Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Fernanda Pandolfi: bons modos no avião e no aeroporto

30 de julho de 2013 21

:: Leia minhas outras colunas sobre viagens

The following two tabs change content below.

Gabi Chanas

Ótima amiga, péssima cozinheira. Adoro cachorros (tenho um vira-lata charmoso chamado Dunga), Friends, casamentos, decoração. Além do bloguinho, dou dicas todos os domingos na revista Donna, do jornal Zero Hora, e nos sábados na Almanaque, do jornal Pioneiro. Curto muito fazer novos amigos virtuais, por isso recadinhos são sempre bem-vindos!

Latest posts by Gabi Chanas (see all)

Comments pelo FB

Comments pelo FB

Comentários (21)

  • barbara fornasier diz: 30 de julho de 2013

    Concordo demais contigo! essa do pessoal sair correndo mesmo com o avião taxiando é uó! eu sempre falo em voz alta… “ninguém respeita os aviso!”. E sobre a vingancinha, adorei!!! eu faria igual se estivesse no corredor, na esperança de talvez ensinar as pessoas do lado!

  • Angelita T. diz: 30 de julho de 2013

    Concordei do início ao fim!

    E quando as pessoas ficam horas na fila do check-in e quando chegam no balcão que vão procurar passagem e documento? O que custa ficar segurando um tempinho antes?

    Outra coisa que me deixa pê da vida é a pessoa da poltrona de trás chutando a da frente, minha, no caso. Tenho uma sina com isso… é no cinema, no avião… sempre tem alguém chutando a minha poltrona! Muita raiva! heheheh

  • Aline Amorim diz: 30 de julho de 2013

    Não achei que ficou de mau humor não.
    Achei o post muito bom e bem útil. Porque tem coisas qu nos incomodam mesmo.
    Beijos

  • Amanda diz: 30 de julho de 2013

    Ahhh Fernanda, compartilho muito desse teu sentimento!!! A questão da chegada me irrita pro-fun-da-men-te!!! heheheheeh Qual a dificuldade das pessoas ficarem sentadinhas aguardando?! Que bom saber que não sou a única!! Beijos

  • Aline diz: 30 de julho de 2013

    Ótima matéria! Tem muita gente sem noção precisando de dicas básicas. Mas sou obrigada a discordar de um ponto: pra mim, bom senso é que na hora do pouso quem senta no corredor que levante logo e vá “zarpando” e quem senta no meio e na janela fique sentadinho bonitinho esperando a sua vez. É assim que eu faço. Não tem coisa que me irrite mais do que a pessoa que senta no corredor e fica fazendo corpo mole pra levantar. Se algum dia você sentar ao me lado e fizer isso, lamento informar, mas pedirei licença e passarei por cima.

  • MORGANA MACHADO PIAZENSKI diz: 30 de julho de 2013

    Fernanda,

    Muito bom o seu texto. Leve, descontraído, com ironias inteligentes e muito engraçadas!! Adorei, e ótima a finalização com o “Acho que é a Britney que tá lá na frente chamando..” Hahahaha

    Beijos e bom trabalho. :)

  • Eliana diz: 30 de julho de 2013

    Eu adorei! Lembrei das “comidinhas” que chegam geralmente na hora que vc está tentando dar uma dormidinha e também do povo grudado na esteira, acho que com medo que sua mala pule de lá e saia correndo… :)

  • Alex diz: 30 de julho de 2013

    Já passei por algumas incomodações parecidas tb, entre elas um casal foi a viagem inteira assistindo um filme num ipad sem usar fone de ouvido e outras vezes em q passageiros acima do peso dormiam logo q o avião decolava e roncavam tão alto q abafava o som das turbinas do avião. Em ambos os casos só me salvei por conta do celular em modo avião e do fone de ouvido

  • Sandra diz: 30 de julho de 2013

    Resumo tudo isso em uma expressão que eu costumo utilizar muito: falta senso de coletividade nas pessoas! Parece que cada um só pensa no seu cada um… Puxa! Fico impressionada com a falta de gentileza e senso coletivo. Concordo contigo, Fernanda.

  • Josiane Castro diz: 30 de julho de 2013

    Adorei!! É isso mesmo. Acho que a maioria é mal educada mesmo, por natureza.

  • Julio Machado diz: 30 de julho de 2013

    Gostei muito do teu texto Fernanda. Admito fazer quase tudo o que tu não acha legal heheheh. Mas coloco a culpa na conjuntura atual. Onde tempo é dinheiro. Estamos sempre correndo é uma coisa automática mesmo que no inconsciente sabemos que não vai mudar esses 30 segundos que saímos antes do avião. Resumiria tudo em instinto hahahaha

  • Fernanda Pandolfi diz: 30 de julho de 2013

    Que bom que quase todos concordam comigo!! Precisamos levantar a bandeira do bom senso nos voos, gente hehe. E Alex, também já passei por uma situação de “ronco” parecida, mas o passageiro ao meu lado roncava tão alto que nem fone de ouvido salvou, vim amargando a viagem inteira hehe. Beijos

  • Aline Tartare diz: 30 de julho de 2013

    Adorei!!! hahaha…também não entendo a lógica de ficar esperando de pé ao em vez de ficar bem sentadinho! Ótima matéria!!

  • Babi diz: 30 de julho de 2013

    Bah, Fernanda, concordo muitíssimo com quase tudo que tu falou.
    A única exceção é a questão de reclinar a poltrona. A posição de encosto a 90 graus é super desconfortável! Acho falta de educação fazer isso enquanto o pessoal estea comendo, quando as refeições são servidas, do contrário, não.
    Ah, e devo dizer que esse desrespeito aos pedidos dos comissários é uma coisa que acontece quase exclusivamente aqui no Brasil, ou quando o avião é ocupado por brasileiros. Viajo muito pelo exterior e vejo que isso não acontece. Infelizmente, é uma questão de educação.

  • silvana diz: 30 de julho de 2013

    Essa do passageiro não querer desligar o celular me custou cinco horas de espera no aeroporto de SP sabado passado , aguardando minha filha chegar de POA, um cidadão se negou a desligar, desafiou o comissário e disse q só saia algemado, não deu outra avião retornou e chamaram a policia federal e retiraram o mal educado algemado do avião.

  • Fernanda Pandolfi diz: 31 de julho de 2013

    Silvana, estou cho-ca-da com essa história! Já passei por poucas e boas, mas nada parecido. O cara devia ser meio maluquéte, né? Ou estava passando por “Um Dia de “Fúria” hehehe.

  • Carla diz: 31 de julho de 2013

    Oi! Não achei mau humor, não. Acho que falta desconfiômetro em muita gente (para não dizer falta de educação mesmo!). Cheguei de viagem com meus filhos na sexta-feira e sempre a mesma história: por que o povo se amontoa diante da esteira? não dá para esperar a bagagem e se aproximar quando ela aparecer? Quando chega a nossa, nem temos espaço para tirá-la. Outra coisa é a fila que se forma quando o avião está ainda “se ajeitando”. Será quem alguém quer ajudar o comandante? Já devo estar conhecida nas companhias aéreas por ser a última ou quase a última a descer, deixo quem tem compromissos passar na frente. Sabe que minha mãe ainda viaja de saltinho e colar? Toda arrumadinha!!rsss Não que eu vá mulambenta (vai que sente ao meu lado ou por ali aquele homem que falta na minha vida, né! hahaha), mas vou confortável, bem como tu orienta: tênis, calça larguinha, camiseta. Adoro carregar uma echarpe. E tem gente sem educação na fila do check in também, meu filho levou uma trombada de uma mulher e ela sequer pediu desculpas!!! Beijo e boas viagens!

  • Carla diz: 31 de julho de 2013

    Esqueci de comentar das músicas dos queridos que não pedem fones: sempre escolhem músicas que eu não gosto. Na nossa ida agora tinha um pai e uma crianças que ouviam uma música horrorosa que me irritou muito, até com fone eu conseguia ouvir. Até que a comissária pediu que eles colocassem os fones. Ufa!!!

  • Fernanda Pandolfi diz: 1 de agosto de 2013

    Concordo, Carla! E, na verdade, essa história dos fones de ouvido não é só no avião, né? Até nas rua as pessoas andam com os celulares ou mp3 na mão com a música a toda! Afff.

    Obs: achei muito fofo que a tua mãe vai arrumadinha para o aero heheh.

  • Juliana diz: 1 de agosto de 2013

    Também fico me perguntando porque as pessoas preferem esperar o avião abrir em pé ao invés de aguardar nas poltronas. irritação!! e ela chega no grau máximo quando as pessoas das fileiras de trás, só por terem levantado antes, se acham no direito de sair antes e não dão licença pra passar.

  • Ana de Oliveira diz: 5 de agosto de 2013

    Achei o comentario sobre reclinar o banco muito válido, tenho 1,80, sinto uma enorme dificuldade de me “encaixar” no assento, e se o passageiro da frente reclina a poltrona fico praticamente presa, extremamente desagadavel, acho até que os assentos não deveriam reclinar em favor as pessoas mais altas!

Envie seu Comentário