Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Resultados da pesquisa por "pioneiro"

Noiva.com no Pioneiro: dicas que não custam uma fortuna

07 de abril de 2012 5

Hoje é dia de coluna do Noiva.com no jornal Pioneiro. Noivas da Serra gaúcha, o jornal está lindo de morrer! Para as meninas de outras cidades não ficarem sem as dicas, reproduzo abaixo tudinho, tudinho.

Nem tudo precisa custar caro em um casamento. Com criatividade e usando bem pouquinho do orçamento, é possível criar projetos que vão encantar a família e os amigos. As fotos que ilustram a coluna desta edição são do Petit Comité Noiva.com, que reuniu mais de 100 noivas e seus acompanhantes na última quarta-feira, em Porto Alegre. Para as noivas da Serra, uma boa notícia: no primeiro fim de semana de junho, o Noiva.com realiza evento em Gramado. As inscrições serão abertas nas próximas semanas e informadas por aqui!

Fotos divertidas


Encomende em uma gráfica expressa plaquinhas com frases divertidas e distribua para os convidados tirarem fotos com elas. Que tal uma com “sou a melhor amiga da noiva” e outra com “já ganhei do noivo no futebol”? Os amigos também podem escrever suas próprias frases em miniquadros-negros com giz. A brincadeira será sucesso na festa!


Petiscos da madrugada


Para dar energia extra para os amigos dançarem madrugada adentro, ofereça petiscos algumas horas após o jantar. Sanduíches, pipoca e cachorro-quente são opções gostosas e que podem ser degustadas de pé, entre uma dança e outra.


Decoração + lembrancinha

Para reduzir os custos do Chá de Panela da amiga, a decoração já pode ser a lembrancinha. Pequenos vasos de flores, potes de geleia caseira ou xícaras personalizadas são ótimas dicas.




Drinks receptivos

Se o orçamento não permitir um bar de drinks especiais, pense em oferecer apenas um tipo e em um determinado momento da festa. Os chamados receptivos são uma boa opção.Os garçons servem assim que os convidados chegam à festa. Taças de espumante com morangos ou galhinhos de lavanda e batidas servidas em copos coloridos são bem procurados.

Amanhã tem estreia do Noiva.com no Pioneiro

23 de março de 2012 6

Alô, meninas da lindíssima Serra gaúcha! Amanhã tem estreia do Noiva.com no jornal Pioneiro! Oba! Além de uma página semanal dando dicas para casamento eu fiz para este sábado uma reportagem especial sobre destination wedding que tem fotos divinas. Vocês sabiam que as cidades da Serra estão entre as preferidas de noivos de todo o Brasil para esta modalidade de casamento + viagem? Imperdível comprar o jornal amanhã, viu?

As imagens acima, uma grata surpresa nesta manhã, são a chamada de capa do jornal para a coluna de amanhã. Meus queridos colegas da Serra fizeram uma matéria bem bacana anunciando a estreia. Fiquei super feliz!

PS: quick note para as meninas que não são do Rio Grande do Sul: o Pioneiro é um jornal do Grupo RBS (onde trabalho) que atende as cidades da Serra gaúcha como Caxias do Sul, Gramado e Bento Gonçalves. Só aqueles lugares lindos que se vocês ainda não visitaram, não sabem o que estão perdendo. O Grupo RBS é a maior empresa de comunicação aqui do Sul e tem uma série de jornais como a Zero Hora (onde trabalho todos os dias e também escrevo) e o Pioneiro. O Grupo RBS também tem tevês como a RBS TV (afiliada da Globo) e a TVCOM. Tem rádios como a Rádio Gaúcha (onde sou apresentadora) e portais de internet como o Donna (que é onde o bloguinho está hospedado). Deu para entender? Fiz essa explicaçãozinha porque várias meninas perguntam como eu trabalho em tantos lugares diferentes. Na realidade é um só, o Grupo RBS, mas com frentes em várias de suas empresas. Ufa!

Um até logo

18 de janeiro de 2014 15

A sexta-feira foi um dia muito especial. Quem me acompanha no Facebook  sabe que eu comemoro aniversário de verdade, com uma animação além da conta. Mas ao mesmo tempo que tive um dos dias mais felizes da vida, passei a sexta com o coração um pouquinho apertado. Este 17 de janeiro foi diferente para mim. Ele marcou não só mais um ano de vida, mas também o começo de uma nova fase profissional. Depois de 7 anos, apresento daqui a pouquinho meu último Supersábado na Rádio Gaúcha.

A decisão não foi tomada assim, de sopetão, mas acalentada e discutida há algum tempo junto com meus mestres na Gaúcha (tenho a sorte de ter mestres, não apenas chefes). Por mais que lamente a despedida, quero me concentrar em ver meu último sábado no ar como um momento de celebração. Fiz na Rádio Gaúcha os meus melhores amigos e aprendi lá toda a base de jornalismo que pratico hoje. Não poderia ser mais grata por isso.

Sempre, sempre quis trabalhar em rádio, mesmo antes de começar a faculdade. Gostava de ouvir notícias com meu pai e um dia, numa dessas feiras de talentos promovidas pela escola, conversei com um jornalista que me contou todos os tipos de trabalho que existiam dentro de uma rádio. Curiosamente, eu não achava bacana a ideia de falar no microfone, mas fiquei encantada com a tal da “produção executiva”. “O produtor planeja os programas, marca as entrevistas, organiza a pauta”, disse o tal jornalista, que eu lamento ter esquecido o nome. Quer coisa mais perfeita para uma capricorniana?

Fiz vestibular de olho na Unisinos, que tinha recém aberto uma rádio digital. A universidade me parecia um excelente lugar para treinar rumo ao sonho de trabalhar na Rádio Gaúcha, a preferida do meu pai. Na faculdade, me esforcei para ir mais do que bem nas cadeiras de radiojornalismo. Fiz monitoria na área e estágio na rádio da universidade. Em 2001, quando me formei, a Gaúcha me contratou.

Fui produtora por 6 deliciosos anos, ganhei prêmios, me encontrei na carreira. Depois de um tempo, os meus mestres acharam que eu poderia ir além do que fazia e encarar o temido microfone. Em janeiro de 2007, estreava o Supersábado, um programa que misturava esporte, jornalismo e variedades e que teria, além da novata aqui na apresentação, o Wianey Carlet como parceiro.

tata3

Caraca, o Wianey Carlet? Eu tinha medo dele. O cara era (e ainda é) um ícone do jornalismo esportivo, colunista, reconhecido em todo Rio Grande do Sul. Ele poderia não ter paciência comigo, poderia nem me deixar aparecer, reclamar da minha falta de experiência. Mas só pensa isso do Wianey quem não conhece direito o Wianey. Dono de um coração maior que o mundo, ele não só me deixou brilhar como me ensinou tudo o que precisava para me destacar. Hoje, Wianey é o Tata, meu colega de trabalho, meu padrinho de casamento, meu segundo pai, meu amigo.

Apresentar programas, algo tão novo para mim, me despertou um desejo de aprender outras coisas diferentes. Felizmente, trabalho numa empresa que concentra rádios, tevês, jornais, portais de internet. Nos sábados, eu apresentava ao lado do Tata. Mas antes disso, de segunda a sexta, pipocava por vários locais dentro do Grupo RBS. Amava as novas experiências porque adoro aprender. Cada passagem por uma função me fazia mais humilde em relação à minha carreira, me dava mais e mais a sensação de que a gente nunca vai saber tudo. Por cada lugar por onde passei, levei um pouquinho da ética profissional que aprendi na Rádio Gaúcha e busquei algo para empregar na vida de apresentadora. Uma troca do bem, que só me fez bem.

Agora, no entanto, chega a hora de encarar um desafio enorme: deixar minha paixão em rádio pausada por um momento. Pela primeira vez desde que entrei no Grupo RBS, ficarei distante do meu amor original. Vou dedicar 100% do meu tempo para um outro amor. Um que, na verdade, são dois: a revista Donna, de Zero Hora, no papel e na internet. Estou no jornal há dois anos e tive uma recepção incrível do pessoal. A revista tem um time dos sonhos e aprendo muito aqui. É um trabalho tão gratificante quanto é apresentar. Mas de vez em quando é preciso focar em apenas um projeto por vez.

Debati muito a decisão com meus mestres de rádio e eles entenderam meu momento. Ainda no final do ano, combinamos que seria em 18/1, o programa que marca o aniversário de estreia do Supersábado, que eu daria meu último “bom dia, Wianey, bom dia ouvintes”. O coração apertou, apertou, apertou, mas foi ficando mais tranquilinho quando me contaram que eu seria substituída na apresentação pela Denise Cruz, uma mulher de voz belíssima e de interior igualmente lindo. Merecedora de todo sucesso que já prevejo que terá, sei que vai cuidar muito bem do meu Tata. E isso, amigos, era muito, muito, muito importante para mim.

Como disse lá no começo, quis escrever para explicar com calma esse momento de vida. Daqui a pouco, no ar, a voz certamente vai embargar. Acredito que quem me acompanha com tanto carinho há 7 anos merece entender essa mudança. O Supersábado é líder de audiência e tem um time de ouvintes maravilhoso, pessoas que vão fazer uma falta enorme na minha vida nos fins de semana. Gente querida, que nunca vi ao vivo, mas que toda sexta à noite tuitava um “estou indo dormir para acordar cedo e te ouvir amanhã”. E que no dia seguinte estava lá, pontualmente às 8h10, com um “já na escuta da @rdgaucha com @gabichanas e @wianey”.

7

Isso não tem preço, né Tata?

Não é um tchau para sempre, até porque quem ama rádio do jeito que eu amo não consegue ficar longe por muito tempo. Já disse para meus mestres: estou apenas dando uma pausa para aprender mais e, quem sabe, um dia retornar. Daqui a pouco, darei um “até logo” para aquele microfone que um dia me deu tanto medo e para as maravilhosas pessoas que me acompanharam no ar por 7 anos e que tanto contribuíram para minha formação com críticas e elogios.

Neste sábado, portanto, das 8h10 às 11h, estarei ao vivo na Rádio Gaúcha. Depois, vocês me encontram todos os domingos na revista Donna (eu estreei uma coluna linda em dezembro), aos sábados no Pioneiro, de Caxias do Sul, e aqui no meu blog. Ah, e claro que em redes sociais também, enchendo muito a paciência do Tata, dessa vez já na condição de ouvinte de um programa que merece toda a audiência que tem.

Aos mestres da Rádio Gaúcha (em especial ao meu querido Cyro Martins): meu eterno obrigada por me guiarem com tanto carinho na carreira.

Aos colegas da Rádio Gaúcha: aplausos sem fim pelo trabalho impecável que fazem. Aos que foram meus produtores (especialmente tu, meu querido amigo Jaques Machado): valeu a ajuda, a compreensão, a parceria. 

Para os ouvintes, posso deixar um  agradecimento e um pedido? Obrigada pelo respeito e por acompanharem com tanta gentileza a minha carreira. E cuidem bem do Tata, por favor. 

tata2

E pra ti, Tata: obrigada, do fundo do meu coração, por ter me ensinado tanto. Eu te adoro muito! Nos divertimos muito (esse tipo de foto aí é a prova) e eu serei sempre, junto da tua família, a tua fã número 1.

:: Pra seguir comigo no Facebook

:: Pra seguir comigo no Twitter

:: Pra seguir comigo no Instagram

Fotos em light painting: o que é, como fazer e ideias para o casamento

02 de novembro de 2013 0

A arte das fotos que ilustram este post não é fruto de manipulação digital, mas de um efeito especial que quase pode ser classificado como caseiro. O fotógrafo Mauro Vieira, por exemplo, cria seus desenhos usando lanterninhas compradas em camelôs. Expert no light painting, ele conta como é feita a “foto com luz”, como é chamada entre leigos, técnica que começa a ser cada vez mais pedida em sessões de fotos de casamento.

00961b3a

Essa é uma foto que o Mauro fez da estilista Solaine Piccoli.

009358eb

Aqui, o fotógrafo Jefferson Botega registrado pelo colega Mauro.

0094c8c7

A jornalista Jaqueline Sordi teve sua paixão pelo ballet clicada pelo Mauro.

O light painting é uma técnica que usa longa exposição combinada com iluminação não convencional. Numa foto normal, o obturador da câmera se abre e fecha em fração de segundos (o famoso clique). Para conseguir o efeito do light painting, o fotógrafo amplia esse tempo, permitindo que a câmera registre o movimento de outras origens luminosas (as lanterninhas de Mauro, por exemplo). Também é possível fazer os desenhos de luz usando laser, lâmpadas convencionais e até isqueiros. E muita coisa pode ser feita com essa técnica:

- Qualquer coisa que o fotógrafo saiba desenhar – brinca Mauro Vieira, que em seus trabalhos gosta de usar luzes disformes e aleatórias e às vezes contornos estilizados.

Em casamentos, faz sucesso a foto com as iniciais dos noivos ou palavras como love, amor, I love you.

009742ff

Foto da Jr Even, do Reino Unido.

O desenho pode ser colorido. Para isso, o fotógrafo irá usar luz na cor desejada. Bastões de diversas tonalidades são vendidos em lojas de fotografia para dar ao profissional a possibilidade de criar desenhos mil. O bastão de luz faz as vezes de pincel. Com a câmera acionada, o fotógrafo se movimenta pela cena e cria sua arte. A lente capta os movimentos de luz e registra tudo na imagem.

Fazer light painting em casa é complicado, mas um processo mega divertido.  Abaixo, ensinamos o passo a passo. Eu vou tentar explicar bem explicadinho, mas caso você não entenda alguma coisa, me pergunta aqui nos comentários, tá?

- Ajuste sua câmera digital para o modo de longa exposição (você vai perceber que o tempo do clique ficou mais longo). Nem todas têm essa função, é bom lembrar. Aquela que eu comprei, que muitas de vocês adoraram, tem.

- Mantenha a câmera sobre um tripé ou outro objeto que dê firmeza a ela. A câmera ficará “aberta” por muito tempo, por isso qualquer mexidinha vai estragar a foto.

– Posicione as pessoas que serão fotografadas e peça que não se movam durante todo o tempo em que o desenho estiver sendo feito. Eu tento fazer light painting com o Dunga, mas ele não para quieto. 

– Use roupa escura para que você não apareça na cena (assim a câmera irá captar apenas as luzes que você estiver segurando). A câmera capta luzes. Se você estiver usando branco e se jogar atrás dos objetos fotografados, vai acabar aparecendo. Vista-se de preto da cabeça aos pés. Eu uso até boné quando faço as minhas investidas.

– Teste vários tempos de exposição e vários estilos de luz, da mais fraca à mais forte, até conseguir o efeito desejado. Eu faço bastante com isqueiro e uso o marido como modelo (pobre coitado). Fica mais bacana quando escureço bem o ambiente. 

Deu para entender? É explicação de uma nada profissional, tá? Vamos fazer o seguinte: hoje à noite vou pegar Dunguinha no colo, posicionar a câmera e pedir que o Marcelo faça os desenhos na gente. Espero que dê certo e que o dogão não se assuste. Na galeria acima, mais fotos de light painting para casamentos, todos de fotógrafos de fora.

Valeu pela entrevista, Mauro!

PS: essa coluna foi originalmente publicada no jornal O Pioneiro, de Caxias do Sul. Tenho uma página linda lá todo sábado!

Plano alimentar de noiva: menos peso, mais disposição

27 de julho de 2013 5

Hoje é dia de coluna da tia Gabi no jornal Pioneiro, de Caxias do Sul (minha solidariedade pela friaca que vocês passaram nesta semana, pessoal de Caxias)! Na coluna de hoje tem um SUPN (serviço de utilidade pública noivística) fantástico! Conversei com a nutricionista Tatiana Pizzato Galdino (tati_galdino@yahoo.com.br), que indicou um plano alimentar para a noiva seguir a partir do mês que antecede o casamento. Abaixo, reproduzo a coluna para as bonitas que não moram na Serra gaúcha. Mas tem extra: no jornal, o plano da Tatiana teve apenas uma parte do plano. Aqui no bloguinho ele é completo. Aproveitem as dicas, meninas!

A noiva não quer só vestido bonito, espumante gelado e família feliz: quer chegar ao casamento com alguns quilinhos a menos, pele luminosa e cabelo forte. Um bom resultado em todas essas áreas (e, de quebra, menos estresse e mais garra para cumprir a agenda de compromissos) passa pelo que é colocado no prato. Todo aquele planejamento de dieta e exercícios feito meses antes do casamento pode ser aprimorado quando o grande dia se aproxima. A coluna conversou com a  nutricionista Tatiana Pizzato Galdino, que montou um plano de ataque para uma noiva feliz e ainda mais bela na data mais planejada da sua vida. Tatiana elenca atitudes para adotar um mês antes da festa (e quem sabe manter para a vida toda). Ela garante: a listinha de cuidados vai lhe dar o peso desejado, sumir com a possibilidade de ganhar quilinhos extras, pele mais saudável e ainda intestino funcionando normalmente.

- Coma a cada 3 horas: essa regularidade evita que você exagere nas principais refeições. Praticar essa dica inibe a possibilidade de ter fome excessiva, além de acelerar o metabolismo, pois o organismo está constantemente fazendo a digestão – que é um trabalho – é portanto gasta energia.

- Hidrate-se: com hidratação em dia o intestino se mantém em perfeito funcionamento, a pele fica saudável com umidade e luminosidade, e o metabolismo é acelerado. O ideal é consumir água pura (com ou sem gás) e em torno de 2 litros ao dia. Para que ela fique mais atrativa, coloque sabor, adicionando rodelas de limão, maçã, laranja, morango, pepino e ervas como hortelã e manjericão. E fica a dica: não vale beber tudo de uma só vez. O consumo de líquidos deve ocorrer ao longo do dia.

- Varie o prato: quanto mais colorido for o seu prato, maior garantia de que todos os nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e fibras) estarão sendo consumidos. Preste atenção nos grupos alimentares que devem estar presentes no seu prato:  cereal (de preferência integral), leguminosas, carnes de boa qualidade ou ovos (excluir embutidos, carnes gordurosas e frituras) e vegetais (cozidos e crus). O combo ajuda a ficar mais bela, com cabelos, unhas e pele saudáveis, além de deixar a noiva mais disposta.

- Equilibre: de nada adianta ter um prato com variedade de alimentos, se a quantidade consumida for excessiva. Certamente, o excesso levará a quilos extras.

- Cuide da qualidade: quanto mais natural for sua alimentação, melhor será sua saúde e você será o reflexo dela. Evite consumir alimentos industrializados e muito processados, tais como congelados (pizza, nuggets, lasanha, embutidos, ricos em sódio (estes causam inchaço e favorecem o aparecimento de celulite) e gordura saturada (que favorece o desenvolvimento de complicações cardiovasculares), enlatados (ervilha, milho, molhos prontos, ricos em sódio e conservantes), bolos e biscoitos (ricos em gordura trans e açúcares), sucos artificiais ou de caixa (são cheios de açúcar e conservantes).

- Mastigue: mastigar os alimentos de maneira lenta garante maior saciedade, menor ingestão alimentar, facilita a digestão e aumenta a absorção dos nutrientes que são essenciais para a nutrição saudável do organismo. O tempo ideal para se realizar uma refeição maior, como almoço ou jantar é acima de 25 minutos. Uma dica para aumentar esse tempo é: toda vez que levar comida a sua boca, largue os talheres e somente os pegue novamente após ter mastigado e engolido toda a comida. Pratique essa técnica!

- Intestino saudável: manter o intestino funcionando adequadamente é fundamental para a noiva, pois existe uma relação direta com a saúde da pele e humor. Um intestino irregular favorece alergias e intolerâncias alimentares, acne, ansiedade, compulsão alimentar e preferências por doces. Para isso, consuma diariamente alimentos ricos em fibras (aveia, frutas e vegetais) e probióticos (presentes nos iogurtes de boa qualidade). Não se esqueça de consumir água durante o dia, pois aumentando o consumo de fibras e não o de água, é possível que ocorra constipação.

- Durma bem: uma noite bem dormida, além de ser reparadora das funções do organismo, auxilia na manutenção do peso, pois mantém os níveis de serotonina (hormônio do bem-estar) adequados durante o dia, evitando que a noiva tenha  picos  de compulsão alimentar, especialmente por doces.

- Mexa-se: opte por exercícios que motivem e deem prazer. Vale desde uma simples caminhada até algum esporte mais intenso, desde que ele seja repetido por, pelo menos, de três a cinco vezes por semana por uma hora.

1 semana antes do casamento

Todas as dicas acima se mantêm nesse período. Mas assegurar para que as dicas abaixo descritas sejam observadas e seguidas:

- Garantir o consumo de alimentos que contenham nutrientes com poder antioxidante e compostos bioativos para fortalecer o sistema imunológico: zinco (encontrado principalmente em ostras, mas também em feijões), evitando resfriados (vitamina C: encontrado principalmente em frutas cítricas) e herpes (vitaminas do complexo B, encontrado principalmente em vegetais folhosos e cereais integrais).

- Garantir o bom funcionamento das células: Coenzima Q10 – antioxidante intracelular, presente em alimentos como sardinha, espinafre, brócolis, feijão azuki, repolho, oleaginosas (avelã, castanha do Pará, nozes, gergelim)

- Controle da ansiedade e estresse e garantir uma boa noite de sono:

  • Ácido fólico (vitamina B9): encontrado em vegetais verdes
  • Triptofano: aminoácido precursor da serotonina, encontrado em leite, iogurte e banana.
  • Magnésio: encontrado em hortaliças de folhas verdes, sementes (nozes), leguminosas (feijões) e cereais integrais.

- Prevenir retenção de líquidos (edema): evitar alimentos ricos em sódio e consumir alimentos e nutrientes diuréticos e que auxiliem na diminuição do inchaço tais como: chás de hortelã, alecrim e chá verde, potássio (encontrado em frutas e vegetais), vitamina B6 (vegetais folhosos verde-escuros e cereais integrais), além de evitar alimentos ricos em sódio.

- Manutenção da saúde da pele (corporal e facial):

  • Hidratação: vitamina A (cenoura, abóbora, mamão, damasco), vitamina E (oleaginosas, azeite de oliva extra virgem acidez até 0,5%, gérmen de trigo).
  • Firmeza e Textura: colágeno (consumir proteínas de boa qualidade: carnes magras e ovos); vitamina C e silício fazem parte da formação do colágeno. O silício pode ser encontrado em alimentos como aveia, cevada, salsa, feijão, centeio e banana. Evitar açúcares, pois “quebram” a queratina e colágeno.
  • Prevenir ou amenizar celulite: evitar principalmente alimentos com índice e carga glicêmica elevadas (arroz e massa não integrais, doces/açúcar, bolos, sucos, etc). Mas também é indicado realizar uma dieta antiestrogênica. Existem alguns alimentos que ajudam a eliminar o excesso de estrogênio no organismo e melhorar o aspecto da pele, tais como: chá de maracujá e de camomila, alho e cebola, e especiarias como açafrão e curry.

Nesta última semana, uma maneira de garantir a ingestão de uma boa parte destes nutrientes é consumindo diariamente 1 copo de suco verde. Além de ser detoxificante, é ansiolítico (acalma), emagrecedor, saciogênico, ameniza a compulsão alimentar, principalmente por doces e hidrata.

Receita de Suco Verde: liquidificar os ingredientes e beber na hora. Não precisa coar.

  • 2 folhas de couve cruas
  • 1 buquê pequeno de brócolis cru ou pepino cru (3 rodelas)
  • Salsinha ou manjericão (um punhado)
  • Linhaça, sementes (½ colher de chá rasa)
  • ½ maçã com casca
  • 1 kiwi
  • Água de côco (100-200ml)

No dia do casamento

Finalmente o dia chegou e é o momento de curtir. O importante aqui é lembrar de se alimentar optando por alimentos e refeições leves, que sejam de fácil digestão e se hidratar corretamente ao longo do dia. Então o interessante é consumir alimentos que tenham grande capacidade antioxidante, tais como: couve, espinafre, ameixa preta, frutas vermelho-roxas (mirtilo, framboesa, morango, amoras). Uma dica bacana é consumi-los através de um suco, além de hidratar, fornece energia de sobra com carboidrato de boa qualidade.

Suco antioxidante: as frutas podem ser frescas ou congeladas ou pode-se até mesmo utilizar a polpa. Acrescente uma porção generosa de mirtilo (blueberry), framboesa, morango e amoras. Acrescente água de côco, assim você não precisará adoçar e bata tudo no liquidificador com gelo. A ideia é que a textura fique grossa como um smoothie.

Batom vermelho: existe um jeitinho de gostar dele

16 de julho de 2013 26

Passei 35 anos detestando batom vermelho. Em mim, é bom dizer, porque nos outros eu amava de paixão. Batom vermelho muda completamente um look e eu invejava as mulheres que ficam bem com ele e que podem mudar de cara de uma hora para outra.

Como a loira Taylor Swift, do nude ao vermelhão. Repara que ela manteve o mesmo estilo nos olhos, com delineado esfumado bem carregado na pálpebra superior.

Ou a morena Kim Kardashian (que parece uma boneca feita no computador, de tão perfeita), que fica completamente diferente mudando a cor do batom. Curti muito o vermelho combinado com vestido amarelo!

A ruiva Emma Stone também fica muito musa combinando batom com a cor do cabelo.

E a Rihanna, gente? Mulheres negras ficam absolutamente divas com batom vermelho!

Esses meus exemplos deveriam ser suficientes para perceber que qualquer mulher pode ficar bem com batom vermelho. Mas quem não se acostuma com ele de jeito nenhum sabe que não é fácil aderir. O batom escuro muda muito o visual e é um choque imediato em frente ao espelho. Eu tentei mil vezes sair de casa com vermelhão, mas acontecia sempre a mesma coisa: passava, me olhava, dava um grito e corria para tirar imediatamente. A coisa só mudou nesse ano, e na marra. Vou contar para vocês o episódio drástico e chocante que me fez aprender a usar batom vermelho. Mais que isso: a me amar com ele!

Estava eu bem feliz, em maio deste ano, em um workshop da Natura em Bento Gonçalves, na Serra gaúcha. Era um encontro para jornalistas para falar sobre cuidados com pele e corpo nos meses de frio e como adequar os cuidados de beleza com as temperaturas baixas. O evento tinha uma palestra do Marcos Costa, maquiador que eu adoro, que iria falar sobre tendências em make para a estação.

O Marcos foi mostrando cores, estilos, e passando alguns produtos para olharmos e experimentarmos. Pegou um batom rosa mais fortinho e disse que aquela cor casava com todos os tons de pele. Pediu que a Tríssia, minha colega do jornal Pioneiro, passasse. A Tríssia tem a pele bem clarinha e ficou linda! Daí o Marcos olha para mim e pede para euzinha passar, para mostrar que a cor casava também com pele oliva.

Pânico.

Como eu digo para o Marcos Costa que nunca passei uma cor tão forte? Como peço para ele ter misericórdia e não me fazer ficar com cara de palhacita na frente de um monte de mulheres?

A vergonha de recusar foi maior e passei, sem nem me olhar no espelho. E tooooodas as gurias da sala ficaram me olhando. Elas balançavam a cabeça dizendo que tinha ficado lindo. Eu ficava só pensando que estavam sendo gentis e tentando escapar por algum cantinho para ir tirar o batom escuro da boca. Não deu.

Fui conversar com o Marcos no final da aulinha e dei com as língua nos dentes. Contei que nunca tinha usado um batom tão escuro na vida e que ainda nem tinha me olhado no espelho direito com medo de morrer de pavor. O Marcos, então, me submeteu a uma terapia de choque.

Não acredito! Passa aqui já que nós vamos colocar um vermelhão nessa boca!

Dá para pegar a minha expressão de pânico? Jurando que meu tom de pele era bem bom para batom vermelho, o Marcos sacou pincel e começou a me maquiar. Passou uma primeira camada e depois me mandou para a frente do espelho finalizar.

Rindo de nervosa.

Na hora eu não gostei do resultado e fiquei morrendo de vergonha – das minhas colegas e de contar para o Marcos Costa. O evento seguiu e eu ali, firme e forte de vermelhão. De tempos em tempos ia espiando no espelho, de rabo de olho, e aos poucos fui me acostumando com o que via. Descobri que batom vermelho não é coisa para usar num sopetão. É preciso se acostumar com ele aos poucos. A primeira impressão é forte, afinal o visual muda drasticamente, por isso o negócio é resistir à vontade de tirar o batom na hora e deixar ele por uns tempos. Vai espiando de vez em quando. Eu garanto, meninas: tem como se amar de batonzão!

Ainda me prefiro de batom nude, mas quando o humor está bem bom, coloco um vermelhão para mudar um pouco. Não me gosto sempre, mas descobri a alegria de mudar de visual em um minuto. Esses dias saí de casa com meu nude básico e emendei um teatro com o marido. Antes da noitada, passei um Russian Red na boca e prendi o cabelo num coque. Até o Marcelo, que não percebe mudança em mim nem quando clareio bem o cabelo, se impressionou com como mudei em um segundinho.

Fica a dica para o fim de semana: resgata o batom vermelho esquecido no fundo da maleta de maquiagem, passa e deixa a tarde toda. Se no final do dia ainda estiver se detestando, talvez ele não seja para você. Mas acredite: há mais chances de se amar do que querer sair correndo. Palavra de quem passou a vida se achando horrorosa de vermelhão!

Notícias boas vindas da Serra: revista especial, novo atelier e fotógrafo premiado

24 de maio de 2013 9

O tempo passa, o tempo voa e eu não consigo deixar de amar saias de tule em vestidos de noiva. Também não consigo deixar de babar por modelos ajustados na cintura. O das fotos abaixo, que une essas duas coisas, é criação do Carlos Bacchi, estilista de Caxias do Sul, na Serra gaúcha, que neste fim de semana inaugura seu atelier em Porto Alegre. O espaço será instalado na rua Dinarte Ribeiro, 26, no bairro Moinhos de Vento. A notícia não podia ser melhor para as casadoiras, pois o Bacchi é um dos maiores talentos da moda aqui no Rio Grande do Sul e muita gente subia a Serra para fazer vestidos com ele. Agora, o trabalho dele está mais pertinho.

Essas fotos lindas do vestido leve e soltinho do Carlos Bacchi estão publicadas na revista Noivas, que circula hoje no jornal Pioneiro, de Caxias do Sul. A revista está um encanto e tem luxo como tema. Tem fotos de babar de sapatos, joias e muitos outros vestidos de vários estilistas. Na contracapa, tem uma coluninha minha falando sobre pequenos luxos de casamento que não custam caro, mas que fazem sucesso como se tivessem custado uma nota preta (mais tarde eu reproduzo o conteúdo aqui no bloguinho). Olha aí a capa e a contra da revista.

Para atender as noivas que não moram na Serra, pedi às queridas meninas do Pioneiro que me mandassem as fotos que fazem parte do editorial de moda. Esse editorial foi fotografado pelo Gustavo Vanassi, outro talento da região (noivos de lá estão bem servidos de profissionais), que também passou essa semana brindando. Ele ganhou o primeiro lugar em uma das categorias do Photo Annual Awards, um dos maiores concursos de fotografia da Europa. Bacana, né? Sem mais tititi, então, algumas fotos do editorial lindo que rola no Pioneiro de hoje.

Batonzão vermelho poderoso! O vestido, com transparência é da Orus.

Mesmo sendo fã da cintura ajustada, me rendo a esse modelo mais sereia. Fica a dica: esse vestido não é uma boa pedida para quem tem quadris largos. Já para as magrinhas, fica deuso! O modelo também é da Orus Noivas.

Acho chiquérrimo quando o vestido tem essa pegada menos retinha e certinha. Como diria uma amiga minha, tem “cara de rica”. Esse aqui é criação do Atelier Lola Salles, um dos mais tradicionais da Serra.

Tule de novo (muito <3). By Bello Costume.


Esse aqui é tudo modernoso. O casaqueto tem gola e punhos bordados e a saia tem plumas mil. Também foi feito pelo atelier Lola Salles. O penteado, que eu adorei, foi feito por Iracema Tomasi. O sapato (curti muito o dourado no look da noiva é da Santa Lolla.

:: Mais posts sobre vestidos de noiva

Apostas de Sylvana Meneghini para noivas e madrinhas

28 de março de 2013 0

Antes de qualquer coisa, um obrigadão para o Gil Wilkom, fotógrafo que nos mandou todas, mas toooodas as fotos do desfile da Sylvana Meneghini na Mostra Noivas. As minhas fotos de iPhone, acreditem, não fariam justiça aos vestidos. Agradecimentos feitos, vamos às belezas que a Sylvana mostrou na passarela.

Começo mostrando os vestidos que trazem tendências deste ano. Para madrinhas, a palavra é dourado. Para noivas, a ordem é glamour. O vestido abaixo (tem mais fotos dele em todos os ângulos na galeria do final do post) meio que traduz a aposta de grifes daqui e de fora para a temporada 2013/2014. Aos pouquinhos o estilo da Kate Middleton, com rendas pra dar e vender, vai sendo deixado de lado. Entram, nas novas coleções, muito cristal, aquelas transparências estratégicas (que não chegam a ser sexy demais). Para quem mora na Serra, fica a dica: falo bastante desse assunto na minha coluna deste sábado no jornal Pioneiro.

Acima, as dindas do desfile reunidas. O dourado vem bem presente. A Sylvana apresentou a cor em couro recortado a laser (o modelo bem da esquerda), jogou com saia de tule (olha a linda modelo sentada) e em estampas (menina da direita). Lá atrás tem uma modelo com metal belt, que eu amo.

Dois destaques pessoais desse desfile. Primeiro, o vestido com franjas. O efeito na passarela era uma coisa de lindo. De frente, ele parecia simples, mas quando a modelo se movia, nossa mãe! Eu sou ultra básica e morro de medo de ousar em vestido de festa, mas fiquei encantada.

O segundo, é este bordado no véu. Gurias, essa modelo parecia Nossa Senhora (ou pelo menos a imagem que eu tenho da mãe de Jesus). Era angelical, belíssima! Com o véu caindo sobre o rosto, então.

Fiz a galeria do jeito que vocês gostam: clica na foto, ela abre em outra página em tamanho médio. Amou muito e quer salvar gigante? Clica de novo e ela abre enorme.

:: Mais posts sobre vestidos de noiva

:: Mais posts sobre roupas de festa


Receitinha de verão: pink lemonade

22 de novembro de 2012 12

Terminei agorinha de escrever a minha coluna para o jornal Pioneiro, de Caxias do Sul, com dicas para dar uma refrescada nos casamentos que acontecem em dias de calor. Sai neste sábado e prometo repicar aqui, mas adianto um dos tópicos que escolhi comentar por lá: pink lemonade.

Quem já foi em festas em dias escaldantes sabe como é torturante chegar no salão morrendo de calor e ficar naquela angústia de esperar o garçom passar com algo geladinho. Para quem vai casar no verão, a dica é montar uma mesinha de drinks em estilo self service. O convidado chega, larga suas coisas na mesa, e já vai na estação pegar uma taça. A pink lemonade é uma ótima sugestão porque é refrescante, linda (a cor é tudo, né?) e não tem álcool (você não quer convidado embriagado nos 5 primeiros minutos de festa). Pode ser ser servida como na foto abaixo, num dispenser de vidro, em pequenas garrafinhas ou mesmo em jarras.

Eu aaaaamo pink lemonade e já fiz vários testes de receita lá em casa. É tão fofo abrir a geladeira e ver a jarra cor-de-rosa… As americanas conseguem o efeito rosado misturando suco de cranberry. Eu prefiro usar o de morango. Faço assim: espremo o limão e depois bato o suco com água e açúcar no liquidificador (o que ajuda a não deixar resquícios de açúcar no suco). Depois, bem aos pouquinhos, vou adicionando suco Clight de morango em pó. Digo aos pouquinhos porque é bacana ir testando a cor e o gosto. A ideia é que o morango não se sobreponha ao gosto do limão e que apenas ajude a dar a corzinha rosa.

Também já fiz a pink lemonade com suco de caixinha, líquido, mas não curti muito o resultado. Com a fruta in natura também não ficou tão bacana. Uma dica: não faça a limonada batendo o limão inteiro no liquidificador, naquele formato com um pouquinho da casca. Fica uma delícia, mas azeda rápido, o que não é bacana numa festa.

:: Veja mais dicas de comidinhas e bebidinhas para festas

Imagens: Style Me Pretty

Dicas de lua de mel direto da Itália

17 de novembro de 2012 1

Contei aqui que passei os últimos dias na Itália, né? Trouxe de lá algumas dicas bem legais para quem pretende passar a lua de mel no país. Reuni tudo na minha coluna deste sábado no jornal Pioneiro, de Caxias do Sul, mas reproduzo aqui para quem não tem acesso ao jornal. Aproveito e faço uns comentários extras, de um jeito que eu só posso fazer aqui no blog (no jornal eu preciso ser mais séria e contida! Hehehe).

Lua de mel de princesa

Quer agradar a noiva escolhendo para a lua de mel um hotel que tenha cara de castelo de princesa? O Château Monfort, em Milão, orgulha-se de ter uma atmosfera de conto de fadas mesmo instalado no meio de uma cidade agitada. Localizado próximo aos centros de compras, é decorado em tons de verde e lavanda. Os quartos têm cuidadosa iluminação, projetada para dar conforto e um clima intimista. Café da manhã ou jantar são servidos em um salão que parece ter sido transportado do Palácio de Versailles. Tem classificação cinco estrelas e é um deleite para os olhos.

Comentário extra da Gabi: sabe aqueles quartos de hotel de onde a gente não tem vontade de sair? Este hotel é mesmo um encanto e tem toda cara de palácio. A diária é salgada (três noites para casal podem passar de 2 mil euros, mas há opções de suítes mais em conta), mas vale muito a pena.

A vez deles

Já que a noiva (agora esposa) já teve sua cota de encanto, é hora de reservar uma parte da lua de mel para algo que é paixão dos homens: carros. Deixando Milão, pegue um trem até Turim, a casa da Fiat. A melhor hospedagem da cidade é o NH Lingotto, que fica dentro da antiga fábrica da empresa. A aura de velocidade está por todos os cantos. No terraço, os recém-casados podem jantar no La Pista, que, como o nome entrega, fica na pista onde eram realizados os testes dos veículos fabricados pela empresa. No mesmo terraço também está a pinacoteca da família Agnelli, com quadros de Picasso e Matisse.

Comentário extra da Gabi: a pinacoteca é um deslumbre e certamente foi um dos meus momentos preferidos na viagem. O prédio é incrível! Já o hotel, uau! Com arquitetura moderna, tem quartos com pé direito altíssimo e aura de tecnologia.

Casamento fashionista

Durante a estada em Florença, presenciei uma recepção de casamento no restaurante do novíssimo Museo Gucci. Inaugurado no ano passado, o museu conta a história da grife italiana fundada por Guccio Gucci. No andar de baixo, uma loja de presentes com mimos divinos para levar para a casa. No restaurante do museu, uma grande mesa retangular comporta até 30 pessoas e torna o espaço perfeito para uma pequena recepção após um casamento civil. O sonho de uma noiva fashionista, não é?

Comentário extra da Gabi: o terceiro andar do museu tem vestidos que ficaram famosos no red carpet. Quase morri ao ver de pertinho um dos meus modelos preferidos de todos os tempos, este aqui usado pela Hilary Swank.

Moda, moda e mais moda

Terra de grandes estilistas, a Itália rende inspirações mil para o vestido da noiva. Abra o computador e pesquise modelos das grifes Carlo Pignatelli, Gio, Peter Langer, Elisabetta Giuseppe Papini. Você verá que a Itália vai bem além de Valentino.

Comentário extra da Gabi: amei os modelos de Giuseppe Papini. Fazem bem o estilo dos vestidos que as brasileiras estão amando, com muita renda e tule. Vale espiar!