clicRBS
Nova busca - outros
31 dez11:30

Quase mil pessoas conferiram colheita da uva em Tucunduva na 2ª edição da Vendimia

Produtores de uva e vinho – de Tucunduva, Tuparendi, Porto Mauá e Três de Maio – associados à Coopervino celebraram a colheita com a realização da 2ª Vendimia.

Com 35 hectares da cultura plantados em Tucunduva, a expectativa é de uma produção superior a do ano passado. A celebração da colheita é chamada pelos italianos de vendimia, termo que deu nome ao evento que, em sua segunda edição contou com público de quase mil pessoas nas últimas quinta e sexta-feira de 2011 (29 e 30/12).

Segundo o engenheiro agrônomo e assistente técnico regional (ATR) de Fruticultura, Gilmar Vione, Tucunduva é o maior produtor de uva e vinho entre os municípios de abrangência do escritório regional da Emater/RS-Ascar Santa Rosa, com um total de 40 produtores e produção de 525 toneladas em uma área de 35 hectares, gerando uma média de 13t/ha.

_A região toda conta com uma área total de 79,10 hectares que, na última safra, produziu cerca de 1,1 mil toneladas_ destacou. Enquanto que a produtividade média do Estado ficou em 18t/ha e 16t/ha para a uva de indústria e mesa, respectivamente; os 129 produtores da região conquistaram uma média satisfatória para parreiras recém iniciadas, que não atingiram o auge de produtividade: 13,5t/ha (uma de indústria) e 10,8t/ha (uva de mesa).

“Colhe e pague”

A festa conta com exposição e degustação de geléias, sucos, vinhos, vinhos doces (caldo que ainda não completou a fermentação) e outros produtos coloniais. “Além dos visitantes poderem comprar uvas no sistema ‘colhe e pague’, destacou o engenheiro agrônomo e chefe do escritório municipal da Emater/RS-Ascar de Tucunduva, Jonas da Silveira. O evento busca ainda mostrar a importância de agregar valor à produção por meio de produtos agroindustrializados e incentivar a produção diversificada com o objetivo de implementação da renda.

Com a palavra, quem entende de uva

_Em algumas propriedades, a produtividade de determinadas espécies chegará de 18 a 20 t/há_comemora o pequeno produtor e presidente da Coopervino, Lauro José Grando.

____________________________________________________________________________________________

_Hoje em dia não se esmaga mais a uva com os pés, mas sim com o pensamento e a inteligência. É preciso muito estudo e conhecimento, aperfeiçoamento e assistência técnicos, qualificação tecnológica para a elaboração de um bom vinho, levando em conta o aspecto da uva, como grau da doçura e correção da acidez_ enfatiza o presidente da Prodemirs e vice-presidente da cooperativa, Djalma Turra.

_____________________________________________________________________________________________

_ A estiagem não é condição favorável a nenhuma cultura, mas no caso da uva, a não ocorrência de chuvas neste período de maturação favorece a sanidade e aumenta o teor de açúcar. O que reflete em melhor qualidade, tanto da fruta fresca quanto dos seus derivados (vinhos, sucos, geléias)_ avalia o engenheiro agrônomo e assistente técnico regional (ATR) de Fruticultura, Gilmar Vione

Informações: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar Regional de Santa Rosa

Por

Comentários