Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts na categoria "Grupo de noivos"

Grupo de noivos: o famoso pedido de casamento

14 de janeiro de 2010 3

Sim, o blog tem um espaço reservado para os rapazes. O grupo de noivos é renovado de tempos em tempos e os selecionados participam dando opiniões, sugerindo pautas e ajudando os outros meninos que também estão de casamento marcado.

O primeiro grupo de 2010 é formado por Roberto, Ricardo, Leonardo, Leandro e Gledison. Eu fiz perguntas a eles sobre noivado. Não sabe como pedir a amada em casamento nem se está na hora certa? Quem sabe as respostas do grupo do blog não te ajudam! As perguntas que eu fiz a eles:

1 – O que levou você a pedir a namorada em casamento?

2 – Como foi o pedido? Por que decidiu fazer dessa forma?

3 – O que você levou em conta na hora de comprar as alianças?

4 – Muita gente diz que pedir em noivado é ultrapassado e que hoje se passa direto do namoro para o casamento. O que você pensa sobre isso?

:: Leonardo Souza da Silva
– Noiva: Mônica Dutra
– Data do casamento: 02/04/2011
– Onde: em Charqueadas, cidade natal da noiva

1 – Bom, chegou a hora do compromisso, chega uma hora que não podemos mais enrolar e enrolar. As mulheres exigem isso como prova do compromisso que temos com elas.

2 – Foi o famoso “espero que sim”. Combinei com a Gabi e fizemos uma surpresa, pedindo minha namorada em casamento no ambiente de trabalho dela.

3 – Gosto pessoal. Já tinha sondado com ela, sabia que ela queria alianças grossas e sem detalhes, aliança com cara de aliança. Fui à loja recomendada pela Gabi e escolhi a que mais me agradou. Foi quase na mosca. Ela até disse que preferia mais grossa ainda, mas que estava boa porque eu que escolhi.

4 – Sinceramente eu não ligaria muito pra isso, massss, pra agradar ela, fiz tudo como devia ser, bem certinho e no mais tradicional possível.

:: Leandro Duranti
– Noiva: Carla Mariane Machado
– Data do casamento: 25/09/2010
– Onde: NH Hall, em Novo Hamburgo

1 – Depois de uma relação de 3 anos dividindo sonhos achei que era hora de começarmos a construir uma vida, uma família juntos. Amor, confiança, caráter e companherismo me levaram a ter certeza dessa escolha.

2 –  O nosso noivado foi bem bacana. Nos conhecemos em Gramado através de amigos em comum. A família da Carla tem apartamento em Gramado e, como somos de cidades diferentes, ela de Novo Hamburgo, e eu de Porto Alegre, sempre que pudemos subimos a serra para ficar a sós. No ano passado, quando fizemos aniversário de namoro, ela resolveu nos dar de presente um final de semana em um hotel maravilhoso em Gramado, justo no final de semana do dia dos namorados. Achei que o momento seria perfeito. Na cidade em que nos conhecemos, em um ótimo hotel, e somente nós dois. Quando já estávamos há algum tempo no quarto do hotel sugeri a ela trocar os presentes do dia dos namorados. Ela não fazia ideia da surpresa que eu havia preparado. No primeiro momento dei a ela uma langerie. Acho que ela não gostou muito, mas tudo bem. Passadas algumas horas, depois de nos arrumarmos para o jantar, dei a ela um enorme livro, que na verdade era um guia de noivos, e disse a ela que a partir daquele momento era o que ela passaria a ser: minha noiva. Depois dei a ela a caixinha com as alianças. Ela logo foi às lágrimas. Quando voltamos para nossas casas comunicamos nossos pais do acontecido e, mais para frente, fizemos uma janta com as duas famílias, onde o pedido foi oficializado.

3 – Há algum tempo já reparávamos nas vitrines, revistas, alguns modelos que agradassem os dois. Fomos a uma loja, sem compromisso, experimentar tamanhos e modelos. Gostamos muito de um modelo, e a vendedora me passou bastante confiança, nos colocando em uma situação bastante confortável. Eu sabia que quando decidisse, seria lá (H Stern). Chegado o momento, voltei à loja e deu tudo certo.

4 –  Não concordo que seja ultrapassado. Penso que os casais devam viver essas etapas, pois elas são fundamentais para o amadurecimento da relação.. Quando começamos a construir mais coisas juntos, seja a organização de um casamento, ou até mesmo a montagem de nossa casa, exercitamos e aprendemos aquilo que vamos enfrentar daqui para frente: uma vida a dois.

:: Gledison Silva
– Noiva: Andrisa Ferraz Carvalho
– Data do casamento: 26/03/2011
– Onde: Cepe Petrobrás, em Canoas

1 – Na verdade não houve um pedido de casamento. Fazia um ano que estávamos namorando e então resolvemos noivar. Hoje, depois de cumprir algumas metas pessoais, achamos que era a hora de trocar as alianças de mão!

2 – Não houve um pedido formal para comunicá-la que queria noivar com ela. Numa conversa decidimos noivar. Aí, na festa de noivado, escolhi uma música que nos marcou nesse tempo de relacionamento. Convidei nossos pais a vir à frente junto de nós e comuniquei a todos que estávamos noivando.

3 –  Como na época a situação financeira não estava tão boa procuramos algo simples, mas que agradasse a ambos. Agora, para o casamento, vamos trocar.

4 –  Discordo sobre isso. Acho legal essas formalidades, só acho que não é necessário muita pompa, mas não consegui fugir disso. Como os pais dela são muito conservadores, algo que era para ser uma pequena janta para pais e irmãos acabou virando uma festa para umas 100 pessoas.

:: Roberto Roy Jr.
- Noiva: Jaqueline Costa Coelho
- Data do casamento: 30/10/2010
- Onde: na igreja Nossa Senhora Auxiliadora e na Sogipa

1-  O fato de namorar e morar junto há 2 anos contribuiu para que eu fizesse o pedido de casamento. Em todo esse tempo juntos percebi que realmente quero que a Jaqueline faça parte da minha vida. Então resolvi oficializar isso.

2 – O pedido foi no dia 17 de fevereiro de 2009, no aniverário dela. Ela resolveu comemorar o aniversário dela em um pub de Porto Alegre oferecendo comida, bebida e a ”minha banda”. Então percebi que poderia ser uma grande oportinidade do pedido em casamento, afinal todas as pessoas convidadas para a festa fazem parte das nossas vidas e mereciam compartilhar desse momento de felicidade. Avisei a todos os convidados que faria o pedido de casamento durante a festa. Somente a Jaqueline não sabia. Durante uma música, Can’t Take My Eyes Off You,  na hora no refrão da música, nós paramos de tocar e o pessoal continuou cantando, só que não retornamos mais a tocar. Foi neste momento quem que eu comecei a dar o meu ”sermão” agradecendo a presença de todos, dizendo o quanto é importante a presença de amigos em todos os momentos da nossa vida, agradecendo, pai, mãe, sogro, sogra e enfim me declarei para a Jaqueline dizendo o quanto a amava e que queria compartilhar esse momento pela eternidade. Então puxei um pacotinho com as alianças. Ela, muuuito nervosa, não parava de dar risada. Me ajoelhei e fiz o pedido na frente de todo mundo. Seguimos tocando e o pessoal dançando durante toda a festa.

3 – Queria um modelo de aliança bem anatômico e que fosse bonito. Fui em diversas joalherias ver modelos, escolhi um que gostei e pedi para um joalheiro da família fazer do mesmo modelo. Levei em conta beleza e conforto.

4 – Sou meio tradicional, ou quem sabe romântico à moda antiga. Antes de pedir a JAqueline em noivado fui até a casa dos meus sogros conversar com eles, pedir ”permissão” e tal. Foi muito legal a conversa, meu sogro me falou sobre todos os valores da vida e do amor, bem bacana. É o sonho de muita gente e acho que tais momento não devem passar em branco.

*** Ricardo, as tuas respostas não chegaram. Podem me mandar de novo? Incluo rapidinho aqui no post!

Conheçam o novo grupo de noivos do blog

22 de dezembro de 2009 7

É com muito prazer que eu anuncio os nomes dos meninos simpáticos e queridos que fazem parte do novo grupo de noivos do blog.

:: Roberto Roy Jr.
– Noiva: Jaqueline Costa Coelho
– Data do casamento: 30/10/2010
– Onde: na igreja Nossa Senhora Auxiliadora e na Sogipa

:: Ricardo Reis Eschberger
– Noiva: Bruna Land
– Data do casamento: 16/10/2010
– Onde: Espaço Tao, em Novo Hamburgo

:: Leonardo Souza da Silva
– Noiva: Mônica Dutra
– Data do casamento: 02/04/2011
– Onde: em Charqueadas, cidade natal da noiva

:: Leandro Duranti
– Noiva: Carla Mariane Machado
– Data do casamento: 25/09/2010
– Onde: NH Hall, em Novo Hamburgo

:: Gledison Silva
– Noiva: Andrisa Ferraz Carvalho
– Data do casamento: 26/03/2011
– Onde: Cepe Petrobrás, em Canoas

Os meninos participarão de entrevistas, incluindo uma em vídeo, durante o mês de janeiro. Será ótimo contar com o ponto de vista masculino! Quer ver o que foi discutido com o primeiro grupo de noivos? É só clicar aqui.

Chamando todos os noivos!

18 de dezembro de 2009 4

Este é um post para os rapazes!

Uma das resoluções do Noiva.com para 2010 é dar mais espaço para os homens, afinal o casamento não é só das meninas, não é? Prometo, prometo, prometo dar mais dicas de traje, da famosa despedida de solteiro e muito mais. Vou colocar o Marcelo, meu noivo, para trabalhar e pedir que ele me ajude a trazer assuntos interessantes para a ala masculina. Já que ele é chamado por aí de noivo.com, está na hora de fazer jus ao apelido.

Como é ótimo manter contato com os meninos é hora de reativar o grupo de noivos do blog. A iniciativa teve uma primeira edição na metade deste ano, quando 13 noivos foram chamados para compor um time muito especial que dava seus pitacos sobre casamento. Agora vamos formar um novo grupo. Você, noivo engajado que lê o blog, quer participar? O grupo de noivos do blog é convocado para dar depoimentos por e-mail. No final de janeiro teremos um encontro ao vivo para gravar uma entrevista em vídeo.

Para participar do grupo mande e-mail para noiva@clicrbs.com.br com seu nome, nome da noiva, data e local do casamento. Vou selecionar um grupinho de meninos bem diversificado e em breve anuncio os nomes aqui no blog. Será bem divertido, eu garanto!

Quer ver o que foi discutido no primeiro grupo de noivos do blog? Na seção Só para os rapazes aqui do blog você vê estas conversas e também encontra muitas dicas para meninos que estão de casamento marcado.

O discurso do padrinho

21 de outubro de 2009 0

Se tem um elemento dos casamentos americanos que eu adoro é o discurso do best man, o padrinho. É claro que por aqui isso também acontece, mas lá a tradição é mais forte e os meninos passam meses ensaiando as palavras para o grande momento. Em alguns casos, depois dele, fala a maid of honor, a madrinha.

Fazer um discurso homenageando os amigos recém-casados é uma excelente ideia e um momento emocionante, especialmente se você pegar os noivos de surpresa. Alguns detalhes, no entanto, precisam ser observados para que o seu discurso não se torne uma mancha na festa:

- Evite comentários, mesmo em tom de brincadeira, sobre namoradas antigas. Mesmo que sua intenção seja dizer que está feliz pelo amigo, que encontrou a mulher ideal depois de fazer várias tentativas, a noiva pode ficar chateada.

- Faça um discurso rápido, de no máximo dois minutos. Ao final dele convide todos a fazerem um brinde em homenagem ao novo casal.

- O melhor momento para fazer seu discurso é durante o jantar, quando todos estão sentados e com taças à mão para o brinde.

- O ideal é que apenas uma pessoa faça o discurso, no máximo duas, caso uma amiga da noiva também queira falar. Passar o microfone de mão em mão fará com que o casamento se transforme em uma palestra.

- Você não precisa escrever o discurso, mas vale a pena anotar alguns pontos principais e revê-los antes de pedir a palavra. Na hora da emoção as ideias somem!

- Para descontrair, uma brincadeirinha: mantenha-se sóbrio até o momento do seu speech ou planeje-o estando com o máximo de controle sobre suas faculdades mentais. Não vá aprontar algo como aqueles amigos que aparecem no comercial da cerveja Norte, da Argentina.

Boutounnière: quem deve usar?

20 de outubro de 2009 9

Um post para os queridos meninos que leem o blog. Tire suas dúvidas sobre a boutounnière, aquela flor pequenininha usada pelos homens na lapela do traje.

- Onde ela deve ser presa? Na lapela esquerda.

- Quem deve usar boutounnière? Todos os homens que se destacam na cerimônia, ou seja: noivo, pai do noivo, pai da noiva e padrinhos.

- Qual flor deve ser usada? A mais comum é o cravo branco, mas pode ser escolhida uma outra flor.

- Todos devem usar a mesma flor? É o mais comum. Uma alternativa para destacar o noivo é dar a ele a mesma flor dos demais, mas em cor diferente.

- Onde comprar? Encomende da mesma florista que vai montar o buquê da noiva. A boutounnière é uma flor fresca e deve ser conservada apropriadamente.

Fotos: Divulgação, WedLuxe Magazine

O que eles pensam: o nosso vestido de noiva

01 de agosto de 2009 5

Será que o vestido de noivas que os guris acham perfeito segue os mesmos moldes do nosso queridinho? Eu lancei o desafio para o grupo de noivos. Perguntei como é o vestido ideal, na visão deles, e também enviei algumas fotos para saber o que achavam destes modelos:

- Curto: como será que eles veem a ideia da noiva trocar o tradicional vestido longo por um curtinho?

- Colorido: rola uma ousadia de abandonar o branco?

- Sereia: vestido ajustado no corpo é uma boa?

- Reto: um modelo mais sequinho e elegante é uma boa pedida?

- Saia cheia: o que eles acham dos modelos mais bufantes, como o de Sthefany Brito?

Agora as respostas dos rapazes:

Márcio Kopper – Noiva: Daniela Hass e Cunha – Data do casamento: 03/10/2009 Acho que o vestido da noiva é sim uma peça muito importante no casamento. Ele, de certa maneira, fala da personalidade da noiva e por isso entendo que não um vestido mais apropriado que o outro. Na minha adolescência, a menina que fazia uma festa de quinze anos, via de regra, trajava um vestido de saia cheia. Hoje já não é mais assim, pois normalmente elas trajam vestidos curtos. Assim, penso que o vestido curto pode ser apropriado para noivas jovens, em festas descontraídas (ao ar livre por exemplo). Mas acho que não fica bem, se o casamento for celebrado na igreja. Já os vestidos tipo “sereia” ou tipo “reto” são os que versáteis, pois servem para todas as ocasiões e servem para valorizar o corpo da noiva sem vulgarizar.  Também existem os vestidos de “saia cheia”, que representam toda a formalidade histórica da cerimônia matrimonial  mas não faz a minha cabeça. É bonito mas não é moderno. Já os coloridos, ao meu entender, fogem completamente da proposta que a celebração de um casamento possui. Totalmente fora do contexto.

Giovani Luiz Benfica – Noiva: Caroline dos Reis – Data do casamento: 10/04/2010 Como eu gostaria que fosse e como vai ser, poderiam ser coisas bem distintas, mas tenho certeza que conhecendo a Caroline da maneira que eu a conheço e ela me conhece, tenho certeza que ela escolhera um vestido lindo, como eu imagino. Ela ainda não escolheu o vestido, mas já comprou dezenas de revistas de noivas, esta em busca de um vestido que seja do seu gosto. É difícil explicar como eu gostaria que fosse o vestido da Carol, pois existem milhares de modelos, mas se fosse para escolher um vestido pra mim, eu escolheria um vestido: primeiramente que ele fosse Branco, comprido, sem muitas plumas e paetês, mas com um volume na saia. Também gostaria que ele fosse seguro para eu me divertir a noite inteira, não ficasse caindo no seio. Tenho certeza que independente do vestido eu vou achar lindo!!!! – CURTO: Acho que para casamento não combina muito não, é mais para aniversário de 15 anos. – SEREIA: Acho bonito para mulheres altas, mas para mulheres de estatura mediana não caem muito bem, este é o meu ponto de vista. – RETO: Acho bonito, mas muito sem brilho, depende do estilo do casamento. – SAIA CHEIA: Gosto deste estilo, acho que é bem o tipo de vestido de noiva, claro, não precisa ser muito cheio, muito armado, mas eu acho bonito. – COLORIDOS: Eu não gosto, para casamento pra mim tem que ser branco. Derrepente uma bodas de prata, até pode ser outra cor……. colorido deixa para as madrinhas!!!

Eduardo Figueiredo – Noiva: Giovana M. Fraga – Data do casamento: 17/09/2011 – Curto: Moderno, confortável e simples, acho que ficaria bem para uma cerimônia de dia ao ar livre. – Sereia: Não gosto, pois parece que a noiva fica espremida, além do cuidado e desconforto causado por aquele “rabo de peixe”! – Reto: Bonito é prático, mas se a noiva estiver com uns quilinhos a mais, passa de reto a convexo! – Saia Cheia: Lindo, acessórios como uma tiara e luvas deixam a noiva do jeito que ela merece: Parecendo uma Princesa! – Colorido: Só se eu estivesse casando com mulher de bordel!

Thiago Damiani – Noiva: Larissa Machado – Data do casamento: 23/01/2010 O vestido que eu gostaria é um não muito extravagante, com o verdadeiro requinte que a ocasião merece para a glória de DEUS. – CURTO: o vestido não é feio mas acredito que a noiva deve apresentar um certo zelo que a cerimônia merece. – SEREIA: o estilo sereia acho bonito pois sei que na minha noiva ficaria lindo. Mas ainda não chegamos no meu estilo. – RETO:Esse seria sim um dos que eu escolheria pois é bonito e elegante. – SAIA CHEIA: gosto do estilo e se eu pudesse escolher ou opinar, seria este que eu escolheria para minha linda e futura esposa. – COLORIDOS: não condiz com a tradição, mas como gosto é gosto e não se descute. Prefiro dizer que cada noiva possa se realizar com vestido colorido, curto, sereia, reto, saia cheia, desde que seja tudo como sonhou e sinta-se muito feliz em um dos dias mais especiais de sua vida.

Felipe Boff – Noiva: Tainan Freitas – Data do casamento: 05/12/2009 Algo que não seja tomara que caia, acho feio esse tipo de corte, que tenha um belo recorte nas costas, quanto mais ousado mais gosto, e que não seja muito “cheio” na parte da saia, pode ter um certo volume, mas nada extravagante. – CURTO: Acho vestidos curtos divertidos, porém acredito que o casamento tem que seguir essa linha, como no nosso caso teremos um casamento tradicional acho que não ficaria legal abrir mão de um longo. – SEREIA: É um estilo diferente, para que não quer uma saia armada e nem um vestido parecido com o de festa pode ser uma boa opção, porém a noiva precisa estar em forma para usar um modelo desse. – RETO: Esse tipo de vestido se assemelha a vestidos convencionais de festa, acho mais discreto que o tradicional, porém, na minha opinião, pode ficar legal para casamentos que não há a parte religiosa. – SAIA CHEIA: Acho esses os vestidos mais convencionais, gosto do volume, mas acho que não pode ser exagerado, além de ocupar um baita espaço, dificulta a aproximação com a noiva, sem contar que deve pesar consideravelmente. O  meio termo entre o saia cheia e o reto é o meu preferido, tem essa categoria? – COLORIDO: Não vejo problema em utilizar outras cores, o casamento pode ser considerado um evento tradicional, mas sempre há espaços para inovações. Talvez as cores mais fortes chamem mais atenção, mas acho que vestidos mais claros ficam mais bonitos, não que tenha que ser branco.

Jaison Franzen – Noiva: Natalia Vieira de Andrade – Data do casamento: 21/11/2010 Bom, particularmente tenho interesse que seja um vestido nos moldes da “Senhora Pato”. Ao meu ver, casamento deve resgatar coisas clássicas, sem muita coisa moderniada, do tipo, cores, design modernos…

Marcelo Brandão Hugo – Noiva: Gabrieli Chanas – Data do casamento: 22/05/2010 O vestido ideal seria uma burca, mas ela já descartou…Bom, das outras opções a que mais me atrai é o modelo mais reto e de preferência com alças (isso porque adoro quando ela põe algum vestido assim). Só de imaginar ela vestida com um desses já me dá um calafrio (se bem que ela ficaria linda até vestida com um saco de batatas). Esse modelo tem aquele efeito clássico, chique, mas também é atual e moderno. – CURTO: NO WAY!!!!!!! – SEREIA: Particularmente acho meio feio, esquisito, na verdade. – RETO: Sem mais, esse é meu preferido. – SAIA CHEIA: Esse não é feio, tem seu charme, mas acho um pouco fora de contexto. – COLORIDOS: Bah, colorido eu passo mesmo. Algumas coisas simplesmente não devem ser alteradas.

Rafael Gosch Amante – Noiva: Cláudia Fernandes – Data do casamento: 10/10/2009 Pô Gabi… pegou pesado agora… mas vamos lá:o meu vestido seria branco, longo, reto, de alcinha, com bordados. Com um véu que não arraste no chão, pois sou meio desastrado, logo acabaria tropeçando no véu e despencando da escadaria da igreja. Curto – Achei bem bonito, mas acho que não gostaria que minha noiva trocasse pelo tradicional. Vestido curto combina mais com 15 anos e não com casamento, mas… Sereia – Não gostei. Acho justo demais. Reto – Acho bem elegante esse tipo de vestido. Só não curto muito o tomara-que-caia. Saia Cheia – É bonito também… bem tradicional . Só acho que o vestido deve valorizar o corpo da noiva e esse modelito da “pata” deixa parecendo um botijão de gás com aquelas capinhas cheias de babados que tem na casa da vó da gente. Colorido – Fora de cogitação. Claro, mas cabe nas situações em que a proposta do casamento é bem informal ou quando não a primeira vez que se casa. Para casar na igreja, eu acho que seja mais interessante seguir a tradição e casar-se de branco.

Zari Bueno – Noiva: Iara Schneider – Data do casamento: 26/09/09 Eu pessoalmente acho mais bonito os SEREIA ou os RETOS, na minha opinião, o CURTO tira toda formalidade elegância do Casamento, já os de SAIA CHEIA: fica um negócio meio que antigo, fora que pra dançar deve ficar muito ruim, os COLORIDOS: estes ai sim ficam esquisitos, tirando o destaque da noiva.

Fabrício Berto – Noiva: Fernanda Ribas – Data do casamento: 23/10/2010 Gostaria que o vestido dela fosse do estilo tradicional, pois acho que os modelos são os mais bonitos. Claro que eu só gostaria, o vestido da Fernanda é ela que vai escolher o modelo, mas confio muito no excelente bom gosto que ela tem pra se vestir. Ela vai estar mais linda ainda no dia do casamento. – Curto – O vestido curto ficaria mais interessante apenas para a festa, no caso da noiva optar por usar 2 vestidos. Desta forma sou a favor sim, mas prefiro o tradicional. – Sereia – É um modelo muito bonito, mas acho que deve ser desconfortável para as noivas que querem aproveitar bem a sua festa de casamento. – Reto – Não gosto deste modelo de vestido, acho muito “sem sal , sem graça”. Parece que falta algo no vestido, fica muito comum e não parece vestido de casamento. – Saia Cheia – Gosto deste estilo, é o mais parecido com o tradicional. – Coloridos – Sou totalmente contra os vestidos coloridos, acho que não combina com casamento.

Julius Oliveira – Noiva: Lisiane Frare – Data do casamento: 30/01/2010 Como vocês gostariam que fosse o vestido da noiva de vocês?  Acho bonito e tradicional o modelo saia cheia, tenho certeza que ela ficaria linda com este. Mas ela me surpreenderia muito se escolhesse o modelo curto, acho que gostaria de ver ela assim. – CURTO: Acho perfeito nos dias de hoje, como vamos casar em janeiro, ficaria ideal. – SEREIA: Acho horrível e fora dos meus padrões estéticos. – RETO: Não vejo graça e nem um pouco convidativo. – SAIA CHEIA: Gosto muito, acho bonito, atraente e respeitoso ao mesmo tempo, meu preferido. – COLORIDOS: Depende da cerimônia, caso seja na praia ou no campo ficaria legal, mas fora isso não vejo nada interessante.

O que eles pensam: o traje do noivo

18 de julho de 2009 4

Hora de saber como os meninos pretendem se vestir para o casamento. Fraque, terno, smoking, casaca. São várias as opções (e as regras de uso para cada um também). Vamos conferir as respostas de 13 homens, todos de casamento marcado com leitoras do Noiva.com.

* * *

A gente passa meses pensando no vestido de noiva, mas vocês também têm uma série de opções de traje. Já sabem se vão optar por terno, fraque ou smoking? Se já compraram, como foi a procura? Alguma indicação?

Thiago Damiani
- Noiva: Larissa Machado
- Data do casamento: 23/01/2010
Ainda não decidi o traje mas optei por comprar. A loja que indico, TEVAH.

Zari Bueno
- Noiva: Iara Schneider
- Data do casamento: 26/09/09
O traje vou alugar, acho que é um fraque, foi bem fácil escolher e sem muitos detalhes, pensei um pouco no estilo, mas não fiquei pesquisando.

Rafael Soares
- Noiva: Kelly Lopes
- Data do casamento: 14/11/2009
A minha noiva sempre me alertava para que eu decidisse o meu traje logo, mas eu sempre dizia que havia muito tempo para isso. Na realidade achava que era muito simples escolher a roupa que usaria no dia do casamento. Porém, neste último sábado vi que não é tão barbada assim. Fui a inúmeras lojas e vi as mais diversas opções e preços. Como optei pela locação vi de tudo: lojas que querem empurrar uma calça tão larga que mais parece uma bombacha, “forçar” um primeiro aluguel ou oferecer um sapato terrivelmente surrado. Ainda não me decidi, voltarei à loja que mais me agradou e experimentarei outras opções.

Jaison Franzen
- Noiva: Natalia Vieira de Andrade
- Data do casamento: 21/11/2010
No meu caso foi bem mais fácil. Eu, como militar, tinha duas opção, a farde de gala, ou a farda social. Optei pela segunda, pelos acessórios autorizados a utilizar (medalhar, distintivos de cursos, brasões, etc). Já estou e posse dela, inclusive no último sábado estive em Gravatal – SC onde reside o Alfaiate responsável pela fabricação dos Uniformes Militares, fazendo alguns ajustes (ficar preocupado faz o corpo mudar um pouco). Posso dizer que o meu traje, ganhei de presente da PMSC.

Rafael Gosch Amante
- Noiva: Cláudia Fernandes
- Data do casamento: 10/10/2009
Na verdade, o smoking foi excluído de primeira (deve ser bem desconfortável e não vou fazer nenhuma performance do Michael Jackson… que Deus o tenha). Como vou deixar para verificar a roupa faltando 15 dias, devo optar pelo terno preto, colete e gravata. Tá, vou experimentar o meio-fraque e o fraque, mas o terninho preto “é-o-que-há”. 15 dias é muito próximo, né? Ok, faltando 20 dias eu decido o que vou usar…

Felipe Boff
- Noiva: Tainan Freitas
- Data do casamento: 05/12/2009
Eu queria vestir smoking, não gosto de fraque, acho feio, e terno uso no dia a dia. Apesar de minha noiva dizer que fico muito bem vestindo esse estilo de roupa, queria variar. Porém ao ler alguns sites sobre etiqueta, vi que não tinha muitas opções, o smoking, e tudo que está relacionado a ele, casaca e dinner jacket, são muito formais e tem algumas regras para utilizar. Diante disso só me sobrou a opção de vestir um bom terno. Ainda não comprei o mesmo, mas já sei a loja que vou comprar e a marca do terno, como já visto esse tipo de roupa no dia a dia fui pelo meu próprio feeling para realizar a compra, vou vestir um Ermenegildo Zegna.

Márcio Kopper
- Noiva: Daniela Hass e Cunha
- Data do casamento: 03/10/2009
Nosso casamento será no estilo “hippie chic” (denominação dada pela pessoa que está nos ajudando com a decoração e buffet), celebrado ao céu aberto, no jardim de uma casa de frente para o Guaíba. Toda a festa está pensada para começar no pôr-do-sol e ter um formato bem descontraído.Por isso, decidi que o meu traje será Alto Esporte, cor creme ou similar, com uma camisa azul claro. Penso em um tecido mais crú, mas essa idéia ainda deve ser amadurecida. Como para nós homens, é mais fácil encontrar uma roupa, ainda não fui atrás da minha.  E por isso, já tomei diversos “puxões de orelha” da minha noiva a Dani. Mas faz parte…

Julius Oliveira
- Noiva: Lisiane Frare
- Data do casamento: 30/01/2010
Optamos por um casamento mais informal.  Pretendo casar com um terno, sem nenhuma frescura. Acho validos os demais trajes, mas não queremos muita sofisticação.

Rodrigo Holz
- Noiva: Kelly Zanini Quartieri
- Data do casamento: 20/03/2010
Não pensei nisto ainda. A Kelly me veio um dia com uma história de eu casar de branco, eu disse nem pensar…daí ela viu o pato e desistiu na hora (cá entre nós, ainda bem!). Agora ela me disse que o Robinho estava bem vestido e até me interessou ver pelo o que ela descreveu, mas não sei. Sei que ela vai me atucanar até ajudar a escolher a MINHA roupa  e sabe de uma coisa…eu sei que eu vou deixar! Hehehehehe

Giovani Luiz Benfica
- Noiva: Caroline dos Reis
- Data do casamento: 10/04/2010
Eu ainda não decidi, alias, nem fui atrás. Eu pensava em comprar um bom terno, mas já me falaram para eu ver como eu fico em um Fraque ou Smoking, e me disseram que eu vou adorar e vou acabar alugando um, ainda não sei, não decidi, vou levar minha mãe para ela ver como eu fico!!!!

Eduardo Figueiredo
- Noiva: Giovana M. Fraga
- Data do casamento: 17/09/2011
Eu sou da Marinha, vou casar com o traje de gala e aquele chapeuzinho de Marinheiro (cap)

Marcelo Brandão Hugo
- Noiva: Gabrieli Chanas
- Data do casamento: 22/05/2010
Prefiro terno. Acho fraque um pouco antiquado e não gosto de smoking (questão de gosto mesmo). Além do mais, é o traje preferido da noiva.

Fabrício Berto
- Noiva: Fernanda Ribas
- Data do casamento: 23/10/2010
Sempre falei que casaria de fraque cinza, bem ao estilo Dorian Gray (filme A Liga Extraordinária). Mas estou revendo os meus conceitos, pois se tiver que gastar entre R$ 300,00 a R$ 500,00 com um fraque (pode ser até mais, não tenho noção), usarei este valor pra comprar um bom terno, pois o mesmo ainda será muito útil no meu dia-a-dia. Agora estou pensando no bolso, custo-benefício.

*  * *

Noivos, obrigada pela colaboração de vocês. Adoramos as respostas! Na semana que vem encaminho mais algumas questões. Vamos abusar deste grupo para saber tudo o que os homens pensam sobre casamento!

>>> Clique aqui para ler o que eles pensam sobre a empolgação com o casório

>>> E aqui para saber como veem o dinheiro gasto em uma festa

O que eles pensam: o orçamento do casamento

18 de julho de 2009 2

Os noivos das leitoras do Noiva.com estão contando para gente o que pensam sobre casamento. Agora chegou a vez de saber como eles veem os montes de dinheiro que são gastos para preparar a festa dos sonhos.

* * *

Casamento custa caro e tem muita gente que critica o dinheiro gasto por um casal para fazer uma festa. O que vocês acham disso? Vale a pena gastar para realizar um sonho ou dá uma dorzinha no coração (e no bolso) ao ver tanto dinheiro sendo gasto?

Thiago Damiani
- Noiva: Larissa Machado
- Data do casamento: 23/01/2010
Acho que sim é um grande gasto. Mas nada se compara a grande felicidade e os nossos sonhos se realizarem. Portanto, não importa o gasto. Uma dor no bolso confesso que dá, mas o coração se alegra muito por ver os sonhos de DEUS se realizando em nossas vidas.

Zari Bueno
- Noiva: Iara Schneider
- Data do casamento: 26/09/09
Por mais que custe dinheiro, há casamento para todo gosto e custo, pode-se casar e gastar alguns mil reais ou casar e gastar alguns milhões de dólares, mas se bem planejado conseguimos fazer um casamento legal com um custo acessível, nada de luxo, mas que agrade os noivos e os convidados, asses críticas eu ouço direto, principalmente por amigos que não são casados mas vivem maritalmente, “com esse dinheiro dava de comprar um carro, viajar pro exterior” mas minha visão hoje, depois de conversado com muitos amigos que criticam e que apóiam uma festa de casamento, é que uma festa de casamento tem seus gastos, mas não é um custo é um investimento, investimento em uma comemoração da passagem para uma nova vida, vida a dois, dividir a felicidade com os amigos é sempre muito bom, investimento também nas referências para uma família, pois quando tivermos nossos filhos, teremos uma história compartilhada com pessoas, eles terão uma referência do que é viver casado, e compartilhar isso com as pessoas próximas, expondo que por mais que todo mundo puxe para trás vale a pena tentar viver corretamente como casal casado, pois daqui a uns vinte anos eu vou ter outra festa para comemorar, nossas bodas, já quem não casou, não terá muito o que comemorar, hehehe

Rafael Soares
- Noiva: Kelly Lopes
- Data do casamento: 14/11/2009
No início eu não fazia muita questão de casar na igreja e fazer a festa. Aceitei muito mais para agradar a minha noiva, pois queria empregar todos os recursos no nosso apartamento. Hoje eu tenho uma idéia bem diferente. Felizmente, conseguimos comprar o nosso apê e aos poucos (com a ajuda de muitos amigos e parentes) vamos mobiliando ele. Percebi que a festa fará muito bem para nós, trazendo-nos lembranças muito boas disso tudo. Todos os preparativos são criteriosamente escolhidos ao longo de muitos meses visando um único dia. E em cada um dos dias que antecedem o casamento parece que estamos cada vez mais unidos, faceiros da vida por ter a oportunidade de casar e reunir todas as pessoas que gostamos para compartilhar a oficialização da nossa união. Com certeza vale a pena cada centavo gasto. Todos os amigos e parentes estão em êxtase com toda esta história de casamento. São madrinhas cochichando pelos cantos para acertar os presentes, amigos falando de despedida de solteiro, irmão já casado que gostaria de casar novamente, cunhada “não acreditando” que o “caçulinha” vai casar e por aí vai… muito divertido!

Jaison Franzen
- Noiva: Natalia Vieira de Andrade
- Data do casamento: 21/11/2010
Normalmente quem critica tem um porque. Ou porque não fez OU por que não deu certo o casamente OU porque não admite que alguem tenha uma casamento melhor e mais bonito do que o dela. Brinco com a Naty com relação à que poderíamos comprar com o dinheiro que estamos gastando. Porém,como qualquer coisa que pensamos a longo prazo, interpreto que isso é um investimento, e acredito que a Natalia merece cada centavinho gasto com o cerimonial. Nosso casamento também tem um gostinho de missão cumprida, até por que existiam (e existem) muitas pessoas contrárias e alegavam que jamais daria certo. Estão caindo os cheques já, auheuah.

Rafael Gosch Amante
- Noiva: Cláudia Fernandes
- Data do casamento: 10/10/2009
É, realmente muita gente critica, mas geralmente é quem não é noivo e as vezes nem namorado tem (vai entender…). Casar é caro, mas vale a pena. Sendo extremamente pragmático e deixando de lado todo o fator sentimental envolvido, vcs já pararam para pensar o quanto custa mobiliar uma casa? Ou uma viagem para o Tahiti? No final das contas, o casamento se paga. Eu só não entendo porque um foto-livro é tão caro…(sem desmerecer o profissionalismo de ninguém… Mas alguém me explica o porquê?). Tá, dói um pouquinho, mas com um certo planejamento essa “dor” passa despercebida. Agora, com um “paitrociniozinho” é só alegria…. o que não é nosso caso(buááááá).

Felipe Boff
- Noiva: Tainan Freitas
- Data do casamento: 05/12/2009
Dá uma dor certamente, principalmente quando se está começando a vida como no nosso caso, porém o sonho desse momento vem antes. Acho que o casamento deve ser realizado do tamanho do sonho e do orçamento de cada um, o que importa é que se fique feliz com o que está se vivendo e com o que aquilo irá representar para ti, dinheiro é importante, porém viver um momento como o que estamos vivendo é mais.

Márcio Kopper
- Noiva: Daniela Hass e Cunha
- Data do casamento: 03/10/2009
Casar custa caro. BEM CARO. E com certeza aparecerá alguém dizendo que a festa custa tanto que esse dinheiro poderia ser investido em outras coisas “mais importantes” como por exemplo,  trocar o carro ou comprar coisas novas para casa. Para mim, o valor que estamos investindo no casamento é realmente significativo em relação a nossa realidade financeira, porém, mais importante que os bens materiais que poderíamos alcançar com esse dinheiro, é comemorar o início dessa nova etapa ao lado das pessoas que amamos, pois teremos lembranças tão fortes e bonitas que farão valer a pena, cada centavo investido. Temos que lembrar que o carro, a geladeria, a tv ficam velhos e obsoletos, mas os bons momentos ficam na memória para sempre. São essas coisas que fazem a vida valer a pena.

Julius Oliveira
- Noiva: Lisiane Frare
- Data do casamento: 30/01/2010
Com certeza este e um ponto importante, principalmente na atual conjuntura da economia mundial, tanto dinheiro gasto para ter um retorno sentimental, as pessoas não estão acostumadas a isso, geralmente procuram um retorno financeiro. Não tive apoio de algumas pessoas próximas por acharem muito dinheiro envolvido, mas não me arrependo de nenhuma decisão que tomamos juntos, mas certamente apenas casarei uma vez.

Rodrigo Holz
- Noiva: Kelly Zanini Quartieri
- Data do casamento: 20/03/2010
Vale muito a pena, posso te dizer que nunca rolou aquilo de quem sabe a gente viaja ou compra uma super casa… a gente sabe que custa caro, que dá uma trabalheira, mas somos de famílias que sempre desejaram isto para nós…a gente sabia que um dia ia casar com tudo que tem direito..só faltava a gente se encontrar!!

Giovani Luiz Benfica
- Noiva: Caroline dos Reis
- Data do casamento: 10/04/2010
Bom, realmente acho que tem detalhes que realmente são muito caros, eu tento as vezes tirar da cabeça dela algumas coisinhas que ela quer, mas é difícil, como você disse, é o sonho dela e ela quer ter direito a todos estes detalhes.

Eduardo Figueiredo
- Noiva: Giovana M. Fraga
- Data do casamento: 17/09/2011
Casamento nao e aniversario, a festa tem que ser do tamanho do nosso amor e caber dentro do nossso bolso. Por isso, vamos demorar um pouquinho mais pra entrar no altar. Quero dar uma festa a altura da minha amada. O amor ja existe, requisito basico para casar, mas falta a casinha e a festa tao sonhada!

Marcelo Brandão Hugo
- Noiva: Gabrieli Chanas
- Data do casamento: 22/05/2010
Certamente um casamento tem um custo alto, mas se feito de forma organizada evita a “dorzinha”. Passado o grande dia tenho certeza que não haverá arrependimento e o esforço terá valido muito, afinal, é só uma vez e fazer a mulher da sua vida ter seu grande dia não tem preço.

Fabrício Berto
- Noiva: Fernanda Ribas
- Data do casamento: 23/10/2010
Temos que analisar os dois lados da moeda. O que é prioridade para o casal, mobiliar/comprar uma casa ou realizar um sonho? Casamento na igreja com uma festa é um sonho da Fernanda e meu, não abriremos mão de comemorar a nossa união com nossos parentes e amigos. Respeito todas as opiniões, pois com certeza pegar os R$ 20.000,00 que gastaremos na festa e mobiliar uma casa ou mesmo usar para dar de entrada num Ap seria muito bom, mas vai da prioridade de cada um. Acho que vale sim gastar para realizar o nosso sonho, mas que a dor no bolso será grande, esta será.

* * *

Clique aqui para ler a primeira parte do bate papo, onde os meninos falaram sobre a agitação das gurias com o casamento. Logo mais aqui no blog eles revelam como pretentem se vestir no grande dia!

O que eles pensam: a empolgação com o casamento

18 de julho de 2009 1

Treze noivos de leitoras do blog vão contar para a gente o que pensam sobre vários temas relacionados ao casamento. Neste sábado publicarei as opiniões sobre a empolgação com o casamento, o dinheiro gasto na festa e o traje do noivo. Vamos à primeira parte do bate papo.

* * *

A gente sabe que casamento é um sonho muito mais feminino do que masculino. Como vocês veem a agitação das noivas com o planejamento? Estão tão empolgados quanto elas ou deixam as meninas à vontade por entenderem que elas pensam nisso desde pequenas?

Thiago Damiani
- Noiva: Larissa Machado
- Data do casamento: 23/01/2010
Minha noiva está cuidando muito bem de tudo e vejo que sua empolgação está focada em fazer um lindo casamento para honra e Glória do SENHOR JESUS CRISTO.  Estou empolgado também e confesso que um pouco nervoso por saber que o grande dia de nosso sonho se realizar está chegando.

Zari Bueno
- Noiva: Iara Schneider
- Data do casamento: 26/09/09
No nosso caso, meu e da Iara, vejo ela muito mais empenhada que eu. Ela que pensa nos detalhes, isto quase 24hs por dia. Ela sempre compartilha comigo, pede minha opinião, mas basicamente as ideias são dela. Geralmente aprimoramos juntos, mas o empenho e mérito é dela. A Iara chega a sonhar (literalmente) com detalhes e com problemas que ocorrem no dia. Procuro deixar ela à vontade, mas peço que ela me consulte antes de definirmos algo.

Rafael Soares
- Noiva: Kelly Lopes
- Data do casamento: 14/11/2009
Bem, a minha noiva tem se mostrado bem tranquila com relação a todo o planejamento do casamento. Estamos com quase tudo pronto e dentro do prazo para acertar os últimos detalhes. Como ela conta com ajuda da mãe dela eu dei carta branca para elas escolherem detalhes de salão, fotógrafos, filmagem, buffet, decoração, etc. Confesso que não tive muita paciência no início ao visitar salões e resolver detalhes do casamento, pois me considero péssimo com estas coisas. Prefiro apenas dar meus palpites à distância e me ocupo mais em resolver as coisas do nosso apartamento, como a instalação da máquina de lavar ou parafusar o varal.

Jaison Franzen
- Noiva: Natalia Vieira de Andrade
- Data do casamento: 21/11/2010
No nosso caso foi bem o contrário. Por ser militar, sempre tive como objetivo uma cerimônia religiosa/militar. A iniciativa de todos os momentos, noivado (surpresa, no dia da formatura do Curso de Soldados dela), marcação da data (depois de um Evento do PROERD  do qual faço parte), o local do casamento (seguindo o lado tradicional de ser a terra da Noiva e por todos os fatores históricos (Laguna), teve iniciativa minha. E sempre com os olhinhos dela brilhando.

Rafael Gosch Amante
- Noiva: Cláudia Fernandes
- Data do casamento: 10/10/2009
Em relação à empolgação, confesso que me empolguei bastante com os preparativos. Porém, minha empolgação maior era a de definir as coisas básicas: Igreja, salão, convites, fotos, noite de núpcias e lua-de-mel (Tá! Se tem mais “coisas básicas” e esqueci, perdoem-me ladies… Ah! quase esqueci da mesa de doces… nada é mais básico que isso). Na real, o que importa, ao menos para mim, é que a coisa funcione, ou seja: Boa comida, bebida gelada e pessoas felizes… O resto rola ao natural. As demais neuras eu deixo para Claudinha, tanto é que aceitei, sem qualquer resistência, o uso do “vermelho” na decoração do salão(o que é difícil para qualquer gremista).

Felipe Boff
- Noiva: Tainan Freitas
- Data do casamento: 05/12/2009
Particularmente sempre tive o sonho de casar, talvez por que acredito que minha mãe ficaria muito feliz a respeito disso, por isso tento participar de tudo o que envolve esse momento. Minha noiva tem uma empolgação sobre isso, mas é tranqüila, fica ansiosa com os preparativos, mas nada que saia do normal, acho que o fato dela ser tranqüila ajuda, por vezes eu sou mais ansioso que ela com relação aos preparativos. Porém acredito que o olhar dela seja mais coeso que o meu para várias coisas, como decoração por exemplo, geralmente só me envolvo quando não gosto de algo, deixo que ela conduza.

Márcio Kopper
- Noiva: Daniela Hass e Cunha
- Data do casamento: 03/10/2009
Sabemos que o casamento é um sonho muito mais feminino do que masculino, pois esse sentimento é cultivado pelas meninas desde a mais tenra infância, quando elas ganham suas primeiras bonecas e formam suas próprias famílias. Para as mulheres, concretização desse sonho adquire tamanha importância, que sua celebração é tão estudada, analisada, pensada, planejada, que quase beira a loucura (uma boa loucura). Mas se engana quem pensa que os homens dão menor importância ao casamento. Nós somente encaramos de uma forma diferente. Agimos com a razão (não que vocês não a tenham, mas nós temos mais). Para mim, e penso que para os homens em geral, o casamento é uma etapa importantíssima da vida, que indica que encontramos a pessoa certa para caminhar lado a lado nos momentos bons e ruins que a vida apresenta. A celeração do casamento é igualmente importante para os homens, mas nós somente externamos nossas vontades e deixamos que nossas amadas as materializem. Com certeza, elas são muito mais capazes de decidir que o guardanapo combina com a toalha da mesa, que combina com o arranjo, que combina com a iluminação, que combina com….

Julius Oliveira
- Noiva: Lisiane Frare
- Data do casamento: 30/01/2010
Vejo-a, obviamente, muito mais preocupada com determinadas coisas do que. Mas também me preocupo, mas sou mais “desencanado”. Normalmente a cultura nos reporta a noiva, as pessoas são mais ligadas a elas, acho que estou dando minha contribuição e atenção, estou participando de todos os preparativos e estou empolgado, afinal, ambos irão casar, estou fazendo minha parte.

Rodrigo Holz
- Noiva: Kelly Zanini Quartieri
- Data do casamento: 20/03/2010
Olha, a Kelly  muda de idéia sobre decoração, cor da decoração, flores, cor das flores, etc e tal…pelo menos umas 2 vezes na semana, me pergunta o que eu acho e se eu não respondo mais ou menos o que ela quer ouvir ela tenta me convencer da opinião dela..e se por acaso eu digo que o que ela decidir está ótimo ela diz que eu não ajudo em nada (mulheres…mulheres noivas!!!!!). Para falar a verdade a minha maior preocupação é que a música esteja boa, que a bebida esteja GELADA e os convidados se sintam a vontade. Mas daí lembro de uma constatação que ela fez: que nós homens pensamos no casamento uns 6 meses antes do dia D, quando muito e elas desde mais ou menos os 6 anos de idade. Na verdade, entramos em consenso quando pensamos que o importante é que nossos familiares e amigos se divirtam de montão, e nisso nos nunca discordamos.

Giovani Luiz Benfica
- Noiva: Caroline dos Reis
- Data do casamento: 10/04/2010
Eu adoro ver a Carol empolgada com todos os detalhes, sou muito apaixonado por ela e cada idéia que ela tem para o nosso casamento fico mais e mais feliz, acompanho ela em todos os fornecedores sempre que possível, mas claro, sempre deixo ela dar a última palavra na maioria das vezes.

Eduardo Figueiredo
– Noiva: Giovana M. Fraga
- Data do casamento: 17/09/2011
Eu estou planejando tudo, tudo mesmo, mas sempre consulto ela. Quando estamos passeando presto atençao nas coisas que ela gosta de ver na rua. Quando fomos a Tramandai, ela se encantou com aqueles indios peruanos e suas flautas de taquaras magicas, entao prometi, no nosso casamento haverá peruanos tocando a marcha nupcial! Ela amou a idea!

Marcelo Brandão Hugo
- Noiva: Gabrieli Chanas –
Data do casamento: 22/05/2010
A agitação é normal, estranho seria se não existisse. Acho muito legal ver como ela se dedica à realização do sonho e fico feliz por fazer parte dele. É contagiante, além de ser uma honra. Deixo ela bem à vontade mas, claro, conversamos sempre sobre tudo. Sempre levo minhas ideias para ela (mas geralmente as dela são melhores).

Fabrício Berto
- Noiva: Fernanda Ribas
- Data do casamento: 23/10/2010
Vejo com muita alegria, pois sei que é um sonho dela que será realizado e estou dando total atenção e apoio. Estou muito empolgado porque me identifico muito com a parte da organização da festa, por se um cara organizado e cheio de idéias. Fico com os detalhes, cotação de preços e pagamento das despesas. Deixo com ela a parte da decoração, que é mais o perfil dela.

* * *

Ainda hoje aqui no blog a parte 2 e 3 do bate papo com os noivos.