Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Acessórios para a noiva"

Para noivas: peças desejo da D.Cantidio já podem ser alugadas em Porto Alegre

15 de março de 2014 0

saiu o donna

Uma boa para economizar no casamento é alugar, ao invés de comprar, os acessórios da noiva. Joias incríveis e acessórios para penteado, que normalmente custam uma nota, saem bem mais em conta quando locados apenas para o dia da festa. A modalidade de aluguel, bem comum nos Estados Unidos e Europa, é relativamente nova por aqui. Em Porto Alegre, a Dona Glamourosa foi uma das primeiras a adotar o esquema. Hoje, aluga para noivas joias da prestigiada Casa Vasconcellos, de São Paulo, e tem exclusividade em peças da D.Cantidio, marca de Recife que vem roubando a cena  com acessórios de cabelo totalmente desejo.

1

Como essa tiara deusa arrematada com lacinho para usar com coque.

2

Ou essa aqui, em estilo mais princesa. 

Para quem se apaixonar demais por uma peça, elas também estão disponíveis para venda, obviamente com valor mais alto. Vontade da tiara de laço para usar no trabalho, na rua, na chuva, na fazenda. Até numa casinha de sapê. Gorgeous!

:: Mais posts bem legais sobre brincos, arranjos, colares e outros acessórios para noivas

O sapato da Selena Gomez e os personalizados da Ilana Schneider

13 de agosto de 2013 2

Achei o sapato da Selena Gomez! Mas preferia não ter achado, pois meu amor por ele é inversamente proporcional ao meu orçamento, ainda mais faltando só quatro dias para as férias…

sapato

sapato2

Da Nicholas Kirkwood, o sapatinho de renda nude custa US$ 780. Uma bagatela para a Selena, um desatino para mim. Se tiver sobrando aí e quiser comprar, deixo aqui o link. Se estiver sobrando muito e sobrar até para as amigas, meu número é 36. 

selena

Como ficou lindo com esse vestido verde! Aliás, nude + verde escuro = muito amor!

Tenho uma amiga que trabalhou por anos numa loja de roupas e sapatos e contava uma história ótima. Ela dizia que as clientes levavam para dentro do provador um monte de peças coloridas, mas acabavam sempre levando a preta. E quando não tinha preto nas araras, viravam para ela com uma pergunta que ela ouvia 30 vezes por dia: “Tem em preto?”.

preto

Pois o sapatinho da Selena tem em preto também. Os dois (nude e o preto) sairiam por mais de R$ 3 mil. Quem sabe se a Mega Sena sair pra mim, quem sabe…

Quando estava noiva, enlouqueci perdidamente por um desses sapatos de tapete vermelho que custavam os olhos da cara de toda minha família. Na época, cheguei a consultar uma empresa de São Paulo, que fazia calçados personalizados, quando saía para fazer uma cópia idêntica. Me cobraram R$ 4.500, acreditam? Felizmente, no fim das contas achei um muito mais muso no mesmo ateliê onde fiz meu vestido. E ainda custou baratinho.

A boa notícia para as noivas é que parece que da época do meu casamento pra cá os preços do sapato personalizado caíram bastante. Já contei aqui sobre a Forvoleta, que tem uma proposta bem bacana, e esses dias conheci o trabalho da Ilana Schneider. Foi ela que fez esse sapato divo da foto abaixo.

JEAN3292

A Ilana me contou que o preço dos sapatos dela variam entre  R$400 e R$700 (valores de agosto de 2013). Existem algumas sugestões de modelos prontos, onde a noiva pode escolher a combinação de materiais, ou pode ser criado um modelo completamente novo, pensado em conjunto pela designer e pela noiva.

A Ilana me disse que muitas meninas curtem utilizar o mesmo material do vestido no sapato. Nesse caso, Ilana vai até a loja ou atelier onde a noiva vai provar o vestido para ver o tecido, conversar sobre modelos, saber se pode ser aplicado num sapato. Bacana, né? Deixo aqui dois contatinhos da designer: is@ilanaschneider.com.br e  (51) 8026 1036. Fica a dica!

:: Mais posts sobre acessórios para noivas

Flores de tecido: o arrependimento do meu casamento

10 de julho de 2013 23

Eu tenho um arrependimento sobre o meu casamento. Felizmente não é ter casado com o homem errado (aleluia!), mas ter usado flores de tecido no cabelo.

As minhas flores eram um charme, admito. Usei em volta de um coque nem muito baixo e nem muito alto feito pelo Marquinhos. O véu foi preso abaixo do coque.

(Um parênteses: dei muita sorte de encontrar, na saída para a igreja, uma das bandas preferidas do marido, né?)

Não me entendam mal, eu curto as flores. Mas usando uma linguagem da moda, elas não me representam. Acho lindas em outras noivas, mas nunca gostei em mim e também nunca sonhei em usar.Eu sempre sonhei em usar algo assim.

Qualquer coisa com trança me representa.

Broches e passadores em estilo vintage são a minha cara.

Fiozinhos soltos, meio bagunçadinhos. gritam o meu nome.

Mesmo tendo cabeça de jacaré, tiaras não poderiam ser mais Gabrieli.

Por que eu não usei o que sempre amei? Não sei bem. Na época de definir o penteado e a maquiagem, cerca de um mês antes do casamento, eu estava cansada de ter que tomar decisões (sim, mesmo sendo capricorniana). Me lembro de ter visto as flores de tecido no atelier da Solaine Piccoli e ter me apaixonado por elas. Gostei e nem quis pensar em ver mais modelos, apesar de terem me oferecido. Exausta, nem recordei que existiam outras opções além das flores de tecido. O pessoal do atelier nem se preocupou em me mostrar outras coisas, afinal eu parecia bem feliz agarrada nas florzinhas. Mal sabiam as gurias que eu só queria não ter que decidir mais nada naquele dia.

Justiça seja feita: eu gostei da segunda versão do meu cabelo, a que usei na festa, com as flores (são as mesmas).

Na festa eu mudei o cabelo, coloquei uma alça no vestido e troquei a faixa branca da cintura por uma  preta.

Por causa desse episódio das flores que eu puxo a orelha das minhas amigas que estão noivas quando começam a partir para o “escolhe qualquer coisa”, “pega qualquer um”, “vou mandar minha mãe escolher”. Aceite meu conselho: se estiver cansada, sem paciência para escolher a flor, a toalha, o sapato, vai para casa. Descansa, toma um chazinho e marca de encontrar o profissional em outro dia. Se uma das partes mais bacanas de organizar o casamento é se perder em decisões entre coisas boas, não faz sentido transformar este momento em algo ruim.

Imagens: Jorge Scherer

Noiva + maxicolar: será que a moda pega?

22 de junho de 2013 0

Maxicolares fazem sucesso entre a mulherada, mas será que a moda pega entre as noivas? Se for usar, não esquece daquela regrinha de ouro que a Gabi nos mostrou!

Usou um maxi no casamento? Manda fotinho pra mim: barbara@gabichanas.com.

:: Mais posts sobre acessórios para noivas


A regra de ouro para nunca mais errar nos acessórios

07 de junho de 2013 0

Num encontrinho do blog, eu comentei com as meninas sobre um macete que aprendi há anos e que me ajuda a nunca sair de casa parecendo árvore de Natal. Para minha surpresa, as gurias nunca tinham ouvido falar da “regra do 1, 2, 3, 4″, uma continha simples que a gente faz na hora de escolher a roupa e os acessórios para uma festa. Ela funciona assim, ó:

Ganha zero aquele vestidinho liso, um cabelo chapado. Ganha um o brinquinho pequeno, o colar simples. Ganha dois um cabelo pomposo, um brinco gigante.  São quatro notas e o resultado final jamais pode passar de dois. Testando na prática:

É divertido! Fica a dica para este fim de semana: para na frente do espelho já prontinha para sair de casa e começa a se dar notas. Se passou de dois, árvore de Natal detectada, amiga!

PS: essas montagens foram feitas pela Melina Gallo e saíram na revista Donna, naquela minha matéria especial sobre moda festa.

A coleção linda de sapatos de Lethicia Bronstein para Carmen Steffens

27 de março de 2013 5

Oh my! Status: apaixonada pelos sapatos que a estilista Lethicia Bronstein criou para a grife Carmen Steffens. Meu preferido, salve salve, amor da vida, é este scarpin perolado. Casa com madrinhas, casa com noivas. Eu usaria no meu casamento com certeza. Custa R$ 499. Carinho, eu sei, mas para um sapato tão especial, totalmente válido.


Outros lindos: a sapatilha para daminhas (R$ 269) e a sapatilha para a noiva usar na festa (R$ 249). Finalmente uma sapatilha de noiva bem linda!

Para as madrinhas ou convidadas que vão usar sapato preto, a Lethicia propõe um com salto de estampa de oncinha. Custa R$ 399.

Fecho com mais um modelo noivinha, dessa vez com renda, que é a marca registrada da Lethicia. Aliás, esse sapato é quase a tradução do estilo dela. Custa R$ 399.

Imagens: Divulgação

Bacanice da coleção: todos os solados são azuis, contribuindo para a superstição do novo, do velho, do azul e do emprestado. No vídeo abaixo, a Lethicia conta sobre a parceria e mostra os sapatos mais de pertinho.

:: Mais sobre Lethicia aqui no bloguinho:

O vestido lindo que ela fez para o casamento da personagem de Mariana Rios em Salve Jorge

A coleção de festas desfilada pela blogueira Lala Rudge

A entrevista que fiz com a Lethicia e com Patrícia Bonaldi para a revista Donna

As saias de paetês da Lethicia, que as famosas amam

O vestido divino que a estilista fez para Deborah Secco

Os modelinhos para daminhas criados pela Lethicia

Madrinhas tenham encontrar chave que abre a caixa do buquê

22 de fevereiro de 2013 27

Sei que muita gente não vai curtir a ideia, mas eu não consigo criticar. Na verdade, comecei a surtar para ser convidada para um casamento onde a noiva adotasse o buquê no cofre. Deve ser muito engraçado de assistir!

Quem me mandou a foto foi o Alex, que é ouvinte da Rádio Gaúcha, um dos meus quatro jobs (os outros são o jornal, o blog e ser dona de casa – que, em tempos de reforma, é o mais estressante deles). Estou intrigada para saber o que as noivas vão achar da brincadeira de dar uma chave para cada solteira e deixar no ar a expectativa de ver quem consegue abrir o cadeado da caixa que guarda o buquê.

Bacana ou desnecessário, girls?

PS: aqui tem um post bacana sobre buquê, dizendo com o que ele deve combinar e com o que não precisa combinar.

Fica a dica: sapato sob medida para a noiva

21 de dezembro de 2012 4

Há um tempão eu comentei aqui no blog sobre uma empresa do Vale do Sinos que fazia sapatos personalizados para noivas. Na época, foi um frenesi da mulherada, que amou a ideia de poder escolher a rendinha, o lacinho, o cristalzinho do modelo que iria usar no grande dia. Eis que de lá pra cá (e lá se vão uns dois anos) a tal empresa deu uma pausa e um monte de gurias me escrevem se sentindo órfãs do serviço. É por isso que é com todo amor do mundo que eu falo sobre uma outra que conheci recentemente e que acho que vai preencher a lacuna do sapato personalizado e, o que é mais importante, bem feitinho.

Conheci a Forvoleta num evento que fui em setembro lá em Novo Hamburgo, a terra do calçado.  Achei o trabalho bem bacana e estava doida para ver de perto um dos modelos que eles fazem. Eis que há alguns dias o Vinícius Dapper, designer da empresa, veio aqui no jornal me mostrar um desses sapatos. Fiz uma bela inspeção e adorei o que vi, gurias. O modelo que ele me mostrou é esse da foto. Ele foi criado para uma noiva chamada Verônica (bela escolha, Verônica!) e eu achei lindo. A renda usada foi a mesma do vestido dela.

Para encomendar um sapato personalizado (tamanho, largura de forma, tecido, acessórios) tem que entrar no site da empresa e fazer contato via e-mail. Fica a dica de não deixar para a última hora, viu? O processo não é demorado, mas também não é coisa de um dia pro outro.

Espero que a minha dica e minha modesta inspeção no sapatinho ajudem quem está atrás de um modelo feito sob medida.

:: Veja mais dicas de acessórios para noivas

:: Curta o bloguinho no Facebook

Sapatilha para carregar na bolsa e usar na próxima festa

03 de setembro de 2012 7

A gente vive falando aqui no blog sobre sapatinhos bons para usar na pista de dança, aqueles que te permitem dançar sem se preocupar em cair do salto e quebrar o pé ou se encher de bolhas e não conseguir andar no dia seguinte. Eu, com toda certeza, aproveito bem mais as festas quando as noivas distribuem sapatilhas, pantufas ou chinelinhos, ou quando a galera se livra da vergonha e dança de pés descalços (adoro!).  Na semana passada eu ganhei de presente uma Melissa Dance Hits, lançamento que vem justamente com essa proposta: ser o sapatinho salvador na hora de dançar. A legalzice dessa Melissa é que ela é totalmente flexível e vira uma “bolinha”, cabendo dentro de qualquer bolsa. Em resumo: posso levar para as próximas festas e se o sapato estiver castigando, troco de cantinho.

Curti o fato da Dance Hits vir em cores bem dignas de usar com vestido de festa. Os modelos com brilho são fofíssimos. Também gostei da tira de amarrar no tornozelo, que deixa o sapato bem preso no pé. Meu último agrado: ela vem num saquinho fofo, que impede que o calçado suje o que mais estiver dentro da bolsa. Ótima ideia! Para quem também simpatizou com ela, vai o preço: R$ 79.

É moda, não é moda, vale ou não vale a pena comprar chinelo para as convidadas? A pergunta, que chega direto na caixa de e-mails do blog, não tem resposta pronta. De moda o presente não sai. O que muda é a cara dele: já passamos pela onda das Havaianas, depois das sapatilhas, das pantufinhas e agora vivemos a das alpargatas personalizadas com iniciais dos noivos.  Vale investir caso seu orçamento esteja larguinho, pois não é das lembranças mais baratas. O que não vale é sacrificar a verba de comida, bebida ou décor em nome do chinelinho.

Para nossa alegria:sapatos de noiva lindos de morrer

01 de agosto de 2012 14

Por aqui agosto não tem nada de mês de desgosto. O primeiro post do mês aqui no bloguinho traz uma das paixões das mulheres e um dos grandes dilemas da noiva: sapatos. Um dia desses vi o catálogo da Werner e caí para trás com os modelinhos novos, que estão bem modernos – com direito até a spikes – e com salto delícia, daqueles altos na medida, que não atrapalham para dançar.

No site da Werner tem como pesquisar as lojas que vendem as lindezas. Sério, muita paixão pelos modelinhos!