Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Meu relógio biológico despertou!

14 de outubro de 2011 98

Ter filhos nunca foi meu grande objetivo na vida. Não me entenda mal: eu adoro crianças, mas sempre pensei em bebês como uma consequência natural, não como um dos grandes desejos da minha breve existência. Tenho amigas que desde os 12 anos falavam do momento em que seriam mães, de como cuidariam dos seus filhotes, onde eles estudariam e como se vestiriam. Eu ouvia quieta e de vez em quando pensava se não era um monstro por não ter aqueles sentimentos tão à flor da pele.

O tempo foi passando e a minha irmã mais velha foi me dando sobrinho atrás de sobrinho. Brincar e cuidar deles era uma delícia, e por um bom tempo eu não sonhei em ter as minhas próprias crianças, afinal já tinha 3 bem próximas para quem direcionava todo meu afeto. Há uns dois anos até voltei a me questionar se realmente era um monstro que se contentava com os filhos alheios e não planejava ter os seus.

Foi aí que entrou em cena o famigerado relógio biológico. Eu não sei como ele funciona e por que se manifesta em períodos diferentes da vida para cada mulher, mas o fato é que o danado existe e em mim despertou como um gigante adormecido. Nos últimos meses passei a querer filhos como nunca. O meu corpo começou a me dar mensagens que eu não posso fingir que não escuto.

Se antes eu pegava o bebê de uma amiga no colo e morria de medo de deixar cair, hoje parece que a criança se molda nos meus braços. O sentimento é de que eu sei fazer aquilo e que quero fazer mais vezes e o mais rápido possível.  Outro fato hilário: passei a desenvolver um amor maternal por um bichinho de pelúcia que tenho lá em casa. Yes, it’s true. Não consigo deixá-lo de cabeça para baixo ou jogado em um canto. Cheguei ao ponto de, em dias frios, deitar a cabeça do Knut (ele é uma miniatura do famoso ursinho polar) no travesseiro e tapá-lo. Pareço estar repetindo o comportamento de quando era menina e, pela primeira vez, tinha a noção do que era ser mãe ao me ver responsável pelas bonecas.

Ter meu primeiro filho, projeto que antes parecia distante, agora já enxergo logo ali na frente. Não sei se virá em um, dois ou três anos, mas enquanto aguardo me divirto com como a natureza te prepara para a vida.

Me contem, gurias: o relógio biológico de vocês despertou com qual idade ou ainda segue adormecido?

PS: ilustrei este post com a imagem de um convite da Alannah Rose. Coisa mais cuti cuti fofuchinha este bebê!

The following two tabs change content below.

Gabi Chanas

Ótima amiga, péssima cozinheira. Adoro cachorros (tenho um vira-lata charmoso chamado Dunga), Friends, casamentos, decoração. Além do bloguinho, dou dicas todos os domingos na revista Donna, do jornal Zero Hora, e nos sábados na Almanaque, do jornal Pioneiro. Curto muito fazer novos amigos virtuais, por isso recadinhos são sempre bem-vindos!

Latest posts by Gabi Chanas (see all)

Comments pelo FB

Comments pelo FB

Comentários (98)

  • Ana Paula Pereira Francisco diz: 14 de outubro de 2011

    Olá, meninas! Adorei esse assunto… desde pequena sonho em ser mãe, idealizava que aos 24 anos já estaria casada e com 2 filhos, o tempo foi passando e encontrei me amado que repudiava quando falava em ter filhos… meu relógio biológico despertou mais de uma vez e tive que controlar. Hoje estou com 26 anos e agora não tem jeito, quero muito ter um filhos e ele também, vamos deixar passar o casamento e começar nosso novo projeto “ser pais”!!!

  • Gislaine Piacentini diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi, achei lindo esse seu post. Fico feliz que a vontade de ser mãe esteja aflorecendo em você. Eu concordo que existe um relógio biológico sim e que ele desperta em tempos diferentes para cada mulher. Tudo é infuência… trabalho, estudos, viagens… ainda mais nos tempos de hoje em dia que a mulher é muito independente e, corre contra o tempo pra fazer tudo o que deseja. O meu relógio ainda não está despertado, pois tenho algumas prioridades antes disso, como casar e ter a minha própria casa… Enfim, vc não é um monstro não, só estava aguardando o momento certo. Felicidades pra ti!!!!

  • Franciele Alves diz: 14 de outubro de 2011

    Olá Gabi
    Adoreiiii o assunto
    o relogio de vez enquanto desperta sim
    mas tenho que me segurar, vou casar em fevereiro
    e tenho muito a aproveitar ainda;
    mas tenho muita vontade sim.
    Com 25 conserteza vai despertar e vou realizar meu sonho
    ser Mamãe.
    E voce não e um monstro não, é pq não era o momento certo ainda;

    Beijos;
    Tudo de Bom pra ti

  • Sheila Almeida diz: 14 de outubro de 2011

    Ah Gabi que lindo seu post! Meu relógio biológico ainda não despertou… mas ja estou ansiosa imaginando os seus posts de quando chegar o bebezinho… rsss
    Será mamãe.com… rsss

  • Gabriel em Chamas diz: 14 de outubro de 2011

    Bem … diante dessa notícia, sinto que o meu relógio biológico também despertou. Epa!

  • Mel diz: 14 de outubro de 2011

    meu Deus!! lendo esse post parecia eu falando..rsrrsrs
    tb nunca me imaginei mas, mas agora com 30 anos e casada esse desejo veio e tomou conta de mim, alias tomou conta ate mesmo do meu marido e isso me deixa muito feliz!! já decidi q janeiro do ano q vem paro com a pilula daí fica na mão de Deus…
    boa sorte para nós! =)

  • Josi diz: 14 de outubro de 2011

    Nossa, achei linda a descrição desse momento. Também sou assim, paro e me pergunto várias vezes se algum dia estarei preparada para ser mãe. Bom saber que dá pra respeitar a natureza e esperar a hora certa chegar!

  • Maura diz: 14 de outubro de 2011

    Ai Gabi!! Tô tão feliz por esse teu reloginho biológico ter te despertado pra essa coisa linda que se chama maternidade. No fundo, apesar de toda nossa independência e desprendimento, acredito que todas nascemos para sermos mães! Lembro que uma amiga que tinha no currículo três faculdades, cuja vida era trabalhar e alcançar o sucesso. NUNCA planejou filhos e sem esperar, TCHUNS: engravidou… Hoje ela diz que não imagina a vida sem seu filhote e se soubesse que era tão bom já teria engravidado antes (???), hehehe #aloka!
    Pessoalmente falando, sempre fui a atrasadinha da turma, a última nas paqueras, no desenvolver do corpo e outras coisinhas… Hj me vejo com 30 anos e feliz e sem pressa, porém meu reloginho tmbém já avisou… Vai chegar a hora de casar e em seguida chegará a hora de receber a visita da cegonha! Tudo a seu tempo! Eu, de todo coração, te desejo muito amor e sucesso nessa nova empreitada, que quando menos esperarmos já estará dando as caras no Noiva.com!! Beijão

  • Elisandra diz: 14 de outubro de 2011

    Olá meninas, como estão todas vocês? Bhá, agora quem se sentiu um “monstro” fui eu. Estou com 31 anos, e nem sonho em ter filhos. Não quero e nem me imagino sendo mãe. E sabem do que mais? Meu noivado (e planos para casamento no ano que vem) acabou em função disso. Meu ex era apaixonado por crianças, e queria ter logo depois do casamento (e até antes, se ele pudesse) ter filhos. Só de pensar nisso me deu pânico. Brigamos muito e chegamos a conclusão de que: assim como eu não poderia pedir para ele abrir mão de ser pai que é o sonho maior dele (ou até mesmo esperar por muito tempo), ele não poderia também exigir de mim que me torne mãe sem desejar mesmo, pois é este meu sentimento. Foi a decisão mais dificil da minha vida, mas foi o melhor que poderiamos fazer por nós. Sei que talvez me achem a pior pessoa do mundo a mais insensivel, ma realmente, não quero ser mãe. Desculpem pelo comentário extenso. Beijos para todas vocês, e tenham um bom final de semana. P.S: adoro tudo que envolve casamento, mas o desejo de ser mãe, não vive em mim!

  • Estela diz: 14 de outubro de 2011

    Incrivel como o tempo passa e a cabeça da gente muda… o texto se encaixou perfeitamente com a minha atual situação. Tenho 26 anos e por incrível que pareça, saio na rua e só vejo gestantes e bebês… ou o pessoal começou a procriar agora ou eu que comecei a enxergar o que meus olhos insistiam em não ver. Fora as amigas e parentes que regulam de idade comigo que etão grávidas ou com bebês pequenos… É… sinto que meu relógio biológico despertou e sinto o tempo voar como nunca vi antes… tá na minha hora… preciso perpetuar a minha espécie… ehehe… Quanto ao fato do ”monstro” eu tbm era assim e ainda pra completar achava muito estranho toda aquela babação que as pessoas faziam envolta dos bebês… ehehhe agora tenho feito a mesma coisa… os “bilu bilu” e “coisinha mais fofinha da titia” tbm já fazem parte do meu vocabulário…

  • Gabi Tagliari diz: 14 de outubro de 2011

    O meu relógio biológico despertou cedinho! Tenho 25 anos, estou casada há quase 6 meses e ter filhos é um desejo que meu marido e eu compartilhamos. Porém, como recém-casados, temos consciência de que tudo na vida tem um momento certo e ainda queremos aproveitar nosso casamento, nos curtir, viajar… E daqui a, quem sabe, uns dois ou três anos colocar um “pitoco” na nossa vida. Há alguns anos, não imaginava que um dia ia querer filhos, ainda que sempre tenha gostado de crianças. De um tempo para cá, seja em filme ou na “vida real”, vejo uma mãe com uma criança e me vêm lágrimas aos olhos! Daqui a um mês teremos na família o primeiro bisneto, o começo de uma nova geração, e só de pensar nisso já fico ansiosa como se fosse minha a criança!!!
    Mas que bom, Gabi, quem sabe teus projetos de vida nos ajudem com informações e ideias para os filhos como nos ajudaram com o casamento!

  • Sabrina Steiner diz: 14 de outubro de 2011

    Fiquei emocionada com tuas palavras Gabi, lindo post! Sou suspeita para falar pq amo criança de paixão, ver amigas, irmã grávidas é tão lindo e poder tocar na barriga acariciar e poder sentir o bebezinho nossa é emoção pura, ainda mais poder babar depois quando nascem e poder estar presente sempre que se pode para acompanhar o crescimento. Me realizo por enquanto com sobrinhos e filhos de amigas e primas é uma delícia compartilhar cada momento com eles é tão bom faz bem pra alma e isso fez cada vez mais querer ter meus filhos, claro muito bem planejados no momento certo. meu relógio biológico começou a despertar aos 25 anos. Felicidades pra vc Gabi! bjão

  • Tamara Cunha diz: 14 de outubro de 2011

    Nossa, me identifiquei com sua história, mas tenho apenas 19 anos e nunca pensava em ter filho, mas quando fui ganhando sobrinhos isto mudou, faz 3 dias que eu pedi para meu marido um filho, ele achou estranho por que eu não queira de forma alguma, mas meu corpo esta pedindo a maternidade, não sei, será que vai ser bom pra mim neste momento estudando, mas é um imprevistos que vai ter retorno pra nós.

  • Katia diz: 14 de outubro de 2011

    Querida Gabi,
    O meu reloginho despertou ainda ano passado, mas por motivos de ordem prática (mestrado, casamento, etc) adiei um pouco. A notícia que que tenho para te dar é quer uma vez que tomamos a decisão não é tão simples assim. Já descobri direitinho meu dia fértil e me mesmo me esforçando há 4 meses ainda não consegui…
    Vamos abrir um espaço aqui no blog para quem está tentando? Para trocar informações, impressões…Que achas?

    Beijos!

  • Mariella diz: 14 de outubro de 2011

    Oi, Gabi!!
    Esse é o assunto da minha vida nos últimos meses! Sempre sonhei em ser mãe e sempre tive um instinto materno muito forte por todas as crianças da família, eu sempre fui a baba de todos!! hehe
    Me casei em julho e consegui engravidar (sem querer) na Lua de Mel, mas acabei sofrendo um aborto espontaneo com 4 semanas. Foi o momento mais triste da minha vida, inexplicável a sensação! Agora estou me cuidando horrores, tomando ácido fólico e fazendo tudo bem, bem certinho pra engravidar novamente e ter um lindo bebê!!
    Acho que deve ser a melhor coisa desse mundo, uma experência inigualavel!!
    Boa sorte nas tentativas!!! hehehehe
    Tenho certeza que terás um bebê lindoooo!!
    Beijos…

  • Tatiana diz: 14 de outubro de 2011

    Meu relógio biológico já despertou e está a mil no momento, só esperando o casório passar para começar os trabalhos hehehehe
    Beijos,

  • Nataly diz: 14 de outubro de 2011

    Meu relógio biológico acordou quando eu tinha 24 anos. Foi um susto! Não esperava ter uma filha naquele momento. Porém, hoje agradeço todos os dias por essa criança maravilhosa, que só me trouxe alegrias. Confesso que o reloginho anda despertando de novo… Não sei explicar. Cada vez que vejo um bebê de colo dá uma vontade…. Mas ainda é cedo!!! Prefiro esperar um pouco!
    Mas posso afirmar, com toda certeza, que ser mãe é a melhor coisa do mundo!!! E é o maior amor do mundo o que sentimos por nossos bebês…

    Beijocas!

  • Marlene Mendes diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi, sabe eu sonhei com uma criança quando tinha 15 anos essa criança era linda tinha o cabelo louro com cachinhos muito lindo parecia um anjo, quando acordei senti uma falta danada dessa criança os anos passaram.
    Entao Gabi meu corpo somente despertou para filhos aos 32 anos, pois planejei com meu marido o momento certo de ter o meu bebe que nasceu parecido com o do meu sonho de 15 anos tinha cabelos louros com cachinhos e a carinha de anjo.
    Sinto um orgulho danado dele hoje, pois esta com 18 anos e so tem me dado alegria esta estudando engenharia.
    Agredeço a Deus por ter me dado essa oportunidade de ser mae pois e maravilhoso.
    Abraços

  • Paula Silveira diz: 14 de outubro de 2011

    Oi Gabi!

    Meu relógio não despertou e espero que não desperte tão cedo…rsrsrs. Já ouvi MUITAS pessoas me achando estranha, mas nunca chegaram a me chamar de “monstro” com todas as letras (mas tenho certeza que pensaram). Tenho 2 sobrinhos e muitos “sobrinhos” que adotei dos amigos. Adoro dar presente, brincar, mimar, mas só de pensar em ter um meu me dá calafrios. Por enquanto o marido está na mesma que eu, mas vejo que nele o desejo de ser pai vai despertar antes do meu de ser mãe. Enfim, não me vejo tendo filhos logo. Tenho 26 anos e ele 25. Acredito que lá para os 30 eu possa começar a pensar nisso, mas, por enquanto, nananinanão!!!rsrsrs

    Bjos

  • Carine Souza diz: 14 de outubro de 2011

    Ola meninas, e Gabi em especial…
    Sabe que sempre me senti assim, fora da roda das amigas e primas que sonhavam em ser mãe, quando conheci meu marido em 2006, senti que ele seria o pai dos meus filhos, e nunca havia sentido isso, mas ainda não tinha determinado um momento pra isso.Este ano me formei no inicio do ano, e nos casamos em abril, e em agosto veio a noticia que estava grávida…..Bom, desde esse dia me transformei em mãe, tudo que faço primeiro penso nas consequencias pro bebê. Bom, o que quero dizer é que não tive um despertar como o seu, porque ainda pego bebês com medo, hehehehehe….mas sei o que nosso vou pegar firme, porque ele ja é muito importante pra nós….
    Gabi, você será uma ótima mãe, com certeza….
    Bjs Ca

  • Bruna Fonseca diz: 14 de outubro de 2011

    Ai Gabi, sabe que eu tbm me sentia um montrinho por não ter esse sentimento maternal, mas de uns meses pra cá meu marido cada vez q ve um bebezinho ele me cutuca e diz: olha amor que bebe lindo! (e suspira: to louco pra ter um tbm) eu sempre pretendi ter depois dos 25 anos mas acho que vou falar com a titia cegonha! hihih…
    Beijoos

  • Samantha diz: 14 de outubro de 2011

    Incrível como o nosso corpo e pensamento muda conforme vai passando o tempo, não é mesmo!?
    Comigo acontecia a mesma coisa mas não em relação a maternidade e sim em relação a casamentos! Sempre fui contra a idéia de me casar, mas hoje com 21 anos estou completamente louca para que isso aconteça o mais breve possível. E ainda por cima acho que serei a primeira das minhas amigas a realizar tal feito (sim todas diziam que queriam casar menos eu! hehehe). Conheci meu namorado quando tinha 15 anos, começamos a namorar à 3 anos sendo que ele é 8 anos mais velho do que eu. Não sei se esse sentimento tanto de ter filhos quanto de casar está relacionado ao sentimento que nutrimos pela pessoa que está junto conosco, só seiii que é muito bom poder estar junto dele e compartilhar todos os momentos da minha vida. E sei que ele será o pai perfeito para os meu filhos!
    Por isso, te dou parabéns por este sentimento estar se desenvolvendo em você, pois uma criança sempre é uma benção!
    Abraços

  • Martha diz: 14 de outubro de 2011

    Que legal esse post, tão verdadeiro!! Boa sorte, Gabi!! Que a mamãe natureza te conceda um filhinho saudável e lindo!!

  • Bruna @srallima diz: 14 de outubro de 2011

    pelo vistos muitas de tuas noivas.com já estão querendo virar mamães.com!!! assim como tu e elas, o meu relógio biológico já despertou!!! estou enlouquecida p ser mãe! sempre quis ter meu filho, mas agora parece q eu n tenho escolha, tem q ser breve!! tb penso em ter daqui um ano ou dois, mas já comecei a planejar o quarto, e td mais!! tenho uma afilhada de um ano q é minha princesa, e enquanto n tenho o meu, me realizo c ela (brinco, troco fraldas, dou mamá)! e tenho minha filha canina, q tá louca p um irmãozinho :D minha grande realização profissional é passar no concurso da magistratura do RS, mas já pensei em abrir um escritório aqui em torres (onde moro), caso n consiga isso no próximo ano, de tanta vontade! Beijos a todas e especial p gabi!!! PS: qdo engravidar, pode criar o mamãe.com ;)

  • Jennifer L. diz: 14 de outubro de 2011

    Nossa! É exatamente o que eu estou passando! Tenho 26 anos, recém me formei em Direito (faz um mês) e namoro há 1 ano e 3 meses. Temos muitos planos, mas eu sinto que queria um bebê agora, nesse exato momento. Eu tenho um gorila de pelúcia, o Maguila, e trato ele como se fosse filho às vezes…hahah…Vou treinando enquanto não posso encomendar um bebê de verdade. Adorei o texto!

  • Lorraine Furriel diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi meu relógio há uns dois meses despertou tb,porem só tenho três meses de casada.Muito recente ainda!!
    E todo mundo me fala pra não ter filhos por agora,aproveitar mais meu casamento.Por um lado acho que eles tem razão.
    Mais já enfiei na cabeça que no meu aniversario do ano que vem(31/10) eu quero estar gravidinha!!hehehe

  • Karen Nissen diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi, eu sou completamente apaixonada por crianças, desde sempre! Acho que meu relógio biológico despertou no nascimento do meu irmão, quando eu tinha seis anos. Até hoje, ele é um pouco meu filho (inclusive me presenteia no dia das mães) e eu adoro essa nossa relação fraterno-maternal, hehe!! Qdo eu era adolescente até trabalhei como babá, o que para mim era um prazer! Hoje, com quase 31 anos, não vejo a hora de ter meus filhos (no plural mesmo, pq o marido quer ter 3!!!). Várias amigas e primas já são mães e eu fico babando nos pimpolhos delas! Também tenho uma afilhada que amo como filha!! Enfim, estou esperando as coisas da vida se ajeitarem para encomendar meus bebês. Espero que seja logo!!!

    Beijão!!

  • Gabriela Cristina diz: 14 de outubro de 2011

    Eu nunca quis casar, mas sempre sonhei em ser mãe! Queria ter o 1º até os 25 anos. Agora, com 25, estou casada e sem baby ainda. Mas não por muito tempo, pois já estamos praticando :)

  • Ananda diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi, lindo o post!!!!!
    Acredito muito em relógio biológico!!!!
    Ser mãe tbm nunca foi um sonho para mim, mas exatamente como vc disse, uma consequência! Sim, sempre me vi casada e com filhos, mas não era algo que tinha que ser assim e pronto!!!!
    Então to indo pelas etapas, casando este mês e depois vamos ver quando este relógio vai despertar em mim!!!
    Mas sempre gostei muito de crianças, até pq sou a filha mais velha e ajudei a cuidar dos outros 2 manos e 1 mana… hehehe.
    Gabi, que esta nova etapa na sua vida seja linda e tão aguardada e feliz como o dia de seu casamento!!!!!
    Bjinhos

  • Leninha Ramos diz: 14 de outubro de 2011

    Me senti uma monstra agora. Com certeza nasci sem esse relógio, e olha que AMO crianças. No momento estou no Rio curtindo minha afilhada que nasceu há 15 dias… passo o maior tempo possível com ela no colo, babando sem parar e feliz por minha irmã, que sonhou tanto com esse segundo filho…Acho lindo quem tem esse sonho e curte esse momento, mas com certeza, não nasci para ser mãe, assim como não nasci para ter uma vida convencional como 98% das mulhres. É, acho q sou um ET , e não uma monstra. Hahaha
    É isso Gabi, torço para q logo teu sonho de embalar um baby aconteça, com certeza serás feliz em grau máximo, pois nasceu pra isso.
    Beijos, queridona.

  • Jerusa diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi…
    Estou casada há três anos e frequentemente ouço a famosa frase: “Quando virá o herdeiro?”. Chega a ser chato. O fato é que eu sempre quis ter filhos, e já tinha até os nomes em mente. No entanto, a cada dia que passa a vontade diminui. Sempre planejei que até os 35 eu queria ser mãe. Mas agora que estou chegando lá, não penso mais assim. Meu marido não abre mão. Penso no sossego, no acordar num sábado e decidir ir para qualquer lugar de moto e sairmos eu e meu marido para curtir, sem maiores preocupações e malas extras… Creio que acabarei tendo filhos. Não sei se o meu relógio parou ou está me dizendo o contrário dos meus pensamentos…

  • Aline Ta diz: 14 de outubro de 2011

    Que legal Gabi!!!! Adorei o post!!
    Hehehehe…eu me identifico bastante com a sua história. Apesar de eu sempre alimentar a vontade de ter filhos, essa era sempre uma idéia para um futuro muito distante. Até alguns meses atrás eu não conseguia me imaginar cuidando de uma criança. Mas, bem como você disse, algo despertou em mim e este desejo vem crescendo e tomando conta. Agora, quando vejo um bebe, já sinto um conforto maior e a idéia de ter um filho meu me alegra o coração.
    Obrigada Gabi por compartilhar esses sentimentos tão íntimos conosco!
    Que Deus te abençoe!
    Beijos

  • Amanda Alves diz: 14 de outubro de 2011

    Não sei não, mas acho que essa danada da Gabi parece que lê meus pensamentos!!!No meu trabalho sou a única que não tem filhos.Meu casamento é em janeiro e já estou com 31 anos. Filhos sempre foi uma ideia distante pq sempre quis me dedicar a minha carreira mas o fato é que de uns 3 meses pra cá só penso em ser mãe?Meu relógio biológico está a milllllllllllllll….Amo meus dois sobrinhos(2 e 4 anos)…e minhas amigas que casaram este ano já estão grávidas…Eu acho que tb quero…bjim…

  • Amanda Basso diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi querida!
    Eu ainda acho que sou muito nova (21) para querer que esse relógico biológico desperte! Mas a história de cuidar do bichinho de pelúcia eu faço hahahaha
    Achei que no final do post tu ia dizer que estava grávida! Será maravilhoso ver as tuas aventuras e do Marcelo como papais.com!
    Beijinhos e boa sorte!

  • Carol diz: 14 de outubro de 2011

    Aiii Gabiii que lindo isso!!
    Que bom que tu confia na gente pra compartilhar algo tão importante e bonito!!
    Tenho certeza que tu serás uma mãezona!!
    Eu sempre quis e quero muito ter!!
    Aguardando o tic definitivo pra tomar essa decisão tão importante!!

    bjo bjo

  • Andrea diz: 14 de outubro de 2011

    Oi Gabi,

    Como todas as meninas que comentaram, tbém adorei o teu post. E não se ache monstrinho, pois na correria que vivemos hoje é natural adiarmos ou nem cogitarmos.
    Eu nunca sonhei em casar e ter filhos, meu desejo era abrir as asas e ir para os quatro cantos do mundo, mas como uma amiga já havia me dito nos primórdios dos vinte, os trinta mudam tudo.
    Meu relógio biológico não foi despertado e sim derrubado da cama com a notícia de que não seria tão fácil engravidar devido ao efeito colateral de uma medicação. A descoberta foi por acaso, mas me fez repensar várias coisas, inclusive casamento e filhos.
    Então cá estou eu, escrevendo em um blog de noiva, super empolgada com a minha cerimônia e cheia de esperança que nos próximos dois anos tudo de certo. E quem sabe te acompanhando neste mundo novo, já que o teu relógio está se sacundindo no mesmo período do meu.

    Bjos e ótimo findi para vc e todas as meninas do blog

  • Kelly Peixoto de Oliveira diz: 14 de outubro de 2011

    Como todas já falaram, achei muito lindo o teu post, e estou ansiosa pra te ver no papel de Mamãe.com!
    Bom, eu quero ser mãe sim, mas não agora…tenho 22 anos e não faz nem um mês que casei, mas ter filhos está nos meus planos, para quem sabe, um pouquinho antes dos 30…
    Agora que minha cunhada ganhou bebê, há uns 6 meses (o nome dela é Fabiana, e por sinal trabalha aí no grupo RBS), acho que todos estão na expectativa que o mais novo casal da família tenha o seu herdeiro…mas acho que tudo tem que acontecer no momento certo, e ainda não é o nosso…

    Beijo!

  • Bia diz: 14 de outubro de 2011

    Ai, meio que me vi no post. O detalhe é que não casei e estou em plenos 25, mas o relógio biológico tá um ABSURDO. Quero casar logo duma vez! hahaha

  • Angélica Flores diz: 14 de outubro de 2011

    Olá gurias!
    Gabi me identifico com o seu post! A natureza tem destas coisas.
    Lendo os outros posts vejo também que não são todas que tem este despertar e não fiquem se achando anormais gurias. Ninguém tem que ter filho para cumprir um protocolo, pq o resultado vemos por aí todos dias, em famílias de todos as classes sociais pais despreparados e filhos perdidos. Filhos são para quem está preparado sobretudo psicologicamente, sabendo o que realmente quer da vida.
    Sou educadora física e doula e acompanho muitas mamães no seu grande dia e pós, de certa forma demorou mais chegou o chamado da cegonha para mim! rsrsrs
    Vamos encomendar nosso baby apartir dos primeiros meses de 2012, voltamos aos tempos de economia do casamento para tudo que vem por aí! E assim segue a vida!
    Bjo para vcs gurias!

  • Juliana diz: 14 de outubro de 2011

    Oi Gabi, esse relogio nao aceita atrasos logo logo voce vai ficar mais ansiosa com essa ideia. Apesar da minha pouca idade, 26 anos, ja tenho um filho de 5 e meu relogio esta despertando novamente como nunca. Isso vai de cada cabeca e nao quer dizer idade ou maturidade, mas sim o quanto feliz voce esta com seu companheiro no seu relacionamento. Filhos sao o apice do casamento, pois sera a maior concretizacao de amor que se pode ter. Bjos!!!

  • Natalia diz: 14 de outubro de 2011

    Oi Gabi,

    bom, relógio, não entendo muito. Mas há 9 maravilhosos meses (18 com a “fase da barriga”) entendo da Manoela.

    Tenho 20 anos, me formei no meio do ano em História Licenciatura, tive uma linda filhota e é claro não tive uma festa de casamento nesse turbilhão.

    Nem posso no momento porque estamos (eu e namorido) pagando as primeiras parcelas do apartamento.
    Estou procurando meu “primeiro emprego” depois de formada e fazendo pré-projeto para o Mestrado.

    Inverti as coisas, mas, te garanto que daqui a um tempo vou mandar minhas fotos de casamento pra ti olhar, a minha filhota vai estar de daminha, claro.

    Ser mãe é o que existe de melhor na minha vida, mesmo sendo bem nova sei que vai continuar sendo a experiência mais maravilhosa que passarei.

    Abraços,
    Natalia.

  • Camila diz: 14 de outubro de 2011

    Olha, eu respeito todo mundo, mas penso como a Gabi pensava: filhos são para os outros. Tenho 33 anos e esse tal relógio ainda não despertou. Não sei se um dia ele vai tocar, mas por enquanto estou pagando para ver.

  • Indiara de Souza diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi, amei o post!
    Acredito que o meu reloginho biológico sempre esteve em um ritmo mto acelerado! Sempre tive uma vontade absurda de ser mãe, cuidava das minha bonecas como verdadeiras “filhas”. Me casei em janeiro desse ano, e desde então a vontade passou a ser algo que eu não conseguia mais guardar dentro de mim mesma, e quando eu marido disse “Quero ter um pequeninho” acho que foi uma das maiores alegrias, pois nos casamos a pouco tempo e não gostaria de apressar as coisas…. Mas o fato é que há 7 semanas recebi um lindo presente de Deus, o milagre da vida está brotando dentro de mim!!!! Acho que não existe uma realização maior!
    Gabi, se esse desejo está aflorando tando dentro de você, deixa nas mãos de Deus, ele vai escolher o melhor momento para vc´s!

    Beijão!

  • Brenda Fürstenau diz: 14 de outubro de 2011

    Pois é, o meu reloginho anda dando notícias. Meu marido e eu somos casados desde 2006,mas estamos juntos há 12 anos. Em julho fomos fazer nosso mochilão na Europa e em Berlin decidimos que está na hora da família aumentar. Agora estamos na fase do sonho, da visita à médica e de planejar a vida depois do nascimento do bebê :)

  • Melissa Aguirre diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi,
    fiquei emocionada lendo teu post, porque hoje sou uma mãezona, me lembro que na adolescência o sonho das minhas colegas era ser mãe e casar e eu pensava “que loucas” eu quero ser uma advogada famosa, não dá p conciliar, e aos 23 anos, 15 dias depois de terminar com meu namorado (solteira), estagiária em uma grande empresa (que me deu total apoio e me contratou) e no meio da faculdade me vi grávida, meu mundo caiu. Hoje o Igor é o guri mais lindo amoroso carinho e querido do mundo, tem 9 anos, e ainda tem a Pietra que tem 2 anos (minha filha com meu marido) e minha princesinha … eles preenchem cada minuto do meu dia …. digo que sou mãezona porque meu relógio biológico não está satisfeito, morro de vontade de ter mais, mesmo sabendo e tendo certeza que dois chegam!!!
    Melissa Aguirre

  • GABI diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi querida!
    Passo pela mesma sensação, acho que não despertou ainda e quando digo que não penso em ter filhos logo recebo olhares estranhos.
    O problema é que já passei dos trinta e sinto uma pressão social por ainda não ter filhos.
    Minha irmã teve trigêmeos e foi um prazer ajudá-la a cuidar. Minha cunhada teve gêmeos e adorei ser titia novamente.
    Acho que tô com medo que venham os quadruplos.
    Tô muito feliz por ti, tomara que tu engravide logo. Vai ser uma gracinha o teu baby.
    Beijo

  • Sany Souza diz: 14 de outubro de 2011

    Ai Gabi! o meu já despertou faz tempo…moro junto já faz 9 anos, e estamos pensando no assunto, só esperando a tal estabilidade chegar…
    Enquanto isso vamos sonhando com as carinhas dos nossos bebês!!
    Beijos!!

  • Rosa diz: 14 de outubro de 2011

    E o relógio do Marcelo despertou?

  • Gabrieli Chanas diz: 14 de outubro de 2011

    Ih, Rosa. Será que homens tem isso?

  • Aline diz: 14 de outubro de 2011

    O meu relógio tá dormindo…. e há um bom tempo tenho pensado sobre este assunto e não me vejo mãe. Tenho 28 anos, muitas pessoas dizem que ainda não cheguei “na idade” onde o relógio desperta… mas não sei. Certa vez, minha mãe disse que se eu não me sentia confortável com a ideia, que não tivesse e pronto. Isso não é uma obrigação da vida. O interessante é que meu marido também não tem esse lado paternal, então…. sei lá! Acho que só o tempo mesmo pra dizer o que vai acontecer. Mas se hoje alguém me questiona (e me perguntam muito, mesmo eu estando casada há menos de um mês!) respondo: não, obrigada.

  • Ana diz: 14 de outubro de 2011

    Bah Gabi, matéria para mais um post: o que fazer quando um dos dois nao quer filhos? me identifiquei com uma menina que comentou ter terminado um relacionamento por essa diferença de opiniões. Tenho só 23 anos, mas namoro a 7 anos e meu noivo nao quer de maneira alguma, nunca na vida ter filhos e eu, quero um monte…. Essa semana também tenho pensado em fazer o que a menina ali em cima… Mas será que vale a pena desmanchar um relacionamento e sair a procura de um “pai/marido”??? que duvida que me assombra!!!

    boa sorte, que venha logo o teu baby

  • Dimona diz: 14 de outubro de 2011

    oi gabi,

    q bom que o seu relógio despertou naturalmente, eu espero q o msm aconteça comigo. Se os homens possuem ou não, eu espero que o do meu esposo tb desperte em algum momento parecido com o meu. Será que é desejar demais? bjs

  • dani plesnik diz: 14 de outubro de 2011

    sempre fui louca por crianças e tive muita vontade de ser mãe. dificil, mesmo com todo este desejo é “planejar”. mesmo cursando a segunda faculdade, meu marido fazendo doutorado decidimos, sem stress parar com a pilula. o relogio biologico transforma a gente, antes conseguia pensar para a frente, mas a partir de algum momento a vontade de ter filhos toma conta! Para nossa surpresa, das nossas ferias nos EUA trouxemos uma uma “bagagem” extra. foi com imensa felicidade que soubemos que o Bento estava a caminho. e agora, a 4 semanas do nascimento dele, já podemos dizer que foi uma coisa maravilhosa que aconteceu e permanecemos trabalhando, indo as aulas. Até agora o Bento me acompanha em todos os lugares… tem sido incrivel e todos dizem que só melhora..

  • Cláudia diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi ! Casei com 25 e tive minha filhota Marina com 30. Minha filha foi planejada, amada, querida, desejada mesmo antes de nascer. Amei ficar grávida, e amo ser mãe, a maternidade desperta os sentimentos mais ambivalentes. Teu filho ou filha vai ser muito amado, já pensou em quantas tias ele/ela vai ter ? Fique feliz, na boa e tudo vem … Já és iluminada, então é só deixar as coisas acontecerem naturalmente, não há fórmula mágica, não há receita pronta, assim como tudo na vida, certo ? Bjos

  • Juliana diz: 14 de outubro de 2011

    Olha, eu fui acordada na marra por um relógio que não sei de quem era aos 21 anos. Virei mãe por acidente, mas, como dizem, quem tá na chuva é pra se molhar. Sou apaixonada pela minha filha e por todas as fases que passaram e não voltam mais. Fiquei ligeiramente traumatizada pelo choque e pelo susto, mas recentemente tenho pensado muito em ter mais filhos e gostaria meio logo. Meu quase namorado também quer, mas sabemos que temos que esperar. Como dizem minhas amigas, “finjo demência” para o relógio que fica tocando o despertador e eu colocando no módulo soneca. No meu blog dou dicas para futuras mamães e amigas que estão descobrindo esse mundo (maluco) maravilhoso da maternidade.

    BJOKAS!!!!!

  • Alessandra Moreira diz: 14 de outubro de 2011

    Pois é! Acho que o nosso relógio biológico desperta no momento certo, e que bom que o teu está despertado…às vezes me pego pensando em como será ter um barrigão, cuidar de um bebê, ser mãe…espero ter filhos gêmeos, meu marido é louco por crianças, tenho certeza que será um paizão!!!Se depender do pensamento positivo das vovós não vai demorar muito…Já estou louca para ver o novo blog da Gabi: mamãe.com…hehehe… Beijos

  • Julia diz: 14 de outubro de 2011

    Oi Gabi! Que maravilha que o seu relógio despertou….por que o meu ainda não. Namorei durante 3 anos e estou casada a 5 anos (8anos juntos)…….tenho 27 anos e posso dizer que o meu reloginho não despertou ainda. As cobranças estão sempre sendo feitas, mas não me sinto preparada ainda para a maternidade……tenho um cachorrinho e ele tem sido o meu filho a 3 anos……cuido como se fosse uma criança……….procuro me imaginar mãe, mas ainda não consegui……..ano que vem vou me formar e vamos ver se começa a despertar algo em mim………mas enquanto isso te desejo boa sorte, bjus e que sua vontade seja logo cumprida…….

  • Fernanda diz: 14 de outubro de 2011

    Bom, meu relógio biológico despertou aos 24 anos. Eu entrada em um supermercado e precisava ir à sessão de bebês. O cheirinho dos produtos me fazia sentir um misto de felicidade e tristeza por não ter um bebê pra quem eu pudesse comprar aqueles mimos. Pensava o tempo todo nisso. Mas aí eu não tive filhos na época e entao o relógio voltou a adormecer. Até agora, que estou com 33 anos, ele não gritou novamente. Algumas vezes me pergunto se deixei passar e agora terá q ser uma decisão simplesmemte racional ou se ele tocará novamente…

  • Camyla diz: 14 de outubro de 2011

    Ain o meu ainda não despertou e sinceramente eu não quero!
    Em Março vou me casar com meu primo,e o medo de ter uma criança “com problemas” me preocupa muito,talvez seja isso que esteja “trancando” a minha vontade de ser mãe,já sugeri até que meu noivo faça vasectomia,ele já tem duas meninas,que consideroas minhas,e ja estou me conformando com a ideia de ser madrasta e não mãe :(
    Beijos e Felicidadees as Mamães :)

  • Lia diz: 14 de outubro de 2011

    nossa, eu me pergunto o que é ser mae e como gerar esse sentimento materno dentro de mim, adoro crianças e tenho varios sobrinhos, mas nao sinto a vontade de ser mae, queria perguntar: sera’ que todas as mulheres nascem com esse espirito maternal, ou adquirem conforme o tempo?
    Bjus

  • Tatiane diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi,
    Eu sempre tive vontade de ser mãe.
    Sou daquelas que vê uma mulher grávida e fica admirando. As vezes me pego no espelho me olhando e tentando imaginar como ficarei com um barrigão.
    Porém, meu noivo já tem uma filha de 4 anos de um relacionamento anterior, e a minha maior duvida era: “será que ele pretende ter mais filhos ?”
    Confesso que eu não abriria mão dessa minha vontade.

    Só que o fato dele ter filha “piorou” o meu relógio biológico hehehe
    ele esta nervoso, ansioso!!
    Ela fica toda semana lá em casa, já tem o quarto dela e eu ajudo em tudo o que posso, porém sem poder interferir na educação e etc… enfim, o famoso papel de “madrasta”.
    Isso tudo me faz cada dia mais querer ter o meu neném.. o meu filhote para cuidar, dar banho, educar, ficar dias sem dormir! (hehe)

    Vamos casar no dia 03/março de 2012, até lá me cuido direitinho para não engravidar, afinal, eu nem teria tempo para me cuidar já que sao tantos preparativos, mas sei que assim que casarmos vamos pedir para a cegonha trazer este neném pra nós =))

    OBS: Minha enteada fala toda hora “queria tanto que a Tati tivesse um neném”. hehehe linda!!!

    Tati

  • Grazi diz: 14 de outubro de 2011

    Como quase 100% dos cometário que acabo de ler, este post também poderia ter sido escrito por mim!! Já estou nas “tentativas”; boa sorte pra ti Gabi…. tomara que seja um incentivo para outro blog… mamae.com!!!! Até porque também já faço parte do time das casadas e não consigo deixar de visitar o blog!

  • Mila diz: 14 de outubro de 2011

    Gabiiii…..tbem sempre me senti assim como vc…..como se não tivesse nascido pra maternidade!!! Me casei em abril deste ano, depois de 11 anos (siiiimm…11 anos!!!) de namoro e meu prazo pra “enrolar” meu marido……que sempre foi louco pra ter filhos…..se esgotava no casamento!!….parei com as pílulas em maio…….entrei em crise existencial….briguei com meu marido menos de um mês depois do casamento….tudo por pura insegurança……não que eu tbem não quisesse ter um bebê…….mas me assustava imaginar ter que cuidar de alguém totalmente dependente de mim, de ter que diminuir o ritmo de trabalho, de não saber se conseguirei educar corretamente, de não saber se darei conta da vida profissional + família…..enfim todas essas preocupações que naturalmente aparecem. Mas comecei tbem a me dar conta de quão breve é nossa vida…..do quanto meus avós foram importantes pra mim…de como eu gostaria que meus filhos pudessem passar com os avós deles tudo o que eu passei com os meus….vcs podem estar me achando exagerada…..mas em janeiro perdi de acidente de moto um querido primo…e duas tias minhas receberam diagnóstico de câncer…sendo que uma delas, que é a que é como uma mãe pra mim é muito grave e com poucas possibilidades de cura…..bem….agora aqui estou eu…depois de ter passado do susto a uma semana atrás de receber a notícia de que estou no início da gravidez (4 semanas e meia!!!)…..aguardando ansiosamente completar 6 semanas pra poder ouvir o coraçãozinho do meu BEBÊ e poder sair por aí contando pra todo mundo que serei MÃE!!! (pq até agora somente eu e meu marido sabemos!!!….e vcs agora!!hehehe).
    Confesso que estou IN LOVE com tudo isso!!! Não vendo a hora de poder ver a barriga começar a crescer!!! E as preocupações?!?!…..bem…..acho que toda mãe deve tê-las, não é?!!!…heheheheh……mas tenho certeza que saberemos dar conta do recado!!! Assim com vcs Gabi!!

    Gabi….e por favor!!!…..não esqueça de fazer o blog mamae.com!!!!
    bj super grande!!

  • Mila diz: 14 de outubro de 2011

    Juliana……..qual é o teu blog???
    bjinho

  • Vanessa diz: 14 de outubro de 2011

    Me identifiquei com o post !!! huahauhauaha. Sempre adorei crianças, mas adorara poder devolvê-las aos pais quando eles faziam cara feia hahahaha O sonho de ser mãe era algo muito distante e via a possibilidade de ter filhos como algo que seria mais capaz de atrapalhar o relacionamento e a minha vida altamente agitada (trabalho, processos, casa, estudos para concurso etc etc etc) do que realmente me dar prazer. Fora isso, o medo de colocar alguém totalmente dependente de mim nesse mundo maluco era maior que o desejo de ser mãe….. Agora, aos 30 anos, parece que todas as dificuldades que eu enxergava vão encontrando soluções. Confesso que ainda estou amadurecendo a idéia, mas muito bom saber que não estava sozinha em meus pensamentos hehehehehe bjos Gabi !

  • Luciana Wanisangk diz: 14 de outubro de 2011

    Eu sempre sonhei em ser mãe, agora que fiz 30 anos – fiz dia 10/10 – parece que aflorou!rs Mas como caso ano que vem, vou ter que esperar um pouquinho ainda…

  • Leka diz: 14 de outubro de 2011

    Despertar já despertou (28 anos), mas mantenho os pés no chão, sem preocupações ou agonias. Sempre considerei 32 a idade perfeita para ser mãe e, pelo jeito que as coisas se encaminham, minha “profecia” irá se concretizar!

  • Mariane diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi, eu sempre fico pensando se não sou um monstro… hehe
    Tenho 30 anos, e nem penso na possibilidade de ter filhos, bom, acho que isso vai acontecer naturalmente, ou não, quem é que sabe né. Mas fico feliz por vc!
    Beijo

  • Aliane Pereira diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi, tenho até medo de falar porque meu relogio biologico, ou meu instinto materno aflorou há algum tempo. Tenho 20 anos, e casei em janeiro, mas ali por abril meu reloginho despertou. Claro que filhos só com uns 28, 29 anos porque quero fazer muita coisa ainda e sei que filho toma conta de tudo.
    Por enquanto me detenho a brincar, cuidar e dar presentes pros meus priminhos.

    Bjoooooos e que venha o Bebê.com

  • Elisa Scheibe Marty diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi pegando a “febre”… Achei lindo o post e muito feliz por esse “despertar”. Comigo esta acontecendo a mesma coisa, e acho que os maridos tem relogio biologico sim, no meu caso o dele despertou antes de mim e ja estamos nos programando. Bjos!

  • Jú Preussler diz: 14 de outubro de 2011

    Ai Gabi, que fofo teu post! Arrasou nas palavras e sentimentos!
    Felicidades pra vcs e que venha na hora certa por Deus para abençoar este casal tão querido por todos!

  • Mírian diz: 14 de outubro de 2011

    adoro criança. eles todos são lindos e espontâneos, e é impossível não se divertir e maravilhar com a cabecinha dos pequenos. tenho afilhado e irmã muito mais novos que eu, então já troquei fralda, já embalei até dormir, já contei historinha… já ouvi historinha também, já ri junto, já briguei, já obriguei a comer, já ganhei presente feito em aula de educação artística, já vi crescer e me maravilhei com isso também. mas ainda acho que a melhor parte é entregar eles pros pais depois da diversão. relógio biológico, passe longe daqui. eu fico pra tia, e bem feliz :) boa sorte pra todo mundo, seja qual for a escolha!

  • Graziela diz: 14 de outubro de 2011

    O meu já despertou, o problema é do marido… Por enquanto, ele não quer de jeito nenhum. Tenho 29 ele 33.

  • Mel diz: 14 de outubro de 2011

    Sempre gostei de crianças, e sempre me imaginei mãe, mas até os 25 anos eu morria de medo ao pensar na hora do parto, não conseguia me imaginar amamentando, etc… depois dos 30 comecei a encarar com mais tranquilidade esse momento do parto, e agora com 32 acredito que a vontade de ter um filho superou o medo, que sempre vai existir um pouquinho, enfim, acho que chegou a hora…

  • Josi Flores diz: 14 de outubro de 2011

    Nossa!!!! Quanta gente escreveu!!!
    Confesso que adorei o post e até imaginei você tapando o ursinho que amor!!! Sempre tive vontade de ter filhos e planejo isso para não muito longe após o casamento!!! Acho que só fiquei mais tranquila quanto a essa vontade pq compramos um gatinho agora já tem 2 aninhos mas quando chegou era bem pequeninho e pude acalmar este sentimento. Não vejo a hora de você engravidar ai podemos fazer o grávida.com e depois o nene.com e trocar mil dicas….seria perfeito!!! Beijãooo

  • Val diz: 14 de outubro de 2011

    Gabi, eu acho que homens tem relógio biológico sim…pelo menos com o meu noivo e com os maridos das minhas amigas é assim…elas querem esperar um pouco para ter filhos e por eles já tinham filhos “ontem”…
    Quando ele era mais novo não queria filhos..agora adora a ideia…

  • Carine Baldissera diz: 15 de outubro de 2011

    Olá Gabi! Meu relógio biológico despertou depois de 1 ano de casada. E no início deste ano descobri que estava grávida, sem querer!!!! E agora estou com a minha linda filha Maria Sofia em meus braços…. a maternidade é a melhor coisa deste mundo! Não é fácil amamentar, acordar de hora em hora, trocar fraldas, dar banho, enfim, ficar o dia todo em volta dela, mas quando estou com ela em meus braços, não quero largá-la por nada neste mundo!!

  • Miriam diz: 15 de outubro de 2011

    Gabi!
    Que coisa mais fofa esse tu post. Achei uma gacinha!
    Eu seempre quis ser mãe e isso passa bastante pela minha cabça. Não agora, claro, toda essa função do casamento nos deixa a mil e focada em ser a noiva perfeita e que tudo saia como planejado. Mas sei tbm que após o casamento surgirão as perguntas sobre filhos e o meu reloginho vai se manifestar loginho! Boa sorte nesse novo momento e que venha um “bebê.com” em breve!
    Bjão!

  • Fabiane diz: 15 de outubro de 2011

    Oi Gabi!
    Tenho 36 anos e estou grávida de 2 meses… e digo rindo aos meus amigos que por muito tempo empurrei a gravidez com a barriga e agora foi ela que me empurrou! Amanhã completo o 1º ano de um casamento muito feliz, cuja festa linda contou muito com a ajuda do teu blog e das tuas idéias.
    Confesso que o meu relógio biológico não havia despertado, mas esta gestação estava já nos nossos planos e que a medida de o corpo da gente vai se adaptando, a cabeça também vai… enfim, é com muito carinho e apoio que meu marido tem me ajudado a encarar esta nova rotina e futuro de responsabilidades que está se abrindo para nós. Ainda bate um friozinho na minha barriga… a gente fica insegura em relação ao trabalho (ao qual a gente dedicou corpo e alma por anos a fio!), mas a gente passa a ver tudo com mais cor e emoção tendo a perspectiva de ter um bebezinho em nossos braços em poucos meses! Desejo a você muita sorte e felicidades nesta nova etapa da sua vida!

  • Juliane Oliveira DallOnder diz: 15 de outubro de 2011

    Acredite Gabi: também já fiz parte deste time que desconfia ser um monstro por não ter a menor vontade de ser mãe algum dia… daquele tipo que nunca foi convidada para ser madrinha de nenhum bebê , pois era muito claro a quem me conhecia a falta de afinidade que tinha com o mundo infnatil…
    Porém hoje, após 2 filhos, não consigo acreditar que nunca tinha percebido o quanto é maravilhoso olhar para nossas continuações! Sim, porque eles são a nossa extensão: olhar para nossos filhos e ter a sensação que esta se vendo no espelho é incrível….
    Bem vinda a este time também! Serei mais uma na tua torcida ehehe

  • foleu diz: 15 de outubro de 2011

    O meu acaba de despertar: deu um salto!

  • Evelyn diz: 15 de outubro de 2011

    Sei como é. Também me sentia assim quando era mais nova, até começar a namorar meu noivo. Acho que ele ligou no segundo ano de namoro, casamos ano que vem e financeiramente ainda não está na hora, então tento ignorar!hahaha

    Como ainda faltam pouco mais de 2 anos pros 30, estou tranquila, mas acredito que só piore com o tempo!hehehe

  • Giórgia Bazotti Claudino diz: 16 de outubro de 2011

    Gabi, teu relato me remete à gravidez psicológica… hehehe
    Ai que coisa linda!!!!
    “mamãe.com”

    Beijos

  • Sandra diz: 16 de outubro de 2011

    Que ótimo, Gabi!
    Torço que a natureza dê uma forcinha e aconteça bem rápido, pois adoraria que você desse dicas de lembrancinhas e demais decorações para “momentos baby”.
    Estou gravida de 3 meses e tenho certeza que assim como eu, outras mamâes também adorariam.

    Bjos

  • Lore diz: 16 de outubro de 2011

    Olá Gabi,
    nossa quanta exigência em torno do fato da mulher ter que ser mãe! Sou mãe de uma menininha linda e como outras mulheres, sempre quis ser mãe. Mas, acho perfeitamente natural que existam mulheres que não queiram ser mães. Não é porque tu tem um útero e óvulos que é obrigada a querer ser mãe. Hoje a mulheres tem muito mais opções e qual é o problema se ela quiser se dedicar ao trabalho e a si mesma?
    Mas, Gabi, se o teu relógio despertou, bem-vinda ao clube!

  • Pat Coronel diz: 16 de outubro de 2011

    so tenho uma coisa para te dizer,para as minhas amigas sou meia vidente..sonho que elas estao gravidas é é batata!!! ate agora ja foram 3!! e ja sonhei que fazia as lembrancinhas do teu bebê peolo menos 2 vezes!!!! hehehheh
    que seras um otima mãe disso não tenho dúvida a única coisa é que vejo que futuramente teremos mais um bloguinho a vista !!!heheh

  • Juliana Lemos diz: 17 de outubro de 2011

    Olá Gabi e meninas que também estão pensando em ter um bebê! Eu me casei em 12 de março e desde o namoro eu e meu esposo já tínhamos decidido que não iríamos tentar “evitar” uma gravidez, e por consequência disso, menos de um mês depois de casados ficamos grávidos! Quando descobri fiquei assustada, pois ainda não me achava preparada.
    Mas o susto não durou nem dois dias… Logo eu já comecei a me sentir mãe e um amor inexplicável nasceu, por alguém que ainda era do tamanho de uma sementinha… A gestação é um momento único e muito lindo… se você acha que a hora chegou, não adie esta felicidade!
    Abraços

  • Raque diz: 17 de outubro de 2011

    Olá Gabi, acompanho o teu blog há muito tempo, e me ajudou muito para minha festa de casamento. O relógio biológico funciona sim, quando fiquei noiva meu marido ele já queria que parasse de tomar remédio, mas meu relógio biológico não queria e consegui “enrolar” ele por 3 anos, e no ano passado, 8 meses depois do nosso casamento, e 2 anos depois de morarmos juntos, parei a pílula e hoje estou grávida de 5 meses e meio, também ficava quieta quando minhas amigas falavam de filhos, e me achava um ET sobre o assunto, mas isso aflora da noite pro dia, e aí é os bebês se encaixam nos nossos braços, os choros, os gritos, de outras crianças passam a não irritam mais tanto. é muito louco… mas é mágico.
    Só que estamos acostumadas em fazer tudo na hora que queremos e da maneira que queremos e ter um filhos não é bem assim, são várias circunstâncias que definem o momento de ser mãe, por isso se eu puder te dar um conselho, não adia muito, por que nem sempre decidimos ser mãe e engravidamos no mês seguinte e essa demora pode ser dolorosa.
    Ainda continuo acompanhando o blog, a procura de idéia para chá de fraldas, lembrancinhas, e continuo amando…
    E quando tu ficar grávida vai ter o blog mamãe.com???
    Grande beijo

  • Barbara diz: 17 de outubro de 2011

    Hummmm…. tô vendo que logo logo esse blog vai mudar de nome: mãe.com…rs

  • CLAUDIA LERINA diz: 19 de outubro de 2011

    OLÁ!!
    VOU TE DIZER….
    NUNCA PENSEI EM TER FILHOS, ACHAVA QUE ISSO SERIA BEM DISTANTE…
    QUANDO SOUBE QUE ESTAVA GRAVIDA FOI UM BAQUE, UM SUSTO…NA VERDADE NÃO EXISTE UM MOMENTO PARA SER MÃE…TU TE TRANSFORMA EM MÃE NO MOMENTO QUE TU DESCOBRE QUE TEM UM SER DENTRO DE TI…ESTA NO INSTINTO DA MULHER…
    SE PENSAS EM TER UM ANJO NA TUA VIDA…TE DIGO, VÁ EM FRENTE!!! QUANDO TU ESTIVER GRAVIDA E DEPOIS TER ELE EM TEUS BRAÇOS VAI PASSAR PELA TUA CABEÇA: PQ NÃO FIZ ISSO ANTES HEHEHEHE
    BEIJOS E BOA SORTE!!!

  • Jaque Scota diz: 20 de outubro de 2011

    Gabi, qndo li o título do post pensei que tinha novidades por ai, achei q já estavas grávida hehehe…
    Muito legal, tomara que dê tudo certo, e q vcs possam construir uma linda familia!!!
    Bjssss

  • Léia diz: 20 de outubro de 2011

    Gabi, acompanho teu blog desde que fiquei noiva. Te confesso que casamento da forma tradicional tbem não estava nos meus planos, mas depois do pedido tudo mudou, agora me vejo dando uma espiada todo dia no blog, isso q ainda falta mais de 1 ano p o casamento. Qto aos bebês, teve épocas da minha vida q não queria ter filhos, mas depois q comecei a namorar meu noivo, tudo mudou, sabia, ou melhor, tinha certeza, q queria ter filhos, só q sempre achava q ainda era muitoooo cedo, q não era a hora. Depois entrei na fase do “quero, mas daqui à dois anos” e esses dois anos nunca chegavam, sempre adiando, o tempo passando e eu continuava dizendo: daqui a dois anos…Mas agora, aos 35 anos a vontade aumenta cada vez mais e já decidi: após o casamento é hora de ter um bebê e mais: em seguida ter o outro, pque quero muito no mínimo dois bebês alegrando nossa casa. Acho q já é hora né? hehe Beijos e estou esperando o mamae.com

  • Paola diz: 25 de outubro de 2011

    Gabi

    Se nos conhecessemos quando eramos menores com certeza eu faria parte do grupo de amigas que sempre imaginou a vida com um baby, em como cuidar e etc. Mas a responsabilidade da vida adulta não me permitiu ter esse filho precocemente.

    Ano passado, eu e meu namorado (hoje marido), resolvemos tentar engravidar, maaaaas, fui pedida em casamento depois da decisão, foi então que resolvemos adiar mais um pouco para termos aquele ciclo “normal” de vida – casamento, morar juntos e depois baby.

    Enfim, casamos em março deste ano e na lua de mel, já começamos as tentativas, e não é que dois meses depois, descobri que estava grávida?!

    É tudo tão fascinante, desde a hora que fizemos teste de farmácia, teste de laboratório, a maneira bolada para contar ao marido e aos familiares, tudinho!

    Acho que você poderia criar outro blog, do tipo gestante.com :) para ajudar as mamães e futuras mamães nesse mundo gigantesco de comemorações e dúvidas. Porque depois do casamento, vem o chá de fraldas, lembranças de maternidade, um aninho, etc…

    Preciso das tuas inspirações, pois elas me ajudaram demais no meu tão sonhado casamento. Eu adoro o Blog, e mesmo casada, continuo acompanahndo as novidades.

    Ahhhh, e não posso deixar de comentar que ri demais quando falastes do Knut…

    Beijos

  • andressa diz: 6 de dezembro de 2011

    ola Gabi,
    tenho 24 anos e sempre idealizei ser mãe aso 25 anos, bom faço 25 em janeiro de 2012, e me caso 26 de maio de 2012 , estou junto dessa pessoa a 8 anos e somos muito felizes, mas tinhas muitas prioridades na vida, hj temos nossa casa propria ,ai decidimos que era hora de casarmos para encomendar um baby, mas ai apareceu uma oportunidade de fazer um curso que a muito tempo eu queria fazer,ai na hora adia a ideia de ter um baby…. mas isso foi so no começo do curso agora ja fazem 10 meses que estou estudadando, mas o meu relioginho biologico não me deixa tirar a ideia de ser mãe da minha cabeça e maior que eu, as vezes ate choro parece que mudei meus planos e agora me formo so em 2013 e não sei se paro com o curso ou o que faço para acalmar meu coração, pois eu sonho com bebe, que estou gravida….não sei o que fazer….
    bjssss

  • Gabriela S. diz: 7 de maio de 2012

    Oi Gabi!!
    Nossa, inacreditável tudo que passou na minha cabeça quando li seu post. Tenho 26 anos, moro com meu “namorido” fazem dois anos e ontem aconteceu uma coisa muito estranha, estava olhando a propaganda dos dia das mães na televisão e do nada cai no choro, achei aquilo tão lindo, dá para ver que o amor de uma mãe por um filho é algo que não tem como explicar, será que meu relógio acordou? Bom, vou prestar atenção nos próximos sinais, mas acho que chegou a minha vez :)

    Beijos a todas vcs!!!

  • Silvana Barbosa diz: 19 de março de 2013

    Ola meninas bem, eu tenho 38 anos e penso todos os dias nesse desejo incontrolavel de ser mãe nunca pensei em ser mãe muito cedo nunca tive essa vontade meu relogio so despertou apos os 30 anos acho que e mesmo a idade que a maioria das mulheres despertam esse desejo vi depoimentos aqui de mulheres que nao tem o desejo da maternidade, nao critico pois acho que para ser uma mulher realizada não precisa ser mãe. a questão e que ainda nao encontrei a outra metade e sofro muito por tenho medo do tempo passar e eu nao conseguir lealizar esse sonho, mas tenho uma força dentro de mim muito grande que me diz que conseguirei peço a Deus que nao demore pois estou muito anciosa tento me controlar e confiar em Deus.

  • Simone diz: 28 de maio de 2013

    Olá meninas.
    Tenho 31 anos e acho que não tenho esse relógio biológico, ou segue adormecido, pois não me imagino sendo mãe. Cobranças já estão vindo de todos os lados por causa disso. Tenho um relacionamento estável a 5 anos e meu namorido não deixa claro se quer ser pai, pelo menos não me questiona, só fala que eu quem tenho que tomar a decisão, por eu ser dona do meu corpo e saber o melhor pra mim.. Em tese tenho essa década para decidir..

  • aline MARIA diz: 26 de dezembro de 2013

    Muito prazer… Monstro. É pq…. não quero mesmo ser mãe, nunca quis, e sempre tive aversão a idéia. Li todos os comentários, gostei do da Elisandra, mas ainda assim, sei que sou pior do que ela, pq… eu simplesmente abomino a idéia. Não terei de forma alguma nesta vida. Não sinto nada disso, e para falar a verdade seguro minhas palavras pois esse nhenhenhe todo até me irrita… mais uma vez repito, não quero ser grossa… não é minha intenção, mas alguns comentários chegaram a me embrulhar o estômago, de tão sufocantes…me perdoa a sinceridade de sempre, mas queria colocar aqui que esse problema sempre me acompanhou, e vai seguir acompanhando… quase perdi o marido por isso, e acho que ainda vou perder, mas tudo na boa sabe, sem desespero… ele tem direito a isso, obviamente… e eu respeitarei… aliás, eu darei até forçaa ele, mas eu não vou ter mesmo. Obrigada pelo espaço, quem sabe tem mais algum monstro de fato ai como eu que tem vergonha de dizer, e agora… nao terá mais. Faço 40 anos amanhã, mas esse relogio eu com total certeza, não tenho.

Envie seu Comentário