Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Daminhas e pajens"

Dúvidas e dicas para daminhas e pajens (no clima do Dia da Criança)

11 de outubro de 2012 6

Já que amanhã é Dia da Criança, reservei um post para falar do que há de bacana no mundo das aias (ou daminhas) e pajens. Rola a página para baixo para ver dicas de roupas, de como carregar as alianças e um tira-dúvidas com as principais perguntas que chegam aqui no blog.

Preciso ter daminhas? Não, não precisa. Você tem crianças no cortejo do casamento apenas se quiser.

Se eu não tiver daminhas, quem vai levar as alianças? Vários casais têm chamado para a função um membro de mais idade da família. O avô, uma tia ou uma bisa podem entrar pelo corredor principal ou ficar sentadinhos no primeiro banco. Chegando a hora da aliança, entregam aos noivos. Caso você não curta a ideia, use o bom e velho método: o noivo leva a caixinha no bolso do paletó e abre quando o padre solicitar.

Quantas daminhas e pajens eu posso ter? Não há regra fixa. O normal são duas crianças, mas alguns casamentos usam quatro. Passar disso começa a ficar exagerado, sem contar que quanto mais criança no recinto, mais gente é preciso para cuidar e controlar os pequenos.

Preciso pagar pelo traje das aias e pajens? Bom senso é vida, meninas.  Os noivos certamente conhecem bem a situação da família que estão convidando. Se você achar que o aluguel do traje pode pesar no bolso, ofereça-se para pagar. Se quiser algo super ultra específico (pajens de terno verde-limão com cinto roxo), que exija que os pais da criança comprem algo que ela jamais vai usar de novo, ofereça-se para pagar também. Se não for pagar, seja bacana com a família e facilite a vida deles tirando dúvidas sobre onde locar ou comprar a roupinha e sobre o sapatinho, a gravata, o acessório do cabelo.

Quando as aias e pajens entram? Após o noivo, após os padrinhos e antes da noiva. Algumas meninas gostam de parcelar esta entrada em duas vezes. Primeiro, entram crianças fofas de mãos dadas, talvez espalhando flores pelo corredor principal. A noiva entra, o casamento segue, e só depois, na hora da aliança, entra a criança (ou as crianças) que estão com elas. Se quiser abolir a parcela um e ficar só com a dois, também é possível.

Depois de entrar, para onde a criança vai? Normalmente, para junto dos pais. Se o casal for padrinho e estiver no altar, peça que outro familiar da criança (uma avó, uma tia) sente-se nos primeiros bancos e fique responsável por pegar o pequeno e cuidar dele até o fim da cerimônia.

Agora a moda para os pequenos. Para as meninas, está na moda o vestidinho em estilo bailarina, com várias camadas de tule na saia. O jeito mais fofo de usar é com saia mais curta, pois uma compridona deixará a aia com cara de noiva. Uma vantagem dessa roupa é que as meninas se acham com jeitinho de princesa e ficam enlouquecidas de felicidade com o modelito. Abaixo, mostro três modelinhos fofos. O link abaixo de cada imagem indica onde comprar.

Little Dreamers Inc

TuTu Cute Baby

Bambaroos Boutique

E para os meninos? O terninho vai caindo ou se modernizando. Vale apostar numa gravatinha colorida, num chapéu fofo. Importante: criança chora e faz birra quando usa roupa apertada e desconfortável. Faça provas antes e certifique-se que o pequeno adorou sua roupinha.

Worthy Goods

E para levar as alianças? Na linha fofura, eu adoro os ursos e bonecas. Não tem quem não suspire vendo criança entrando com um bicho de pelúcia nas mãos, gente! Ambos têm uma fitinha onde os anéis são presos, evitando que saiam voando na primeira correria da aia.

Wedding Shop

Para fechar, mostro uma fofurinha que as americanas adoram. As aias e pagens podem entrar segurando um sinal de “here comes the bride”. Curte?

Larkspur and Linen

PS: vem ver mais, mais, mais, mais e mais sobre daminhas e pajens!

Quer ser minha daminha?

26 de janeiro de 2012 11

A gente se concentra tanto em fazer convites criativos para os padrinhos mas nem pensa em convidar as daminhas de forma bacana, né? As americanas têm a tradição de fazer convites bem fotos para as meninas que leverão as alianças no casamento. Este aqui, da lojinha virtual If I Were Cards traz uma historinha da noiva contando sobre seu sonho de criança de se casar e se apaixonar. Detalhe fofo é a fitinha que arremata o vestido e dá um laço na parte de trás. Adorei!

Mais posts sobre daminhas e pajens estão arquivados aqui. Vem ver porque tem cada fofurinha…

Daminha e noiva inspiradas em Rapunzel

07 de outubro de 2011 10

Na semana passada a personagem Rapunzel foi oficialmente coroada como uma nova princesa da Disney. O que isso tem a ver com casamento? Quem conhece o blog há mais tempo já viu por aqui os vestidos de noiva, de daminha e de madrinha que a Disney cria, em parceria com estilistas, inspirados em Branca de Neve, Cinderela, Bela Adormecida e outras moçoilas do seu rol de princesas. A novata Rapunzel também ganhou uma linha de modelitos inspirados na sua personalidade. Mostro para vocês a noiva e a daminha com jeitinho de Rapunzel. Gostaram, princesas?

Imagens: Divulgação, Alfred Angelo

Buscamos no arquivo do Noiva.com vários posts sobre vestidos da Disney. Passeie!

Vestidos de noiva inspirados nas princesas

As noivas plus size também têm uma coleção própria

As fofas daminhas com jeito de princesa

E aqui, os vestidos das madrinhas

Daminha de inverno

05 de julho de 2011 4

Além da aia que leva as alianças algumas noivas também gostam de incorporar uma segunda menina no cortejo para jogar pétalas no corredor que leva ao altar. A flower girl, que a gente vê bastante em casamentos “importados”, carrega uma cestinha com pétalas de flores e vem antes da noiva, sem par. A dica fofa para quem vai casar no outono ou no inverno é substituir as tradicionais rosas por folhas de plátano, praticamente um símbolo dos dias frios. Fica especialmente queridinho para quem vai casar em sítios, fazendas ou outros locais que tem esta integração com a natureza. Achei um doce!

Imagem: Martha Stewart Weddings

Guirlanda de flores para as daminhas

21 de junho de 2011 5

A regra número 1 ao escolher a roupa da aia é não fazer dela uma miniatura da noiva. Nada de encomendar um versão em menor escala do seu vestido ou de copiar seu penteado. Criança precisa ter jeitinho de criança (clica aqui para dar uma espiada no que fazer o no que não fazer quando o assunto é a roupa das daminhas).

Achei uma gracinha as daminhas do casamento de William e Kate. As meninas vieram com adoráveis vestidinhos lisos e guirlandas de flores naturais nos cabelos. Um doce!

Imagens: AP, AFP

A dica para quem também acha as guirlandas um amorzinho é encomendá-las à mesma florista que irá fazer seu buquê. Geralmente esta pessoa fica encarregada, além do buquê, de providenciar as flores de lapela do noivos, pais e padrinhos. Basta incluir na listinha as guirlandas das pequenas moças e elas estarão fresquinhas e bonitas na hora da cerimônia.

Noiva.com responde: preciso pagar o traje das daminhas?

15 de fevereiro de 2011 3

A Sinara, de Porto Alegre, pergunta se é a noiva quem paga pelo aluguel dos trajes das daminhas e dos pajens ou se o custo fica com os pais das crianças.

Para responder esta questão de forma bem pontual e prática, pense nos valores envolvidos no processo. Se a criança fosse apenas uma convidada normal do casamento, provavelmente usaria um vestidinho elegante que já tem no armário. A roupa de daminha, no entanto, vai exigir aluguel, ajustes, sapato e penteado específicos. Se os noivos sentirem que o preço de tudo isso vai pesar no orçamento da família, é de bom tom se oferecer para pagar. A mesma regra vale para noivas que querem daminhas e pajens totalmente de acordo com suas especificações. Pode ficar chato convidar a criança e exigir de seus pais que comprem vestido de tal tecido, em tal cor, com sapato de tal loja, tiarinha com aquele laço.

Hoje a maioria dos pais está acostumada a custear aluguel de trajes para seus pitocos, mas se este custo couber no seu orçamento, ofereça-se para pagar. É uma atitude carinhosa e você vai se sentir mais a vontade para opinar no look dos pequenos.

Veja aqui mais posts sobre daminhas e pajens, com dicas de cerimonial, roupinhas, buquês e muito mais.

Daminha prêt-à-porter

18 de janeiro de 2011 0

Quando o casamento não é tão formal a daminha não precisa usar um vestido especial, cheio de saias e babados. Modelos mais elegantes combinados com um penteado mais elaborado (que tal um coque com flores naturais?) deixam as meninas lindas e adequadas. Espiando o catálogo da grife Animê eu me encantei por estes modelos. Fica uma sugestão fofa para noivas: comprar um vestido lindo e dar de presente para a daminha.

Imagens: Divulgação

As daminhas da Júlia

11 de janeiro de 2011 12

Chega mais um e-mail com fotos fofas de meninas já adolescentes que desempenharam o papel de daminhas em casamentos (eu adoro seguir usando o termo no diminutivo, apesar de serem mocinhas crescidas). Já que o “o que vestir” é sempre um dilema nestes casos, noivas como a Roberta e a Mariana nos mostraram imagens das suas convidadas especiais. Quem nos mostra fotos agora é a Júlia, que mora em Vitória, no Espírito Santo.

“Quando casei, em 2009, minhas damas tinham 17 anos. Maria, minha irmã, e Gabriela, irmã do noivo (Rafael), entraram com as areias que foram utilizadas em uma cerimônia simbólica que fizemos, misturando-as em um só recipiente para simbolizar a nossa união e de nossas famílias.Elas usaram colares, brincos e penteados iguais e sentiram-se honradas em participarem de forma especial do nosso casamento.”

Mais uma linda mocinha como daminha

10 de janeiro de 2011 2

A Mariana, recém-casada que já mostrou suas fotos por aqui, viu o post das “daminhas mocinhas” e logo lembrou da Maria Eduarda, sua afilhada. Ela também é uma linda moça que foi dama de casamento. Não estava fofa? Adorei a cor do vestido!

PS: um passarinho me contou que a Maria Eduarda é aniversariante de janeiro, assim como eu, então eu já adianto os parabéns pela festa que vai acontecer no dia 25.

Uma mocinha como daminha

10 de janeiro de 2011 10

A Roberta e o Raphael casaram em dezembro na cidade de Santo Ângelo, aqui no Rio Grande do Sul. Como daminha do casamento eles escolheram uma prima da Roberta, que tem 13 anos. Foi aí que bateu o dilema sobre o que a menina, que já é uma mocinha linda, deveria usar.

“Queríamos algo bonito e não com cara muito infantil. Não foi fácil achar um vestido, até que vi na internet um lindo e só mudei a cor. Acredito que tenha feito a escolha certa! Ficou uma daminha casual e romântica como eu queria!”

Ficou linda mesmo, Roberta! Abaixo a foto do vestido no qual a noiva se inspirou e depois as da daminha de azul, uma fofura de menina.