Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

E não é que cachorro também tem autoestima?

10 de janeiro de 2014 2

Já tinha lido alguns estudos que contavam que ter um cachorro em casa ajudava a dar uma levantada na moral do dono. Teria a ver com aquela coisa de ter companhia, de se sentir amado pelo bichinho, da troca descompromissada de amor. Agora, a história de cachorro também ter autoestima eu descobri há pouco.

Há uns meses, a minha mana mandou tosar o Mickey (Mickeyzão, para os íntimos), um vira-latas com pinta de Lassie que mora desde filhote com a família.

lassie_ver3

Traduzindo para quem tem menos de 30 anos: Lassie era esse cachorro da foto, estrela peludíssima de um filme que eu vi umas mil vezes na Sessão da Tarde.

O Mickey era a versão SRD da Lassie, peludo e faceiro, mas se enredou numas folhas e ficou todo emaranhado. A solução foi mandar para a pet para dar uma aparada. Quando voltou, o cachorro era outro. Parecia que, no melhor estilo Sansão, tinha perdido as forças e a vontade de viver sem o seu pelo longo. E não adiantava explicar que era para o bem dele: Mickey entrou numa deprê danada e na base de muito carinho é que foi saindo dela aos poucos.

Foi nessa época que me contaram que o cachorro se sente, sim, meio perdido quando ganha um “corte de cabelo” drástico. Eles ficam deprimidos e o dono tem que se puxar para elogiar, chamar de lindão, ir restabelecendo a confiança do bicho. Mais ou menos o que o marido faz quando a gente chega do salão em full mode deprê porque detestou o novo cabelo.

miley

Possibilidades de discurso nessa hora:

1. Não fica triste, vai crescer!
2. Tá linda, eu juro!
3. Nem ficou tão ruim.
4. Sério, você cortou? Nem dá para perceber!
5. Meu amor, vamos pro shopping fazer umas compras e tu esquece dessa deprê.

Voltei a escutar o papo da autoestima canina ontem, quando finalmente levamos o Dunga para a tosa. De bola peluda, barbudo, despenteado e mucho loco...

dunga before

Sábado passado dando um rolê no parque.

… Dunga voltou mais asseado, com a barbicha sob controle, peito aparadinho para afastar o calor e aparentemente mais aliviado.

Dunga after

Desculpa pela foto ruim. Tirei contra luz e agora que vi que não se enxerga super bem o tamanho do pelo. 

Dunga não demonstrou sinais de estar #xatiado com a mudança, mas por via das dúvidas estou elogiando ele mais do que nunca. Foi conselho que recebi de um monte de gente ontem via redes sociais. Não custa nada, né? Elogiar meu amado realmente não é esforço algum.

:: Mais posts sobre pets

The following two tabs change content below.

Gabi Chanas

Ótima amiga, péssima cozinheira. Adoro cachorros (tenho um vira-lata charmoso chamado Dunga), Friends, casamentos, decoração. Além do bloguinho, dou dicas todos os domingos na revista Donna, do jornal Zero Hora, e nos sábados na Almanaque, do jornal Pioneiro. Curto muito fazer novos amigos virtuais, por isso recadinhos são sempre bem-vindos!

Latest posts by Gabi Chanas (see all)

Comments pelo FB

Comments pelo FB

Comentários (2)

  • Lydice diz: 10 de janeiro de 2014

    Eu tosse meus dois babies semana pasada tb, eles ficaram mto aliviados até pq aqui no rio o verão chegou com tudo, eles ficaram tão fofos que não tem com não elogiar, eles não são sossias do dunga mas vou enviar uma foto para vc ver a diferença, meu marido fez o “antes e depois”. Abraços e “lambeijocas” dos meus fofuchos (Thor e Gaia) para o Dunga.

  • Luciana Casado diz: 10 de janeiro de 2014

    O Dunga ficou um amor, e seria interessante acostumá-lo a pequenas tosas, como cabelo de mulher, só cortar as pontinhas. Assim ele vai se acostumando aos poucos, cortes radicais podem causar trauma mesmo. Bjuus

Envie seu Comentário