clicRBS
Nova busca - outros
10 abr15:56

Com escassez de chuva, travessia de trecho do Rio Uruguai pode ser feita a pé

Foto: Vilson Winkler, divulgação

Vilson Winkler, leitor-repórter

Enquanto balsas e embarcações são normalmente necessárias para a travessia do Rio Uruguai em Porto Mauá, brasileiros e argentinos tem a possibilidade de fazê-la a pé, se assim desejarem.

Com a escassez de chuva, o nível do rio Uruguai está significativamente abaixo do normal. Na Comunidade de Volta Grande, a largura do rio em linha reta é de 770 metros, sendo possível atravessar caminhando transversalmente em torno de 1.000 metros por cima das pedras do leito do rio. O único obstáculo de travessia a pé é o canalão, que possui aproximadamente 15 metros de largura.

O baixo nível do rio também favoreceu o surgimento de pequenas piscinas naturais e formação de córregos com quedas de água. Na água quase transparente, é possível visualizar caramujos e alevinos que ficaram presos às poças de água nas rochas.

Também é comum a presença de diversas garças se alimentando dos que ficaram ilhados.

Além da estiagem, o que pode estar contribuindo com o baixo nível do rio Uruguai é a retenção de águas junto a barragem do Foz do Chapecó. A travessia de balsas continua normalmente, pois o trajeto é realizado onde o nível das águas é mais profundo.

Por

Comentários