Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "STRIKEFORCE"

Último Strikeforce da história neste sábado

11 de janeiro de 2013 0

Neste sábado acontecerá no Chesapeake Energy Arena em Oklahoma, Estados Unidos, a última edição do Strikeforce.

Siga no twitter e instagram: cajufreitas

O Strikeforce era o maior concorrente do UFC até o momento em que o maior torneio de lutas – no dia 11 de março de 2011 – anunciou a sua compra.

Agora, o show seguirá os mesmos passos do Pride (maior evento de MMA japonês que foi comprado e extinto pelo UFC em 2007)  e do WEC (evento americano de extremo sucesso que se fundiu com o UFC em 2010) e será extinto.

O card contará com os brasileiros Ronaldo Jacaré, Roger Gracie, Jorge Gurgel e Adriano Martins.

Ademais, o show terá outros grandes e conhecidos nomes do esporte como Nate Marquardt (ex-campeão do Pancrase e Strikeforce), Daniel Cormier (campeão do torneio dos pesados) e Josh Barnett (lenda desde os tempo do Pride).

Confira o card completo, sujeito a alterações:

– Nate Marquardt vs. Tarec Saffiedine (título meio-médios);

– Daniel Cormier vs. Dion Staring;

– Josh Barnett vs. Nandor Guelmino;

– Gegard Mousasi vs. Mike Kyle;

– Ed Herman vs. Ronaldo Jacaré Souza;

Lutas Preliminares

– Pat Healy vs. Kurt Holobaugh;

Roger Gracie vs. Anthony Smith;

– Tim Kennedy vs. Trevor Smith;

– Ryan Couture vs. K.J. Noons.

Jorge Gurgel vs. Adriano Martins:

- Michael Bravo vs. Estevan Payan.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas na Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

UFC São Paulo tem nova luta alterada

01 de janeiro de 2013 0


O UFC São Paulo será no ginásio do Ibirapuera no dia 19 de janeiro, em um show batizado de UFC on FX 7.

O brasileiro Caio Monstro Magalhães (que tinha sido chamado para substituir Thiago Bodão no show) também se lesionou durante os treinos e foi retirado do card. Agora, o holandês Michael Kuiper – que teve seu oponente alterado duas vezes – deverá ser movido para outro UFC.

Será a sexta vez em território tupiniquim e a segunda na capital paulista – recebeu a primeira edição do UFC no País em outubro de 1998, no ginásio da Portuguesa.

Confira o card do evento, sujeito a alterações:

Vitor Belfort vs. Michael Bisping;

- C.B. Dollaway vs. Daniel Sarafian;

- Ben Rothwell vs. Gabriel Napão Gonzaga;

- Khabib Nurmagomedov vs. Thiago Tavares;

Lutas preliminares

Godofredo Pepey vs. Miltinho Vieira;

- Andrew Craig vs. Ronny Markes;

- Nik Lentz vs. Diego Nunes;

- Justin Salas vs. Edson Barboza;

- George Roop vs. Iuri Marajó;

- Roger Hollett vs. Wagner Caldeirão;

- C.J. Keith vs. Francisco Massaranduba.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas na Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.


Bookmark and Share

Nova Iorque poderá receber o UFC em novembro

01 de janeiro de 2013 0




Dana White está muito perto de realizar o seu sonho de um show em Nova Iorque foto: Caju Freitas

Dana White está muito perto de realizar o seu sonho de um show em Nova Iorque foto: Caju Freitas


O UFC reservou o Madison Square Garden, em Nova Iorque para uma etapa em novembro, comemorando 20 anos da maior organização de lutas do Planeta.

A 1ª edição aconteceu no dia 12 de novembro de 1993 em Denver, Colorado, Estados Unidos, tendo Royce Gracie como grande campeão.

De lá para cá, o Ultimate fez mais de 200 grandiosos eventos, popularizando cada vez mais o MMA ao redor do Mundo.

Será primeira vez que Nova Iorque receberá o show, em uma cidade que já respira o sucesso dos maiores lutadores em atividade há anos.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas no jornal Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

Os salários do UFC "Cigano vs. Velasquez"

31 de dezembro de 2012 7

O UFC 155 aconteceu na madrugada deste domingo diretamente do MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, Estados Unidos.  A Arena estava completamente lotada, com 20 mil pessoas, em mais uma edição de extremo sucesso do UFC. O número de brasileiros presentes no MGM realmente impressionou.

Caju Freitas fez, como de costume, uma cobertura ao vivo do UFC.

Siga no twitter @cajufreitas

Siga no Instagram: cajufreitas

Na luta principal da noite, o catarinense Junior Cigano colocou o seu título dos pesados em disputa em uma revanche contra o americano Cain Velasquez. Após cinco rounds de grande domínio, Cain Velasquez venceu por decisão unânime e recuperou o seu título.

A organização do UFC divulgou a importância que cada atleta recebeu para lutar no evento, lembrando que os atletas podem faturar ainda mais com valores de patrocinadores, bem como, em alguns casos, levar participação no PPV (pay-per-view) comercializado pelo UFC.

Confira o valor das bolsas (salientando que os valores abaixo são expressos em dólares):

– Cain Velasquez: $200,000.

- Junior Cigando dos Santos: $400,000

– Jim Miller: $147,000 (incluindo 65,000 da luta da noite).

- Joe Lauzon: $92,000 (incluindo 65,000 da luta da noite).

– Constantinos Philippou: $36,000.

- Tim Boetsch: $37,000.

- Yushin Okami: $84,000.

-  Alan Belcher: $37,000.

- Derek Brunson: $30,000.

- Chris Leben: $51,000.

– Eddie Wineland: $30,000.

- Brad Pickett: $17,000.

- Erik Perez: $20,000.

- Bryon Bloodworth $6,000.

- Jamie Varner: $24,000.

- Melvin Guillard: $42,000.

- Myles Jury: $16,000.

- Michael Johnson $14,000.

- Todd Duffee: $83,000 (incluindo $65,000 do melhor nocaute).

- Phil De Fries: $14,000.

- Max Holloway: $24,000.

- Leonard Garcia: $20,000.

- John Moraga: $87,000 (incluindo $65,000 da finalização da noite).

-  Chris Cariaso: $12,000.

Relembre a cobertura completa aqui.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas no jornal Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às terças no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

Anderson Silva assina por mais 10 lutas no UFC

31 de dezembro de 2012 0


Dana White – mandachuva do UFC- anunciou que Anderson Silva renovou o seu contrato com por mais 10 lutas, no contrato mais longo da história do show. A média aponta para contratos por quatro lutas.

O campeão dos médios espera pela definição do seu próximo desafiante que deverá sair do embate entre o inglês Michael Bisping e Vitor Belfort que farão a luta principal do UFC São Paulo no dia 19 de janeiro no Ginásio do Ibirapuera.

Anderson reina entre os médios desde 2006 e é o melhor de todos os tempos do MMA. Emplacou a 17ª vitória consecutiva na carreira ao nocautear Stephan Bonnar no UFC 153 em outubro (pelos meio-pesados). Leva 33 vitórias e 4 derrotas e espera pela definição do seu próximo adversário.

Aos 37 anos (nasceu no dia 14 de abril de 1975), o “Spider” deverá seguir o mesmo rumo da lenda Randy Couture e figurar no octógono até perto dos 50 anos.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas na Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

Os premiados do UFC "Cigano vs. Velasquez"

30 de dezembro de 2012 0

O UFC 155 aconteceu na madrugada deste domingo diretamente do MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, Estados Unidos.  A Arena estava completamente lotada, com 20 mil pessoas, em mais uma edição de extremo sucesso do UFC. O número de brasileiros presentes no MGM realmente impressionou.

Caju Freitas fez, como de costume, uma cobertura ao vivo do UFC.

Siga no twitter @cajufreitas

Siga no Instagram: cajufreitas

Na luta principal da noite, o catarinense Junior Cigano colocou o seu título dos pesados em disputa em uma revanche contra o americano Cain Velasquez. Após cinco rounds de grande domínio, Cain Velasquez venceu por decisão unânime e recuperou o seu título.

De mais a mais, a organização americana sempre premia a melhor luta,  a melhor finalização e o melhor nocaute do evento.

O bônus foi de 65 mil dólares para cada atleta eleito.

Cada lutador escolhido, além do cheque do referido bônus, leva para casa também o valor da bolsa (importância que o atleta recebe por lutar, uma espécie de salário).

Destaque para o americano Joe Lauzon que conquistou a 12ª premiação no UFC, alcançando Anderson Silva em número de bônus extras. Aliás, dos doze prêmios do americano, 5 foram por  melhor luta, 6 por melhor finalização e um pelo nocaute da noite.

Confira os eleitos:

Melhor luta

- Jim Miller vs. Joe Lauzon.

Melhor nocaute

-Todd Duffee sobre Philip De Fries.

Melhor finalização

- John Moraga sobre Chris Cariaso.

Relembre a cobertura completa aqui.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas no jornal Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às terças no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

Velasquez vence Cigano e recupera cinturão dos pesados

30 de dezembro de 2012 0

Velasquez vence Cigano no UFC 155 foto divulgação ufc

O UFC 155 aconteceu na madrugada deste domingo diretamente do MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, Estados Unidos.

A Arena estava completamente lotada, com 20 mil pessoas, em mais uma edição de extremo sucesso do UFC. O número de brasileiros presentes no MGM realmente impressionou.

Caju Freitas fez, como de costume, uma cobertura ao vivo do UFC.

Siga no twitter @cajufreitas

Siga no Instagram: cajufreitas

Na luta principal da noite, o catarinense Junior Cigano colocou o seu título dos pesados em disputa pela segunda vez contra o americano Cain Velasquez.

Junior Cigano vs. Cain Velasquez

O duelo foi uma revanche, já que no primeiro encontro no UFC on Fox 1 no dia 12 de novembro de 2011, Junior Cigano nocauteou Cain Velasquez e faturou o cinturão.

O primeiro a ingressar é Cain Velasquez que é recebido com sonoras vaias. Ele entra ao som de música mexicana e parece muito concentrado.

Em seguida, Cigano é chamado e entra sob gritos e de um barulho impressionante. O campeão é acompanhado por Luiz Carlos Dórea que dá as últimas instruções.

Bruce Buffer anuncia os lutadores para o delírio dos fãs que superlotam as suntuosas dependências da Grand Garden Arena no MGM. Torcida brasileira em peso que grita: “Brasil, Brasil…”

No 1º round, Velasquez consegue uma queda e vai com tudo para cima. Cigano se levanta e escapa. A luta em ritmo frenético. Velasquez tenta levar para o solo a todo custo. Cigano defende novamente. A torcida grita o nome do brasileiro. O campeão tenta a linha de cintura. Velasquez encurta e prensa nas grades. Velasquez acerta um cruzado de esquerda e Cigano desaba. O desafiante fica acertando golpes na grade enquanto cigano tenta se defender. Velasquez agora golpeia das costas de Cigano. Round de Velasquez.

No 2º round, Cigano tenta um jab, mas é surpreendido com nova queda de Velasquez que agora golpeia  das costas. O brazuca tenta se levantar e Velasquez consegue nova queda. A luta volta em pé com Cigano visivelmente abalado com os golpes do desafiante. A batalha vai para as grades e Cain alcança um double leg e a luta volta para o chão. Cain Velasquez tenta um arm-lock, mas o brasileiro escapa. Duelo volta em pé com Velasquez acertando golpes na grade.

No 3º round, Velasquez logo toma o centro do octógono e tenta uma queda, bem defendida por Cigano. A luta fica com troca de pegadas nas grades. Bons ganchos aplicados por Velasquez.

No 4º round, Cigano tenta golpes na linha de cintura. Velasquez prensa o brasileiro nas grades e tenta queda. Cigano tenta tirar a distância, mas Velasquez cata a perna e leva a luta para o solo. O campeão se levanta. Velasquez acerta ganchos potentes. A torcida volta a gritar o nome do campeão. Cigano tenta golpes na luta de cintura e o round acaba. Mais um round com domínio do desafiante.

No 5º round, Velasquez segue com a mesma estratégia de encurtar e tentar quedas. Cigano defende as tentativas. A luta volta para as grades, com troca de pegadas. Velasquez tenta um single leg, Cigano tenta defender e e luta vai para o solo. O desafiante alcança as costas do brasileiro que se levanta. Velasquez é superior novamente, tomando a iniciativa do combate. No final, Cain Velasquez vence por decisão unânime e é o novo campeão dos pesados, recuperando o seu reinado. (já tinha sido campeão do UFC 121 em outubro de 2010 ao nocautear o americano Brock Lesnar).

Na segunda luta mais importante do evento, os americanos Joe Lauzon e Jim Miller mediram forças pela divisão dos leves (até 70 kg), onde reina Ben Henderson.

No 1º round, a trocação é franca. Miller logo acerta um chute baixo e uma excelente sequência de cruzados. Lauzon escapa na distância. Jim Milelr segue na pressão e acerta dezenas de cotoveladas em Lauzon, quase encaixando um katagatame em pé. A luta é interrompida para atendimento de Lauzon. O combate segue com total domínio na trocação de Jim Miller.

No 2º round, Miller consegue um “double leg” e leva a luta para o solo, batendo da guarda de Lauzon. Agora Miller acerta golpes da meia guarda, dominando completamente o combate. Alcança a montada na sequência, de onde acerta dezenas de socos. Lauzon consegue raspar e agora fica por cima batendo da guarda de Miller. Agora Lauzon tenta uma chave de joelho reta, mas Miller calça a bota e escapa.

No 3º round, Joe Lauzon mostra ser um grande guerreiro e resiste à pressão de Jim Miller que acerta os melhores golpes em pé. A melhor luta do evento até agora. A trocação é franca e golpes dos dois lados. Lauzon encaixa uma chave de calcanhar. Miller vai para cima para escapar e quase leva uma guilhotina do “guerreiro” Lauzon. No final, Jim Miller vence por decisão unânime.

Ainda, o duelo Yushin Okami e o americano Alan Belcher mereceu destaque pelos médios. Okami dominou completamente as ações, conseguindo boas quedas com total domínio no solo. No final, o japonês venceu por decisão unânime.

Confira os resultados completos:

– Cain Velasquez venceu Junior Cigano dos Santos por decisão unânime (título pesados);

– Jim Miller venceu Joe Lauzon por decisão unânime;

– Constantinos Philippou nocauteou Tim Boetsch no 3º round;

– Yushin Okami venceu Alan Belcher por decisão unânime;

– Derek Brunson venceu Chris Leben por decisão unânime;

Lutas Preliminares

– Eddie Wineland venceu Brad Pickett por decisão dividida;

– Erik Perez nocauteou Byron Bloodworth no 1º round;

– Jamie Varner venceu Melvin Guillard por decisão dividida;

– Myles Jury venceu Michael Johnson por decisão unânime;

– Todd Duffee nocauteou Philip De Fries no 1º round;

– Max Holloway venceu Leonard Garcia por decisão dividida;

– John Moraga finalizou Chris Cariaso com um triângulo de mão no 3º round.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas no jornal Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

AO VIVO: Velasquez vence Cigano e recupera cinturão dos pesados

29 de dezembro de 2012 2

O UFC 155 aconteceu na madrugada deste domingo  diretamente do MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, Estados Unidos.

A Arena estava completamente lotada, com 20 mil pessoas, em mais uma edição de extremo sucesso do UFC. O número de brasileiros presentes no MGM realmente impressionou.

Caju Freitas fez, como de costume, uma cobertura ao vivo do UFC.

Siga no twitter @cajufreitas

Siga no Instagram: cajufreitas

Na luta principal da noite, o catarinense Junior Cigano colocou o seu título dos pesados em disputa pela segunda vez contra o americano Cain Velasquez.

Junior Cigano vs. Cain Velasquez

O duelo foi uma revanche, já que no primeiro encontro no UFC on Fox 1 no dia 12 de novembro de 2011, Junior Cigano nocauteou Cain Velasquez e faturou o cinturão.

O primeiro a ingressar é Cain Velasquez que é recebido com sonoras vaias. Ele entra ao som de música mexicana e parece muito concentrado.

Em seguida, Cigano é chamado e entra sob gritos e de um barulho impressionante. O campeão é acompanhado por Luiz Carlos Dórea que dá as últimas instruções.

Bruce Buffer anuncia os lutadores para o delírio dos fãs que superlotam as suntuosas dependências da Grand Garden Arena no MGM. Torcida brasileira em peso que grita: “Brasil, Brasil…”

No 1º round, Velasquez consegue uma queda e vai com tudo para cima. Cigano se levanta e escapa. A luta em ritmo frenético. Velasquez tenta levar para o solo a todo custo. Cigano defende novamente. A torcida grita o nome do brasileiro. O campeão tenta a linha de cintura. Velasquez encurta e prensa nas grades. Velasquez acerta um cruzado de esquerda e Cigano desaba. O desafiante fica acertando golpes na grade enquanto cigano tenta se defender. Velasquez agora golpeia das costas de Cigano. Round de Velasquez.

No 2º round, Cigano tenta um jab, mas é surpreendido com nova queda de Velasquez que agora golpeia  das costas. O brazuca tenta se levantar e Velasquez consegue nova queda. A luta volta em pé com Cigano visivelmente abalado com os golpes do desafiante. A batalha vai para as grades e Cain alcança um double leg e a luta volta para o chão. Cain Velasquez tenta um arm-lock, mas o brasileiro escapa. Duelo volta em pé com Velasquez acertando golpes na grade.

No 3º round. Velasquez logo toma o centro do octógono e tenta uma queda, bem defendida por Cigano. A luta fica com troca de pegadas nas grades. Bons ganchos aplicados por Velasquez.

No 4º round, Cigano tenta golpes na linha de cintura. Velasquez prensa o brasileiro nas grades e tenta queda. Cigano tenta tirar a distância, mas Velasquez cata a perna e leva a luta para o solo. O campeão se levanta. Velasquez acerta ganchos potentes. A torcida volta a gritar o nome do campeão. Cigano tenta golpes na luta de cintura e o round acaba. Mais um round com domínio do desafiante.

No 5º round, Velasquez segue com a mesma estratégia de encurtar e tentar quedas. Cigano defende as tentativas. A luta volta para as grades, com troca de pegadas. Velasquez tenta um single leg, Cigano tenta defender e e luta vai para o solo. O desafiante alcança as costas do brasileiro que se levanta. Velasquez é superior novamente, tomando a iniciativa do combate. No final, Cain Velasquez vence por decisão unânime e é o novo campeão dos pesados, recuperando o seu reinado. (já tinha sido campeão do UFC 121 em outubro de 2010 ao nocautear o americano Brock Lesnar).

Na segunda luta mais importante do evento, os americanos Joe Lauzon e Jim Miller mediram forças pela divisão dos leves (até 70 kg), onde reina Ben Henderson.

No 1º round, a trocação é franca. Miller logo acerta um chute baixo e uma excelente sequência de cruzados. Lauzon escapa na distância. Jim Milelr segue na pressão e acerta dezenas de cotoveladas em Lauzon, quase encaixando um katagatame em pé. A luta é interrompida para atendimento de Lauzon. O combate segue com total domínio na trocação de Jim Miller.

No 2º round, Miller consegue um “double leg” e leva a luta para o solo, batendo da guarda de Lauzon. Agora Miller acerta golpes da meia guarda, dominando completamente o combate. Alcança a montada na sequência, de onde acerta dezenas de socos. Lauzon consegue raspar e agora fica por cima batendo da guarda de Miller. Agora Lauzon tenta uma chave de joelho reta, mas Miller calça a bota e escapa.

No 3º round, Joe Lauzon mostra ser um grande guerreiro e resiste à pressão de Jim Miller que acerta os melhores golpes em pé. A melhor luta do evento até agora. A trocação é franca e golpes dos dois lados. Lauzon encaixa uma chave de calcanhar. Miller vai para cima para escapar e quase leva uma guilhotina do “guerreiro” Lauzon. No final, Jim Miller vence por decisão unânime.

Ainda, o duelo Yushin Okami e o americano Alan Belcher mereceu destaque pelos médios. Okami dominou completamente as ações, conseguindo boas quedas com total domínio no solo. No final, o japonês venceu por decisão unânime.

Confira os resultados completos:

- Cain Velasquez venceu Junior Cigano dos Santos por decisão unânime (título pesados);

- Jim Miller venceu Joe Lauzon por decisão unânime;

- Constantinos Philippou nocauteou Tim Boetsch no 3º round;

- Yushin Okami venceu Alan Belcher por decisão unânime;

- Derek Brunson venceu Chris Leben por decisão unânime;

Lutas Preliminares

- Eddie Wineland venceu Brad Pickett por decisão dividida;

- Erik Perez nocauteou Byron Bloodworth no 1º round;

- Jamie Varner venceu Melvin Guillard por decisão dividida;

- Myles Jury venceu Michael Johnson por decisão unânime;

Todd Duffee nocauteou Philip De Fries no 1º round;

Max Holloway venceu Leonard Garcia por decisão dividida;

- John Moraga finalizou Chris Cariaso com um triângulo de mão no 3º round.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas no jornal Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

UFC 155 ao vivo hoje com "Cigano vs. Velasquez"

29 de dezembro de 2012 0


O UFC 155 acontecerá neste sábado, diretamente do MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, Estados Unidos.

Clique aqui e acompanhe aqui uma cobertura ao vivo, com os duelos preliminares começando por volta das 21:00hs (horário de Brasília).

Siga no twitter @cajufreitas

Na luta principal da noite, o catarinense Junior Cigano colocará o seu título dos pesados em disputa pela segunda vez contra o americano Cain Velasquez.

Cigano leva 15 vitórias e apenas uma derrota, vindo da primeira defesa de Cinturão, onde nocauteou o americano Frank Mir no UFC 146 no dia 23 de maio, saindo do octógono com mais um triunfo na carreira – foi o nono no UFC, em nove lutas do torneio.

Por outro lado, Cain Velasquez ostenta 10 triunfos e apenas uma derrota e agora terá a chance da revanche em um tentativa de recuperar o seu reinado. O ex-campeão  nocauteou o brasileiro Antônio Pezão no 1º round no mesmo UFC 146 e se credenciou para a disputa.

Diga-se de passagem que os dois atletas já se enfrentaram no UFC on Fox 1 no dia 12 de novembro de 2011, onde Junior Cigano nocauteou Cain Velasquez – era o campeão – e se tornou o novo detentor do Cinturão da categoria.

Junior Cigano


Nome: Junior dos Santos Almeida

Apelido: Cigano

Nascimento: dia 12/09/84 na cidade catarinense de Caçador.

Idade: 28 anos

Cartel no MMA: 15 vitórias e uma derrota. Já lutou e venceu nove vezes no UFC.

Especialidade: Boxe

É o atual campeão do UFC, título conquistado no dia 12 de novembro de 2011 ao nocautear Cain Velasquez. Cigano vem da primeira defesa de cinturão onde nocauteou o americano Frank Mir no UFC 146 no dia 23 de maio.

Cain Velasquez


Nome: Cain Ramirez Velasquez

Nascimento: dia 28/07/82 na cidade de Salinas, California, (EUA).

Idade: 30 anos

Cartel no MMA: 10 vitórias e uma derrota. Já lutou nove vezes no UFC, com uma derrota.

Especialidade: Quedas.

É ex-campeão dos pesados do UFC, título conquistado no UFC 121 no dia 23 de outubro de 2010 ao nocautear o americano Brock Lesnar. Vem de vitória sobre o brasileiro Antônio Pezão Silva no UFC 146 no dia 23 de maio.

REVANCHE:

Diga-se de passagem que os dois atletas já se enfrentaram no UFC on Fox 1 no dia 12 de novembro de 2011, onde Junior Cigano nocauteou Cain Velasquez – era o campeão – e se tornou o novo detentor do Cinturão da categoria.

A LUTA:

Cigano é o favorito na batalha. Possui mãos rápidas e com extrema potência, detendo atualmente a trocação (luta em pé) mais temida do MMA e sua estatégia deverá consistir em manter a luta em pé e tentar o nocaute.

Desde que Junior Cigano pisou no octógono mais famoso do mundo, empilhou nove arrasadoras vitórias, a saber: Fabricio Werdum, Stefan Struve, Mirko Cro Cop, Gilbert Yvel, Gabriel Napão Gonzaga, Roy Nelson, Shane Carwin, Cain Velasquez e Frank Mir.

A edição será a última do ano, sendo que em 2012 o UFC bateu todos os recordes, seja em número de eventos seja em audiência, popularizando ainda mais o MMA.

Vídeo da análise dos combates aqui.

A análise dos combates aqui.

Countdown do UFC aqui.

Pesagem oficial do UFC aqui
Vlog de Dana White aqui.

Acompanhe também pelo twitter aqui.

Confira o card do evento, sujeito a alterações:

Junior Cigano dos Santos vs. Cain Velasquez (título pesados);

– Joe Lauzon vs. Jim Miller;

– Tim Boetsch vs. Constantinos Philippou;

– Alan Belcher vs. Yushin Okami;

- Derek Brunson vs. Chris Leben;

Lutas Preliminares

– Brad Pickett vs. Eddie Wineland;

– Byron Bloodworth vs. Erik Perez;

– Melvin Guillard vs. Jamie Varner;

– Myles Jury vs. Michael Johnson;

– Philip De Fries vs. Todd Duffee;

– Leonard Garcia vs. Max Holloway;

– Chris Cariaso vs. John Moraga.

” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas no jornal Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.

Bookmark and Share

AO VIVO: a pesagem de "Cigano vs. Velasquez"

28 de dezembro de 2012 0

Neste sábado acontecerá o UFC 155 diretamente do MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, Estados Unidos.

Acompanhe aqui uma cobertura ao vivo, com os duelos preliminares começando por volta das 19:00hs (horário de Brasília).

Siga no twitter @cajufreitas

Na luta principal da noite, o catarinense Junior Cigano colocará o seu título dos pesados em disputa  contra o americano e ex-campeão Cain Velasquez.

Hoje -  véspera do evento – acontece a pesagem oficial, com a aguardada encarada entre os lutadores.

Tudo sobre o UFC 155 aqui.

Confira a pesagem oficial direto de Las Vegas (a partir das 22 hs):



” Acompanhe também Caju Freitas sempre às quintas no jornal Zero Hora, aos sábados 20hs na Rádio Atlântida e com drops diários, às segundas no TVCom Esportes e aos sábados no RBS Esporte”.


Bookmark and Share