Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

EXCLUSIVO: entrevista com o dono do UFC

27 de agosto de 2011 0



Dana White, o homem mais poderoso do MMA foto: caju freitas




Hoje será um marco no mundo das lutas no País, pois acontecerá a partir das 19hs o histórico UFC Rio.

O grande responsável pelo sucesso do evento e pela popularização do MMA é o norte-americano Dana White, Presidente do UFC.

Dana White convenceu seus amigos Lorenzo e Frankie Fertitta a comprarem o UFC do brasileiro Rorion Gracie em 2001.

Onze anos se passaram e o antigo vale tudo se transformou no vandável e atrativo MMA, sendo o esporte que mais cresce no Mundo, com total mérito e competência de Dana White.

Atualmente, o UFC é avaliado em torno de 10 bilhões de dólares, crescendo mais a cada ano.

Siga no twitter

Dana White concedeu uma exclusiva entrevisa após o anúncio do UFC no Brasil em junho.

Confira:

O que representa o Brasil para o negócio?

Dana White: é muito grande a importância para o negócio. Os melhores lutadores são daqui. Foi aqui que tudo começou, o melhor lutador de todos os tempos é brasileiro, o Anderson Silva.

O que fazer para o Anderson Silva virar um Ronaldo em termos de fama aqui no Brasil?

Dana White: eu não entendo muito de futebol. Mas o Ronaldo é famoso no mundo inteiro. E o Anderson é famoso no EUA, no Canadá, nas Filipinas, na Oceania, na Ásia. São 145 países, 800 milhões de pessoas.

Aconteceu o mesmo nos EUA nos últimos 20 anos e queremos que aconteça no Brasil.

Quanto gira o UFC?

Dana White: não falamos sobre nossos números, como fazem os outros esportes. Mas assumimos e fizemos o UFC 30. Vendemos 3,5 mil ingressos e tivemos bilheteria de US$ 112 mil.

Na última edição do UFC (a edição 129 no dia 30 de abril), vendemos 55 mil ingressos e tivemos bilheteria de US$ 13 milhões.

O UFC estava apenas em um canal de tv e nos EUA. Hoje, são 147 países, 800 milhões de lares. Acho que nossos números cresceram bastante, não? (risos)

O UFC acaba de comprar o Strikeforce. Assim como o Pride, o Strikeforce irá desaparecer?

Dana White: o Strikeforce tem contrato com o Showtime e devemos respeitá-lo. Se o Strikeforce for sustentável, será mantido. Não temos espírito destrutivo.

O UFC voltará ao Brasil?

Dana White: pode ser que voltemos não uma, mas mais vezes ao ano ao Brasil. Queremos fazer eventos menores também, os “fight nights”.

Bookmark and Share

Envie seu Comentário