Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Minotauro fatura o melhor nocaute do UFC Rio

29 de agosto de 2011 3

O histórico UFC Rio (UFC 134) aconteceu no último sábado no HSBC Arena, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

siga também pelo twitter : @cajufreitas

A 134ª edição foi marcada como uma das melhores da história, com excelentes lutas, em uma arena completamente lotada, com mais de 20 mil pessoas.

Tive a oportunidade de fazer em tempo real da terceira fileira do HSBC Arena , a pouco mais de 2 metros do octagon.

Como de costume, a organização americana premiou a melhor luta,  a melhor finalização e o melhor nocaute do evento.

O bônus foi de 100 mil dólares para cada atleta eleito.

Cada lutador escolhido, além do cheque do referido bônus, leva para casa também o valor da bolsa (importância que o atleta recebe por lutar, uma espécie de salário).

O UFC 134 não teve finalização, razão pela qual ninguém faturou a finalização da noite.

Rodrigo Minotauro chocou o mundo das nocautear o especialista em trocação Brendan Schaub.

Durante a batalha, Minotauro colocou um ritmo impressionante, surpreendendo o norte-americano com o seu excelente boxe, encaixando uma incrível sequência decretando o espetacular nocaute para o Brasil.

Confira os eleitos:

Melhor luta

- Edson Barboza vs. Ross Pearson.

Melhor nocaute

– Rodrigo Minotauro sobre Brendan Schaub.

Vídeo da coletiva após o UFC Rio aqui.

Relembre a cobertura completa aqu

galeria de fotos do UFC Rio aqui

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • Eduardo diz: 29 de agosto de 2011

    Assisti o nocaute, realmente foi uma saraivada de socos que não deram oportunidade de defesa ao americano.
    Parabéns ao nosso lutador.

  • Berloque diz: 29 de agosto de 2011

    O nocaute do Minotauro realmente foi sensacional. Mas, na minha opinião, o nocaute do Erick Silva foi ainda melhor. Jogou o Beição deitado no chão, sem chance de reação. A luta do Edson Barboza foi muito técnica, mas não foi a mais espetacular da noite. Além disso, o resultado foi polêmico, pois o Ross Pearson teve mais iniciativa e mais controle do centro do ocótogono. Se não fosse pela besteira cometida, acho que o Toquinho ganharia o prêmio de melhor luta. Ao menos, foi a mais emocionante.

  • Jonas diz: 29 de agosto de 2011

    Confirmando uma tendência que eu venho apontando já a algum tempo, não houve vitória por finalização. É uma tendência que entre atletas top de linha nas suas categorias a luta permanecça basicamente em pé. Acho que é de se fazer uma análise se foi a evolução no treinamento de defesa contra quedas, ou se é uma característica das regras do UFC em relação ao Pride que torna menso interessante buscar a finalização, o fato é que está cad avez mais raro ver atletas derivado do Jiu-Jitsu entre os top. Todos os atuais campeões são strikers ou wrestlers com bom domínio de trocação…

Envie seu Comentário