco acima do joelho são extremamente elegantes. Já que você estará em meio à natureza, opte por cores mais festivas e reduza a quantidade de brilhos.

:: Fontes e mais dicas::

:: Obrigada às queridas Anna, Neca e Angélica pelas dicas. Para entrar em contato com a Anna Medeiros e com a Neca Esbroglio mande mensagem para annanecaeventos@terra.com.br. Já para falar com a Angélica Martins acesse o site do Atelier das Flores para checar todos os contatos.

:: Um dos meus sites de casamento preferidos se chama Style Me Pretty. Ele tem base na Austrália, onde a maioria dos casamentos ocorre ao ar livre. Dê uma passadinha lá para ver fotos maravilhosas e inspirações divinas para sua decoração.

:: Veja casamentos e histórias reais de leitoras do Noiva.com que casaram ao ar livre:

- Paula e Alan

- Daniela e Márcio

:: Mais posts com dicas ótimas:

- Detalhes para um casamento campestre

- Aluguel de chapéu para festa

- Convite que é um leque

- Mini buquês na decoração

- Decoração com cara de praia

- Paleta de cores em tons de azul e branco, tudo a ver com mar

- Paleta com muito verde

- Vestidos mais curtinhos e básicos para as convidadas

- Vestidos curtinhos com um pouco mais de glamour

- Vestidos para noivas mais básicas

- Padres celebram casamentos fora da igreja?

Nova Inesquecível Casamento nas bancas

29 de janeiro de 2010 9

Acabou a espera, noivas! Chega às bancas na semana que vem a edição número 10 da revista Inesquecível Casamento Rio Grande do Sul. Na capa a linda e querida Renata Hoff. A Renata, que é uma das cerimonialistas mais competentes do Estado, teve um casamento que vale a pena ser conferido. O que é este vestido, hein? A “minha” Solaine Piccoli se superou mais uma vez. Além das bodas da Renata a revista traz detalhes do casamento da atriz Larissa Maciel, do ex-jogador do Grêmio Lucas Leiva e de muitos outros casais felizes e realizados com festas perfeitas.

Sim, é claro que a Inesquecível Casamento daqui traz também a coluna Noiva.com. É nova por aqui? Então te conto tudo: esta blogueira assina duas páginas cheias de dicas na revista. Nesta edição eu destaquei um mimo fofo para casamentos de inverno, as tendências em vestidos para 2010, doces com gosto de caipirinha (isso mesmo) e muito, muito mais.

Corre para as bancas para garantir a sua e encontrar uma inspiração em cada página. Quer ganhar uma edição de presente com um recadinho meu na capa? Então fique ligada no Twitter do Noiva.com. Na semana que vem tem surpresa!

Marcação de mesa baratinha e linda

29 de janeiro de 2010 1

Não é preciso gastar rios de dinheiro para criar detalhes lindos no casamento (tenho paixão por estes projetos alternativos que mostram como com pouca grana é possível surpreender). Abaixo você vê uma ideia criada pela americana Dolci Odille que é bem fácil de adotar. Bicos usados para confeitar bolos viraram suportes para a marcação de mesas. Os cartões com a numeração você faz em casa e os bicos, quem sabe, pega emprestado da mãe.

Fotos: Divulgação, Dolci Odille

Solta!!!

29 de janeiro de 2010 3

Foto: Divulgação, Gabriel Harber Photography

Sonha com um casamento ao ar livre?

29 de janeiro de 2010 7

Foto: Stock Images

Então volta ao Noiva.com neste fim de semana. Estou preparando um guia completinho cheio de entrevistas e detalhes para esclarecer todas as dúvidas sobre uma celebração deste tipo.

Pelo mundo: trash in NY

29 de janeiro de 2010 2

A leitora Ana Luiza esteve em New York em dezembro e flagrou uma sessão de trash the dress feita em pleno Central Park, no maior frio. “Na mesma hora eu disse: vou registrar o momento e mandar para o Noiva.com!”. Adorei! Abaixo a foto do flagra e também uma da Ana com seu namorado, Adriano.

>>> Os leitores do Noiva.com são uns amores e mandam para o blog fotos de casamentos que flagram ao redor do mundo. Quer ver?

- Alexandre Teles, na Turquia

- Sara Batistella, em Paris

- Angélica Martins, na Itália

- Mariana Gomide, também em NY

- Carolina Isoppo, em Paris

Pedido de casamento no tapete vermelho

29 de janeiro de 2010 2

So sweet! Imagina só que bacana ser pedida em casamento na pré-estreia de um filme, no tapete vermelho e cercada de fotógrafos. Essa ideia passou pela cabeça do americano Chad Williams, que organizou uma maratona de detalhes para colocar o plano em ação.

Chad convenceu a namorada, Audrey, que os dois tinham ganho um concurso para ir à festa de lançamento do filme When In Rome, que tem Kristen Bell e Josh Duhamel no elenco. No vídeo abaixo você vê a preparação do noivo e o grande pedido (se quiser pular direto para o momento de ouro vá até os 1’24″).

Just married: Inaiá e Cristiano

29 de janeiro de 2010 8

Os doidos por cachorros irão se encantar com o relato do casamento da Inaiá. Adivinha quem levou as alianças até o noivos? A noiva conta como foi seu dia especial e mostra fotos dele e de sua sessão de trash the dress.

* * *



“Do pedido ao altar foram tres meses de muita correria. Fiz praticamente tudo sozinha e pela internet, mas certeza não conseguiria sem ajuda do meu noivo, afinal casamento deve ser panejado e sonhado a dois. No começo gostaríamos de uma cerimônia ao ar livre. Começamos nossa peregrinação pelos clubes ao redor do Guaíba, mas como o tempo não andava lá essas coisas e a estrutura que necessitaríamos iria tomar metade do orçamento, decidimos por algo tradicional. Escolhemos o salão nobre da Associação do Ministério Público. Depois foi aquela corrida contra o tempo atrás dos fornecedores e de alguma estilista que aceitasse fazer o meu vestido do jeito que havia rabiscado ( sim, porque chamar aquilo de desenho seria um luxo).

Muitos detalhes eu escolhi vendo as dicas do blog: as lágrimas de alegria, os tags de carro e as lembrancinhas eu vi online e confiei nas empresas, que não me decepcionaram. No dia do meu casamento choveu muito, mas milagrosamente no momento da cerimônia parou e até saíram alguns raios de sol.

Eu estava super tranquila na estética, sem saber que no salão da festa não havia luz ( meu noivo me poupou). O coitadinho do Cris teve que sair que nem louco atrás de um mega super gerador capaz de sustentar ar condicionado, iluminação, banda, geladeiras. O gerador era gigante, com um preço também mega salgado. Nenhum dos convidados percebeu que estávamos à base de um gerador e a festa foi perfeita! A decoração estava divina, em vermelho e branco ( coisa de casal colorado). Nos divertimos muito e contratamos a banda de um amigo que animou a galera. Fomos os últimos a sair, quase às seis da manhã.

A cerimônia foi algo a parte, muito emocionante, principalmente quando nossas labradoras entraram como aias levando as alianças em almofadinhas que mandamos fazer para elas. Não teve quem não se emocionasse.

Posso dizer que foi o dia mais feliz da minha vida, assim como será o de vocês!”

- Local: Sede Campestre da Assoc. do Ministério Público
– Decoração: Vanira Michels
– Fotos e filmagem: Jayme Barbosa
– Bolo: Lis Fonseca
– Iluminação e som: Som e Eventos
– Mesa de Doces: Chocólatras
– Almofadas para alianças: Camila Volkeweis
– Banda: Morena de Angola

Remedinho para noiva estressada

28 de janeiro de 2010 4

Conhece a expressão bridezilla, não é? É uma junção das palavras bride + Godzilla, aquele monstrão gigante. O termo bridezilla se aplica àquelas meninas que são noivas estressadas e que infernizam a vida de todo mundo perto do casamento (que atire a primeira pedra quem ainda não teve um ataquezinho de nervosismo).

Quem sofre com as bridezillas são o noivo, as amigas e a família, que sonham em ter um remedinho para acalmar a noiva. Não precisa mais sonhar! Por poucos dólares você pode importar as Zilla Pills, a pílula da bridezilla.

Foto: Divulgação, Zilla Pills

Ok, tudo não passa de uma brincadeira. Na verdade o que a noiva encontra dentro da caixinha são balinhas de menta. O remédio da noiva estressada foi desenvolvido por duas cerimonialistas que comercializam as balas para quem quer fazer uma piada com uma bridezilla. Eu adorei a caixa!

Duas dicas bem legais de teatro

28 de janeiro de 2010 1

Interrompemos a nossa programação para dar duas dicas de espetáculos ótimos que estão em cartaz nesta semana. Um deles é O Avarento, uma comédia deliciosa que fala sobre amor, casório, dinheiro, interesse. Nessa semana eu entrevistei os atores na Rádio Gaúcha e adorei saber que a peça tem oito indicações ao Prêmio Açorianos. O Avarento fica em cartaz até o próximo domingo, dia 31/1 no Teatro Renascença, sempre às 21h.

A segunda dica é para os colorados. Eu assisti Vermelhos – História e Paixão na semana de estreia e vou de novo amanhã. Quero levar meus pais para ver esse musical incrível, que eu recomendo demais. Vermelhos também fica em cartaz até domingo, mas na Sala Carmen Silva do DC Navegantes. Quinta, sexta e sábado às 21h e domingo às 22h.

Fotos: Jorge Scherer e Divulgação Porto Verão Alegre

Quer mais um motivo para ir? Os dois espetáculos integram o Porto Verão Alegre, o que significa preços de ingressos bem, mas bem baixinhos. Clique aqui para saber mais sobre valores e locais de venda.