Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Overeem nocauteia Lesnar e é o novo oponente de Cigano

31 de dezembro de 2011 0

Aconteceu na madrugada deste sábado a 141ª edição do UFC, diretamente do MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, Estados Unidos.

Essa coluna fez, como sempre, uma cobertura em tempo real.

>>> Acompanhe aqui pelo twitter  <<<

O UFC 141 foi marcado por boas e longas lutas, com uma arena lotada, com cerca de 18 mil espectadores.

O UFC demonstra novamente que o MMA é o esporte que mais cresce no Planeta e poderá se tornar esporte olímpico nos próximos anos.

A popularidade do UFC realmente impressiona, esgotando os ingressos em todos os lugares em que passa.

O Brasil estava representado por Diego Nunes, Luis Beição e Junior Assunção.

A luta principal do evento foi um duelo de gigantes entre o americano e ex-campeão do UFC Brock Lesnar e o holandês e campeão do Strikeforce Alistair Overeem, em uma categoria de pesados (acima de 93kg) em que o brasileiro Junior Cigano é o atual detentor do Cinturão.

O primeiro  a entrar em cena é Alistair Overeem que vem ao som de música eletrônica e sob vaias do público. Já Brock Lesnar entra completamente tranquilo e confiante para o delírio dos espectadores. Aliás, o brasileiro Rodrigo Comprido é o treinador de Jiu-jitsu do gigante americano.

No 1º round, Overeem domina o centro do octógono. Lesnar tenta o single leg, mas não consegue derrubar. Alistair vai para o clinche e acerta duas fortes joelhadas. Alistair Overeem acerta um chute de esquerda na costela de Brock lesnar que cai e se defende dos socos do holandês até o juiz interromper o combate e decretar a vitória de Alistair Overeem por nocaute.

Após a derrota, Brock Lesnar anunciou a sua aposentadoria do MMA.

Com a vitória, Alistair Overeem é o novo desafiante ao título dos pesados de Junior Cigano, combate que deverá ocorrer na metade do ano.

Na segunda mais importante do evento, os norte-americanos Nate Diaz e Donald Cerrone fizeram um duelo histórico.

Após provocações antes e durante a batalha, os dois atletas proporcionaram a melhor luta do evento.

Foram três rounds de pura trocação, com uma luta se desenvolvendo toda em pé, com golpes dos dois lados. O canhoto Nate Diaz mostrou ampla superioridade durante a batalha, em uma das melhores lutas do ano. No final, os jurados deram a vitória por unanimidade para Nate Diaz.

O primeiro a subir no octagon foi o caxiense Diego Nunes que mediu forças com o armênio Manny Gamburyan na divisão dos penas (até 66kg) do UFC, onde José Aldo é o atual detentor do cinturão.

Diego entra primeiro e parece bem tranquilo e confiante. Logo após, Manny entra em cena no octógono de forma rápida, mas focada.

No 1º round, o armênio toma o centro do octógono, mas leva chutes baixos de Diego. A torcida grita o nome do brasileiro. Manny tenta levar a luta para o solo, mas sem sucesso. O brazuca acerta mais bons chutes baixos. Manny consegue levar a luta para o solo e prende o brasileiro na grade. Diego consegue ficar em pé. Diego toma a iniciativa da luta, dominando agorra o centro do octagon. Round muito parelho.

No 2º round, a luta volta franca com Manny acertando uma boa sequência de cruzados. Manny vai para cima de Diego e tenta a queda. Diego se defende. Diego tenta um chute rodado e o armênio consegue uma boa queda no contra-ataque. Manny fica golpeando por cima da meia-guarda. Diego consegue ficar em pé. Diego consegue acertar duas boas joelhadas.

No 3º round, Manny domina o centro do octagon. Diego acerta dezenas de chutes por dentro da perna esquerda do armênio. Manny tenta um double leg, mas Diego defende e aplica joelhadas. Diego aplica um golpe ilegal. A luta reinicia. manny tenta uma queda e a luta acaba. Round com vantagem de Diego. No final, Diego vence a batalha por decisão unânime.

Na última luta do card preliminar, Junior Assunção lutou contra o inglês Ross Pearson.

No 1º round,  Junior Assunção acerta no tempo e leva a luta para o solo, mas Pearson consegue se levantar. O Inglês imprime um bom ritmo na luta m pé, mas o brasileiro acerta bons golpes no final do assalto. Round parelho.

No 2º round, Junior consegue  uma boa queda, mas o inglês se levanta. Junior acerta um bom direto e a luta fica nas grades. A luta segue na trocação com melhores golpes aplicados pelo inglês.

No 3º round, Junior Assunção consegue uma boa queda, fica na meia guarda, vai para as costas, tenta o mata-leão, tenta uma kimura. O inglês escapa e consegue ficar em pé. Junior tenta botar para baixo, mas sem sucesso. Ross Pearson consegue acertar um bom chute de esquerda e uma joelhada. No final, Ross Pearson vence por decisão unânime dos jurados.

O brasileiro Luiz Beição (que tem 19 vitórias e 7 derrotas) lutaria com o norte-americano Matt Riddle, mas o americano não passou no exame médico momentos antes da luta, obrigando o cancelamento da batalha. Aliás, o brasileiro receberá o valor integral da bolsa, mesmo sem ter lutado.

Tal fato só demonstra o profissionalismo do UFC que somente deixa o atleta lutar se estiver 100%.

Destaque para o incrível nocaute do norte-americano Johny Hendricks sobre o seu compatriota Jon Fitch com um cruzado de esquerda com apenas 12 segundos de luta.

Confira os resultados completos:

- Alistair Overeem nocauteou Brock Lesnar no 1º round; 

- Nate Diaz venceu Donald Cerrone por decisão unânime;

– Johny Hendricks nocauteou Jon Fitch aos 12 segundos do 1º round;

– Alexander Gustafsson nocauteou Vladimir Matyushenko no 1º round;

– Jim Hettes venceu Nam Phan por decisão unânime;

Lutas Preliminares

- Ross Pearson venceu Junior Assunção por decisão unânime; 

– Danny Castillo venceu Anthony Njokuani por decisão dividida;

– Dong Hyun Kim venceu Sean Pierson por decisão unânime;

- Jacob Volkmann venceu Efrain Escudero por decisão unânime;

Diego Nunes venceu Manny Gamburyan por decisão unânime;

Luis Beição Ramos vs. Matt Riddle foi cancelada.

Bookmark and Share

Envie seu Comentário