Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Réveillon x pet: dicas para quem vai deixar o cachorro sozinho em casa hoje à noite

31 de dezembro de 2013 2

Réveillon não é época de festa para pets. O medo dos fogos de artifício faz com que se assustem e acabem fugindo, destruindo móveis ou se machucando seriamente. Se tiver festa marcada longe de casa no dia 31 e não puder levar o amigo, dê atenção especial às dicas da veterinária Ceres Faraco, da Comissão de Animais de Companhia do  Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal.

:: Não deixe o animal amarrado com coleira. Assustado, ele pode tentar fugir e acabar se enforcando com ela.

:: Se tiver mais de um cão, evite deixá-los juntos. O barulho alto dos fogos apavora, altera o comportamento e leva a brigas.

:: Acomode o pet em lugar onde possa se sentir seguro, com iluminação suave e, se possível, um rádio ligado com música não muito alta. Não deixe o animal num cômodo com portas de vidro ou cheio de objetos que podem quebrar em momentos de agitação.

:: Prenda na coleira uma plaquinha com dados de identificação dos donos. Se o cachorro fugir – e até os mais quietinhos podem se assustar a ponto de escapar –, será mais fácil encontrá-lo depois.

ver

Outra dica, essa uma que ouvi da veterinária do Dunga: com toda boa vontade, na hora dos fogos a gente costuma pegar o bicho no colo, falar mansinho, passar a mão na cabeça. O pequeno entende, com esse gesto delicado, que estamos concordando com o comportamento assustado dele, afinal estamos agindo da mesma forma que agimos quando ele come toda ração, faz pipi no lugar certo, nos faz um agradinho. O negócio é acompanhar o cachorro, mas tentar desviar a atenção dele do barulho. Vale propor uma brincadeira, agir como se não fosse o fim do mundo (para a gente não é, mas para eles parece).

Tendo aqui em casa o cachorro candidato a mais assustado do mundo, prevemos uma virada de ano tensa. Será nossa primeira com o Dunguinha e vamos tentar ajustar o comportamento para acostumar o dogão.

The following two tabs change content below.

Gabi Chanas

Ótima amiga, péssima cozinheira. Adoro cachorros (tenho um vira-lata charmoso chamado Dunga), Friends, casamentos, decoração. Além do bloguinho, dou dicas todos os domingos na revista Donna, do jornal Zero Hora, e nos sábados na Almanaque, do jornal Pioneiro. Curto muito fazer novos amigos virtuais, por isso recadinhos são sempre bem-vindos!

Latest posts by Gabi Chanas (see all)

Comments pelo FB

Comments pelo FB

Comentários (2)

  • aline MARIA diz: 31 de dezembro de 2013

    E outra coisa… eles escutam bem antes que nossos ouvidos possam captar alguma coisa… é bom já monitorar antes dos fogos fortes, pois até os que estão longe para nós, incomoda a eles… Ontem à noite eu assistia TV na sala quando ouvi a Belinha “chorar”… fui olhar o que era, e, somente chegando na área de serviços que dá para o quintal, onde ela tem um imenso campo só para ela… pude perceber ao longe… barulho dos primeiros fogos… provavelmente alguém em teste para hoje e ela JÁ ESTAVA OS OUVINDO…. eu a deixei entrar, mas segui as dicas que vc falou de não pegar no colo… já vi que hoje terá drama. Abraços e um excelente ano novo à vc Gabi, e a toda a sua familia linda, não nos abandone, fique conosco, mais um milhão de anos, nos levando muita coisa boa, como já o faz. Bjos de toda a galera aqui do meu trabalho.

  • Débora Fabrício diz: 6 de janeiro de 2014

    Gabi, boas dicas! Nosso Lulu da Pomerânia, o Romeu, passou mais uma virada do ano sem sustos. Tomamos o cuidado de fechar as janelas, deixá-lo no ar condicionado com a tv ligada, volume baixo, e sem agitações em sua volta. Na hora dos fogos, procuramos transmitir tranquilidade. Dá certo! Ele percebe o ruído, é claro, mas não se mostra assustado.

Envie seu Comentário