Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Três dicas para aliviar a SPC: Síndrome do Pedido de Casamento

26 de novembro de 2013 26

Alguém aí já conheceu uma amiga que quer muito, muito, muito casar, mas tem um namorado que prefere esperar ou que não se empolga com a ideia? Já deu ombro para ela ou passou horas no telefone consolando, soltando os clássicos “ele não te merece” ou “espera mais um pouco”? Quem sabe até um “homens amadurecem mais devagar, então tens mesmo que esperar”?. Eu conheço uma. Levanta a mão aí, moça!

gabi

Prazer, eu sou a Gabi. Sou casada há três anos, mas se dependesse do meu marido, ficaria noiva até 2020.

Já contei essa história por aqui: depois dos 30 e com um relacionamento super bacana com meu então namorado, comecei a plantar no Marcelo a sementinha do casamento. De início, ideia totalmente refutada. Mas como capricornianas são bem convincentes (acho que a gente só perde para as leoninas), consegui trazer o rapaz para lado branquinho, docinho e cheio de laços da força. Mas aquelas conversas lá de cima sobre “eu quero, mas ele não”, eu cheguei a ter com a Kelly, com a Sara e com a minha mana, fiéis escudeiras e ombros permanentes.

Tá, mas porque esse trelelê todo agora? Ora, porque está chegando o Natal, amiga!

papai

Agora você pensa: “A Gabi enlouqueceu de vez. Ela quer que eu peça um marido para o Papai Noel”. 

Em cinco anos blogando, respondendo e-mails de noivas e conversando com elas em encontrinhos, percebi que o final do ano traz para quem namora há tempos a SPC: Síndrome do Pedido de Casamento. Como as festas são oportunidade excelente e escolha de muitos rapazes para fazer o pedido na frente de toda a família, a menina começa a aumentar suas expectativas. E quando o que esperavam não acontece, começam o ano seguinte arrasadas, pensando que serão mais 365 dias de espera por um passinho à frente no relacionamento.

Ontem cheguei de viagem e, ao começar a dar conta do inbox do Facebook, achei seis mensagens enviadas na última semana tratando desse tema. Com autorização de uma das meninas, transcrevo aqui o que ela me escreveu:

“Namoro há três anos e já disse 50 vezes para meu namorado o quanto gostaria de casar em 2014, quando faço 30 anos. Ele sempre diz que quer esperar mais. Na semana passada, marcamos a festa de Natal na casa da família da minha mãe e eu comentei de canto que seria uma ótima oportunidade para ele me pedir em casamento. Ele me disse, de novo, que não estava pronto. Agora eu estou aqui me correndo por dentro. Tinha certeza que ele atenderia meu desejo de casar em 2014 e faria o pedido no Natal. Agora, já não sei se não está só me enrolando. Quantos Natais eu vou passar esperando?” 

Infelizmente eu não tive resposta certeira para ela, assim como não soube responder para mim mesma porque é que meu namorado esperava tanto para fazer o pedido de casamento (e olha que nem foi tanto assim, mas para quem espera algo, um mês parece ter levado décadas para passar). Mas eu tenho três dicas para dar para quem está vivendo a SPC. Elas podem não te tirar da síndrome, mas vão aliviar o sofrimento:

1. Reduza expectativas sobre datas específicas: o pedido de casamento não precisa vir na festa de Natal, no dia do aniversário de namoro ou no Dia dos Namorados. Pode vir num sábado ao meio-dia, depois de uma manhã de trabalho e estresse, como aconteceu comigo. Já pensou que o namorado pode estar querendo te surpreender? Se a intenção for mesmo essa, é claro que ele fugiria das datas mais usadas para o famoso pedido.

2. Questione sobre as reais intenções do rapaz: será que ele quer só esperar mesmo ou nunca vai querer casar com você? Se nunca perguntou, encontre um bom momento para lançar a questão. Mas use toda sua perspicácia feminina para abordar o moço. Sua pergunta tem que soar como uma curiosidade natural, não como pressão. Muitos homens, ao ouvirem esse questionamento, fogem pela primeira porta ou janela disponíveis. A boa notícia é: se ele ficar, você sabe que o cara é legal e, realmente, apenas precisa de mais um tempo.

3. Analise seus sentimentos sobre querer casar: você quer casar porque acha que está ficando mais velha? Talvez porque todas as amigas estão casando? E se for por um desses motivos, você já parou para pensar se o namorado atual é o cara da sua vida? Recorrendo à nossa musa Kim Kardashian: casou apressadinha depois dos 30 porque tinha medo de ficar solteira. O cara não era o ideal e ela se separou 72 dias depois. Passam uns meses e ela conhece o homem da vida, engravida, tem uma filhinha e vai casar de novo. Filosofia de celebridade para te dizer que tudo vem a seu tempo.

Repito a teoria do meu pai (sempre ele): a gente não tem que rezar para algo específico acontecer. Tem que rezar para o melhor acontecer. Só o cara lá de cima sabe se o melhor é aquilo que você tanto deseja ou outra coisa beeeeem diferente.

carta

Se você está vivendo a Síndrome do Pedido de Casamento, a carta para o Papai Noel deveria pedir não uma aliança de uma pessoa específica, mas um 2014 de muito amor. O amor pode vir em forma de noivado ou em um outro ano de namoro (e espera), mas muito gostoso e feliz. 

Mais post legais sobre o assunto:

“Minha paciência acabou”: o desabafo de uma leitora sobre um namorado que não se decide

Os cinco primeiros passos para quem está pensando em casar

A minha história e minhas diquinhas de casamento que foram publicadas na revista Contigo

The following two tabs change content below.

Gabi Chanas

Ótima amiga, péssima cozinheira. Adoro cachorros (tenho um vira-lata charmoso chamado Dunga), Friends, casamentos, decoração. Além do bloguinho, dou dicas todos os domingos na revista Donna, do jornal Zero Hora, e nos sábados na Almanaque, do jornal Pioneiro. Curto muito fazer novos amigos virtuais, por isso recadinhos são sempre bem-vindos!

Latest posts by Gabi Chanas (see all)

Comments pelo FB

Comments pelo FB

Comentários (26)

  • Pri diz: 26 de novembro de 2013

    No momento não tenho amigas com SPC, mas tive amigas com síndrome do “não arrumo namorado”. Eu não tenho SPC, mas acho que se o meu noivo não falasse comigo a respeito, não fizesse planos, talvez eu estaria nessa. Namoramos há 3 anos. Noivamos há 1, na minha festa de formatura! hehe Ele me avisou que ia me pedir em noivado, e conversou com os meus pais antes. Para os convidados, foi surpresa, muito legal. Não temos tanta pressa de casar, não queremos fazer festa (até então, talvez mudemos de ideia, pq lendo esse blog é quase impossível não ter uma pontinha de vontade! hehe). Acho que o que inibe a minha SPC é o fato de nós 2 fazermos planos, ele fala bastante sobre comprarmos casa, filhos, e talvez ano que vem vamos nos unir, felizes para sempre. No primeiro ano de namoro, quando ele falava em casamento, eu dizia que não estava pronta, então, quero dizer pra quem está com SPC, que não estar pronto não quer dizer que não se ama suficientemente, mas que existem vários fatores, e que só amadurecem com o tempo (eu tinha medo de sair da casa dos meus pais, alguns, tem medo de perder a individualidade, os/as que moras sozinhos). Agora eu estou pronta, ele também, mas sem pressão, planejamos tudo pra 2014. Então, se as gurias que tem SPC souberem das intenções de futuramente casar, por parte do moço, tem que relaxar. Já se o rapaz não dá sinal de futuro compromisso, é questão de conversar mesmo…

  • Isa diz: 26 de novembro de 2013

    Ai, eu amo o que tu escreve! Meu dia só começa depois de ler o blog e o teu face. Fã declarada da Gabi! <3

  • Bibiana Estrela diz: 26 de novembro de 2013

    Esperei 8 anos e 1/2 pelo pedido, que nem foi tão romântico assim, sabe como é, namorado engenheiro, tímido e muito, muito pratico! Mas eu entendo a cabeça dele, primeiro precisávamos de um lugar para morar, e como nos sustentar, com ambos trabalhando e o AP ficando pronto logo logo veio o pedido. Fora que ele me levou para escolher as alianças. O casório é para abril de 2015, e ele já me disse que vai casar por ser meu sonho, que por ele não precisava, eu estou feliz por ele fazer isso por mim, e eu sei que ele vai ficar emocionado e vai acabar gostando, pois cada detalhe planejado que eu conto para ele, a voz dele muda e ele parece animado! Não percamos as esperanças, datas comemorativas para mim não combina com casamento, eu fico feliz de não dividir meu noivado/pedido com nenhuma outra data (se bem que o meu foi em um 20 de setembro)!! ;)

    Bjo abi e Gurias! AMOOOOO o blog!

  • Ma diz: 26 de novembro de 2013

    Concordo com teus questionamentos… Já passei por todos esses… Inclusive esse ensinamento do teu pai depois de um certo tempo fez muito sentido na minha vida… Depois de namorar por 7 anos, e achar que estava ficando velha, eu cismei que queria casar… Forcei até ser pedida em casamento, organize a festa, paguei o vestido… Faltando alguns meses pro casamento eu percebi que aquele não era o homem da minha vida… Que eu estava rezando para que algo específico acontecesse, por ser o mais lógico, e não para que o melhor acontecesse… Cancelei o casamento, desfiz o noivado e atualmente sou muito mais feliz! Encontrei agora um amor de verdade, mas sigo rezando só para que o melhor aconteça… Não mais por uma ideia fantasiada da minha cabeça…

  • Fer diz: 26 de novembro de 2013

    Ai, Gabi, sei lá, mas acho que esses que se enrolam demais e “não estão prontos” (nunca) e querem mais “um tempo”, não tem certeza do amor ou não amam o suficiente (e por favor, não entenda mal, não estou de maneira nenhuma falando do teu Marcelo, pois vcs logo se casaram, mas, por exemplo, o caso dessa menina que tu relatou). Quem ama tem certeza, e casa, mesmo que não possa por condições financeiras ou algo parecido, pelo menos o cara se esforça e dá uma boa explicação e uma “previsão”, e também tem uns que não se tocam e ficam esperando achando que a guria quer namorar eternamente. Mas se depois de serem praticamente pedidos em casamento disserem que “não estão prontos”, nunca estarão. Eu cairía fora.
    Beijos :)

  • Bia diz: 26 de novembro de 2013

    Acho que esse tipo de pressão para casar é uma bobagem sem tamanho. Vai colocar uma pessoa que gosta de ti em uma situação desconfortável, que vai acabar casando contigo por pura e simples pressão. Grandes chances do casamento ser um grande desastre, pois não foi em comum acordo (ou pelo menos não foi em comum acordo em relação ao momento de casar). Mulheres, qual a razão dessa paranoia em casar?

  • Catarina diz: 26 de novembro de 2013

    Fiquei curiosa para saber o que aconteceu com a autora do post “Minha paciência acabou”. Você sabe, Gabi?

  • Carol diz: 26 de novembro de 2013

    Gabi!! Pra começar, quero dizer que sou tua fã e que acompanho teu blog desde 2010, desde o comecinho do namoro – quando casamento sequer passava pela cabeça dele! Por muito tempo sonhei pelo momento (e ainda sonho!) em que enviaria o meu Just married (e será no ano que vem!)…

    O teu texto é perfeito, me identifiquei total! Já passei por todas as fases – de chorar no ombro das amigas porque o moço nunca comentava de casamento, porque todas ficavam noivas menos eu… de criar expectativas em todas datas e jantares. Até que um dia, não percebendo muitos papos sobre futuro em nossas conversas, lá pelos quase 3 anos de namoro, acabei perguntando (tentando não pressionar) como ele nos imaginava daqui pra frente, se me imaginava ao lado dele por muitos anos, essas coisas… pois se não imaginasse, eu não deveria ser a mulher ideal, né?? Pois bem. De imediato, a conversa causou um pouco de susto. Mas poucos meses depois, comecei a colher os frutos. Comecei a receber declarações mais apaixonadas e sobre eu ser sim, a TAL MULHER IDEAL PARA ELE. Até que neste ano, numa conversa casual antes de dormir, eu desabafei, em tom de brincadeira: – amor, eu não quero mais ser tua namorada. enchi o saco. (o que ele respondeu com uma risadinha nervosa: “como assim?”) prossegui: – eu quero ser tua NOIVA. (imagina o meu nervosismo, suor, tremedeira…) e ENTÃO, ele disse: – ah, sabe que eu estava pensando na mesma coisa??
    Depois disso, começamos a planejar o casamento, rapidamente marcamos a data e tudo, porque ele tbm queria festa, com tudo que tinha direito (iupi!). Só que faltava o tal do noivado… e as alianças, claro!! Primeiro, ele nem pensava nisso. “queria casar direto” Mas aos poucos fui o convencendo de o quanto isso era importante pra mim. Mas eu nem esperava surpresas. Eu mesma queria organizar o jantar e tudo hahahahaha (ansiosaaa). Escolhemos as alianças e eu achava que iríamos buscá-las juntos. Porém, depois de 6 meses do início do planejamento do casório, no dia do nosso niver de 4 anos, veio o pedido oficial, com direito a surpresa: venda nos olhos, pétalas de rosas espalhadas pelo apto, velas, espumante e jantar especial, um lindo buquê, e, claro, o moço ajoelhado na minha frente perguntando: “quer casar comigo?” Ah, mais um detalhe: a minha música preferida tocando ao fundo! Ele pensou em tudo e me surpreendeu. E me fez ter ainda mais certeza de que é o homem com eu quero viver todos os dias da minha vida.

    p.s.: quase esqueci de um detalhe importante! Ele me disse que demorou tantos meses para fazer o pedido porque eu ficava pressionando demais, a todo instante perguntava quando seria o noivado. Ele, um paciente e determinado taurino, só fez tudo quando eu relaxei e dei espaço para que tudo fosse surpresa! Ah, e nem era pra ser em uma data especial. Só que na primeira vez que ele planejou tudo, horas antes do jantar, eu escorreguei em casa enquanto fazia faxina, caí e fraturei uma costela! E aí ele teve de cancelar tudo e esconder todo o material para que eu não descobrisse. História pra contar pros netos…

  • Daiane Migliotte diz: 26 de novembro de 2013

    Eu nem respiro antes de ler teu blog! Corro para chegar na casa onde trabalho, minha patroa já se mandou eu posso ir no computador! Te amo de montão, Gabi! Meu eterno noivo disse que só se casará comigo se eu ganhar um deses prêmios da tv que dão a casa e os moveis todos e eu concorro a todos! Um dia eu vou ganhar e caso com ele! Bjs!

  • Violeta Puritana diz: 26 de novembro de 2013

    Vc já confessou que só casou no religioso, então vc só é casada de mentirinha! Perante a lei civil vc tem um relacionamento estável e só! Menos, portanto! Esta síndrome está deixando vc maluquinha! Coitada!

  • Karine diz: 26 de novembro de 2013

    Oi Gabi! Pior que isso realmente acontece. A gente fica achando que tem que ser em datas especificas e fica frustrada quando não aocntece. Mas na verdade isso não é necessariamente assim. Comigo foi em uma data nem um pouco comemorada, dia 21/08/2013, porque o meu namorado de 8 anos queria me surpreender e vou dizer que foi muiiito bom ser surpreendida!! Nem imaginar que isso ia acontecer! E concordo com teu pai de rezar para as melhores coisas acontecerem, pois o meu pedido apesar d veio na hora certa, em que tínhamos um ap já ficando pronto, em que eu já estava formada. Não adianta ficar na neura, experiência própria!!
    Adoro teu blog!! Estou pegando várias ideias e fornecedores daqui!! Meu casamento será ano que vem em outubro!

  • Karine diz: 26 de novembro de 2013

    Oi Gabi! Pior que isso realmente acontece. A gente fica achando que tem que ser em datas especificas e fica frustrada quando não acontece. Mas na verdade isso não é necessariamente assim. Comigo foi em uma data nem um pouco comemorada, dia 21/08/2013, porque o meu namorado de 8 anos queria me surpreender e vou dizer que foi muiiito bom ser surpreendida!! Nem imaginar que isso ia acontecer! E concordo com teu pai de rezar para as melhores coisas acontecerem, pois o meu pedido veio na hora certa, em que tínhamos um apartamento já ficando pronto, por exemplo. Não adianta ficar na neura, experiência própria!!
    Adoro teu blog!! Estou pegando várias ideias e fornecedores daqui!! Meu casamento será ano que vem em outubro!

  • Grello diz: 26 de novembro de 2013

    Prá casar com mulher com mais de 30 precisa ser muito burro, tendo um monte de mina com menos de 20, querendo só ficar.

  • Vânia diz: 26 de novembro de 2013

    Oi Gabi, sou mto fã do teu blog, e a minha história é a seguinte, tbm fiquei quase seis anos a espera do tal pedido e a minha expectativa sempre aumentava no final do ano, não somente pelas festas de Natal mas também porque faço aniversário no dia 18/12 então, teria, teoricamente, duas ocasiões em que eu poderia ser surpreendida com o pedido que eu tanto esperava. Enfim, pra resumir, não recebi o tal pedido, o namoro acabou e hoje eu estou solteira. Acredito que não tenha como não ter expectativa, mas como a matéria da Gabi fala devemos ter formas para que essa tal expectativa não acabe atrapalhando o relacionamento…

  • Silvana Martinelli diz: 26 de novembro de 2013

    Eu casei de branco tudo como manda o figurino e o casamento não deu certo, agora já são sete anos com um novo amor e funciona muito bem sem o bendito “vestido branco” hehehe então amor é construído todo dia, não é uma festa que vai fazer a diferença. Tem muita gente que se dava bem namorando e quando casa, percebe que não aquilo que queria.

  • Fê diz: 26 de novembro de 2013

    Oi Gabi, primeiramente quero te dizer que amo teu blog, amo o que tu escreve e não fico um dia se quer sem acessar ele.
    Sou completamente louca pra casa rsrsrsrs e sei que encontrei o homem certo, e pq sei disso?? Pq toda vez que acordo e vou dormir do lado dele fico aliviada por ter ele do meu lado, meu companheiro, e tenho a absoluta certeza que é com ele que irei me casar. Mas o pedido nunca sai afffff, estamos junto a 3 anos e meio, nos damos muito bem e praticamente moramos juntos, digo praticamente pois ainda não é oficial, mas não tem uma dia sequer que passamos separados. Quanto ao casamento já conversamos diversas vezes sobre isso, ele já me disse que eu sou a mulher com quem ele quer casar, a mãe dos filhos dele, etc… Masss que ainda não esta preparado :( vai entender homem, mora comigo mas não tá preparado para casar????? Bom enfim ele muitas vezes sonha comigo quando falamos de casamento, já temos nossos padrinhos, de como seria a festa entre outras coisas… Mas e o pedido??? Não consigo entender o que ele tá esperando… ME AJUDAAA A ENTENDER, já chorei muito no ombro das amigas também, e é exatamente as mesmas frases que elas sempre dizem rrsrsrsrsrs Diferente de todas, não espero as festas para o GRANDE pedido, e tenho meus motivos que por sinal já deixei claro para ele, é que infelizmente tive um ex namorado, que teve a infeliz ideia de me pedir em casamento em um natal de surpresa, imagina meu susto, eu não estava preparada tinha apenas 20 anos, mas me pegou tanto de surpresa e na frente da minha familia, que disse SIM, resumo o noivado durou 6 meses rsrsrsrs
    Bom mas voltando ao meu atual, AMOR QUERO CASAR… e agora sei que tu É O CARA!! rrsrsrsr

  • aline maria diz: 26 de novembro de 2013

    nao tem jeito mesmo…98% das mulheres do mundo são tolinhas e bobinhas e isso não é ofensa… é só minha opinião… gente!!!!!!!! BIA FAÇO MINHAS AS PALAVRAS…. para que casar no papel e na igreja? algumas nem mesmo católicas são! acho uma bobagem, mas as pessoas tem direito de querer casar, MAS!!!!!!!!!!!!!!! o que ela não tem direito, é de querer obrigar o cara a ter a mesma vontade boba dela… olha, hoje em dia tem um monte de homens querendo casar, poqreu vcs escolhem justamente os que não querem? insistir, colocar o cara na defensiva, parece é que querem mesmo ouvir a verdade… qualquer dia eles dizem mesmo hein… o que? ora…a seguinte frase: eu nao quero me casar com vc, nao entendeu????

  • nina maria flor diz: 26 de novembro de 2013

    E eu que não tive pedido de casamento…
    Claro que sofri muito com isso, com um namorado que nunca pensou em casar, e eu sendo uma “pombinha romântica”, segundo minhas amigas…
    Pressionei pra caramba, e por sorte ele não fugiu hehehehe
    E quando chegou a hora, conversamos e decidimos que iríamos casar, não tive o tal pedido de casamento, e ele diz que um dia vai fazer isso, um pedido retroativo, em Veneza….
    Será???
    Tenho q esperar pra ver… A viagem tá marcada, é mês que vem, heheheh

  • Hitamara diz: 26 de novembro de 2013

    Ah, vou ter que parecer repetitiva, mas eu também adoro o teu blog, olho ele várias vezes por dia. Me imagino noiva de tudo quanto é jeito, mas não sei se vai rolar.
    Meu namorado/marido, hoje nos consideramos casados, pois a 6 meses fomos morar juntos e é assim que ele nos considera que até eu entrei na história e já aceitei, o que não me tira a esperança de um dia a gente oficializar, mas não na igreja, não me vejo mais fazendo isso, mas sim uma reunião de familiares e melhores amigos.
    Já comentamos isso um dia, mas com a compra do apê e todas as arrumações para poder habita-lo ficou meio de lado essa história.
    Mas já tem uns 4 anos que todos os meus aniversários ele não me conta o que vai me dar e eu fico com esperança que seja as alianças e elas nunca vem, sempre quando chega perto eu fico com SPC. Mas uma coisa eu me nego, não vou em hipótese alguma comprar junto as alianças, ele vai ter que ir escolher (eu já disse o número do meu dedo, espero que ele tenha gravado) e que venha me pedir direitinho, hehhehehehe. Quem sabe um dia venha né.

  • monalisa maia muller diz: 27 de novembro de 2013

    “Pressionei pra caramba”…. foi o que a moça disse. Vocês REALMENTE acham isso legal? É sério mesmo, que vocês se sentem bem em ter alguém casado com vcs… “pressionado”???? vou me obrigar a concordar com a tal aline maria, que nem sempre concordo…. mas aonde é que já se viu pressionar alguém a se casar? Moças, casamento é muito bonito, quando é de livre e espontânea vontade de ambos… é por isso que criam as tais camisetas do tipo “game over” ou inventam bonequinhos de cima do bolo com noivos acorrenrados, ou coisas assim… poxa vida… saber que teu marido foi pressionado a casar… eu morreria de vergonha…. casem-se com quem ama vcs!!!! e faz o pedido, sem nem mesmo vc falar a respeito… é isso que eu acho… meu marido, que nao é no papel me deu provas muito mais bonitas de querer viver ao meu lado, sem que eu pedisse nada… o pedido ajoelhado é bem bonito, emociona qualquer uma de nós, mas…. se for feito pq ele quis… e nao morrendo de vergonha de estar ali ajoelhado… pensem nisso…

  • Carol diz: 27 de novembro de 2013

    Acho que não se deve pressionar o namorado, de forma com que ele se sinta obrigado, mas conversar sobre as nossas vontades é importante! Até para saber se os dois têm mesmo objetivos em comum… É como a Gabi disse, “plantar a sementinha do casamento”. Nem ser 8, nem 80: não pressionar a ponto de ser chata, mas também não sofrer calada só imaginando o que a pessoa pensa ou deixa de pensar!
    Porque os homens são tão desligados (a maioria), e às vezes só falta um pequeno empurrãozinho para que uma ideia seja concretizada! Lançar uma ideia, de leve, é saudável, e serve para testar a reação deles.
    Pois quem disse que eles também não têm dúvidas em relação aos nossos sentimentos? Eles precisam saber o que queremos.
    E se ter um casamento com cerimônia, festa, do jeito que for, for realmente um grande sonho da mulher, acho que qualquer homem que ame de verdade vai acabar aderindo à ideia!!

Envie seu Comentário