clicRBS
Nova busca - outros
30 mar15:07

Rede social “literária” ganha força na região

As redes sociais assumem uma parcela de nosso tempo – e de nossas vidas – cada vez maior. Com o intuito de aproximar as pessoas e criar novas redes de relacionamento, elas nos levam a interagir, realizar novas descobertas e estabelecer vínculos com diferentes ideias. Por outro lado, a internet não substituiu a paixão pelo papel, como muito se previa. Pelo contrário, as duas paixões podem ser fortes aliadas.

É o que procura mostrar uma iniciativa de três santo-angelenses, que juntos, criaram uma “rede social literária”. E já são duas mil pessoas, que gostaram da ideia e se cadastraram no “tempresto”, que foi colocado no ar neste mês e já ganha força em diferentes pontos do país.

O site, que já tem quase 14mil livros cadastrados, permite que os amantes da literatura – e das redes sociais – possam organizar suas bibliotecas pessoais e permitir o empréstimo de livros entre ‘amigos’ que façam parte da rede.

_Temos usuários de todos os perfis no site, de mais de 300 cidades do Brasil. O que percebemos é uma grande aceitação do site por estudantes, tanto de ensino universitário quanto de ensino médio e fundamental. Os alunos de curso superior podem colocar os livros técnicos, que poderão ser emprestados para colegas de outros períodos. E alunos de escolas podem ser estimulados por seus professores a cadastrar seus livros e pedirem emprestados ou emprestar para os colegas_ destaca um dos idealizadores do tempresto, o engenheiro agrônomo Renato Barrocas Moreira, 44 anos.

Moreira, juntamente com o professor universitário de Computação na URI, Denilson Rodrigues da Silva, 37 anos, e o desenvolvedor de sistemas Kelven Campos, 26 anos, idealizaram o site em 2007, quando foi colocado no ar pela primeira vez. No entanto, era preciso aprimorar.

Depois de dois anos de trabalho para transformar o “Tempresto” em uma rede social literária, ele voltou ao ar no início de março de 2012.

A expectativa é transformar a rede em uma referência de interação e troca de livros, atendendo de forma especial aqueles que não tenham condições de comprar.

_O Tempresto irá democratizar o hábito da leitura, pois os livros não foram criados para ficarem parados em uma biblioteca. Cada vez que soubermos que um leitor foi estimulado ou iniciou seu hábito de leitura através do Tempresto, nossa missão estará valendo a pena_ afirma Moreira.

Como funciona

1. O internauta deve acessar www.tempresto.com.br e fazer seu cadastro, com informações básicas do usuário e cidade, pois as buscas de amigos podem ser feitas baseadas nestes dados.

2. A ideia central do Tempresto é gerenciar a biblioteca do usuário. Ele irá fazer o cadastro virtual dos seus livros físicos. Ou seja, o usuário vai cadastrar no site todos os livros que possui na estante de sua casa. Até mesmo uma foto de sua biblioteca pode ser colocada no site.

3. A partir do cadastro dos livros, o usuário irá convidar e procurar amigos (por e-mail ou através do site) em sua cidade ou fora dela. A partir dai poderá ver os livros que os amigos têm em suas estantes e também pedir e emprestar livros, totalmente sem custos.

4. O Tempresto irá gerenciar todo o processo do empréstimo, desde os recados que podem ser enviados, a data da entrega e devolução e uma avaliação do usuário que pegou o livro emprestado.

5. Leitor aniversariante: Os usuários também podem colocar informações sobre livros que querem ler, querem emprestados, querem ganhar. O Tempresto irá avisar os amigos que o usuário está de aniversário e os livros que ele quer ganhar de presente. Além de informar os amigos que possuem os livros que quer ler ou quer emprestado.

6. Cunho empresarial: As empresas podem cadastrar suas bibliotecas (que muitas vezes são pequenas) como um usuário e ter seus funcionários como amigos no Tempresto.

7. Uma lista dos livros que o usuário já leu em sua vida também pode ser feita no Tempresto. Todos poderão ter um histórico dos livros que leu até hoje, desde criança.

8. Quer saber mais dessa rede social? Clique aqui e acesse a página

Por

Comentários