Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 17 novembro 2011

Junior Cigano com o maior salário do UFC

17 de novembro de 2011 0

Aconteceu na madrugada do último domingo o UFC  on Fox 1 no Honda Center em Anaheim, California, Estados Unidos.

O evento foi o mais importante da história do UFC, tendo em vista que quase um bilhão de pessoas assistiram a luta principal do show, brindando a popularização do MMA e do UFC nos quatro cantos do Planeta.

Na luta principal do evento, o brasileiro Junior Cigano dos Santos conquistou o título dos pesos pesados (acima de 93kg) do UFC ao nocautear o norte-americano Cain Velasquez em apenas 64 segundos.

A organização do UFC divulgou a importância que cada atleta recebeu para lutar no evento, lembrando que os atletas podem faturar ainda mais com valores de patrocinadores, bem como, em alguns casos, levar participação no PPV (pay-per-view) comercializado pelo UFC.

Confira o valor das bolsas (salientando que os valores abaixo são expressos em dólares):

- Junior Cigano:  $285,000 (incluindo $110,000 pela vitória e $65,000 pelo nocaute da noite).

-  Cain Velasquez: $100,000.

- Ben Henderson: $125,000 (incluindo $30,000 pela vitória e $65,000 pela luta da noite).

- Clay Guida: $105,000 (incluindo $65,000 pela luta da noite).

- Dustin Poirier: $20,000.

- Pablo Garza: $8,000.

– Ricardo Lamas: $85,000 (incluindo $65,000 pela finalização da noite).

- Cub Swanson: $15,000.

- DaMarques Johnson: $28,000.

- Clay Harvison: $8,000.

- Darren Uyenoyama: $12,000.

- Norifumi “Kid” Yamamoto: $15,000.

- Robert Peralta: $16,000.

- Mackens Semerzier: $8,000.

- Alex Caceres: $16,000.

- Cole Escovedo: $6,000.

– Mike Pierce: $36,000.

- Paul Bradley: $18,000.

– Aaron Rosa: $12,000.

- Matt Lucas: $6,000.

Relembre a cobertura completa aqui.

Bookmark and Share

UFC 139: análise de Shogun vs. Dan Henderson

17 de novembro de 2011 0


O UFC 139 está agendado para o próximo sábado no HP Pavilion em San Jose, Estados Unidos.

A luta principal será o combate entre o verde-amarelo Mauricio Shogun e o americano Dan Henderson e será válida  pela divisão dos meio-pesados (até 93kg) , onde o americano Jon Jones é o campeão.

Shogun leva um cartel com 20 vitórias e 5 derrotas, vindo de um imponente nocaute sobre o norte-americano Forrest Griffin no UFC Rio no dia 27 de agosto de 2011.

Já Henderson é  um símbolo do MMA, ostentando 28 triunfos e 8 derrotas, vindo de nocaute sobre o russo e lenda viva Fedor Emelianenko no Strikeforce do dia 30 de julho de 2011.

Acompanhe a análise detalhada do combate:

Mauricio Shogun vs. Dan Henderson

Será efetivamente uma luta muito interessante de ser ver, onde o foco de Shogun irá determinar o resultado da luta.

O brasileiro leva os dois mais importantes cinturões do MMA, onde foi campeão do Pride GP 2005 (era um torneio com 16 lutadores e Shogun foi o 16º a ser convocado) e também do UFC 113 no dia 08 de maio de 2010 (onde nocauteou Lyoto Machida).

Shogun, ao longo da sua vitoriosa carreira só pegou atletas duros e difíceis (na ordem) : Evangelista Cyborg, Renato Babalu, Quinton Rampage Jackson, Rogério Minotouro, Alistair Overeem (duas vezes), Ricardo Arona, Forrest Griffin (duas vezes), Chuck Liddell e Lyoto Machida (duas vezes) e Jon Jones.

As cinco derrotas do brazuca foram para o brasileiro Renato Babalu por finalização (guilhotina) em 2003, para o americano Mark Coleman por interrupção médica (uma fatalidade onde machucou o braço) em 2006, para o americano Forrest Griffin por finalização com um mata-leão em 2007 (na sua estreia no UFC), para Lyoto Machida por decisão unânime dos jurados no UFC 104 em outubro de 2009 e para Jon Jones no UFC 128 no dia 19 de março de 2011.

Contudo, Shogun tem a experiência como grande aliada (nasceu no dia 25 de novembro de 1981), além do seu incrível talento de ir para cima para definir a luta, dominando completamente os fundamentos do MMA.

O brasileiro é expert em Muay Thai, além de ter um jiu-jitsu de altíssimo nível, conhecendo, também, o wresting e pode ser considerado como sendo um atleta de raro quilate.

No outro lado está a lenda Dan Henderson que figura entre os Tops desde os tempos do Pride (extinto evento de MMA japonês, comprado pelo UFC em 2007), sendo o atual campeão dos meio-pesados (até 93kg) do Strikeforce.

Diga-se de passagem que Dan Henderson também duelou na divisão dos médios (até 84kg) e dos pesos-pesados (acima de 93kg), todas com extremo sucesso, sendo campeão ou disputado título em todas as organizações em que passou.

Curiosamente, “Hendo” é um dos raros atletas que saiu do UFC por vontade própria, pois após o seu devastador nocaute sobre o inglês Michael Bisping no UFC 100 no dia 11 de julho de 2009, Henderson não renovou o seu contrato com a maior organização de lutas do Mundo.

Meses após, fechou contrato com o Strikeforce. Atualmente, como o UFC comprou o Strikeforce, a volta do norte-americano ao UFC se tornou inevitável.

Henderson é um dos mais experientes atletas em atividade no esporte (nasceu no dia 24 de agosto de 1970) , sendo que já lutou com 18 brasileiros, vencendo nomes como: Crezio de Souza, Allan Goes, Minotauro (lutou 2 vezes, perdendo uma e vencendo outra), Renato Babalu, Renzo Gracie, Murilo Ninja, Murilo Bustamante, Vitor Belfort, Wanderlei Silva (lutaram duas vezes, com uma vitória para cada), Rousimar Toquinho e Rafael Feijão.

Henderson é um excelente trocador (principalmente o seu conhecido cruzado de direita), tendo um wresting de nível olímpico.

Mauricio Shogun deverá ter como tática manter a luta em pé, impondo o seu magnífico Muay Thai.

Dan Henderson, noutro turno, não deverá alterar o seu feitio, optando pela luta em pé, mantendo bem a distância para a entrada da sua forte mão direita. Contudo, se Dan Henderson vir que o combate tem superioridade brazuca, tentará levar a luta para o solo com suas precisas quedas.

O fator que irá determinar o desfecho da luta será o preparo físico de Mauricio Shogun que se estiver na ponta dos cascos deverá dar um verdadeiro show, nocauteando ou finalizando o perigo e temido Dan Henderson.

Tudo sobre o UFC 139 aqui.


Bookmark and Share

UFC 139 sábado com Wanderlei Silva e Shogun

17 de novembro de 2011 0


O UFC 139 está agendado para o próximo sábado no HP Pavilion em San Jose, Estados Unidos e terá os brasileiros e ex-companheiros de treinos Wanderlei Silva e Mauricio Shogun como principais destaques do show.

Essa coluna fará novamente uma cobertura em tempo real das lutas do UFC, salientando que os duelos preliminares deverão começar por volta das 20:00hs (horário de Brasília).

>>> siga também no  twitter  <<<

A  luta principal será entre o verde-amarelo Mauricio Shogun e o americano Dan Henderson válida pela divisão dos meio-pesados (até 93kg), onde o americano Jon Jones é o campeão.

Shogun leva um cartel com 20 vitórias e 5 derrotas, vindo de um imponente nocaute sobre o norte-americano Forrest Griffin no UFC Rio no dia 27 de agosto de 2011.

O brasileiro leva os dois mais importantes cinturões do MMA, onde foi campeão do Pride GP 2005 e também do UFC 113 no dia 08 de maio de 2010.

Já Henderson é  um símbolo do MMA, tendo duelado nos médios (até 84kg), meio-pesados (até 93kg) e pesados (acima de 93kg), sendo o atual campeão dos meio-pesados do Strikeforce .

Ostenta 28 triunfos e 8 derrotas, vindo de nocaute sobre o russo e lenda viva Fedor Emelianenko no Strikeforce do dia 30 de julho de 2011.

O ídolo brasileiro Wanderlei Silva fará o segundo duelo de maior destaque contra o representante do Vietnã Cung Le , em um combate pela divisão dos médios (até 84kg), onde Anderson Silva é o atual campeão.

Wand tem um cartel com 33 vitórias, 11 derrotas, um empate e um N/C (sem resultado), vindo de nocaute sofrido para o norte-americano Chris Leben no UFC 132 no dia 02 de julho de 2011.

Já Cung Le fará a sua estreia no UFC, ostentando 7 vitórias e apenas um revés na carreira, sendo que em seu último combate acabou nocauteando o norte-americano Scott Smith no Strikeforce do dia 26 de junho de 2010.

Wanderlei Silva precisa muito da vitória, pois depois que retornou ao UFC em 29 de dezembro de 2007 foram 6 duelos, com 4 derrotas (Chuck Liddell, Quinton Rampage Jackson, Rich Franklin e Chris Leben) e apenas dois triunfos (Keith Jardine e Michael Bisping).

O “Mister Pride”, como era conhecido o brazuca, reinou absoluto durante anos no Japão, buscando o retorno da espetacular fase em que viveu nos áureos tempos do evento nipônico.

Destaca-se a batalha de brasileiros, onde Gleison Tibau e Rafael dos Anjos medirão forças pela divisão dos leves (até 70kg), onde Frankie Edgar é o detentor do cinturão.

Gleison Tibau carrega 24 triunfos e 7 fracassos, vindo de finalização com um mata-leão sobre o tupiniquim Rafaello Trator no UFC 130 no dia 28 de maio de 2011.

No outro canto, Rafael dos Anjos tem 15 vitórias e 5 derrotas, sendo que em seu último compromisso no UFC 132 no dia 02 de julho de 2011, simplesmente nocauteou o australiano Georges Sotiropoulos para a surpresa de muitos.

Os brasileiros do card estão destacados abaixo.

Confira o card completo, sujeito a alterações:

- Dan Henderson vs. Mauricio Shogun Rua;

- Cung Le vs. Wanderlei Silva;

- Brian Bowles vs. Urijah Faber;

- Martin Kampmann vs. Rick Story;

- Stephan Bonnar vs. Kyle Kingsbury;

Lutas Prelimares

- Ryan Bader vs. Jason Brilz;

- Tom Lawlor vs. Chris Weidman

- Nick Pace vs. Miguel Torres;

Rafael dos Anjos vs. Gleison Tibau;

- Michael McDonald vs. Alex Soto;

- Seth Baczynski vs. Matt Brown;

- Shamar Bailey vs. Danny Castillo.

Hoje tem a coluna de Caju Freitas no Jornal Zero Hora.

Bookmark and Share