Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

UFC 167: St. Pierre leva sufoco mas mantém o título dos meio-médios

17 de novembro de 2013 6

Georges St Pierre manteve o seu título foto divulgação ufc

Aconteceu na  madrugada desse domingo o UFC 167, diretamente do MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, Estados Unidos, comemorando os 20 anos do maior torneio de lutas do momento. A 1ª edição do UFC aconteceu no dia 12 de novembro de 1993 em Denver, Estados Unidos.

Com Ingressos esgotados, em uma arena completamente lotada, com quase 20 mil espectadores, a edição foi de grande sucesso.

Caju Freitas fez, como de costume, uma cobertura ao vivo.

Siga também no Instagram e Twitter: cajufreitas

A luta principal teve a nona defesa do título dos meio-médios (até 77 kg) do canadense Georges St. Pierre que pegou o desafiante americano Johny Hendricks.

O primeiro a ingressar é Hendricks que é aplaudido e aparenta calma e tranquilidade. Logo em seguida, as luzes se apagam e St. Pierre é chamado para o delírios do público que ovaciona o campeão dos meio-médios. GSP entra de kimono e faixa-preta.

No 1º round, Hendricks tenta um cruzado de esquerda, mas GSP pendula e consegue um double leg que leva a luta para o solo. O desafiante consegue se levantar e a luta fica com troca de pegada na  grades e consegue com contragolpe de queda e fica por cima. GSP consegue voltar em pé onde acerta bons chutes e jabs, respondidos com cruzados de Hendricks. Round empatado.

No 2º round, o round começa estudada quando Hendricks acerta uma espetacular sequencia de cruzados e ganchos e GSP sente. Agora o campeão tira a distância com jabs que passam pela guarda do americano. Round com vantagem do desafiante.

No 3º round,  GSP toma o centro do octógono acertsando chutes baixos e jabs. Hendricks sabe que está dificultando a trocação de GSP por ser canhoto. Hendricks aproveita um cruzado do campeão para colocar a luta para o solo. Round parelho. 10×10. 

No 4º round, GSP trabaçha jabs e Hencdricks entra no tempo certo e consegue uma queda. No solo, Hendricks acerta golpes da guarda do canadense. O campeão consegue ficar em pé. A luta agora fica com troca de esgrimas nas grades. Round com vantagem de Hendricks que conseguiu uma queda.

No 5º round, o campeão vem com tudo para tentar uma queda, mas o desafiante se mostra em grande forma para evitar quedas. GSP acerta um jab e um direto e leva a luta para o chão, onde tenta uma guilhotina, sem sucesso. St. Pierre é superior na etapa, pois sabe que o round é decisivo para a manutenção do título. A torcida grita o nome do campeão que tenta levar para o solo nas grades com um single leg.

No final, os jurados deram a vitória para St. Pierre por decisão dividida. Foi apertada, mas justa.

Curiosidade: GSP emplacou a sétima vitória consecutiva por decisão dos jurados.

Revanche: Apesar de ter anunciado que ficará alguns meses longe do octógono, falando até em aposentadoria, St. Pierre deverá dar uma revanche a Hendricks em 2014.

Recorde: está muito perto de igualar o recorde de Anderson Silva com 10 defesas de cinturão do UFC.

Polêmica: olhando o replay do início do primeiro round fica a dúvida se Hendricks teria ou não desistido com os “três tapinhas” após levar uma guilhotina na montada.

Na segunda luta mais importante, os americanos Chael Sonnen e Rashad Evans duelaram pelos meio-pesados (até 93 kg) divisão comandada por Jon Jones. No 1º round, Rashad Evans suportou uma pressão inicial de Sonnen e conseguiu uma boa queda. No solo, Evans acertou golpes da montada, com Sonnen dando as costas e obrigando o árbitro Herb Dean a interromper o combate. Grande êxito do ex-campeão Rashad Evans.

No card preliminar, o único brasileiro do evento foi Thales Leites que enfrentou o americano Ed Herman pelos médios. O brasileiro dominou os três rounds, levando a luta para o solo com precisas quedas, onde utilizou o seu bom jiu-jitsu para mostrar total superioridade durante todo o duelo, vencendo por decisão unânime dos jurados.

Vídeo com a previsão dos combate aqui.

 Confira os resultados completos:

- Georges St. Pierre venceu Johny Hendricks por decisão dividida (título meio-médios);

- Rashad Evans nocauteou Chael Sonnen no 1º round;

- Robbie Lawler venceu Rory MacDonald por decisão dividida;

- Tyron Woodley nocauteou Josh Koscheck no 1º round;

- Ali Bagautinov venceu Tim Elliott por decisão unânime;

Lutas Preliminares

- Donald Cerrone finalizou Evan Dunham com um triângulo no 1º round;

- Thales Leites venceu Ed Herman por decisão unânime;

- Rick Story venceu Brian Ebersole por decisão unânime;

 - Erik Perez venceuEdwin Figueroa por decisão unânime;

 - Jason High venceu Anthony Lapsley por decisão unânime;

- Sergio Pettis venceu Will Campuzano por decisão unânime;

- Gian Villante nocauteou Cody Donovan no 2º round.

 ” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas na Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

Comentários (6)

  • Paulinho diz: 17 de novembro de 2013

    Vergonhosa a falta de respeito com quem teve de esperar até 4 hrs da madrugada pra assistir a esta palhaçada. Georges St. Pierre apanhou a luta toda e terminou a mesma com a cara destruída, mesmo assim, a mando do dono do UFC manteve o título injustamente. Mas bem, após vermos A. Silva entregar uma luta descaradamente e J. Cigano vencer Velasquez milagrosamente, pode-se esperar tudo neste tal evento.
    Esperem tudo, menos que eu continue pagando pra ser feito de palhaço.

  • Kidids diz: 17 de novembro de 2013

    Aí não, Caju! GSP levou uma surra histórica ontem. Quando a luta terminou ele não conseguia nem falar na entrevista. Chegou a dizer que não estava enxergando com um olho e não era capaz de lembrar de grande parte da luta. Além disso, ficou com o rosto totalmente destruído – tanto que saiu da MGM Arena direto pro hospital.

    Hendricks, por outro lado, tinha um ou dois arranhões na testa, estava lúcido e completamente perplexo com o crime cometido pelos jurados da comissão atlética de Nevada. Até o Dana White veio dizer que não concordava com o resultado. Quem viu vitória de GSP na luta de ontem estava muito loucão. Todavia, acontece. Errar é humano.

  • Juarez Fagundes diz: 18 de novembro de 2013

    “No final, os jurados deram a vitória para St. Pierre por decisão dividida. Foi apertada, mas justa.”
    JUSTA, vc ta de palhaçada, o cara levou uma sumanta de cacete. Vc ta de brincadeira.

  • João Gabriel diz: 19 de novembro de 2013

    Justa a decisão Caju? se tu mesmo deu 2 rounds empatados e 2 pro Hendricks , a Mascara GSP caiu

  • Igor diz: 19 de novembro de 2013

    Tua contagem:
    1º – 10 x 10,
    2º – 9 x 10,
    3º – 10 x 10,
    4º – 9 x 10,
    5º – 10 x 9,

    Pela TUA narração empataram 3 rounds, Hendricks venceu 2 e GSP 1 round. E tu tem a cara de pau de escrever: “Foi apertada, mas justa”.

    Eu só posso estar louco… E não me venha com aquelas bobagens de “o desafiante tem que mostrar ALGO A MAIS”… Se ganhou a luta, ganhou o cinturão. Não tem isso!

  • Eduardo Machado diz: 21 de novembro de 2013

    Foi a maior vergonha que já vi no MMA.. O cara realmente foi massacrado a luta inteira. No final quando perguntado se ele ficou surpreso com a vitória ele ficou até meio constrangido em responder… O Hendricks, só bateu a luta inteira, terminou sem um arranhão. O St. Pierre no máximo conseguiu empatar 1 round… Palhaçada…

Envie seu Comentário