Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Glamour de segunda-feira: correndo para não ter que atravessar o Dilúvio a nado

11 de novembro de 2013 0

Consegui algo que muitos não vão alcançar nesta manhã de segunda-feira: cheguei no trabalho. Moro perto do jornal, coisa de três quadras, mas mesmo assim todos os trajetos estavam alagados. A pracinha pela qual eu corto caminho estava debaixo d’água. Como a minha preguiça sempre vence a razão, meti as botas de cano longo nas poças e fui desbravando o caminho. Felizmente não chegou a entrar água e molhar as meias. É uma segunda-feira totalmente sem glamour.

Dias de muita chuva causam transtorno em quase toda cidade despreparada, caso de Porto Alegre e de várias outras no Brasil. Daí a gente pensa que está em 2013 e que ainda ficamos trancados em casa, ilhados no trânsito, tendo que socorrer gente que está tendo a casa invadida por água. Mais do que nunca, está valendo a máxima batida: quero ver na Copa.

Neste momento eu escrevo solita, solita na redação de Donna. A Mari já disse que está sem luz em casa. A Thamires mora em Esteio, e eu já ouvi na Rádio Gaúcha que os trens estão caputz no meio do caminho entre a cidade dela e Porto Alegre. A Melina vem da zona sul, onde o pessoal relata congestionamentos de mais de uma hora. Gabizinha deu sorte de morar no Menino Deus, mas não esqueçam que temos o famoso – e horroroso – Arroio Dilúvio cortando Porto Alegre.

diluvio hoje

Eu moro do lado esquerdo e o jornal fica do lado direito. Para quem é de fora: esse arroio é sujo e corta a cidade, passando por lugares bem legais aqui de Porto Alegre, como a PUC e dois shoppings grandes cheios de cinemas. Passa aqui na frente do jornal também e desemboca no famoso Guaíba, nosso rio-que-não-é-rio, mas é uma das atrações turísticas da cidade.

Em dias de chuva forte, como hoje, o Dilúvio sobe, sobe e sobe. Na calçada, sempre tem uma turma fazendo previsão de quando vai transbordar. Há uns anos, a coisa ficou tão feia que…

surf-arrio-diluvio-poa-porto-alegre-chuva

… o Dilúvio criou ondas e teve gente que surfou no meio da água nojenta. Devem estar tomando remédios até hoje para se livrar das doenças que pegaram.

O Wianey Carlet, que é meu colega de Rádio Gaúcha e cronista esportivo de Zero Hora, foi vereador em 1900-e-Guaraná- com-rolha. E ele sempre diz que uma das tristezas foi nunca ter conseguido emplacar um projeto que transformasse o Dilúvio em algo menos horrendo na paisagem da cidade. Propostas não faltam. Falta o que? Investimento, ação, boa vontade, planejamento, todas aquelas coisas que não dependem de mim e nem de você (da gente depende apenas parar de jogar lixo no arroio para ele não subir tanto).

75f091f042d8_arroiodiluvio_zh01

A Zero Hora fez uma matéria bem bacana sobre ideias para transformar o Dilúvio.

É só procurar na internet que a gente acha coisas que deram certo em outros países e ideias de pessoas que também sonham com um Dilúvio decente.

diluvi2

dolivui 3

diluvio3

Se são possíveis, não sei, pois não sou arquiteta, engenheira. Mas que dão um sopro de esperança, ah dão. Valoriza a região, cria nova área turística, gera emprego. Enquanto não rola, fica o aplauso para quem promove limpezas constantes por lá.

diluvio

Não foi o governo que jogou esse sofá na água.

Essa foto aí embaixo eu fiz agorinha de manhã, enquanto atravessava a Ipiranga, a avenida cortada pelo Dilúvio. Mais um naco de chuva e ele transborda. Daí, pela primeira vez em 13 anos de empresa, ficarei sem ter como voltar para casa (não, senhores surfistas, nem adianta me oferecer a prancha emprestada). Vou sobreviver dos damascos que eu e as gurias mantemos aqui para beliscar quando bate a fome.

gabi

Tá vendo aquela área gramada? Pois existe um monte de concreto embaixo dela, num paredão. Cadê? A água cobriu! 

Porto Alegre é uma cidade muito bonita, mas me assusta ver o quanto fica engessada quando São Pedro decide despejar chuva. A culpa do que acontece é extensa e vai desde o tio que jogou o sofá até o governante que não tocou o projeto de dutos para escoar melhor a água.

Que a gente chegue ao fim da segunda de chuvarada sem mais transtornos. Amém.

PS: enquanto isso, lá em casa, tem um cara que se preocupa com outro aspecto da chuva. Dá o trovão e o Dunguinha enfia a cabeça entre os travesseiros de medo. E a dor no coração de deixar em casa, gente?

The following two tabs change content below.

Gabi Chanas

Ótima amiga, péssima cozinheira. Adoro cachorros (tenho um vira-lata charmoso chamado Dunga), Friends, casamentos, decoração. Além do bloguinho, dou dicas todos os domingos na revista Donna, do jornal Zero Hora, e nos sábados na Almanaque, do jornal Pioneiro. Curto muito fazer novos amigos virtuais, por isso recadinhos são sempre bem-vindos!

Latest posts by Gabi Chanas (see all)

Comments pelo FB

Comments pelo FB

Envie seu Comentário