Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Jungle Fight 76 faz história com disputa de três Cinturões

12 de abril de 2015 0
divulgação

divulgação

Na noite de sábado aconteceu, no ginásio Prudente de Moraes, em Itu, a edição de número 76 do Jungle Fight.

Na primeira luta feminina da noite, Amanda Ribas venceu por decisão unânime dos juízes

A primeira luta feminina começou com as atletas se estudando muito no chão – Amanda levou vantagem no primeiro assalto. Já no segundo round, com a luta em pé, Amanda conectou bons golpes conseguiu uma linda queda. Em seguida, conseguiu montar e, novamente, encaixou bons socos. Após intervenção do juiz, com a luta em pé, Amanda continuava superior e muito agressiva. No terceiro e último assalto, Amanda conseguiu uma boa queda e quase finalizou com um armlock, porém, Aline conseguiu escapar bem e a luta foi pra decisão dos juízes. Com 27-30 27-30 e 27-30 Amanda Ribas venceu por decisão unânime.

Jonas Bilharinho acerta lindo chute e faz história no Jungle Fight

Na primeira luta valendo cinturão, Jonas Bilharinho não deu chances a Fabiano Soldado. Logo com 1 minuto e 26 segundos do primeiro assalto, o atual campeão peso-galo levou os espectadores ao delírio com um belíssimo chute alto que levou Fabiano à lona, completamente apagado. Jonas se torna o primeiro atleta dono de dois cinturões em categorias diferentes no Jungle Fight. Sem dúvidas, o nocaute da noite. Atleta da Team Nogueira, Jonas foi muito elogiado por Minotauro, que chegou a chama-lo de gênio após o combate.

 Ericka Almeida mantém o cinturão peso palha feminino no Brasil

Em mais uma luta pelo cinturão, dessa vez pelo peso-palha feminino, Ericka Almeida, que tinha todo o apoio da torcida – a atleta é de Sorocaba, cidade vizinha ao local do evento – conseguiu encaixar um belo triângulo e finalizou a chilena logo com 1 minuto e 52 segundos do primeiro assalto. Ao final do combate, muito emocionada e aos gritos da torcida, Ericka agradeceu à organização do evento e se disse muito orgulhosa em manter o cinturão do maior evento de MMA da América Latina no Brasil.

Bruno Lopes massacra norte-americano e cinturão dos meio-médios fica no Brasil

No principal confronto do histórico Jungle Fight 76, Bruno Lopes entrou na arena Jungle com seu tradicional chapéu de cowboy e, de cara, recebeu todo o apoio da torcida presente no ginásio. Empurrado pela galera, Bruno começou melhor, buscando mais o combate e dando trabalho ao norte-americano, tanto em pé, quanto no chão – Bruno conseguia conectar bons golpes e quedou seu adversário com maestria. Já no segundo assalto, Bruno também começou superior, apesar de Suavecito ter conseguido um belo direto de direita no queixo do brasileiro. Os socos de Bruno na linha de cintura do norte-americano entraram. Bruno variou muito seus golpes, alternando socos na linha de cintura e cruzados, tanto de esquerda, quanto de direita. A mão pesada de Bruno deixou Suavecito visivelmente castigado, a ponto dos médicos precisarem entrar na Arena para avaliar o atleta. Com o olho bastante inchado, Suavecito voltou para o confronto e tentou levar a luta para o chão, já que estava levando prejuízo na trocação. Sem sucesso, o norte-americano teve que aguentar a sequência de golpes do brasileiro. E aguentou. Suavecito se mostrou um atleta muito duro, mas não foi suficiente. Por decisão unânime dos juízes, o cinturão dos pesos-médios fica no Brasil!

CARD PRINCIPAL
Bruno Lopes venceu José Diaz Suavecito por decisão unânime (triplo 30-27)
Ericka Almeida venceu Jennifer Gonzalez por finalização a 1m52s do R1
Jonas Bilharinho venceu Fabiano Soldado por nocaute a 1m26s do R1
Álvaro Correa venceu Arthur Ribas por nocaute a 1m48s do R1
CARD PRELIMINAR
Diego Barbosa venceu Bruno Beirute por decisão dividida (28-29, 29-28 e 29-28)
Amanda Ribas venceu Aline Sattelmayer por decisão unânime (triplo 30-27)
Herbeth Reis venceu Diego Paiva por finalização aos 38s do R3
Israel Ottoni venceu Leandro Apagão por finalização aos 4m09s do R2
Ariston França venceu Carlos Eduardo Carlim por nocaute técnico a 1m02s do R3
Danilo Adreani venceu Danilo Alves por finalização a 1m54s do R2
Willian Kuraça venceu Junior Pica Pau por nocaute técnico aos 3m45s do R3

Bookmark and Share

Envie seu Comentário