29 mai09:18

FIM DO MISTÉRIO: piloto que fez pouso forçado se apresenta à Polícia

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

Assustado com a repercussão que gerou o pouso de emergência de  um avião experimental no sábado, em Ijuí, o piloto que abandonou a  aeronave em uma lavoura se apresentou nesta segunda-feira à Polícia  Civil, que não encontrou indício de crime no incidente.

Após explicar que tem licença para voar e que ocorreu uma pane, o  piloto pediu que sua identidade não fosse revelada.

Segundo funcionários do hangar onde o avião fica guardado, dois dos  quatro donos realizavam testes na tarde de sábado. A aeronave apresentava problemas no motor, forçando a descida, a pouco mais de 1 km da pista de aterrissagem. Os pilotos conseguiram escolher um local plano, em uma lavoura, para realizar a descida.

—  Vimos o avião perdendo altura e, ouvimos um barulho forte. Fui até lá. Estavam os dois (pilotos) assustados e pediram que eu os levasse até o aeroporto. Dei uma carona e retornei. Neste meio tempo uma vizinha chamou os bombeiros, por isso não encontraram os pilotos – conta um agricultor, que não quis se identificar.

Na tarde desta segunda-feira, a aeronave permanecia no mesmo local.

— Ninguém nos procurou. Se chover, vamos plantar trigo na área. Caso o dono ainda não tenha aparecido vamos rebocar com um trator – afirma Élvio Gonjoroski, dono da lavoura.

Após o piloto explicar à polícia que tinha licença, o caso foi arquivado.

— Não encontramos indício de crime e não temos competência para avaliar o tipo de licença necessária. Não temos o que investigar – explica o delegado Bruno Oliveira.

Por

Comentários