Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 9 novembro 2011

Just married: Alessandra e Alessandro

09 de novembro de 2011 5

“Nossa! Que emoção escrever meu just married e descrever quão inesquecível foi o dia 15 de janeiro de 2011, o dia em que casei com o homem mais maravilhoso do mundo. Nos conhecemos por intermédio de amigos em 2002 e desde lá nunca nos separamos, as coincidências começam pelos nossos nomes, somos Alessandra e Alessandro, o que segundo o querido padre Chico, como o chamamos, celebrante da cerimônia religiosa, não é acaso.

Desde 2002, foram seis anos de namoro e dois de noivado, até que em junho de 2010 decidimos a data do nosso casamento. Foi uma correria encontrar salão, decoração e tudo mais em pouco tempo, mas o blog me ajudou muito com dicas e contatos. Toda a cerimônia foi pensada por mim e só tive o cerimonial no dia.

Nosso casamento foi repleto de significados: casamos na igreja onde meus pais casaram, as nossas alianças foram feitas a partir das alianças da minha bisavó e as músicas escolhidas homenageavam nossas famílias. Foi um dia lindo, começou super ensolarado e a chuvinha de verão que deu à tarde refrescou a noite. Passei o dia da noiva com minha mãe, minha sogra, minha avó, uma amiga da família e duas queridas madrinhas, Bianca e Karen, nos arrumamos todas na mesma estética. Já o noivo ficou em casa com o pai e os irmãos assistindo ao jogo do Grêmio na estréia do Gauchão.

Meu vestido foi alugado na Exuberance Noivas, em julho. Era perfeito, como eu sempre quis, um modelo sereia com rendas e brilhos, lembrando um vestido grego com um ombro só. Junto carreguei uma fita com o nome das solteiras que havia sido feita no meu chá de panela.

A cada hora, fui ficando um pouco nervosa. Meu pai foi me buscar na estética e então percebi que o momento tão esperado estava chegando. Quando cheguei à Igreja Santo Antônio do Partenon, e vi que estava repleta de amigos e familiares, de perto e de longe (já que muitos moram em outros estados) o coração bateu mais forte. Da rua, vi a entrada do noivo ao som de Juanes com “Para tu amor”, escolha dele. Eu entrei com a tradicional Marcha Nupcial-Mendelsson, meu pai estava super emocionado e só me lembro dele dizer quando chegamos até o altar: “Sejam felizes!”

No meu buquê de lírios cor-de-rosa carreguei um terço trazido de Nossa Senhora de Fátima que uma amiga trouxe de Portugal. Quem levou as alianças foram a Yasmin e o Rafael, ela usou o vestido da minha 1ª Comunhão e o Rafa estava com um terno igualzinho ao do Alessandro, foi lindo vê-los entrar na Igreja ao som de Ave Maria. Todos nos emocionamos muito durante a cerimônia que foi bem descontraída, pois o padre Chico é nosso amigo e já nos conhece há bastante tempo. Saímos todos ao som de Aretha Franklin com “Say a little prayer”.

Antes de seguir para a recepção fizemos algumas fotos externas no condomínio da minha sogra e no terraço. As fotos ficaram muito lindas, com Porto Alegre iluminada ao fundo. A recepção no Salão Social do Geraldo Santana não poderia ter sido mais divertida. Na entrada, fomos recepcionados pelos padrinhos soprando bolinhas de sabão. Havia muitos detalhes que foram planejados com muito carinho: os arranjos da mesa seguiam três modelos diferentes, as lembranças para os convidados eram mini-terços embalados em caixinhas montadas por mim com a ajuda da minha mãe, cunhada e de amigas, os porta-guardanapos foram feitos por mim com laços e flores de cristal, os guardanapos de tecido feitos pela minha avó, uma gaiola de recados com cartões para os pombinhos (dica do blog), as flores usadas em todos os arranjos foram as gipsofilas (mosquitinho), por serem leves e delicadas e os lírios que eu amo. A identidade visual do casamento foram caricaturas nossas criadas por um amigo. Elas foram estampadas nas lembranças dos padrinhos, nos cardápios e serviu de inspiração para o topo do bolo.

De lembrança aos padrinhos entregamos garrafas de vinho e para as madrinhas escovas de cabelo com chaveiros de cristal (os rótulos eram nossas caricaturas). O buffet Mont Blanck foi impecável, a comida estava divina! Fizemos os agradecimentos e assistimos a um vídeo que contava a nossa história desde o casamento dos nossos pais. Depois, seguimos para o brinde e cortamos o bolo. Então continuamos passando nas mesas agradecendo a cada um a presença e tirando fotos. Além do bolo, que não sobrou nenhum pedaço, nossos convidados puderam se deliciar com um buffet de sobremesas.

Fomos abrir a pista e ao invés da tradicional valsa, dançamos um tango com os pais e depois, sem termos ensaiado nada, uma música da Maria Rita,  “O que é o amor” (também escolha do noivo), o pessoal adorou! Joguei o buquê ao som de “All the single ladies”, da Beyoncé. Esse buquê foi feito pela querida Cris e era de rosas vermelhas, quando jogado se dividiu para que cinco sortudas pudessem ter a chance de pegá-los. Já o noivo, ao som de “Tropa de Elite”, Tihuana, convocou os solteiros para ver quem seria o último a casar e então jogou uma caixa de uísque. Foi muito divertido! O DJ animou a festa até às 5h da manhã e o pessoal não arredou o pé da pista enquanto as luzes não foram acesas.

Estava tudo maravilhoso, o buffet sensacional, a decoração linda. Ah! Esqueci de contar que ganhei de presente a decoração toda! Mas o melhor de tudo foi sentir a alegria no ar e as pessoas felizes por compartilharem este momento tão especial conosco. Foi um dia inesquecível, o qual me lembro de cada detalhe, pena que passa muito rápido, então temos que aproveitar tudo o que pudermos.”

Veja aqui a ficha técnica do casamento da Alessandra com o Alessandro.

Transparência na decoração

09 de novembro de 2011 5

Como ando apaixonada por cadeiras transparentes na decoração de eventos. Elas são super versáteis e ficam lindas em contraste com o preto…

Imagem: WedLuxe Magazine

…e com o branco. Simplesmente adorável!

Amo de paixão este modelo com encosto arredondado, mas confesso que meu coração anda balançando mais para o lado das clássicas Dior Tiffany. O modelinho abaixo foi usado em festa mostrada recentemente no blog.

Imagem: Fábio Martins

 

 

Onde encontrar Tiffany transparente para locação

Onde encontrar a Dior transparente

Cadeiras transparentes na decoração do 8º Encontro Noiva.com…

…e no 9º Encontro Noiva.com

Lib, NuBra, sutiã sem alça e outros amigos do tomara-que-caia

09 de novembro de 2011 25

Vestidos tomara-que-caia ou com as costas de fora são lindos, mas vêm com uma restrição: não dá para usar sutiã ou o modelo escolhido tem que ser super específico. Quem tem seios grandes (eu!) passa a vida pesquisando as melhores alternativas para não destruir a produção e nem ficar desconfortável. Eu tenho vários modelos de roupa que pedem estes truques femininos e compartilho alguns deles. Depois quero os de vocês em troca, certo?

NuBra: o NuBra é aquele sutiã que você cola no corpo e que tem adesivo que permite usar umas 100 vezes (é a promessa do fabricante, pelo menos). Eu sempre desconfiei daquele modelo de silicone e por isso nunca tinha comprado. Na semana passada, passeando pelo shopping, vi na Jogê um modelinho novo (pelo menos para mim). Ele é de tecido por fora, muito mais bonitinho e natural que o de silicone. Paguei um pouco mais de R$ 200 por ele e testei no mesmo dia. Comprei o modelo com cup D, o maior de todos, que corresponde a um sutiã de tamanho 44, 46.

Meu veredito: o adesivo é forte, mas ao mesmo tempo é gentil com a pele. Você cola cada lado separadamente e depois une as duas partes com o fechinho que elas trazem nas pontas. Os seios ficam realmente bem juntos, mas se você procura sustentação o NuBra não é a melhor pedida. Ele apenas deixa os seios mais firmes e mais juntinhos. Também resolve bem o problema de roupas com leve transparência.

Lib: falem o que quiser do Lib, mas eu adoro ele. Para mim segue sendo a solução mais prática para usar um tomara-que-caia ou um vestidos de costas nuas. Eu detestava o adesivo e achava extremamente ineficaz até aprender direitinho como colocar. Um pacotinho com 4 adesivos custa cerca de R$ 20. Para quem nunca comprou eu recomendo o modelo da foto ao lado, que parece com um biquini cortininha. Ele oferece uma boa sustentação para o seio.

Meu veredito: o Lib é chatinho, mas quando a gente aprende a usar acaba adorando. Eu tenho vários guardados na gaveta. Há algum tempo foi lançado um modelo novo com hidratante para os seios. Eu achei a maior bobagem, mas comprei para testar. A surpresa? Este hidratante ajuda muito na hora de retirar o adesivo. Não deixa resíduos de cola e não agride a pele.

Sutiã sem alças: ainda não inventaram o sutiã  sem alças perfeito, mas a Victoria’s Secret chegou pertinho. Eu tenho o modelo abaixo, que é sem costura e é feito com uma tecnologia que se molda ao corpo. Na próxima viagem vale dar uma passada em uma das lojas e levar este modelo (deixo aqui o link para vocês espiarem as referências certinhas).

Meu veredito: ele oferece ótima sustentação e acaba com aquela cena horrível de ficar puxando a roupa para cima o tempo todo. De todos os strapless da VS que já provei este é o melhor de todos.

E para vocês, meninas? Dividam com a gente qual o segredinho infalível de vocês para encarar um modelo tomara-que-caia.

O que dar de presente em uma festa de noivado?

09 de novembro de 2011 7

Ontem a Daniele fez um apelo no Facebook do blog: precisa urgentemente de dicas de presentes para uma festa de noivado. Ela tem 3 marcadas na agenda só neste mês e está perdida nas opções. Como nós dar presentes é quase tão bom quanto receber a gente amou a tarefa de ajudar a Dani na escolha.

Antes de começar a procura é bacana ter dois pontos em mente: primeiro, o que significa uma festa de noivado. O casal está chamando amigos para comemorar o compromisso que assumirão em breve. Não é a hora de começar a enchê-los com liquidificadores e faqueiros. Presentes para casa até são uma boa pedida, mas são mais adequados como mimos de casamento. O segundo ponto é o estilo deste casal que você vai presentear. A personalidade deles será decisiva na hora de escolher um ótimo presente. Quer ver?

Se o casal de amigos for religioso e estiver pensando com muito carinho na cerimônia, dar um presente relacionado a isso é muito legal. Talvez uma medalha do santo de devoção, que a noiva poderá carregar junto do buquê.

Casar exige muito planejamento. Um mimo fofíssimo para dar de presente é uma agenda para que os noivos possam se organizar. Eu tenho e adoro o Casar – Caderno de Anotações e Memórias. Sabe aquele livro do bebê onde a mãe documenta os primeiros passos do filho? Este livrinho segue os mesmos moldes e permite que o casal vá anotando as coisas mais bacanas que surgiram no caminho até o altar. Fica a dica: o livro é complicadinho de encontrar. Faça uma boa busca online ou tente encomendar na sua livraria preferida.

Se quiser optar por um presente para a casa ou um item de decoração siga a linha dos neutros, afinal o casal ainda não deve ter definido, por exemplo, qual será a cor da sua cozinha e quais eletrodomésticos combinarão com ela. Um mimo fofo é comprar um lindo buquê e levar em um vaso de cristal. Uma peça assim casa com qualquer ambiente e as flores serão um carinho muito especial.

Lua de mel na neve?

09 de novembro de 2011 5

Seguimos com matérias bem legais para quem está procurando o destino perfeito para a lua de mel. Ontem a gente falou sobre o que é preciso ter em mente na hora de escolher e hoje selecionamos dicas para quem sempre sonhou em viajar para um lugar com muito frio. Será que a data interfere nos valores da viagem? Essa e outras dúvidas você confere na entrevista da Morgana Laux com Camila Joner, gerente do Point da Neve.

Quais são os atrativos para os casais que estão pensando em passar a lua de mel em local com neve?

A neve sempre exerce uma enorme sedução sobre a maioria das pessoas, principalmente sobre nós, brasileiros, acostumados a vê-la apenas nos filmes e nas fotos. As sensações que temos ao entrar em contato com a neve são muitas, e completamente diferentes do que estamos acostumados, vivendo num país tropical: o frio seco, as paisagens que misturam o verde dos bosques com o branco intenso, a fauna e a vegetação tão distintas da nossa, os cheiros das lareiras e das comidas típicas dos lugares de frio. Ao viajar para um país com neve há a possibilidade de fazer um grande número de atividades, sejam elas os esportes de neve como o ski e o snowboard, sejam as caminhadas (trekkings). Também têm passeios de bicicleta, trenó, motos de neve, cavalos e jipes tracionados.

Quais são os cuidados que um casal deve ter na hora de planejar esse tipo de passeio?

Em função de diversos fatores, como a quantidade de neve, férias escolares, feriados tradicionais, entre outros, as temporadas na neve têm datas pré-estabelecidas, o que implica em diferenças sensíveis de preços e de quantidade de pessoas nos resorts de frio. O ideal é escolher bem a data da viagem.

Um pacote costuma reunir os seguintes serviços: passagem aérea, transporte do aeroporto de acesso até o centro de ski, a hotelaria, os skilifts, passes para a utilização dos teleféricos e meios de elevação, o aluguel do equipamento de ski (tábuas, botas e bastões) ou snowboard (prancha e botas), as aulas de esqui ou snowboard e o segurossaúde, que sempre deve estar incorporado a qualquer programa de turismo fora do país. É bom já sair do Brasil com tudo isso agendado com uma empresa local séria, para não passar por situações desagradáveis depois.

Como ficam os acessórios para esquiar e roupas especiais para essas viagens? Os noivos já podem fazer reserva ou planejar algo?

Os equipamentos e as roupas utilizadas na prática do ski e do snowboard sempre podem ser comprados ou alugados nas estações de ski. Mas ainda que sejam parecidos, e com finalidades semelhantes, eles têm muitas diferenças. Existem alguns acessórios que recomendamos a compra, outras o aluguel, dependendo do nível do esquiador, de quantas vezes por ano ele vai para a neve, etc. Para marinheiros de primeira viagem, por exemplo, a dica que sempre dou é de não comprar nada logo de cara, o ideal é alugar quase tudo pra ver com o que mais se adapta, se prefere o ski ou o snowboard. Mas comprar luvas impermeáveis, óculos escuros adequados e meias térmicas faz o esporte ficar mais confortável.

Um destino com neve é indicado para que estilo de casal?

Estilo casal feliz! Na verdade, qualquer estilo ou de qualquer idade pode ser um casal que curta a neve. Existem estações de ski para quem só quer esquiar dia e noite ou para quando um quer fazer snow e o outro quer ficar relaxando no spa, para quem quer esquiar um dia e passear no outro e para quem quer fazer programas gastronômicos diferentes. Além disso, os que desejam um estilo de viajem econômico podem contar com algumas pousadinhas bem baratas. Também têm aqueles quem gostam de fazer muitas compras. Enfim, os destinos de neve são super democráticos.

Na hora de planejar a lua de mel um lugar com neve, com quanto de antecedência é preciso se programar?

O quando antes, melhor! Algumas estações de ski fazem programas de early booking, ou seja, a temporada do hemisfério sul começa em junho e termina em meados de setembro, mas os hotéis liberam os tarifários para a venda em fevereiro normalmente. Ano passado, alguns começaram a mandar tarifas em novembro do ano anterior, com tarifas super especiais. Existiram descontos de até 40% pra quem pagasse as reservas antecipadamente. É importante ressaltar que o valor das passagens aéreas é alterado constantemente, à medida que os assentos vão sendo vendidos. Como um pacote é a soma de serviços aéreos e terrestres, seu valor final sempre irá depender da tarifa confirmada para os trechos aéreos necessários, nas datas solicitadas.

PS: amanhã tem mais sobre lua de mel aqui no blog. Não perde!