Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Noiva.com responde: posso pedir que meus convidados paguem a bebida?

25 de setembro de 2012 18

A pergunta vem da Letícia, de Curitiba. Ela quer saber se pode custear apenas o jantar e pedir que os convidados paguem pela bebida.

Poder até pode, Letícia, mas é bom sempre lembrar que normalmente uma festa de casamento é totalmente custeada pelos noivos. Quando a gente recebe um convite, nem pensa que terá que pagar alguma coisa além do presente e uma boa sessão no salão de beleza, não é? O ideal seria te organizares mais um tempo para conseguir juntar um dinheirinho extra.

Se isso não for possível, podes pedir que os convidados paguem pela bebida, mas isso deverá ficar absolutamente claro para eles. Não podes, de forma alguma, fazer com que a pessoa passe o constrangimento de ser surpreendida pelo fato e não ter levado dinheiro ou cartão para tua festa. Ressalto: isso precisa ser informado antes da festa, ainda no momento do convite. Há quem leve um detalhe destes em consideração na hora de aceitar ou não o convite. Pensa nisso!

Posso te dar uma sugestão que fica no meio do caminho? Tenta oferecer sem custo para o convidado aquele pacote de bebidas básicas, como água, refrigerante, suco e cerveja. O convidado paga pelo que consumir de extra, aquelas bebidinhas mais elaboradas, como whisky, vinho e espumante. Estas, podes comprar em esquema de consignação (quando compras da distribuidora de bebidas e pagas apenas pelas garrafas consumidas, devolvendo as que sobrarem e não desperdiçando dinheiro).

Uma última dica: toda festa tem o brinde dos noivos, não tem? Ter este momento no casamento não significa ter que gastar rios de dinheiro com espumante. É possível servir a bebida apenas para o brinde, em taças entregues já cheias pelos garçons. O bloguinho até já deu dicas fofíssimas de como servir espumante só no brinde e encantar os convidados.

The following two tabs change content below.

Gabi Chanas

Ótima amiga, péssima cozinheira. Adoro cachorros (tenho um vira-lata charmoso chamado Dunga), Friends, casamentos, decoração. Além do bloguinho, dou dicas todos os domingos na revista Donna, do jornal Zero Hora, e nos sábados na Almanaque, do jornal Pioneiro. Curto muito fazer novos amigos virtuais, por isso recadinhos são sempre bem-vindos!

Latest posts by Gabi Chanas (see all)

Comments pelo FB

Comments pelo FB

Comentários (18)

  • Patrícia Griep diz: 25 de setembro de 2012

    Bom, meu casamento foi assim, cada convidado pagou sua bebida. Não vejo mal algum nisso além de evitar eventuais bebuns – tenho PAVOR de bebum em casamento. Óbvio que desde a entrega do convite estava BEM claro que cada um pagaria a sua. E no site do casamento tinha inclusive as formas de pagamento que o restaurante aceitava. Ninguém reclamou. Todos saíram felizes e elogiando. Acho que algumas “tradições” podem ser quebradas sim, até pq o mais importante em um casamento é a bênção que os noivos recebem de Deus, da família e dos amigos presentes. Economizei horrores com isso, meu casamento saiu por R$ 7000,00 no total e ninguém deixou de ser meu amigo por ter que pagar sua bebida. Claro, cadum cadum… tem gente que acha isso um absurdo, mas eu não vejo mal algum e se fosse convidada pagaria sem problemas, o que mais importaria seria estar ali comemorando com os noivos aquele momento.

  • Gabriela Cristina diz: 25 de setembro de 2012

    Coisa chata pedir para os convidados pagarem alguma coisa..faz uma festa menor e pague td horas..ou espera mais tempo pelo casamento e guarda mais dinheiro!

  • Nicolle diz: 25 de setembro de 2012

    Adorei o post e a resposta-dica!

    Pra Letícia: Seria muito chato receber um convite para um jantar de CASAMENTO e ter de pagar alguma coisa. Principalmente pq nós mulheres sempre gastamos com salão, roupa e acessórios, além do presente.

    Pra Gabi: Acho que vc exagerou no uso da 2ª pessoa no texto… Ficou cansativo demais pra ler!

    Beijo!

  • Luci diz: 25 de setembro de 2012

    Desde quando eu era noiva me deparo com essa pergunta. Minha resposta, se for ajudar, é sempre a mesma: Tinha a ideia de que casamento deveria ser custeado pelos noivos e acabei fazendo um casamento totalmente por adesão. Acho que a primeira coisa a ser levada em conta é o tipo de convidado que terás no casamento. Os meus amigos e minha família não se importaram em pagar o jantar e nem a bebida. Obviamente, por consideração, escolhi um lugar barato. Mais de 90% dos meus convidados compareceram e curtiram muito o momento. Pra mim não existe regra de etiqueta que prevaleça o desejo de reunir as pessoas mais importantes para comemorar um data tão especial.

  • Ana diz: 25 de setembro de 2012

    Bom, minha ideia sobre o assunto é bem definida: não gosto da ideia de ter que pagar para ir a um casamento, jamais faria isso com meus convidados e não gostaria nem um pouco de receber um convite assim. Hoje em dia tem tantas opções econômicas – mini-wedding, bolo com champanhe, coquetéis informais, até rodízio de pizza e petiscos. É possível bancar uma festa para seus convidados sem ter que obrigá-los a tirar grana do próprio bolso. Minha opinião é que, se você tem dinheiro para pagar a locação do salão, o bufê, a decoração, tem dinheiro para pagar ao menos o refri/água/cerveja dos seus convidados. Eu prefiro mil vezes ir a um casamento no salão de festas do prédio, com uma comida mais simples, custeado pelos noivos, do que ir a uma festa cheia de detalhes em que eu seja obrigada a pagar pela bebida/sobremesa/etc.

  • Dani diz: 25 de setembro de 2012

    Acho que depende do estilo do casal, dos convidados, da festa….
    Mas saber que o casal tá gastando com supérfluos na festa ou se encolhendo pra pagar, acho falta de consideração com os convidados.
    Estou passando por esse drama e a opção foi esperar mais e enxugar a lista!

  • Andrea diz: 26 de setembro de 2012

    Eu acho esse assunto bem delicado. Exige um conhecimento profundo dos convidados, dos familiares, enfim, o quadro geral. Sobre sairem falando, creio que isso é inevitável para qualquer festa, independente de ser paga pelos noivos ou pelos convidados.
    Acredito apenas que, para este tipo de festa, não deve haver lista de presentes, pois os convidados já estão pagando a mesma.

  • Elisa diz: 26 de setembro de 2012

    Eu nao faria, até porque metade dos meus convidados sao de fora e estao gastando demais pra ir. Aliás vou deixar de alugar carro pra mim pra contratar uma van para eles.
    Acho que realmente se os noivos nao tem condicoes, mas “precisam” casar naquele momento, eu aceitaria de boa, mas chegar numa festa luxuosa num lugar caro ricamente decorado (ai como flor é cara!) e ter que pagar qquer coisa acho o muito sem nocao dos noivos, ficaria chateada.
    Se eu nao pudesse pagar as bebidas, acho que faria uma festa mais economica, uma coisa pela manha, um brunch, um bolo com espumante. A sugestao de late party que a Gabi já deu, tb gera economia…

  • ADRIANA MACHADO PEREIRA diz: 26 de setembro de 2012

    Adorei a idéia. Acho que quando se recebe um convite de casamento, aniversário, seja lá o que for, a felicidade é imensa porque tu está sendo considerada uma pessoa querida para aquele que está oferecendo a festa. Já fui em casamentos em que tive de pagar tudo, inclusive a janta, e em nenhum momento eu questionei, deixei de me divertir ou até mesmo de comprar presente para os noivos. Pra mim, o que importa é o sentimento de alegria do momento e fico muito feliz em compartilhar isso com as pessoas que são queridas pra mim e outra coisa, afinal de contas é um CONVITE e não uma intimação, se voce recebe um convite e tem que pagar alguma coisa e voce não gostou (ou porque voce não tem dinheiro para pagar ou porque a pessoa não significa nada pra voce) voce não é obrigado a ir, simplesmente não vá. Pior de ter que fazer os convidados pagar a bebida é ter de compartilhar um momento tão feliz, alegre com pessoas que simplesmente são insignificantes que vão ficar fazendo cara feia o tempo todo para a sua festa. Então meninas ELIMINEM esse tipo de convidado e sou a favor sim dos convidados pagarem a sua bebida, pois elimina o disperdício. Assim cada um paga o que realmente vai beber.

  • Maura Simon diz: 26 de setembro de 2012

    Eu concordo com a Andrea. Há que ser conhecimento da família e dos tipos de convidados envolvidos. Cada noiva sabe o perfil que terá sua festa e a possibilidade de fazer uma festa nestes moldes. Nunca deixei de ir a um casamento em virtude de ter que arcar com qualquer despesa, quem quer prestigiar o casal estará presente de qualquer forma!

  • Luciana diz: 26 de setembro de 2012

    Pode pedir sim! Estamos em 2012, quem disse que temos que manter tradições pq um dia disseram que era o certo? Tudo é muito caro hoje em dia. E se não pode bancar tudo ou não quer bancar tudo, mesmo assim tens todo o direito de realizar teu sonho. No meu casamento eu não paguei a bebida também e era um casamento pequeno. Ninguém reclamou disso e os que foram se divertiram.

  • Fernanda Dias diz: 26 de setembro de 2012

    Acho esse assunto um pouco delicado, depende muito dos noivos, dos convidados, mas EU não faria isso, já fui em casamentos por adesão, mas na minha opinião ou faz uma festa mais simples, mini-wedding, ou não faz nada, mas isso na minha opinião!

  • Sandra diz: 26 de setembro de 2012

    Eu me sinto pagando ingresso quando sou convidada para uma festa e tenho que pagar por ela.
    É claro que não reclamo para o anfitrião, ninguém é mal educado a este ponto, por isso que os noivos pensam que se não ouviram reclamação é porque todos gostaram. Melhor assim, ficariam decepcionados sabendo o que na verdade os parentes e amigos falam, porque as pessoas falam, ah se falam…

  • Simone diz: 27 de setembro de 2012

    Já fui em casamento por adesão e jamais deixaria de ir só por esse motivo. Porém, EU nao daria uma festa de casamento se nao pudesse pagar todas as despesas. Concordo com quem sugeriu fazer algo menor, acho mini wedding tao charmoso e repleto de sentimentos, pois só os mais próximos meeeesmo são convidados.
    Bjs e boa sorte noivinha!

  • Jurema diz: 27 de setembro de 2012

    Como já foi citado, cada caso é um caso, levando em consideração o tipo dos noivos e dos convidados…

    Moro em Joinville/SC a maioria dos casamentos que fui, as bebidas eram as básicas (água, refrigerante e cerveja)… Champanhe só para os noivos e os pais na hora do brinde…(ninguém nunca reclamou da falta de whisky, vinho ou espumante). O meu que será em 15 de junho de 2013 também será assim…

    Quanto a pagar apesar de achar estranho, não deixaria de ir num casamento por ser assim…

  • Ana diz: 28 de setembro de 2012

    Meu casamento – lindo e maravilhoso!- aconteceu há dias. Não servimos espumante, wisky ou vinho, mesmo assim todos se divertiram e estavam felizes com a água, suco e cerveja. Acho uma bobagem querer servir algo mais sofisticado se não há possibilidade de pagar por isso. O convidado sempre sairá falando mal quando tiver que pagar pela bebida, comida, etc…faça algo mais simples!

  • Luci diz: 1 de outubro de 2012

    Vejo gente se preocupando com o que vão dizer os convidados. Gente: convidado quando quer criticar, fala mal até se tua festa tiver de tudo e de graça. Sempre acharão o que falar. Então, faça aquilo que irá satisfazer a ti e ao teu marido. Eu teria casado na igreja e ido pra casa, mas meus amigos e familiares sugeriram que a gente fizesse uma celebração, mesmo que cada um tivesse que pagar o seu, mas não deixasse passar em branco. Por esses que se importaram com o nosso momento e com nossa felicidade, fizemos um jantar por adesão.

  • marcela diz: 19 de dezembro de 2012

    Na boa??? Na boa mesmo??? Casamento é isso pessoas, gera grande custo e não ha como evitar!!! NINGUEM é obrigado a fazer festa, mas se optar por fazer, por favor faça decentemente né??? Coisa mais feia cobrar bebida das pessoas, pra fazer isso nem promova festa, faça um jantar em casa, ou marque em algum restaurante apenas para familiares, ou melhor ainda, faça uma viagem maravilhosa com o noivo….
    Pobre tem mania de querer fazer festa sem ter condições, fica todo endividado durante anos…..
    Beijos

Envie seu Comentário