Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Flores de tecido: o arrependimento do meu casamento

10 de julho de 2013 23

Eu tenho um arrependimento sobre o meu casamento. Felizmente não é ter casado com o homem errado (aleluia!), mas ter usado flores de tecido no cabelo.

As minhas flores eram um charme, admito. Usei em volta de um coque nem muito baixo e nem muito alto feito pelo Marquinhos. O véu foi preso abaixo do coque.

(Um parênteses: dei muita sorte de encontrar, na saída para a igreja, uma das bandas preferidas do marido, né?)

Não me entendam mal, eu curto as flores. Mas usando uma linguagem da moda, elas não me representam. Acho lindas em outras noivas, mas nunca gostei em mim e também nunca sonhei em usar.Eu sempre sonhei em usar algo assim.

Qualquer coisa com trança me representa.

Broches e passadores em estilo vintage são a minha cara.

Fiozinhos soltos, meio bagunçadinhos. gritam o meu nome.

Mesmo tendo cabeça de jacaré, tiaras não poderiam ser mais Gabrieli.

Por que eu não usei o que sempre amei? Não sei bem. Na época de definir o penteado e a maquiagem, cerca de um mês antes do casamento, eu estava cansada de ter que tomar decisões (sim, mesmo sendo capricorniana). Me lembro de ter visto as flores de tecido no atelier da Solaine Piccoli e ter me apaixonado por elas. Gostei e nem quis pensar em ver mais modelos, apesar de terem me oferecido. Exausta, nem recordei que existiam outras opções além das flores de tecido. O pessoal do atelier nem se preocupou em me mostrar outras coisas, afinal eu parecia bem feliz agarrada nas florzinhas. Mal sabiam as gurias que eu só queria não ter que decidir mais nada naquele dia.

Justiça seja feita: eu gostei da segunda versão do meu cabelo, a que usei na festa, com as flores (são as mesmas).

Na festa eu mudei o cabelo, coloquei uma alça no vestido e troquei a faixa branca da cintura por uma  preta.

Por causa desse episódio das flores que eu puxo a orelha das minhas amigas que estão noivas quando começam a partir para o “escolhe qualquer coisa”, “pega qualquer um”, “vou mandar minha mãe escolher”. Aceite meu conselho: se estiver cansada, sem paciência para escolher a flor, a toalha, o sapato, vai para casa. Descansa, toma um chazinho e marca de encontrar o profissional em outro dia. Se uma das partes mais bacanas de organizar o casamento é se perder em decisões entre coisas boas, não faz sentido transformar este momento em algo ruim.

Imagens: Jorge Scherer

The following two tabs change content below.

Gabi Chanas

Ótima amiga, péssima cozinheira. Adoro cachorros (tenho um vira-lata charmoso chamado Dunga), Friends, casamentos, decoração. Além do bloguinho, dou dicas todos os domingos na revista Donna, do jornal Zero Hora, e nos sábados na Almanaque, do jornal Pioneiro. Curto muito fazer novos amigos virtuais, por isso recadinhos são sempre bem-vindos!

Latest posts by Gabi Chanas (see all)

Comments pelo FB

Comments pelo FB

Comentários (23)

  • Aline diz: 10 de julho de 2013

    Eu também Gabi! Coloquei flores, nem sei porque… mas na verdade queria algo tipo uma coroa. Ate procurei, mas nada que eu gostasse muito.. então fui nas flores, mas sempre penso que podia ter sido outra coisa… hahaha.. Agora já foi!!

  • Bruna diz: 10 de julho de 2013

    Por algum motivo, as únicas escolhas que fazem com que eu me arrependa tem haver com o “estou cansada de tomar decisões, escolhe qualquer coisa”. Ainda bem que esse post fez eu relembrar e farei diferente no meu casamento :)

  • Dimona diz: 10 de julho de 2013

    hehe, hj é o dia das concordâncias, tb nao teria usado as flores, e teria usado um coque alto para o véu tb ficar mais alto por cima do coque, uma amiga até me ofereceu uma grinalda linda e eu recusei, achando que ficaria over e acho q estava num dia de gosto mais clean, q bobinha, teria ficado mto mais legal nas fotos e qdo eu tirasse o véu, até hj minha mãe reclama dessa parte,

  • Bruna diz: 10 de julho de 2013

    Gabi, quase fiz a mesma coisa. Mas ao contrário de ti, escolhi tri animada a flor, mas no dia olhei a flor e não quis usar, como não fiz prova de cabelo nem testei ela. Só quis um coque e véu. Hoje tenho certeza que também seria um arrependimento. Beijos

  • Gabrieli Chanas diz: 10 de julho de 2013

    Aline, esse sentimento de “agora já foi” dói no peito, né?
    Um beijo!

  • Gabrieli Chanas diz: 10 de julho de 2013

    Bruna, isso é muito certo. Eu me lembro direitinho do dia em que escolhi as flores. Queria ir para casa e chorar de tão cansada!
    Beijos!

  • Gabrieli Chanas diz: 10 de julho de 2013

    Dimona querida! Nem me fala no véu por cima. É outro que eu penso de vez em quando se não teria casado melhor com meu vestido. Um beijo!

  • Gabrieli Chanas diz: 10 de julho de 2013

    É, Bruna? Gente, eu estava tão nervosa que nem conseguira decidir nada no dia do casamento. Hahahahah!

  • Patrícia diz: 10 de julho de 2013

    Eu usei flores no meu cabelo, mas não me arrependo. Eu achei e continuo achando que era o que mais combinava comigo, com meu vestido e com minha festa.
    Eu olhei outras coisas, experimentei outros estilos, mas realmente as flores me ganharam, conquistaram e não me arrependo.
    O que mais tive dúvidas foi com relação ao meu penteado. Esse eu parei e pensei muito. Acho que foi bem isso que tu falou, Gabi, descansei e depois decidi. Quem bom, pois eu ainda não me arrependi!!

  • Neiva Buratto diz: 10 de julho de 2013

    Cláudinha, teu casamento estava deslumbrante, tudo feito com muito carinho, as colhersinhas dos teus docinhos tinham cristais swaroski, os docinhos temáticos ficamos uma noite tentando chegar na cor exata da festa e ficaram perfeitos.
    Teus lencinhos enxugue suas lágrimas delicadamente perfuamados e as tiaras de tuas amigas solteiras super fofas, em fim muita dedicação nos mínimos detalhes feitos especialmente para teu casamento com muito carinho, assim não tem que se arrepender foi uma noite máqgica de realização de grande sonho com muito amor.
    uma beijoca e vamos comemorar as proximas bodas!!

  • Gabrieli Chanas diz: 10 de julho de 2013

    Pois é, Pati. Tem que parar mesmo. Queria que todo mundo entendesse a importância disso. Beijos!

  • Thaís Ottesen diz: 10 de julho de 2013

    Gabi, seu penteado estava lindo, mas entendo o que você disse, no meu caso não foi o penteado, pois usei o que sempre sonhei, uma enorme trança com fios e fitas, Sempre quis que o convite fosse preto, e na hora de fazê-lo fiz branco com lilás. Por que eu fiz isso???? Até hoje vejo convites de casamento e lembro que não gostei do meu. A gente faz cada uma neh.

  • nina maria flor diz: 10 de julho de 2013

    Eu sempre quis usar flores de tecido, e adorei. Mas gosto mesmo é do voilette!
    Uma dúvida que acho que nunca vai sair da minha cabeça é o vestido! Fiquei apaixonada por 2!
    Escolhi o mais glamouroso, o outro era bem mais simples, sem brilho.
    O Just Married tá no blog!!!
    http://wp.clicrbs.com.br/noiva/2013/06/24/just-married-luciane-e-marlou/?topo=13,1,1,,18,13
    Como eu disse, adorava os dois! Mas fico pensando se o mais simples não teria mais a ver com a cerimônia!!!
    Mas vai ser uma dúvida eterna. ehheheh

  • Gabrieli Chanas diz: 10 de julho de 2013

    Nina, MUITO MUSA!

  • Gabrieli Chanas diz: 10 de julho de 2013

    Sim, Thaís! Eu também tenho uns outros arrependimentos…mas ficam pra um outro post. Hahahahah! Beijos!

  • Cíntia Silveira Baungarten diz: 10 de julho de 2013

    Acho que fui uma noiva meio as avessas pois alem de ser extremadamente prática sempre soube exatamente o que queria para meu arranjo de cabeça!! Nada tradicional eu queria, sonhava com um lindo fascinator e um belo coque !! O vestido era um detalhe, hehehe, pois imaginava um clean para ressaltar meu tão sonhado fascinator… Quando encontrei o vestido perfeito para minha cerimonia, um Vera Wang, sai em busca do meu sonhado fascinator e foi então que descobri o trabalho maravilhoso da Taís Andrade!!! Sim, da Taís, tão talentosa e tão pertinho de nós!!! Achei no blog dela um fascinator divino, já pronto e que caia como uma luva com meu vestido… Comprei, pela internet , sem ver pessoalmente mas sem pestenejar e não há quem não diga que eles não foram feitos um para o outro!!!! Quando recebi ele pelos correios foi um dia de tamanha felicidade e emoção!!! É a peça que guardarei com um carinho enorme para sempre!!! Bjão Gabi!!!

  • arlete diz: 10 de julho de 2013

    Gabi vc que é uma pessoa tão aberta, venho lendo seu blog a tempo no anonimo, como vc descreve o casamento??? a essencia dele? e mais o que é mais importante..

  • Lucelle Marchezan diz: 10 de julho de 2013

    Eu também… acho que foi uma ‘febre da época’, casei uma semana depois do teu casório!! Coloquei flores de tecido c cristais pendurados…. deveria ter feito uma tiara c cristais pendurados!! Mas tudo bem… não comprometeu… mas me arrependi!! Ainda bem q não fui a única hehehehe….

  • Vanessa Rocha diz: 10 de julho de 2013

    Eu me arrependo de ter passado o dia todo no salão fazendo Dia de Noiva… Acho que eu poderia ter ficado lá so de tarde e pela manha ter passado no local da festa para apontar alguns detalhezinhos pra cerimonialista. Pq tem detalhes da decoração que eu colocaria de forma diferente….

  • Gabrieli Chanas diz: 11 de julho de 2013

    Neiva, eu sou a Gabi! A Claudinha é minha mana!
    Beijos pra ti!

  • Gabrieli Chanas diz: 11 de julho de 2013

    Arlete, eu sempre serei uma defensora do casamento. Sempre quis me casar porque acho fantástico viver com uma pessoa ao teu lado e dividir com ela a tua vida. Para mim, faz todo sentido viver em dupla. Recomendo, com ou sem festa. Um beijo!

  • Mariana Dutra Martins diz: 11 de julho de 2013

    Gabi, acho q sempre tem uma coisinha ou outra que acabamos nos arrependendo né?! O que não tira o brilho do nosso dia..
    Quanto ao meu cabelo fiquei meses pesquisando mil coisas e nada me agradava por inteiro, até que um belo dia acordei com a ideia de uma presilha/broche e fiquei encantada com o esboço que a designer fez, estava super decidido e eu AMEI o resultado. Caiu super bem com o cinto do mesmo material que eu mandei fazer..
    http://www.kayanfreitas.com.br/wp-content/uploads/2012/10/casamento-saojose-mari-dudu-0087.jpg
    http://www.kayanfreitas.com.br/wp-content/uploads/2012/10/casamento-saojose-mari-dudu-0031.jpg

    falando nisso..lembra q eu te perguntei das flores do teu buquê?! Olha no que deu..
    http://www.kayanfreitas.com.br/wp-content/uploads/2012/10/casamento-saojose-mari-dudu-0052.jpg

  • ligiane sanmartin melo diz: 13 de julho de 2013

    Ai que alívio… se vc que é toda expert em casamentos tem um arrependimento eu posso ter o meu também! me odiei por meses e nem olhava as fotos do meu casamento por ter tido a péssima porém confortável idéia de tirar uma das saias do meu vestido e ter passado do meio para o fim da festa com o vestido curto… hoje até consigo olhar as fotos e não chorar mas perdi todo o brilho e glamour da noiva! mas fazer o que… agora passou e na hora me senti tão bem que nem pensava nas imagens… e o que ficou foi aquela sensação maravilhosa de borboletas voando dentro de mim! acho que nunca te agradeci mas muito obrigada por dedicar parte do seu tempo para o sucesso de minha festa! obrigadaaaaaa…. e aproveitando a chegada do baby real bem que vc podia dedicar um cantinho aos babys das suas noivinhas… quem sabe assim logo logo teremos um babyboom! bjus e bom findi…

Envie seu Comentário