Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

UFC 157: análise de Lyoto Machida vs. Dan Henderson

21 de fevereiro de 2013 2

Neste sábado acontecerá o o UFC 157, diretamente do Honda Center em Anaheim, California, Estados Unidos.

Acompanhe aqui uma cobertura ao vivo, com os duelos preliminares começando por volta das 19:00hs (horário de Brasília).

Siga no Instagram e Twitter : cajufreitas

O Brasil estará representado por Lyoto Machida e Yuri Villefort.

Na luta principal, a musa Ronda Rousey defenderá o recém recebido cinturão da categoria dos galos contra a sua compatriota Liz Carmouche, na primeira luta feminina na história do UFC.

Lyoto Machida vs. Dan Henderson

Na segunda luta mais importante, Lyoto Machida e o americano Dan Henderson medirão forças, em um embate de meio-pesados (até 93 kg) que poderá definir o próximo desafiante ao cinturão, hoje nas mãos de Jon Jones.

Lyoto nasceu no dia 30 de maio de 1978 e ostenta 18 vitórias e 3 derrotas, vindo de nocaute sobre o americano Ryan Bader no UFC on Fox 4 no dia 4 de agosto. Foi campeão de sua divisão de peso ao nocautear o americano Rashad Evans no UFC 98 dia 23 de maio de 2009.

Lyoto é um dos mais focados e talentosos atletas brasileiros, sendo um verdadeiro exemplo dentro e fora do octógono.

Das 19 vitórias de Lyoto, 9 foram por decisão, 7 por nocaute e 2 por finalização. Machida estava invicto até defender pela segunda vez o seu reinado contra Mauricio Shogun no UFC 113 em 2010 que acabou pegando o título do carateca que conheceu a primeira derrota da carreira. Desde então, perdeu para Quinton Rampage Jackson no UFC 123 no dia 20 de novembro de 2010 em uma polêmica decisão dividida, nocauteou de forma espetacular Randy Couture no UFC 129 no dia 30 de abril de 2011. Perdeu para Jon Jones no UFC 140 em dezembrod e 2011 e vem de nocaute sobre Bader, conforme anteriormente explicado.

Se o representante do Brasil aplicar o seu vitorioso, mas criticado jogo de contra-ataque deverá levar a batalha.

No outro canto, Henderson leva 29 triunfos e 8 derrotas, vindo de vitória sobre Mauricio Shogun no UFC 139 no dia 19 de novembro de 2011. Já lutou na divisão dos médios (até 84kg) e dos pesados (acima de 93kg), todas com extremo sucesso, sendo campeão ou disputado título em todas as organizações em que passou.

Dan Henderson que figura entre os Tops desde os tempos do Pride (extinto evento de MMA japonês, comprado pelo UFC em 2007), sendo que era o campeão dos meio-pesados (até 93kg) do Strikeforce.

Curiosamente, “Hendo” é um dos raros atletas que saiu do UFC por vontade própria, pois após o seu devastador nocaute sobre o inglês Michael Bisping no UFC 100 no dia 11 de julho de 2009, Henderson não renovou o seu contrato com a maior organização de lutas do Mundo.  Meses após, fechou contrato com o Strikeforce. Como o UFC comprou o Strikeforce, a volta do norte-americano ao UFC se tornou inevitável.

Henderson é um dos mais experientes atletas em atividade no esporte (nasceu no dia 24 de agosto de 1970) , sendo que já lutou com 19 brasileiros, vencendo nomes como: Crezio de Souza, Allan Goes, Minotauro (lutou 2 vezes, perdendo uma e vencendo outra), Renato Babalu, Renzo Gracie, Murilo Ninja, Murilo Bustamante, Vitor Belfort, Wanderlei Silva (lutaram duas vezes, com uma vitória para cada), Rousimar Toquinho, Rafael Feijão e Shogun.

Henderson é um excelente trocador (principalmente o seu conhecido cruzado de direita), tendo um wresting de nível olímpico. Nunca foi nocauteado.

O ex-campeão do Pride não deverá alterar o seu feitio, optando pela luta em pé, mantendo bem a distância para a entrada da sua forte mão direita. Contudo, se Dan Henderson vir que o combate tem superioridade brazuca, tentará levar a luta para o solo com suas precisas quedas. Os 15 meses longe do octógono poderão fazer diferança, muito embora não canse ao longo das lutas.

Por outro lado, a estratégia de Lyoto deverá consistir em ficar na longa distância, deixando para golpear somente nos contra-ataques, deixando a iniciativa do combate para o americano.

Será um duelo claro: a espera de Lyoto (que não irá arriscar na tomada de iniciativa da trocação, sendo que irá jogar no contragolpe) contra o jogo justo e versátil de Henderson que tentará alcançar o brasileiro na longo distância.

Se Lyoto jogar na sua famosa tática de contra-ataque, Henderson terá sérias dificuldades e poderá se irritar ao longo da luta, precipitando posições e ataques, caindo no jogo eficiente do verde-amarelo.

Sendo assim, se Lyoto deverá levar vantagem e vencer por nocaute.

Tudo sobre o UFC 157 aqui.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas na Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • sylvio diz: 21 de fevereiro de 2013

    Nocaute?? Hendo nunca perdeu por nocaute nem mesmo técnico em todos esses anos lutando.

Envie seu Comentário