Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

UFC on versus 4 - brasileiro vence em luta polêmica

27 de junho de 2011 2




O brasileiro Charles do Bronx Oliveira foto: divulgação ufc






Aconteceu na madrugada deste domingo  no Consol Energy Center em Pittsburgh, Pennsylvania, Estados Unidos a 4ª edição do UFC on Versus.

O evento foi a 4ª edição do show chamado “UFC on Versus” e foi a 4ª vez que o UFC foi transmitido pela TV a cabo americana “Versus”, sem cobrança de pay-per-view.

O UFC está a todo o vapor na expansão do MMA no Planeta, promovendo uma grande quantidade de eventos (além do próprio UFC), sendo que todos detém um extremo sucesso, tais como: UFC Fight Night, The Ultimate Fighter, “UFC on Versus” e a recente aquisição Strikeforce.

A edição pode ser considerada como sendo um dos melhores eventos já realizados pelo UFC.

Com lutas empolgantes e com uma arena completamente lotada, o UFC demonstra o grande sucesso do MMA no Planeta.

A luta principal da noite se deu entre o francês Cheick Kongo e o americano Pat Barry e era válida pela divisão dos pesados (acima de 93 kg) do UFC.

No 1º round, Barry começa com uma trocação firme, dominando o centro do octogon, acertando bons chutes baixos em Kongo.

Na metade do assalto, Barry acerta um cruzado de direita que derruba Kongo. No solo, Barry continua golpeando, enquanto Kongo se levanta.

Barry acerta outro cruzado de direita e parecia que o duelo terminaria, mas Kongo consegue se levantar e acerta um gancho de direita que nocauteia Barry.

A luta pode ser considerada como sendo uma das maiores viradas da história do mundo das lutas.

Na segunda luta mais importante da noite, o americano Rick Story encarou a zebra americana Charlie Brenneman (que substituiu recentemente Nate Marquardt) e se deu mal.

Após três rounds, o azarão Charlie Brenneman se consagrou ao imprimir um bom ritmo e levar o combate por decisão unânime dos jurados.

O Brasil estava representado por Charles do Bronx que pegou o duro e experiente Nik Lentz.

Charles começou a luta em ritmo acelerado, mostrando ser um lutador completo, sendo um bom trocador, além de um jiu-jitsu de alto nível.

No 2º round, Charles acerta uma boa sequência que derruba Lentz e o brazuca acerta uma joelhada ilegal (o americano estava com um dos joelhos apoiados no chão). Charles do Bronx segue em ritmo forte só que agora consegue uma joelhada válida que leva novamente a luta para o chão. No solo, o brazuca mostra o seu afiado jiu-jitsu e finaliza Lentz com um justo mata-leão.

A polêmica joelhada ilegal será analisada pela comissão americana e poderá mudar o resultado da luta nos próximos dias.

Acompanhe também pelo twitter aqui.

Confira os resultados compeltos:

- Cheick Kongo nocauteou Pat Barry no 1º round;

- Charlie Brenneman venceu Rick Story por decisão unânime dos jurados;

- Matt Brown venceu John Howard por decisão unÇanime dos jurados;

- Matt Mitrione nocauteou Christian Morecraft no 2º round;

Lutas preliminares

- Tyson Griffin venceu Manny Gamburyan por decisão unanime dos jurados;

- Javier Vazquez venceu Joe Stevenson por decisão unânime dos jurados;

- Joe Lauzon finalizou Curt Warburton cm uma kimura no 1º round;

- Rich Attonito venceu Daniel Roberts por decisão unânime dos jurados;

- Charles do Bronx Oliveira finalizou Nik Lentz com um mata-leão no 2º round;

- Ricardo Lamas nocauteou Matt Grice no 1º round;

- Michael Johnson nocauteou Edward Faaloloto no 1º round.

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • Rodrigo diz: 27 de junho de 2011

    Pois é Caju o MMA é assim mesmo. Não consigo acreditar que o Pat Barry perdeu a luta, teve 2 knocdow a favor, o Congo tava mais pra lá do que pra cá e aí um cruzado mata cobra termina com a luta foi inacreditável. A luta do Charles vi pelo youtube e a joelhada foi ilegal mesmo, mas acho que não foi de má fé ambos estavam se levantando e aí o Charles ficou de pé primeiro e deu a joelhada, talvez imaginando que o adversário já estava de pé também.
    Abraço.

  • Rodrigo diz: 27 de junho de 2011

    Corrigindo foi um gancho do Congo,no desespero mais foi um gancho e não um cruzado como eu comentei acima.

Envie seu Comentário