clicRBS
Nova busca - outros
16 fev13:28

Em situação de emergência, Três de Maio investe em abastecimento de água e distribuição de cestas básicas a atingidos pela seca

Após decretar situação de emergência em função da seca, Três de Maio investe em ações que minimizem os efeitos da escassez de chuva. O município foi habilitado junto à Defesa Civil do Estado a receber o valor de R$ 51.900,00, que será aplicado na aquisição de recipientes com capacidade para 20 litros de água mineral, caixas d’água de mil litros, cestas básicas, revitalização de bombas de água e combustível.

Na tarde desta quarta-feira, dia 15, a Prefeitura recebeu 790 recipientes de água mineral que serão distribuídas às famílias do interior do

Foto: Ramone Pacheco, divulgação

município que não dispõem de água potável. Até o final da semana devem chegar 120 cestas básicas. A previsão de entrega de 22 caixas d’água é para a semana que vem.

Ainda, de acordo com o secretário municipal de Agricultura Valdir Ortiz, o município já recebeu 5 mil litros de óleo diesel para abastecer a frota de maquinário que faz frente no auxílio ao combate à estiagem.

_Este combustível está sendo usado em três caminhões; uma draga; um trator esteira e três retroescavadeiras_ destaca.

O maquinário está sendo utilizado para a entrega de água, obras de abastecimento e aberturas de bebedouros.

Ortiz explica que os caminhões estão sendo utilizados na entrega de água para Barrinha, Tiradentes, Esquina União e Lajeado Cachoeirão; o trator esteira para a abertura de bebedouros em Consolata; uma retroescavadeira conclui a rede de água que beneficiará 17 famílias de Lajeado Cachoeirão; outra retroescavadeira está sendo utilizada nas localidades de Nossa Senhora de Lurdes, Navegantes, Nossa Senhora das Dores e Santo Antônio, pertencentes ao distrito de Consolata, onde estão sendo abertos bebedouros; e em Distrito Quaraim uma retroescavadeira trabalha na abertura de bebedouros e uma draga dá conta dos locais de difícil acesso.

De acordo com o prefeito em exercício, João Mella Neto, nos próximos dias, o maquinário irá se concentrar no atendimento emergencial de famílias que não dispõem mais de água nos açudes, para saciar a sede do gado.

_Se não chover logo, não iremos conseguir atender a demanda de abertura de bebedouros e de entrega de água_ pondera.

Por

Comentários