clicRBS
Nova busca - outros
21 abr13:02

Obra sobre tragédia que vitimou 29 gaúchos é lançada em Santo Cristo

Em 120 páginas, a história dos 29 gaúchos que morreram no acidente entre um ônibus e uma carreta na BR-282, em Descanso (SC), foi formalizada em um livro. O lançamento da obra ocorreu no final da manhã deste sábado, em Santo Cristo, onde viviam 23 das vítimas.

O grupo de parentes e amigos saiu da linha Salto, comunidade do interior de Santo Cristo, com destino a Marechal Cândido Rondon, no Paraná, onde participaria de uma confraternização de bolão. No entanto, a viagem foi tragicamente interrompida depois de 340 quilômetros de viagem, às 3h dosábado de carnaval, 5 de março de 2011.

_O livro é uma verdadeira aula de jornalismo, da parte do autor, e de solidariedade, vinda da comunidade. Eu recomendo_afirmou o apresentador do Globo Esporte e narrador da RBS TV Paulo Brito, que escreveu o prefácio do livro, e participou do lançamento. Ele veio acompanhado do diretor de esportes da RBS TV e TV COM Gustavo Manhago.

A solenidade ocorreu no lonão de cultura, montado no Parque de Exposições de Santo Cristo. Sobreviventes da tragédia, representantes da comunidade de linha Salto, autoridades, escritores e visitantes da 3ª Mostra da Agricultura Familiar acompanharam a apresentação da obra “Descanso”, de autoria do juiz aposentado, natural e morador de Santo Cristo, Adair Philippsen, 54 anos.

_Para compor essa obra, a participação da comunidade foi fundamental. Eu preciso agradecer a todos os familiares que abriram individualmente seus sentimentos e permitiram que eles se tornassem públicos_afirmou o autor.

O livro dividido em 18 capítulos registra momentos marcantes e intrigantes da tragédia: o momento da colisão, o motivo da viagem, os presságios, o resgate e a biografia das vítimas.

Paulo Brito, autor do prefácio do livro, também esteve no lançamento

Por

4 Comentários »

  • Claudia Wagner disse:

    Uma justa homenagem a quem partiu e a quem ficou. É a prova da união de uma cidade para superar a dor dessa tragédi, mostrando ao mundo que é possível seguir em frente…

  • Marco disse:

    Acompanhei o drama do pessoal da Linha Salto, com a morte de muitos parentes e outros. Gostaria de adquirir o livro p/ conhecer a história das pessoas. Sou do Estado do Paraná. Se alguem me informar a forma de comercialização, fico grato.

  • Anelise disse:

    Sugiro ao autor do livro e à editora que a renda do mesmo seja destinado a alguma instituição como, por exemplo, Apae, ou mesmo alguma ONG que tenha ações voltadas à conscientização no trânsito, para dar um sentido maior a este livro e para fazer com que esta tragedia seja lembrada, não só pelas perdas irreparáveis que houveram, mas por ações de solidariedade que podem fazer toda a diferença na vida de um ser humano. “Fazer valer a pena”…

  • Vilson Lauxen disse:

    Parabéns ao Dr. Adair Philippsen pela iniciativa. Apesar de toda a dor, vivida pela comunidade, fica a solidariedade e a perpetuacao daqueles que participaram do doloroso e aftidico evento.

Comentários